22 nov 2013

Consulta de rotina

por
Gabi Miranda

Filhos, Saúde

Cinco  meses sem levar Benjamin à pediatra. Hoje ele foi para uma consulta de rotina. A mãe estava toda empolgada. Sempre gostou de levar Benjamin na pediatra, contar as novidades, o desenvolvimento dele, saber quanto ele cresceu, quanto ele engordou, etc. A empolgação hoje era ainda maior, afinal ela tinha muitas novidades pra contar sobre ele:

  • Benjamin não usa mais fralda. Nem pra dormir!!! (Leitores falam: “óooooo, e você nem contou pra gente?!” Calma, contarei em outro post);
  • Benjamin fala muito. Ou melhor, ele não fala, ele tagarela. Feito a mãe;

(a Dra., claro, olha espantada pra mãe como quem diz “é lógico que ele fala, mãe, já estava na hora”)

  • A mãe insiste: Mas Dra. não é simplesmente falar, ele conta histórias, ele canta, ele imagina e põe pra fora essa imaginação, ele sente e põe pra fora também esse sentimento (ele me diz com todas as letrinhas: mamãe, te amo!) Ele me surpreende a todo instante;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 out 2013

Vínculo pelo toque

Acariciar a barriga durante a gestação e massagear o recém-nascido fortalecem o vínculo entre mãe e bebê

vínculo pelo toque

…O toque, por meio da auto massagem, é capaz de fortalecer o vínculo entre mãe e bebê e ainda traz benefícios para o desenvolvimento da criança. Estudos indicam: bebês que recebem carinho da mãe desde a barriga nascem se sentindo mais seguros, amados, sabem se relacionar melhor com o mundo e são capazes de lidar melhor com as pressões da vida.

É comprovado cientificamente que, a partir da 18º semana de gestação, o bebê já é capaz de reagir ao toque das mãos da mãe.

…após o nascimento é também por meio do toque dos pais que o beb~e se sente amado, seguro e tranquilo.

…a shantala, um método de massagem indiana desenvolvido especialmente para bebês, foi trazida do Ocidente pelo obstetra francês Frederick Leboyer, que, em viagem à índia, encontrou uma mulher massageando seu filho e ficou comovido com a ternura daquele momento de troca entre mãe e bebê. Pesquisas revelam que o método traz ainda benefícios físicos fundamentais para o desenvolvimento saudável do bebê: aumenta a velocidade da circulação sanguínea e linfática, o que contribui para a eficiência do sistema imunológico da criança; favorece favorece o funcionamento do intestino; previne cólica; contribui para um sono mais tranquilo; estimula a parte imunológica e estimula a a consciência corporal do bebê – que passa a ter maior domínio sobre seu próprio corpo – e da presença da mãe; e auxilia também no seu desenvolvimento emocional.

Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

07 out 2013

O signo do Benjamin

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos

O signo

Uma semana antes de completar a 42ª semana de gestação, tive uma consulta com meu obstetra que me alertou: podíamos esperar até a próxima semana, mas teríamos que deixar marcado o parto. Em nenhum momento cogitei essa hipótese, nunca me agradou a ideia de decidir o dia que meu filho nasceria. Na minha cabeça tomar essa decisão era o mesmo que definir o destino dele – tudo, de certa forma, que acontecesse na vida dele estaria ligado a nossa escolha…

Fomos meio que pegos de surpresa e optamos pelo dia 20/06, mas não tinha vaga nas maternidades de nossa preferência. O obstetra conseguiu para o dia 21/06. Veja, por um dia de diferença, o signo dele já seria outro, regido também por um outro planeta, elemento, seja lá o quê…

Benjamin não veio ao mundo no dia marcado. Nasceu antes, no dia 16/06/2011, às 22:28, sob o signo de Gêmeos – mesmo signo da minha irmã Luana, com quem convivi a vida inteira e me fez conhecer algumas características fortes desse signo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

02 out 2013

Benjamin usou andador?

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos

Perguntaram-me se Benjamin usou andador e o que eu acho desse acessório. Nunca falei do assunto aqui, mas acho que algumas pessoas só por me conhecerem através do blog já devem saber minha opinião. Se sou chata com a alimentação do Benjamin, imagine quanto a objetos/mecanismos/acessórios que prometem “ajudar” no desenvolvimento dele.

