24 jul 2017

Meu processo de coaching

Desde quando perdi minha mãe, me dei conta que meu mundo se dissolveu. Logo em seguida a Stella nasceu e percebi que a ordem e as prioridades da minha vida já não eram mais as mesmas. Antigos sonhos se diluíram para dar espaços a novos. Há dois anos exatos a Stella nasceu e com ela nasceu também a urgência de transformação e mudança. Pessoal e profissional. Sempre fui uma pessoa decidida e batalhadora, mas acho que nunca precisei da audácia necessária de agora. Por isso comecei meu processo de coaching. Tornei-me coachee.

Passada a fase de achar que precisava de uma consultora de estilo, ou de ir mais à igreja, descobri que é tempo de ter mais clareza das escolhas a serem feitas, de ter mais confiança, desenvolver as ideias e comportamento, de obter mais desafios, de maximizar meu potencial, de autodescobertas, de ser ao invés de ter!

Descobri que ser feliz é mais importante do que ter algumas coisas. Resolvi assumir que preciso fazer algumas mudanças. Sei que me dedicando 100% do tempo para meus filhos e casa não me faria feliz completamente. Mas meus filhos estão crescendo e sinto que estou perdendo a melhor fase da vida deles. E me dói perceber isso. Ainda mais quando penso que talvez nem tenha mais outro filho para que eu possa fazer algo diferente. E também não tenho outra vida. Está valendo essa aqui e agora que estou vivendo. Eu queria muito poder conciliar as duas coisas: trabalho e filhos. Mas como? Foi então que decidi fazer coaching.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

21 jul 2017

Porque estamos fazendo a mudança de escola das crianças

mudança de escola

Vida de mãe é cheia de emoção. Quando está tudo tranquilo, feito um mar calminho, vem uma onda forte e nos pega de surpresa. Sem contar as alterações constantes de fases. Conseguimos fazer a criança dormir na cama dela sozinha, aí vem a fase do medo de escuro e voltamos 3 casas nesse jogo da maternidade. O bebê largou a chupeta e logo vem a hora de largar a mamadeira. De repente, eles saltam do ensino infantil para o fundamental e lá vem mais uma fase de adaptação. Pois é, estamos passando uma fase de várias mudanças por aqui e entre elas, pela segunda vez, a mudança de escola. E todo mundo tem me perguntado porque estamos mudando as crianças de escola.

Nós amamos a escola atual das crianças, não aconteceu nada na escola que nos tenha feito tomar essa decisão. Mas a vida é uma grande transição que às vezes nos obriga a tomar decisões que muitas vezes não teríamos coragem se não fosse o empurrãozinho dela. Não sei se vocês já passaram por uma situação como querer mudar de endereço para morar mais perto do trabalho. A mudança de escola é algo desse tipo. Aconteceu algo definitivo que nos fez tomar essa decisão, mas essa escolha vem de encontro com alguns desejos meus de dar mais qualidade de vida para meus filhos, assim como passar mais tempo com eles. Meio que o Universo está conspirando para projetos futuros. É isso que estou encarando esse momento.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

19 jul 2017

Rotina de sono nas férias, como regular com a volta às aulas

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Sono

sono nas férias

As férias chegam bagunçando toda a rotina. Muitas famílias viajam e mesmo as que não viajam, acabam saindo da rotina sempre com a desculpa de que as crianças estão de férias e merecem ficar um pouquinho mais de tempo em frente à TV ou brincando. O ideal mesmo é manter a rotina durante as férias, principalmente porque as horas de sono não dormidas não podem ser recuperadas assim tão rapidamente. Além disso, a falta de descanso regular, pode atrapalhar a vida da criança, comprometendo também seu organismo. Com uma rotina desregrada, ela deixa até de ter uma rotina de alimentação adequada – o que influencia diretamente na qualidade do sono. Por isso, é importante manter a rotina de sono nas férias.

Eu sei que eu deveria ter feito um post antes de começar as férias, alertando sobre a importância de manter a rotina de sono nas férias. Como não fiz, fica aqui como um pedido de desculpas, algumas dicas para as famílias que fugiram da rotina de sono nesse período. Faltam alguns dias para as férias acabarem e é possível sim retomar com a rotina de sono antes de seu fim. O ideal é que 10 dias antes de voltar às aulas, as famílias façam ajustes na rotina das crianças. É muito importante, inclusive, que a rotina volte ao normal antes da volta às aulas. Quando a criança dorme horas suficiente para um sono restaurador, ajuda também no retorno às aulas, contribuindo para um melhor rendimento escolar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

