28 jun 2016

11 meses da BabyBossinha Stella

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

11 meses-stella

Fiquei grávida, passei mal durante os 4 primeiros meses, ela nasceu transbordando uma surpresa radiante – afinal era uma menina!, contrariando alguns e afirmando nossas suspeitas e o que muitos disseram durante as 41 semanas, inclusive seu irmão. Ficamos 5 meses interruptos juntas. Período em que sofri novamente a falta da minha mãe e amadureci. Voltei a trabalhar e vejam só…do período em que ela nasceu até agora, já se passaram 11 meses. Isso significa que ela fará 1 ano no próximo mês. Um ano!

É clichê, mas foi num piscar de olhos. Até outro dia eu tinha um recém-nascido que só queria o colo da mamãe e acordava ao ser colocada em qualquer outro lugar que não fosse o meu colo. Hoje ela desbrava nosso apartamento inteiro, tem uma queda pelos cômodos dos quais mais tento deixá-la longe: banheiros e cozinha. Dia desses o irmão estava fazendo xixi, quando pego a BabyBossinha em pé do lado dele enfiando a mão na privada. Os dois levaram bronca, ele por continuar fazendo xixi com a menina ali enfiando a mão e ela por ser tão atrevidinha. Noutro dia, ela estava na cozinha comendo ração da Capitu. Pareceu não gostar muito, pois peguei ela tirando da boca e fazendo careta. Há que se colocar portão de segurança na cozinha e um bilhete na porta do banheiro: mantenha a porta fechada!

Eu preocupada em comprar um livro daqueles “os primeiros 5 anos do bebê” já tenho muitas coisas a registrar e vou esquecer de tantas coisas novas que acontecem. A menina começou a engatinhar rápido e há um mês dá seus passos apoiando as mãos nos móveis.  O lar que antes era mais organizado, vive com brinquedos espalhados por todos os lados. O irmão pega carona aproveitando para deixar seus brinquedos jogados por aí. Mas tentamos não pegar leve com ele, explicando a todo instante que os seus brinquedos não podem ficar espalhados, que os menores precisam ser guardados, pois traz riscos a segurança da neném. Cansado de ouvir tantas recomendações, ele bufa: não precisa repetir, você já falou isso um milhão de vezes.

São 11 meses de muito amor, fraldas, choro e um menino de 5 anos que se tornou o irmão mais velho, com resposta na ponta da língua e birrento. Sabe as fotos nas redes sociais do menino lindo, sorridente e cheio de amor para dar?! Então, ele anda fazendo birra! Eu pensei que isso não chegaria a nos afetar, mas taí. Haja jogo de cintura e paciência. Mas a coisa mais incrível desses 11 meses, é ver essa relação de irmão se construindo. Ela olha ele com tanta admiração. E ele a olha com tanto amor. Está tudo bem se ele não perturbar o sono dela. Sim, porque ela dorme a noite toda e já perdi as contas desde quando isso aconteceu, foi sem mais nem menos, de repente, acho que lá pelo 5º mês. Só ela pode nos acordar, às 06:00 da madrugada e se ninguém se movimentar, ela berra, faz escândalo, porque alguma hora alguém há de atendê-la. Fora isso, não dá trabalho com nada. Dentes? Só dois, mas nenhum tirou nosso sono. Tirando a vez da conjuntivite, não tivemos mais nenhum contratempo, graças…!

11 meses-stella 2

Quase um ano como mãe de dois. E acho que o saldo tem sido positivo, a considerar que trabalhamos feito loucos, o pai com as crias atravessando a cidade, a mãe em outro ponto de transporte público, a gente se ajeita e vai encaixando as prioridades e necessidades. Ninguém para ajudar com as crianças, nem com a casa. Uma ajudante a cada 15 dias. Marido passando roupa. Não sei quanto tempo sem uma escapadinha só eu e o marido. Salários iguais. Sempre nos revezando. Nos amando. E também pensando: que saco!, é só uma fase!, já estou com saudade!, quero muito o terceiro!, eu não quero mais filho!, quem sabe daqui uns anos…!

De 0 a 5 nessa jornada da maternidade, acho que eu me daria 3,5 e ainda penso todos os dias como seria diferente ter minha mãe por perto. Não só para ajudar, mas para vivenciar essa experiência única com os netos. Às vezes ainda me pego pensando no quanto injusta foi a vida nessa parte…

Mas estamos aqui. Vivendo, saudáveis e felizes. Eu atrasada nos preparativos da festa de aniversário conjunta das crias. São 5  e 1 ano. Tem datas mais especiais? Quero fazer algo especial, mas também preciso de tempo para isso. Vivo e já morro de saudade da minha pitica bem pitiquinha e penso no quanto o segundo filho nos trás maturidade para tudo, desde o tratamento com ele, como com o primeiro filho, até para pensar num terceiro. Porque não é fácil equilibrar a vida com filhos + casa + trabalho + tufo que vem junto, mas o importante, o que fica mesmo, são as coisas boas da vida. Seria bem mais fácil reclamar, mas é muito mais gostoso valorizar o lado bom da vida. E os filhos tem um jeito extraordinário de nos mostrar o que realmente importa.

São 11 meses de Stellinda. São 11 meses como mãe de dois. São 11 meses mais felizes.

compartilhe!

5

comente!

5 respostas para “11 meses da BabyBossinha Stella”

  1. […] curto e me emociono com relatos de maternidade real. Esse é sobre ser mãe de […]

  2. Julia Costa disse:

    Gabi, parabéns para vc, para a Stellinha e para toda a família, porque, como dise a Talia ali em cima, é impossível não sorrir junto com vcs! É muito amor! De 0 a 5 eu te dou nota 5! Adoro vcs!!!

  3. Maternidade real: a gente vê por aqui!
    Ai, que texto lindo, Gabi! Me emocionei!
    Já te disse que a tua família me faz ter vontade de ter um segundo filho?
    E IMPOSSÍVEL não sorrir junto com a Stella!
    Parabéns pela linda família. Parabéns por escolher ver a vida do seu melhor ângulo 😉

    • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabi Miranda disse:

      Ta,
      você já disse isso e muita gente diz. Tenho medo disso. ahahaha Fico imaginando as pessoas se inspirando, tendo o segundo filho e depois ver que não é tudo isso. Tipo, tenho medo dessa responsabilidade. ahahahaha
      Olha, é maravilhoso pra mim. E tenho pensado muito no terceirinho. Claro, não é algo para agora, mas para ser amadurecido.
      É cansativo e eu sinto muito falta de ter alguém para ajudar, para poder contar nas horas de perrengue, mas a gente vai se virando nos 30.
      Obrigada pelo carinho de sempre.
      beijoooooo

  4. patricegu disse:

    Parabéns pra baby bossasinha Stellinda!!!

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.