30 maio 2016

A birra de todo dia

Não tem jeito, por mais que você ame, dê carinho e faça de tudo para evitar, a birra sempre aparece. Pode ser em menor ou maior intensidade, mas ela vem

birra

Os ataques de birra são comuns e fazem parte do desenvolvimento cerebral da criança. Dizem que tem hora para começar e terminar. Por aqui começou uma onda de birra(s) e às vezes é mega difícil manter o controle da situação. Benjamin, prestes a completar 5 anos, faz birra, pirraça, manha e algumas vezes chega a chorar – pra mim esse é o momento em que a situação perdeu mesmo o controle. Primeiro tento conversar, como quase nunca adianta naquele instante da birra que só aumenta, eu passo a ignorar e é quando ele não para de vir atrás de mim pedindo atenção. Faço um esforço enorme para ignorar, me dói pra caramba e quando vejo que ele realmente está disposto a dar fim ao show, paro, abraço, sento e converso com ele.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

7

comente!

25 maio 2016

Dicas para tornar a ida ao dentista menos traumática

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos, Saúde

Dente de leite e dicas para tornar a ida ao dentista menos traumática

dicas dentista com criança

Imagem Google

Aqui em casa não cansamos de cuidar dos dentes do Benjamin. Eu tenho trauma de dentista, não gosto de jeito nenhum e tinha pavor de imaginar meu filho na cadeira do dentista. Pois o mesmo dente de leite que fez cárie ano passado, voltou a dar defeito, dessa vez a cárie se instalou e cresceu, me assustou a rapidez com que isso aconteceu e mais ainda porque cuidamos para evitar esse tipo de coisa. Fizemos mais uma visita ao dentista e Benzoca teve que passar por outra obturação no mesmo dente que já havia feito, porém dessa vez foi tenso porque até anestesia ele teve que tomar. Dra. Helena, dentista, de nossa confiança, explicou: tem gente que cuida muito e tem cáries, tem gente que cuida pouco e não tem nenhuma. Ela descreveu eu e a minha irmã (que dificilmente teve cáries). Ou seja, tem pessoas com mais predisposição para cáries e tem que que cuidar muito, mas muito mesmo para evitá-las.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

16 maio 2016

Bebês são detetives emocionais

Bebês – detetives emocionais

bebês

A revista ÉPOCA da semana passada (9 de maio, nº934), trouxe uma entrevista com o psicólogo americano Andrew Meltzoff, uma das maiores autoridades mundiais no estudo da infância, sobre o desenvolvimento infantil. Achei muito interessante algumas coisas ditas por ele, como o fato da criança ser capaz de assimilar os preconceitos mais sutis de seus pais e de perceber ambientes hostis. Eu, por exemplo, vivo em busca da melhor forma e jeito de falar, pois um volume de voz mais alto ou um tom pouco mais alterado, meu filho Benjamin já acha que estou brava. Acredito muito em tudo o que psicólogo diz na entrevista, inclusive que os bebês são detetives emocionais, até porque nosso humor reflete também no dele. Essa entrevista também me fez refletir na importância da escolha com quem deixamos nossos filhos, seja um cuidador ou escola. Compartilho agora com vocês.

ÉPOCA – Por que o senhor privilegia em suas pesquisas a importância da fase entre o nascimento e os 5 anos de idade?Andrew MeltzoffHá evidências científicas de que o desenvolvimento da criança no começo de sua vida ajuda a determinar o adulto que ele será. O cérebro do bebê é esculpido pelas experiências. Ele é profundamente afetado pelas interações sociais e físicas que tem com o mundo. Nesse período o bebê aprende mais do que aprenderá em qualquer outro período cronológico similar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

10

comente!

03 maio 2016

As lições que as crianças ensinam

as-licoes-que-as-criancas-ensinam

Estava assistindo ele empenhado em fazer sua lição de casa. A atividade consistia em recortar algumas imagens. Enquanto isso, pensava como ele tinha desenvolvido tal habilidade de uma noite para o dia. Recortava as figuras com tamanha maestria para sua pouca idade. Mesmo assim sugeri um jeito para facilitar seu trabalho, quando recebi a resposta: “deixa eu fazer do meu jeito, mamãe!”. Não foi uma pergunta e sim um pedido em bom tom de um garotinho de 4 anos descobrindo suas habilidades no mundo.

