17 maio 2017

Dica: como tirar o hábito da chupeta

por
Gabi Miranda

Bebê, Comportamento, Filhos

como tirar o hábito da chupeta

Chupeta é daqueles acessórios que tentamos evitar, mas ao primeiro choro desesperador do bebê, é o primeiro item que nos vem à cabeça. A gente até tenta fugir, mas acabamos usando para acalmar o bebê. Às vezes o bebê não aceita e a gente insiste. Foi o que aconteceu aqui em casa. Stella recusava e eu empurrava o treco até que um dia ela pegou. Não sou contra chupeta, acho que ajuda em muitas ocasiões. Todo bebê tem necessidade de sucção, recurso que o acalma, gera um sentimento de prazer e segurança. A chupeta é uma forma de estimulação oral e de relaxamento.

Leia também: chupeta, use com moderação

.
Defendo o uso moderado da chupeta e de qualquer outro acessório que possa tornar o bebê dependente, pois, quando retirado, pode causar alguma sensação de angústia ao bebê. Além disso, chega um determinado período em que a chupeta se torna prejudicial à formação bucal da criança. Segundo a odonto da nossa família, o uso da chupeta começa a ser prejudicial para a arca dentária a partir dos dois anos de idade.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

12 abr 2017

A mãe dedicada

Não basta ser a mãe dedicada, você também tem que seguir tudo do jeito que os outros falam

 

a mãe dedicada

O bebê nasce e ao nosso lado estão avós, vizinhos, tias, médicos, enfermeiras, todo mundo palpitando em como você deve cuidar do seu filho. A criança cresce mais um pouquinho e sempre tem um palpiteiro de plantão dizendo “ah, ela tá com fome”. “está com sono”. “coloca ela pra dormir”. “essas crianças não saem de frente da televisão”. “ixi, o nariz está escorrendo, ele está ficando gripado”. “compra comida pra essa criança”. “essa criança vai ficar mal acostumada” e blá blá blá. Claro, as pessoas tem a melhor intenção do mundo! Parece que a mãe é que não tem.

É sempre mais fácil alguém apontar o dedo do que levar seu filho mais velho para passear, enquanto você fica com o recém-nascido. Ou palpitar em como você deveria cuidar melhor dos seus filhos, quando poderiam oferecer-lhe ajuda. Há algo que as pessoas não se dão conta! Mães, de primeira viagem ou não, sabem cuidar de seus filhos e o fazem muito bem. Porque a mãe se dedica a essa tarefa. Ela se prepara durante 9 meses e quando seu filho chega em seus braços, a mãe está pronta, embora não pareça, para dedicar-se à missão que tem pela frente.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 mar 2017

20 coisas para uma criança ser feliz

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

20 coisas para uma criança ser feliz

para uma criança ser feliz

Imagem Google

O que precisa para uma criança ser feliz?

Acho curioso quando alguém fala que não tem condições de ter filhos. Entendo que o fator financeiro pesa bastante. Mas criança nasce pedindo para fazer judô, balé, natação, ir para a escola mais cara? Criança nasce pedindo para viajar, aparelho celular de última moda, tênis e roupas de marca? Pede um quarto cheio de brinquedos? Para uma criança ser feliz acho que precisa tão pouco. Apenas 20 itens e concordo com a lista abaixo do Ilan. 😉

20 coisas para uma criança ser feliz

Por Ilan Brenman, para Revista Crescer, edição de agosto/16

  1. Ter sido desejada pelos pais;
  2. Caso não tenha sido desejada, ter conquistado o coração deles após o nascimento;
  3. Carinho é uma pomada protetora poderosa;
  4. Alimentação saudável (mas uma tranqueira de vez em quando não mata ninguém);
  5. Ambiente minimamente limpo, mas sem neuras demais;
  6. Muitas histórias contadas e lidas;
  7. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

06 mar 2017

Quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Produtos

Essa é uma dúvida comum entre os pais: quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

Trocamos o bebê conforto  pela cadeirinha. Agora Stella está sentada de frente como aparentemente sempre desejou. Ao contrário do Benjamin que trocamos o bebê conforto pela cadeirinha com um ano de idade, trocamos a Stella somente agora com um ano e meio. Isso porque ela não tinha o peso ideal para a troca. Agora, ela não chegou no teto do peso, mas a altura já tinha ultrapassou o limite.

