01 mar 2016

Imposto de Renda: saiba como declarar o IR da família

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

Imposto de Renda é o valor anual descontado do rendimento do trabalhador e entregue ao governo federal. É obrigatório a todas as pessoas físicas, que receberam, em 2015, rendimento tributável superior a R$28.123,91.

 

Imposto de Renda

Começa hoje, 1º de março, o prazo para a entrega do Imposto de Renda, e termina em 29 de abril. É o momento de pais e mães se organizarem e separem todos os documentos de despesas da família, no ano de 2015. Você pode ter muitos dependentes, mas nem todos podem te defender da mordida do leão se não estiverem dentro das regras para declaração de imposto de renda. Mas uma coisa é fato, os filhos ou enteados, até 21 anos (ou qualquer idade quando houver incapacidade física ou mental para o trabalho) ou até 24 anos desde que seja universitário ou cursando escola técnica do segundo grau, podem ser dependentes. Veja como declarar o filho dependente:

Filhos de pais casados

  • O filho deve ser incluso no imposto de renda de um dos pais ou no IR do casal se for feito em conjunto;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

29 fev 2016

Alimentação Complementar: dicas para iniciar essa fase

por
Gabi Miranda

Alimentação, Bebê, Destaque, Filhos

Alimentação Complementar é uma fase cheia de descobertas, mas também de muita ansiedade, confira algumas dicas de especialista para ajudar nessa etapa tão deliciosa

Por Maria Beatriz Chiaradia, nutricionista, mãe do príncipe Lorenzo, especialista em nutrição Clínica em Pediatria, pelo Instituto da Criança (HC-FMUSP) e uma das criadoras do Mestre Cook Assessoria.

Alimentação Complementar

Imagem Google

A introdução alimentar é uma das fases que mais causa ansiedade nas mães. São muitas as dúvidas: que horas oferecer? Quanto oferecer? O que colocar nas refeições? Como dar a fruta? Tem alguma fruta que não pode? E por aí vai… Essa ansiedade é normal e faz parte devido a preocupação das mamães em oferecer o melhor para seus filhos. Então vamos falar um pouco sobre isto: Alimentação Complementar.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a partir do 6º mês de vida é possível iniciar a alimentação complementar. Os alimentos que fazem parte do hábito alimentar da família são os que deverão fazer parte do hábito alimentar do bebê, sendo oferecidos inicialmente em forma de papa/purê, evoluindo a consistência gradativamente e de acordo com a aceitação do bebê. Lembrando que a composição da dieta deve ser equilibrada e variada, fornecendo todos os tipos de nutrientes, desde a primeira refeição.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

26 fev 2016

Vida longa aos uniformes escolares

Os uniformes escolares precisam de cuidados extras, porque podem desgastar mais rápido com o uso diário e as lavagens constantes.

uniformes escolares - bossa mae

As aulas começaram e com elas as famílias tiveram um rombo no orçamento familiar com a aquisição de materiais e uniformes escolares. Itens necessários que requerem investimento financeiro porque precisam ser de qualidade para pelo menos ter vida útil ao longo do ano letivo. Algumas precauções na hora de lavar, tirar manchas e passar, podem contribuir para a vida longa dos uniformes escolares dos nossos filhos.

Veja alguns dos meus truques aqui em casa:

  1. As manchas devem ser removidas antes de os uniformes escolares irem para a máquina de lavar.
    Aplique produtos específicos para pré-lavagem ou sujeiras difíceis diretamente no local. Não deixe de molho no alvejante. Esse tipo de produto danifica o tecido conforme uso e cloro com constante uso pode deixar a roupa amarelada.
    Aqui em casa, desde quando Benjamin nasceu, usamos o bastão ecológico Tira Mancha. Ele é ótimo para tirar manchas difíceis como a de cocô quando vasa sujando toda a roupa do bebê, mas tira também mancha de caneta, guache, sangue, molho de tomate, chocolate e outras diversas. Basta passar um pouco do produto na mancha, esperar 5 minutos e esfregar.tira manchas
    Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

25 fev 2016

Casais inteligentes enriquecem juntos

por
Gabi Miranda

Destaque, Livros

“Casais inteligentes enriquecem juntos” é leitura obrigatória sobre finanças familiar