Andar é só mais um ato natural que vai acontecer um dia ou outro na vida dos pequenos. Mas não, queremos fazer com que o nosso filho faça tudo adiantado. Vivemos na era do Meu Filho Fez Primeiro. Colocamos ele sentado cheio de apoios quando ele não pode sentar; colocamos ele em pé forçando suas perninhas quando ele ainda não fica em pé; dizemos que ele falou mamãe quando só soltou seus primeiros sons sonoros “mama”; e colocamos ele no andador para acelerar o aprendizado de andar. Afinal,ele já tem um ano e você não aguenta mais a pergunta se ele Já anda?.

Quando Benjamin engatinhou e emoção e a felicidade tomou conta de todos nós aqui. Era um marco na vida do meu pequeno. Sinal de que em poucas semanas isso se tornaria uma das maiores conquistas naturais do desenvolvimento de uma criança: ANDAR! E quando ele começou a andar a vibração foi maior ainda.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

12 set 2013

Um mês de desfralde e algumas dicas

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos, Livros

Hoje completa um mês que começamos o desfralde do Benjamin. Um mês que quase surtei com a notícia recebida cheia de orientações da escolinha, um mês em que vários sentimentos contraditórios tomaram conta de mim, afinal era uma conquista e tanto, mas também sinal de que meu filho está crescendo muito rápido.

Faz um mês e parece que já faz um tempão, pois todos nós assmilamos muito rápido a nova fase, principalmente o Benjamin. Após o primeiro dia, pensei que daria um trabalho danado, mas que nada…três dias depois do início, ele já ia e voltava da escola com a mesma roupa. Com 6 dias de processo ele começou avisar que queria fazer xixi, como contei no Diário do Desfralde.

O cocô é mais difícil, mas também não tem sido nada complexo por aqui. Desde que começou o desfralde, Benjamin deixou de ser um reloginho. Antes ele fazia cocô todo santo dia, agora tem feito a cada dois dias e só à noite em casa. Agora ele começou a entender a diferença de cocô e xixi, pois percebi que ele não entendia e muitas vezes queria fazer cocô, falava que era xixi e como aprendeu fazer xixi em pé ele não queria sentar de jeito nenhum no penico. Mas agora já tem avisado também, porém com direito a esquecimento.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

23 ago 2013

Diário do desfralde

por
Gabi Miranda

Bebê, Desenvolvimento, Filhos

12/08, Segunda-Feira

Primeiro dia do processo. Como disse AQUI, enviei a quantidade de roupas que pensei ser necessária, mas não enviei fraldas – imprescindíveis para a hora da soneca e para ir embora pra casa. A tia do Ben, muito querida, deu um jeitinho e conseguiu duas. Todas as roupas voltaram molhadas. TODAS! Inclui meias e até o tênis.

13/08, Terça-Feira

A mãe aqui ficou o dia inteiro sofrendo. Pasmem, comecei a achar que não era preciso iniciar isso agora, mesmo com os sinais que Benjamin já havia demonstrado. Sei lá, poderiam ser sinais dele ou sinais de mãe que adora contar vantagem – não que esse seja o meu caso. Apenas duas roupas voltaram molhadas. Mas Benjamin não pediu para ir ao banheiro.

14/08, Quarta-Feira

Fiquei mais tranquila ao ver que o processo era assim mesmo, meio lento e que tudo daria certo. E para tranquilizar ainda mais, nenhuma roupa veio suja. Mas Benjamin não pediu para ir ao banheiro.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

19 ago 2013

Desfralde – Orientações da escolinha

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos

O desfralde começou e o processo está sendo em parceria com a escola. Como disse AQUI, gostei muito do comunicado da escola e quero compartilhar resumidamente – porque é grande e bem detalhado, com vocês.

Acredito, inclusive, que isso pode ajudar alguém na mesma fase que não tenha tido orientações e dicas da escola.