Antigamente, o uso da cadeirinha não era obrigatório. Mas desde 2010 o uso do bebê conforto e cadeirinha são obrigatórios e reconhecido pela Lei da Cadeirinha que determina o uso do bebê conforto, cadeirinha, assento de elevação. Qual desses usar depende da idade, peso e altura da criança:

  • Bebê Conforto: deve ser usado apenas para recém-nascidos com até 13 kg ou 1 ano de idade. Ou ainda quando a cabeça do bebê estiver próxima do topo do equipamento num formato de concha. Deve ser sempre instalado no banco traseiro e de costas para a frente do veículo;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

20 fev 2017

Dicas para adaptar o sono do bebê com o fim do horário de verão

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Sono

dicas para adaptar o sono do bebê

Com o fim do horário de verão, precisamos atrasar o relógio em hora e temos que nos adaptar com esse novo horário. Alguns adultos acham mais fácil se ajustar ao fim do horário de verão, mas a mudança deixa as crianças um pouco confusas, inclusive o relógio biológico delas. E pode sim atrapalhar a rotina, afetando, por exemplo, o sono noturno. Para se adaptar ao novo horário, as crianças podem levar de 5 a 7 dias, depende de cada criança. Particularmente, acho mais fácil se adaptar ao fim do horário de verão, pois favorece a melatonina – o hormônio regulador do sono. Volta a escurecer mais cedo, fica mais fácil de colocar as crianças para dormir por volta das 19:00/20:00h quando a melatonina sobe.

Nesse período, muitas mamães ficam preocupadas em acertar a rotina do bebê. Esquecemos que as crianças são adaptáveis, podem sentir ou não a mudança do horário. E mesmo que sinta, conseguem se adaptar facilmente se seguirmos a rotina tranquilamente. Hoje compartilho algumas dicas para que pais e filhos não sofram com essa mudança. Abaixo, algumas dicas para adaptar o sono do bebê. Dicas simples mas úteis, que farão a diferença para se adaptar ao novo horário.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

15 fev 2017

Sorvete de frutas preparado no Processador de Alimentos para Bebês da Hamilton Beach

Recebemos recentemente, o Processador de Alimentos para Bebês da Hamilton Beach. E lá fui eu sem nem conhecer a máquina, gravar um vídeo testando o produto. Gosto disso, de testar e falar da minha experiência com sinceridade para os leitores.

Sobre o vídeo digo, apesar da timidez, da falta de traquejo, foi uma delícia produzir. Parecia que estava fazendo ao vivo. Era como se fosse, pois separei os ingredientes e, se algo desse errado, não tinha como voltar atrás porque não tinha mais os itens em casa. Ou seja, precisava dar certo para que eu pudesse formar minha opinião sobre o aparelho.

Sobre o produto, estou pensando até agora… COMO EU NÃO TINHA ISSO EM CASA ANTES?!

A primeira receita que fiz no meu processador, foi um sorvete de frutas e você confere o vídeo abaixo:

O Processador de Alimentos para Bebês

.

O processador de papinhas Hamilton Beach é ótimo para quem tem bebê em casa em fase de introdução alimentar. E para mamães, como eu, que trabalham fora, é uma maravilha. Sabemos o quanto a vida com bebê em casa é corrida. Precisamos otimizar nosso tempo para que possamos aproveitá-lo junto dos nossos filhos ao invés de passar o tempo todo na cozinha. Pensando em facilitar a vida de mães e pais, que a Hamilton Beach lançou o Processador de Alimentos para Bebês.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

8

comente!

07 fev 2017

A bebê está virando menina

por
Gabi Miranda

Bebê, Desenvolvimento, Destaque, Filhos

Stella, Stellinda, Amora. Minha bebê está virando menina! Ela completou 1 ano e 6 meses! Isso significa 18 meses, 547 dias, 13.128 horas, 787.680 minutos, 47.260.800 segundos. Nesse período todo, são muitas mudanças, aprendizados, medos, ansiedade, maturidade.

Ontem fui visitar uma grande amiga na maternidade. Ah! É a madrinha da própria personagem desse post. Ao contemplar um bebê no berçário e a nova condição da minha amiga, mãe de RN, é claro que me bateu a nostalgia. Já me parece tão distante o dia em que a Stella era um RN e quando paro pra pensar, lembro exatamente do dia em que me dei conta que precisava aproveitar ao máximo aquele bebezinho que adorava dormir no colo 24h ao invés de ficar em seu berço. Quando redescobri a maternidade.

