22 maio 2017

Porque é importante apresentar novos alimentos às crianças

por
Gabi Miranda

Alimentação, Destaque

Acredito que não tenha nada mais trabalhoso na criação de uma pessoa do que fazê-la se alimentar corretamente, afinal, nem a gente consegue evitar cair em tentações como chocolates, frituras, etc. Então, como exigir de um serzinho que está começando a descobrir novos sabores, que acredite que as verduras sejam realmente deliciosas?

comida delivery

A melhor resposta para esta questão é: fazendo com que a hora da refeição seja uma experiência divertida – e para isso, existem alguns truques que podem ser utilizados. E não se desespere! Pois em alguns dias vai dar certo, em outros, nem tanto. Só não pode desistir!

Uma boa dica, se a pessoa for boa na cozinha, é fazer com que a criança participe do momento de preparar o alimento – mesmo que seja um simples sanduíche. Afinal, se ela fizer parte de sua confecção, vai se sentir especial, mais adulta – principalmente se for pequenininha – e isso vai animá-la.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

19 maio 2017

Seu leite pode salvar vidas

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Maternidade

A Baby Dove lançou na semana passada uma campanha em defesa da doação de leite materno, “Seu leite pode salvar vidas“. O projeto é realizado em parceria com o Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros e com a Uber, incentiva mulheres a doarem leite maternos e sensibiliza a sociedade sobre a importância da doação.

Seu leite pode salvar vidas

O fato é que poucas pessoas conhecem a função dos bancos de leite. E poucas sabem que o leite humano é mundialmente aceito como a primeira fonte de nutrição, sendo um importante alimento para frear a taxa de mortalidade e ajudar a salvar a vida de bebês prematuros.

O objetivo da campanha “Seu leite pode salvar vidas” é sensibilizar e inspirar através de uma mensagem positiva para aumentar o número de mães que doam leite materno, contribuindo assim para salvar a vida de milhares de bebês prematuros no país.

Desde seu nascimento, em 2014, a marca Baby Dove fala da ansiedade vivida pelas mães ao terem seu primeiro filho, causada pela pressão de serem ‘mães perfeitas’. E acredita que as mães que conseguem se libertar dessas pressões e confiam em sua intuição e em sua forma de cuidar de seus filhos, são mais felizes e seguras.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

15 maio 2017

Por que controlar as finanças é um ato de amor

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

controlar as finanças

Segundo Mara Luquet, colunista da Rádio CBN e Jornal Globo, as mulheres são as maiores vítimas de pobreza na terceira idade. De acordo com uma pesquisa sobre o que os brasileiros acham mais importante na velhice, ser independente financeiramente e ter saúde física, são itens em último lugar da lista. Portanto, Mara acredita que controlar as finanças é um ato de amor e aconselha:

O melhor investimento para o filho é a mãe cuidar de si própria. Ser inteiramente independente financeiramente. Porque se você estiver financeiramente bem, você pode, inclusive ajudar seus filhos se eles precisarem.

Controlar as finanças é um ato de amor

Nunca tinha pensado no assunto dessa maneira até assistir a palestra de Mara Luquet no 3º Seminário de Mães. Aliás, acho que nunca pensei. Eu pago uma previdência privada pra mim e outra para o Benjamin (preciso fazer a da Stella), mas nunca tinha pensado que ser independente financeiramente na terceira idade é uma forma de cuidar de mim. Tenho uma visão bem romântica da maternidade. Imagino que vou criar meus filhos e eles crescerão pessoas incríveis que me amarão acima de tudo e jamais me largarão de lado. O que vejo por aí é uma realidade um pouco diferente. Analisando por mim. Minha mãe deu a melhor criação, me tornou uma pessoa boa, mas saí de casa aos 20 e poucos anos e fui atrás da minha independência. Ajudava minha mãe no que era possível, mas não dava, por exemplo, uma mesada e tínhamos nossas diferenças em relação ao dinheiro.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

11 maio 2017

Filha de mãe solteira com muito orgulho

Outro dia comentei no instagram que a história da mãe do Marcos Piangers era muito parecida com a história da minha mãe. Choveu de gente me mandando mensagem compartilhando sua história e falando que não sabia que eu era filha de mãe solteira. Pois bem, sim, sou filha de mãe solteira. Acho que nunca tive dimensão exata do que isso significava e vim ter só na vida adulta e com exatidão das dificuldades, após a minha maternidade.