  • Uma vez retirada a fralda, independente do local onde a criança vá, o uso da fralda fica proibido, pois isso pode confundir a criança;
  • Cuidado para não obrigar a criança ficar muito tempo no penico;
  • Não brigar com a criança, nem expô-la ao ridículo por não ter conseguido se controlar. Nessa fase é comum escapar muitos xixis e cocô. Nada de broncas;
  • Incompreensões e intolerância por parte do adulto, pode causar sérias consequências psicológicas na criança;
  • Nessa fase de adaptação ao penico, é bom que os pais deixem a criança a vontade para, até mesmo, utilizar o vaso sanitário, se assim desejar. Nesse caso, improvise um degrau e um redutor de assento. Fique sempre perto da criança;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

16 jul 2013

Onde comprar roupas infantis em SP

por
Gabi Miranda

Filhos, Produtos

Já faz algum tempo que estive em Embu das Artes conferindo uma dica de uma grande amiga, a Mislene, mãe de dois. Lá é um lugar cheio de pontas de estoque, ótimo para comprar roupas infantis. Então, toda vez que me pergunta: onde comprar roupas infantis, indico Embu.

Tem uma loja chamada BBB que é uma ponta de estoque de grandes marcas infantis: Green, Tip Top, You, Tigor, entre outras. Todas com um preço bem abaixo do mercado. O legal dessa loja é que além de vender peças individuais, também vende por quilo, principalmente as roupas sem marca.

Mães de meninas passam mal por lá, pois a variedade é enorme. Aliás, essa é uma das minhas queixas como mãe de menino. É muito difícil encontrar roupas para os moleques em ponta de estoque. Tem mais para os bebês do que para os maiores. Já para as meninas tem uma oferta e tanto.

Nessa mesma loja, na parte de baixo, é a ponta de estoque de calçados. Para meninas tem uma diversidade que não acaba mais e tudo num precinho maravilha.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

9

comente!

04 jun 2013

Enxoval do bebê- Parte 2

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos

enxoval do bebê

ALIMENTAÇÃO

Nós (e, principalmente, as avós) pensamos que o bebê vai nascer e vai usar a mamadeira, comer nos conjuntos de pratinhos lindos, usar babadores, etc, etc, etc…para tudo! Eles demoram um pouco para usar esses itens. Na lista abaixo, tudo o que ele vai precisar, mas que não necessariamente usará de imediato.

O que compramos

1 garrafa térmica;

1 mini garrafa térmica – usava pra levar água quente dentro da bolsa toda vez que eu saía com o Ben;

1 mamadeira com bico que imitava o seio;

O que ganhamos

5 mil mamadeiras grandes;

3 mamadeiras pequenas;

1 mamadeira chuquinha – nem usamos, aliás está em casa guardada;

9 bicos de mamadeira;

1 porta leite – eu não sabia a serventia daquilo quando abri o pacote! É um item indispensável!!! É incrível, o meu tem divisão para três doses de leite em pó. Todas as pessoas mais antigas, minha mãe, minhas tias e até meu pai, acham o máximo quando me olham sacando os itens da bolsa e se deparam com tanta praticidade. Na época deles não existia nada disso;
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

03 jun 2013

Enxoval – Parte 1

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos

enxoval

Essa semana darei dicas para as grávidas de primeira viagem. Eu sei que tem várias leitoras aqui com esse perfil e fico muito feliz quando recebo e-mails pedindo sugestões, como eu fiz na minha gestação ou o que faria diferente agora depois de ter passado por tudo.

Para começar vou falar de enxoval! Marinheira de primeira viagem quer comprar tudo que vê pela frente! Depois que descobre o sexo do bebê então, Jesus! Somado ao fato de sermos mulheres = adoram comprinhas. Minha dica é: contenha-se!!! Eu sei, eu sei, é difícil! Algumas vão dizer: até parece que você se conteve!

Contive-me na medida do possível. Primeiro que eu tive uma educação financeira meio tardia, mas que hoje me dá controle. Segundo que Benjamin foi o primeiro neto, primeiro sobrinho, a primeira criança da família e ganhou um mooooonte de coisas (algumas até desnecessárias). Mesmo que não seja a primeira criança da família, eles sempre ganham o necessário (e o supérfluo).
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

Página 18 de 20Primeira...151617181920