12 jul 2017

15 sugestões para educar crianças feministas

Criar crianças feministas quer dizer educar crianças para que não haja diferença entre gêneros. Porque feminismo é isso, um movimento social que busca por direitos iguais entre gêneros. Nunca o feminismo esteve tão em alta e mulheres se sentem mais à vontade para falar como se sentem num mundo onde a desigualdade no mercado de trabalho, assédio e estupros são fatos crescentes. Sempre me preocupei em como educar um menino de forma a não criar uma diferença entre gêneros. Lá em casa, antes de existir a Stella, nunca teve esse negócio de rosa é de menina e azul é de menino. Mas então a Stella chegou e essa preocupação cresceu em mim. Ter uma menina significou pra mim um aumento gigante de responsabilidade. Eu vivo preocupada com os perigos que ela pode correr pelo simples fato de ser mulher.

O mesmo aconteceu com a autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, conhecida como um dos nomes mais importantes entre os leitores de literatura africana. Conheci a história dela através de um artigo que ela escreveu para a revista Vogue, no qual ela conta como a gravidez a levou para um momento de reflexão profunda.  Há anos ela se preocupava com a maternidade e a forma de educar uma criança. Mas foi quando uma amiga de infância lhe perguntou como deveria fazer para criar uma filha feminista, que Chimamanda colocou os pensamentos em ordem.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 jul 2017

Como fazer o bebê pegar a mamadeira

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

pegar mamadeira

Eu tinha muita resistência de fazer post sobre dicas. Esse blog nasceu com o intuito de compartilhar histórias. As nossas histórias. Com o tempo as leitoras começaram a me mandar perguntas de como eu fazia tal coisa e quando vi estava aqui dando alguma dica. Esse post inclusive, nasce de um pedido de uma leitora. Ela me procurou me pedindo uma dica para fazer seu bebê pegar a mamadeira.

Eu sou super a favor do aleitamento materno. E quem me acompanha aqui sabe o quanto eu sofri quando desmamei a Stella aos 5 meses. Vários fatores contribuem para uma mãe desmamar seu bebê muito cedo. E no meu caso, além de ter diminuído muito minha quantidade de leite, voltei a trabalhar nessa mesma época. No caso dessa leitora, o filho dela está com 1 ano e 3 meses e ela não pretende desmamá-lo, mas está muito exausta e precisa de ajuda para equilibrar a situação. Ela quer continuar oferecendo seu leite, só que na mamadeira.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

06 jul 2017

Casa segura nas férias com Check-Up Kids SulAmérica

Férias é tempo de cuidado redobrado com as crianças, por isso faça um check-up na sua casa

Nas férias de julho 2016, ganhamos um voucher para fazer o  Check-Up Kids – um serviço da SulAmérica Residencial para garantir a segurança das crianças dentro de casa. Na época, agendamos e o serviço foi realizado. Dois profissionais especializados chegaram em casa e verificaram todos os cantinhos e detalhes da nossa casa, indicaram o que fazer para tornar nosso lar ainda mais seguro para as crianças. A Stella estava desbravando a casa como se fosse o universo. O Benjamin já tem noção de perigo, do que pode e não pode, mas é sempre bom prevenir.

Móveis, tomadas, portas, dentro dos armários e vários outros itens foram checados. Ao todo não tivemos muita advertência, mas ganhamos algumas sugestões de melhorias. Em época de férias, resolvi compartilhar aqui essas sugestões.

Lavanderia/área de serviço 
No armário da lavanderia estávamos armazenando sacolas e uma garrafa de água sanitária na parte de baixo. A sugestão foi subir esses itens para as prateleiras mais altas. Sacolas oferecem perigo de asfixia e a água sanitária pode ser ingerida por uma criança menor de 3 anos que não sabe o que é aquilo. Outra dica é colocar trava na porta do armário.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

04 jul 2017

Mães de A a Z – o blog indo para a telona e para a telinha

Nasceu o Mães de A a Z! Era para eu ter falado ontem sobre isso, mas a correria me impediu. Quem nos acompanha nas redes sociais, já sabe que eu e a Kah do blog Vida de Mamãe Moderna estamos no comando do programa regional Mães de A a Z, na TV Grande ABC. É um projeto lindo! Surgiu através de um convite da TV para a Kah e a louca quando veio me falar disse que só aceitaria se eu entrasse com ela nessa empreitada. Na mesma hora eu falei: Siiiiim!

maes de a a z

Gente, eu tinha o sonho de ocupar o lugar da Ana Paula Padrão na bancada do Jornal da Globo! Rá! Como não aceito uma proposta dessas? (risos)

Vi nesse convite uma oportunidade muito bacana. Não era simplesmente para fazer um programa qualquer. Era para falar sobre um assunto que  faz meus olhos brilharem: maternidade! E o que está mais perto do meu sonho de vida atual: trabalhar com maternidade, contribuir e ajudar de alguma forma as pessoas que me acompanham aqui no blog. Mais: espalhar informação de qualidade.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

28 jun 2017

Como lidar com a criança que morde?