filha de mãe solteira

Sempre admirei minha mãe. Sempre a achei uma mulher porreta. Ela criou duas filhas sozinhas. E não apenas por isso, mas pela história de vida dela. Por todos os desafios, por todas as suas escolhas, por tudo o que ela enfrentou, pela coragem e alegria de viver que permaneciam vivos dentro dela. Das escolhas, eu contaria aqui uma delas, mas não tenho esse direito. Foi algo que só no fim da sua vida, reconheci o tamanho do sofrimento que ela carregou.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

08 maio 2017

O que você quer de dia das mães?

Dia das mães

Toda mãe quer vale-banheiro, uma noite inteira de sono, tempo pra ler ou para rever as amigas, presente de dia das mães não falta. Só quem é mãe sabe o quanto é maravilhoso e enriquecedor esse cargo, mas também o quanto é cansativo. Vivemos ligadas mesmo dormindo, muita coisa para pensar, tem o medo de errar, a vontade de querer ser a mãe perfeita e a culpa para nos assombrar vez ou outra. A responsabilidade é grande: participar e promover uma vida para que nossos filhos cresçam bem e saudáveis.

Estão aí as infinitas (e emocionantes) propagandas sobre as mães rolando desde abril e que não me deixam mentir. Mãe tem uma missão importante! Acompanhar, proteger – não em demasia, ensinar o caminho, deixar ir e estar sempre pronta para receber de volta. Mãe também não está pronta para ser mãe, nos construímos nessa relação transformadora que é a maternidade. Mãe é um ser humano como qualquer outro, sendo assim temos nossas próprias limitações. Mãe vale ouro (e não é de ferro). Amamos incondicionalmente. Mas temos vontade de jogar tudo para o alto sim, às vezes gritamos, perdemos o controle, incontáveis vezes, a paciência – principalmente quando a criança faz manha bem na hora que precisamos sair, quando pela milésima vez colocamos o bebê no berço e ele arregala os olhinhos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

03 maio 2017

Como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com crianças

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

Sempre gostei de viajar e lembro que quando fiquei grávida do Benjamin lamentei que demoraríamos para fazer uma viagem internacional novamente. Mas o Ben nasceu e de lá pra cá já fizemos três viagens internacionais e outras nacionais. Então, chegou a Stella e falei “agora ferrou, vai ficar mais difícil viajar”. Bom, em seu primeiro ano de vida fizemos algumas viagenzinhas nacionais e agora, em seu segundo ano, faremos nossa primeira viagem internacional nesse formato maior da família. O meu receio nunca foi o de viajar com duas crianças. Mas como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com crianças.

As pessoas ficam chocadas quando falamos que vamos fazer uma viagem internacional com as criança. Nos chamam de loucos. Primeiro, por viajar pra tão longe com duas crianças. Segundo, pela questão financeira. Muitas pessoas já me perguntaram como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com as crianças. De fato, é tanto gasto, que tudo precisa ser colocado na ponta do lápis. Precisa trabalhar muito. Pesquisar muito. Poupar muito. E é possível sim fazer a viagem dos sonhos com a família toda caber no orçamento.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

tags: ,

24 abr 2017

Higiene do sono

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde, Sono

É fundamental criar uma rotina para hora do sono. E isso inclui uma higiene do sono. Mas o que é higiene do sono?

higiene do sono

Higiene do sono é uma espécie de limpeza nas atividades antes de dormir. É a calmaria para entrar a rotina do sono.

Consiste em uma hora antes de iniciar o ritual do sono, entre 18h e 19 horas, propor a criança atividades mais tranquilas, como contação de história, desenhar, brincar de blocos de montar. A partir do momento que começar a rotina do sono, fica proibido a criança ter acesso TV, tablet ou celular, pois qualquer um desses eletrônicos emite luz e inibe a melatonina – um neuro-hormônio relacionado à regulação do sono. Por volta das 19h e 20 horas, a produção de melatonina sobe e adrenalina desce. Com a adrenalina baixa, a criança tem mais facilidade para pegar no sono.