Casais inteligentes

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos é uma das obras mais famosa do mestre em administração e finanças Gustavo Cerbasi. Li esse livro na época em que escolhi ter uma relação saudável com o dinheiro, já namorava a pessoa que hoje é meu marido e tínhamos planos de dividir a vida. Ele sempre foi uma pessoa mais controlada financeiramente, sempre teve uma relação saudável com o dinheiro e me incentivou bastante nesse processo. Além de todas as minhas dificuldades com relação ao dinheiro eu também precisava lidar com a ideia de dividir, somar e unir o meu dinheiro com o do meu parceiro. Ou seja, o que é de um passa a ser dos dois (e isso não quer dizer que precisam ter uma conta única). O meu problema é que sempre tive dificuldade em aceitar que meu parceiro pagasse minhas contas. Não suporto imaginar ter que pedir dinheiro para comprar algo pra mim. Ou ter que comunicar cada gasto meu.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

24 fev 2016

Introdução alimentar da Stella

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

Introdução alimentar é uma fase importante na vida do bebê, pois vai ser crucial para o desenvolvimento saudável dele. É um processo cheio de descobertas e eu tinha esquecido o quanto essa fase é especial para pais e filhos.

introdução alimentar

Em janeiro fizemos a introdução alimentar na vida da Stellinda e tem sido uma fase saborosa para todos nós. É muito especial a cada vez que apresentamos um alimento novo para ela. Começamos apresentando as papinhas de frutas aos 5 meses e uma semana. Sim, antecedemos um pouco porque era nítido o interesse dela pelas coisas que comíamos. Então marido foi a uma consulta com a pediatra e no topo da lista de perguntas que pedi pra ele fazer estava: podemos começar a introdução alimentar da pequena?

Porque é minha segunda filha, há quem acredita que não tenho dúvidas. Mas tenho várias, principalmente nesse quesito de introdução alimentar. Pode oferecer qualquer tipo de alimento? Eu só lembrava o básico: primeiro oferecemos frutas (e ok banana, maça, pêra…e quais mais?!), depois alimentos salgados e janta só lá pelos 9 meses de idade. Ovo tinha um lance de oferecer primeiro a gema ou a clara?! Já não lembrava mais… Leite de vaca e derivados (queijos e iorgutes) só após um ano. A pediatra me mandou um receituário descrevendo em colunas tudo o que podia: frutas, legumes, verduras, alimentos com glúten e carnes. Todos de todas as categorias.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 fev 2016

Creche ou deixar o bebê aos cuidados de alguém?

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

Creche: a maior adaptação é sempre a da mãe

berçário

Já vamos completar dois meses de vida nova, Stella na creche e eu trabalhando. As coisas estão indo bem por aqui, mas já passamos por um bocado de coisas. Stella já ficou gripadinha, teve reação forte a vacina, nariz que vira e mexe está escorrendo… eu tenho ficado bem menos tempo do que gostaria com ela e com Benjamin. Ainda bem que nesse período, tivemos um intervalo com o Carnaval e deu para aproveitarmos um pouco mais, assim como deu para ficar a família toda reunida. Muitas pessoas vem me perguntar o que acho melhor: deixar o bebê na creche ou deixá-lo aos cuidados de alguém, se não tive outra opção e por isso optei pela creche (?!).

Quando Benjamin nasceu a ideia inicial era deixá-lo com a minha mãe. Mas ela morava longe de nós, teria que atravessar a cidade todos os dias e Deus na sua sabedoria infinita, me fez avaliar bem todas as opções e por fim optei pelo berçário. Agora com a Stella cogitamos contratar alguém, mas achei que devia seguir a mesma história do irmão. Se deu certo com ele, por que não daria com ela?! Os benefícios do berçário são inúmeros: a criança aprende a comer de tudo, tem mais disciplina, fica mais sociável, são constantemente estimuladas, entre outros fatores positivos. Claro, tem o lado negativo também, o bebê por ter a imunidade mais baixa, fica mais propenso a ficar doentinho e tem várias coisinhas em relação a instituição que também fogem do nosso controle e precisamos aceitar, mas são detalhes que no dia a dia, vendo que nosso bebê está sendo bem tratado, viram irrelevantes.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

22 fev 2016

Batismo: por que batizar o bebê e como escolher padrinhos

por
Gabi Miranda

Bebê, Comportamento, Destaque, Filhos

Batismo é um rito de passagem, de purificação e consagração praticado em vários grupos, religiosos ou não, onde se destacam os cristãos.

batismo

Batismo. Na prática não tenho nenhuma religião. Marido também não e antes do batismo da Stella, ele ficava me perguntando “então por que batizar?“. Respondia brincando “batizei o Benjamin, não vou deixar o outro filho sem batizar“. A verdade é porque eu acredito que não depende de religião. Depende do que cada um leva ao coração. O que eu acho importante é ensinar aos meus filhos que eles tenham fé.