Dizem que faz parte do desenvolvimento, mas o que fazer com a criança que morde?

 

criança que morde

Lembro até hoje da primeira vez em que o Benjamin chegou mordido da escola. Foi uma das sensações mais ruins dessa tal maternidade. E na outra semana ele voltou com outra mordida. E depois outra. Até que eu briguei com a escola. Eles tinham que tomar alguma medida junto aos pais da criança que morde. Como resposta veio, pela primeira vez, que ele havia mordido o coleguinha.

É muito desagradável quando é o seu filho a criança que morde. Até que um dia o menino me mordeu e eu, por reação, o mordi de volta. Na teoria, é claro que não se deve responder com a mesma moeda. O fato é que o menino nunca mais mordeu ninguém.

Esse comportamento é comum entre as crianças de 1  a 3 anos. Mas não podemos deixar que isso vire um hábito como se fosse algo normal. É nossa tarefa ensinar nossos filhos a se comportarem de maneira aceitável, ninguém pode sair por aí batendo ou mordendo as pessoas.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

26 jun 2017

Onde comprar sapato infantil em São Paulo

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Produtos

Você sabia que Birigui, uma cidade do interior de São Paulo, é a capital do calçado infantil? E que esse é o lugar ideal para comprar sapato infantil? Eu não sabia até descobri recentemente ao receber um presente para a Stella da loja B+B. A cidade fica a 540 km da capital paulista e é considerada o maior pólo industrial da América Latina especializado em calçado infantil. É responsável por 52% do produto comercializado no país.  Ou seja, muitos sapatos usados por nossas crianças no Brasil, é produzido em Birigui. E muitas vezes pagamos caro num sapato com marca famosa e não sabemos a história dele.

Se refletirmos a fundo, imaginamos que diversas empresas produzem milhões de pares por ano e consequentemente geram empregos. E tem também um outro lado. Envolve mães e pais empreendedores, que buscam qualidade de vida e mais tempo com seus filhos. Pessoas que se arriscam em algum segmento para transformarem suas vidas. E é aqui que começa a inspiração desse post. Semanalmente, recebemos lá em casa vários produtos, muitos bacanas e dos quais compartilho com os leitores nas redes sociais. Entre eles, recebi dois pares de sapatos incrivelmente lindos para a pequena. A Eduarda, havia entrado em contato comigo dizendo que era minha fã e que queria muito enviar um presente para a Stella e se eu poderia passar nosso endereço. Uau! Senti-me lisonjeada.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 jun 2017

Chácara Turma da Mônica uma alternativa para aniversários infantis

por
Gabi Miranda

Destaque, Festas

Benjamin teve duas comemorações de aniversário, sendo uma delas na Chácara Turma da Mônica e hoje conto como se deu a escolha.

chácara turma da mônica

Decidimos fazer uma festa pequena para o Benjamin, mas no último minuto do segundo tempo, meu pai achou uma pena não celebrarmos com a nossa família toda e achou que deveríamos pelo menos juntar a família num almoço. Aí lá vou eu procurar uma alternativa que pudesse agradar a todos, mas principalmente as crianças. Afinal, se era um aniversário infantil, não faria sentido ser um almoço num restaurante onde as crianças não fossem bem-vindas ou tivessem que ficar sentadas do início ao fim.

Passei um dia buscando opções que pudessem agradar os dois públicos: adultos e crianças. Aliás, me surpreendi que eu nunca tivesse feito um post sobre restaurantes que não só recebem bem os pequenos, mas que tivessem espaços kids. E me surpreendi ainda mais não ter encontrado pela internet informações atualizadas a esse respeito. Depois de ter ligado em diversos lugares e feito várias pesquisas, me lembrei da Chácara Turma da Mônica. Eu já tinha sido convidada na época do lançamento, mas não pude ir por compromissos profissionais. Passou e acabei nem conhecendo o local depois. Li e ouvi que se tratava de um lugar caro. Porém, tinha ligado em diversos lugares que ofereciam espaço kids e todos com o ticket médio de R$ 85,00, sem contar bebida, sobremesa e 10%.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

Página 1 de 26123456...Última