Leia também: mitos e verdades sobre o sono

.
Por volta das 19h a criança deverá dar os sinais de sono, então chegou a hora de colocá-la na cama. Explique que chegou o momento de dormir, coloque o pijama, escove os dentes, leve para o quarto, conte uma história e boa noite! O adulto poderá ficar no quarto até que a criança adormeça.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

17 abr 2017

Nossa Páscoa no Pico do Jaraguá

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Família

Normalmente, estamos viajando no feriado de Páscoa, mas esse ano decidimos ficar em casa em todos os feriados do mês de abril. O nome disso: contenção de custos. Rá! E foi a melhor decisão que tomamos. Curtimos nossa casa, nossa família, tudo em meio a muita paz de espírito. Na sexta ficamos em casa. Sábado oferecemos um almoço para nossa família. Foi o primeiro almoço de Páscoa que realizamos em casa, no qual reunimos minha irmã e meus sogros. Foi um dia tranquilo e sereno. No domingo, acordamos  e estava um desses lindos dias de sol que amo. Sem nada combinado, resolvemos fazer um passeio no Pico do Jaraguá.

Pico do Jaraguá

Nunca tínhamos ido ao Pico do Jaraguá e esse lugar estava numa lista antiga de passeios que desejava fazer, quando a Stella nem existia. É conhecido como o ponto mais alto da cidade de São Paulo e oferece uma maravilhosa vista da capital. Achei uma mistura de Floresta da Tijuca com Pão de Açúcar, só que paulistano.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: , ,

12 abr 2017

A mãe dedicada

Não basta ser a mãe dedicada, você também tem que seguir tudo do jeito que os outros falam

 

a mãe dedicada

O bebê nasce e ao nosso lado estão avós, vizinhos, tias, médicos, enfermeiras, todo mundo palpitando em como você deve cuidar do seu filho. A criança cresce mais um pouquinho e sempre tem um palpiteiro de plantão dizendo “ah, ela tá com fome”. “está com sono”. “coloca ela pra dormir”. “essas crianças não saem de frente da televisão”. “ixi, o nariz está escorrendo, ele está ficando gripado”. “compra comida pra essa criança”. “essa criança vai ficar mal acostumada” e blá blá blá. Claro, as pessoas tem a melhor intenção do mundo! Parece que a mãe é que não tem.

É sempre mais fácil alguém apontar o dedo do que levar seu filho mais velho para passear, enquanto você fica com o recém-nascido. Ou palpitar em como você deveria cuidar melhor dos seus filhos, quando poderiam oferecer-lhe ajuda. Há algo que as pessoas não se dão conta! Mães, de primeira viagem ou não, sabem cuidar de seus filhos e o fazem muito bem. Porque a mãe se dedica a essa tarefa. Ela se prepara durante 9 meses e quando seu filho chega em seus braços, a mãe está pronta, embora não pareça, para dedicar-se à missão que tem pela frente.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 abr 2017

Precisamos melhorar o modo como nos tratamos e cuidamos um do outro

Precisamos melhorar o modo como nos tratamos

Precisamos melhorar o modo como nos tratamos e cuidamos um do outro

A Netflix lançou no primeiro final de semana de abril, a série 13 Reasons Why ou Os 13 Porquês , inspirada no livro homônimo do escritor Jay Asher. Ambos contam a história de Hannah Baker, uma garota de 17 anos que, com os seus pais, está iniciando uma vida nova em uma nova cidade. Hannah é uma adolescente comum, bonita e que como todos quer ter amigos e ser feliz. No entanto, muitos dos seus colegas a magoam. Alguns sem se dar conta do quanto suas atitudes podem prejudicar. Outros a magoam com crueldade.

Então ela começa a sofrer bullying na escola e começa a sentir medo, a se isolar e se sentir mal. Ela tem apenas um amigo, o Clay, também um grande admirador seu, porém tímido, por quem ela começa também a se sentir atraída. No entanto, ele não é motivo suficiente para impedí-la do suicídio. Ao voltar para casa, Clay encontra um pacote com 13 fitas cassete. Ao começar a ouví-las, Clay e até nós expectadores, ficamos desnorteados
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

Página 1 de 24123456...Última