Olhando a pitica, percebo o quanto ela desenvolveu nesse tempo, já está virando menina. Comecei despretensiosamente a listar na nota de blocos do celular, tudo o que ela anda fazendo. Porque muitas coisas ela já faz há meses e já não lembro quando começou. E nesse momento eu queria mesmo é ter uma memória de elefante para não esquecer cada detalhe do seu desenvolvimento e guardar para sempre todas as sensações que me causam ao vê-la fazendo algo novo, cada sorriso, o som da sua gargalhada. Porque parar o tempo, é impossível e nem teria graça né?! Pararia-se o tempo e também o andar dos acontecimentos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

24 jan 2017

Fralda MamyPoko me surpreende na qualidade e lança promoção imperdível

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Produtos

A escolha de qual fralda usar no bebê é sem dúvida um dos itens na lista de preocupação das mães. A melhor fralda descartável é aquela que não vaza, não assa o bebê e o deixa confortável. Se tiver preço bom então, deixa confortável o bolso da família e fica tudo perfeito.

Conheci as fraldas MamyPoko quando a Stella nasceu e fui surpreendida pela qualidade do produto. Foi a única fralda que não assou a baby bossinha enquanto RN. Agora, um ano depois, estamos experimentando a MamyPoko Fralda-Calça. Stella está naquela fase que não para mais quieta e esse modelo de fraldas é super adequado para bebês da idade dela, pela facilidade na troca.

mamypoko

MamyPoko é uma fralda com tecnologia japonesa e agora dispõe de uma exclusiva superfície ondulada que forma caminhos de ar, melhorando a ventilação, mantendo a pele do bebê sequinha por até 12 horas. Fizemos o teste antes de usar na Stella, e resultou na absorção de 5 copos de água sem vazar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

25

comente!

09 jan 2017

Mitos e verdades sobre o sono do bebê

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Sono

Chove conselhos de vizinho, parentes e amigos sobre o que fazer para seu filho dormir a noite toda. Você pode até ouvir esses conselhos, mas também é bom buscar a opinião de especialistas no assunto. Muitas das coisas que falam por aí, já estão em desuso ou nunca nem foram indicadas. Tem muita coisa que é crença popular e muitas outras que podem parecer bobagens, mas devem ser levadas em consideração. Separei 5 mitos e verdades sobre o sono do bebê.

Veja 5 mitos e verdades sobre o sono do bebê

 

Mitos

.

1. Para o bebê dormir a noite inteira, ele não pode tirar sonecas durante o dia

Engana-se quem pensa que o bebê vai dormir melhor durante a noite se não tirar as sonecas durante o dia. As sonecas são tão importantes quanto o sono noturno. Elas também são essenciais para o desenvolvimento infantil – físico e cognitivo. E a falta de sonecas também traz consequências de distúrbio de comportamento, como ansiedade, irritação, menor nível de interesse e habilidade pelas coisas. As sonecas são restauradoras e contribuem para um sono melhor durante a noite.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

21 nov 2016

5 dicas para melhorar o sono do bebê

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Sono

Uma das queixas mais comuns nos consultórios pediátricos é a falta de sono dos bebês. Pais e mães querem melhorar o sono do bebê, mas não sabem como. Alguns pediatras indicam deixar o bebê chorando. Deixar o bebê chorar é desvalorizar a sensibilidade e as necessidades dele.

sono do bebê

Melhorar o sono do bebê é sem dúvida um dos maiores desafios da maternidade. Assim como a alimentação é importante para o bebê, o sono também é e tem papel fundamental em seu desenvolvimento. Enquanto o bebê dorme, seu cérebro fica ocupado com a produção de novas células necessárias para o desenvolvimento mental, físico e emocional. É durante o sono que renovam suas energias e produzem hormônios importantes para seu desenvolvimento. Por exemplo, na infância, cerca de 90% do hormônio do crescimento (GH) é liberado durante o sono. Crianças com dificuldades para dormir, tem mais chance de apresentar falta de atenção, irritabilidade, desânimo, falta de memória, baixo rendimento motor, entre outros comportamentos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

Página 2 de 10123456...Última