É preciso ter fé para enfrentar a vida, os desafios, os nossos medos, as dores, para não desistir e seguir adiante. Fé é força, é combustível, é fonte de energia. É importante ter fé na vida, fé no ser humano, em si mesmo, fé em Deus independente de qual nome ele carrega. Deus, Allah, Buda, Jeová…Importa ensinar a respeitar e ter tolerância com as diferenças e/ou escolhas dos outros.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

18 fev 2016

Máquina de lavar roupas – um caso de amor

Minha história com a máquina de lavar

washing-machine-2-1623763

Minha mãe nunca teve máquina de lavar roupas, cresci vendo ela lavar as roupas literalmente com a barriga grudada no tanque. Assim como deve ter sido com as minhas avós e outras gerações. Antigamente, máquina de lavar roupas era artigo de luxo. E antes delas existirem, as mulheres lavavam as roupas nos rios. Hoje em dia, está cada vez mais fácil equipar a casa com o que há de mais moderno. Comprei minha primeira máquina de lavar quando fui morar sozinha, presente do meu pai. Ainda era uma simples, mas quebrava o galho. Foram 8 anos de casamento! Até que em 2015 nossa família aumentou, a área de serviço do apartamento ficou pequena para secar tanta roupa e vi que era a hora de investir numa máquina de lavar roupas poderosa e desde então vivo um caso de amor com ela.

Curiosidade sobre a máquina de lavar

Site Memória da Eletricidade


Clique e continue lendo!

compartilhe!

19

comente!

17 fev 2016

Política também faz parte do maternar

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Política também envolve nossos dilemas maternos

politica-bossa mae

Já faz um tempo, revelei para o meu pai que não gostava de política. A verdade é que não estudo a respeito e não me sinto à vontade para entrar numa discussão sobre o assunto. As informações que tenho são baseadas em conversas com ele, outras que leio ou vejo na TV. Além de não ter tanto embasamento, não entro em rodas de conversas com esse tema porque não curto o tom e o lado para o qual as pessoas levam o assunto. Política gera mal entendidos, desrespeito (afinal, poucos respeitam e ouvem de coração aberto a opinião do outro), leva até a fim de relacionamentos. Refletindo esses dias sobre a maternidade e tudo o que ela acarreta, descobri que, de certa forma, gosto de política, afinal maternar também é fazer política.

Toda mulher exerce e acumula várias funções quando vive o papel de mãe, consequentemente também pratica política. Estamos a todo tempo fazendo escolhas: o que comprar para dentro de casa, como alimentar a criança, para qual escola ela vai (e como irá), se vai assistir TV, quanto tempo e que cultura vai consumir. A mãe é a grande responsável e idealizadora das mudanças na organização da vida familiar. Estamos preocupadas com a igualdade de gêneros, com o mercado de trabalho, o juros alto, com a educação, religião, com a segurança mundial, com a lancheira e obesidade infantil, com o Zika Virús, com consumismo consciente, com a separação do lixo, com o meio ambiente, com as relações, em como lidar com as frustrações de nossos filhos, em ajudar o próximo, em melhorar o mundo. Estamos preocupadas em participar de debates que contribuem para uma sociedade melhor e de passar mais tempo com os nossos filhos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

11

comente!

15 fev 2016

Primeiro filho – Prepare-se financeiramente

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Gravidez, Maternidade

Preparando-se financeiramente para a chegada do primeiro filho

Por Fabiana Ramos, Coach Financeira e Fundadora do Mulheres com Dinheiro.

Planejamento-primeiro-filho__

 

Que maravilha é a expectativa pela chegada do primeiro filho!! Que delícia receber o exame positivo, observar a sensação de ter um serzinho dentro de você, desfrutar da alegria do primeiro chute,… Que lindo ver a barriga crescendo e o corpo se transformando para acomodar aquele que é o seu maior tesouro.

A gravidez é, a meu ver, a etapa mais linda da vida de uma mulher.

A chegada do primeiro filho traz muitas mudanças à vida da nova mãe e do casal, tanto na questão do próprio relacionamento, quanto no que se refere ao tempo (que antes era somente do casal e agora será dividido por 3) e também em relação às finanças.

Vamos hoje falar sobre as finanças da nova família.

Todos sabemos que um filho traz muitas alegrias, mas também muitos novos gastos.

O ideal mesmo era que o casal tivesse feito uma “poupança-bebê” e tivesse separado uma quantia mensalmente para ir juntando aos pouquinhos… assim, quando a cegonha batesse à porta com o primeiro filho, não haveria motivos de preocupação.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

Página 30 de 36Primeira...282930313233...Última