Constantemente tenho escutado essa frase vinda dele em diversas situações. “Deixa eu fazer do meu jeito”. Porque sou a mãe e mãe é bicho tolo, cheia de intenção, com manias que só as mães tem, das quais os filhos um dia acabam tendo vergonha. De tanto querer proteger e desejar o melhor para os nossos filhos, nós, mães, muitas vezes sufocamos. Dessa forma, sem intenção. A gente acha que deve ensinar tudo, porque queremos apresentar outras formas, mas será que alguém nos ensinou todos os melhores jeitos de fazer as coisas ou aprendemos sozinhos?
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

tags:

02 maio 2016

Conjuntivite – de olho nela

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

Esse tempo seco e ar poluído deixam os pequenos mais vulneráveis à conjuntivite, fui pesquisar sobre essa doença para esclarecer o assunto e compartilhar tudinho com vocês

conjuntivite como cuidar

Stella pegou conjuntivite na última semana. Estava começando uma gripinha e achamos que um dos olhinhos remelentos era decorrente a isso, mas no dia seguinte esse olho foi ficando estranho, no outro dia os dois estavam infectados e não tínhamos mais dúvidas: conjuntivite. Com esse surto de doenças espalhadas por aí, não levamos ao pronto socorro, esperamos dois dias (sábado e domingo), até segunda-feira e conseguimos um encaixe com a pediatra dela que confirmou o diagnóstico. Eu estava limpando o olho da menina com água boricada, não façam isso!!! Antigamente até faziam isso, mas o correto é limpar com soro ou água filtrada. A sorte é que ninguém mais em casa pegou, mas rendeu uma semana de molho em casa, com os cuidados da pequena divididos entre eu e o marido.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

28 abr 2016

Como fazer RG e CPF da criança (e deixar a mãe feliz)

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos

Semana passada marido me deixou emocionada fazendo uma surpresa: o RG da Stella. Nós estamos indo atrás disso para poder abrir a poupança da pitica. Hoje explico como fazer RG e CPF da criança

RG-e-CPF

Benjamin já tem RG e CPF desde quando tinha meses de vida. O CPF tirei antes porque era necessário para abrir a conta poupança. Para facilitar a vida e ter um documento dele sempre em mãos, resolvi aproveitar e fazer o RG também. As pessoas não pensam muito nisso, mas se nós adultos sempre andamos com documentos, porque não andar com um documento da criança também? Atualmente, existe a possibilidade, de tirar também a certidão de nascimento original em tamanho menor, mas na época em que ele nasceu não tinha essa modernidade toda.

É importante e seguro ter um documento da criança sempre junto dos pais. RG facilita tudo, porque além de possuir fotinho da criança, pode incluir o CPF e constam ali todas as informações essenciais, inclusive a comprovação de que a criança é filha do pai e da mãe dele mesmo. Além disso tudo, facilita na hora da viagem. O RG serve como documento de embarque tanto em viagens nacionais quanto internacionais dentro do Mercosul. Por aqui já fizemos os dois tipos de viagens e foi super tranquilo levando apenas o RG do Benzoca.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

27 abr 2016

Irmãos juntos no quarto

Benjamin e Stella são irmãos que dividem o mesmo quarto e nunca tinha falado isso aqui. Só me dei conta disso quando uma leitora me perguntou

Pinterest

Pinterest

As perguntas mais frequente quando estava grávida da Stella e não sabíamos o sexo era: e como você vai fazer com o quarto? e se for menina?! A preocupação era basicamente como eu decoraria o quarto sem saber o sexo, e, se fosse menina, algumas pessoas afirmavam que eles não poderiam dividir o mesmo quarto. Até marido era um pouco contra a divisão do quarto já que temos três quartos no apartamento. Mas eu sempre tive na cabeça que meus filhos dividiriam o mesmo quarto. E quem consegue mover a ideia da minha cabeça?!

Eu e minha irmã Luana dividimos o mesmo quarto a infância toda, até que crescemos e não aguentei mais a bagunça dela e falei pra minha mãe que queria o meu próprio quarto. Mas antes disso, guardo memórias doces de quando dormíamos juntas no mesmo quarto. As conversas, as noites sem sono, aquelas com pesadelo, as guerras de travesseiros, o silêncio, os estudos, as fofocas noturnas….
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

20 abr 2016

Você já levou seu filho no oftalmologista?

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

Quero saber se você cuida dos olhos do seu filho, se só eu não levei ou se tem mais alguém que nunca levou o filho no oftalmologista

oftalmologista

Recebi algumas informações de especialistas sobre como cuidar dos olhos de crianças e me dei conta de que nunca levei Benjamin ao oftalmologista. Lógico que como mãe louca-desesperadamente-urgente que sou já corri para pesquisar um médico da especialidade para levar o primogênito. Sugere-se que após o teste do olhinho, feito ainda lá na maternidade, o bebê precisa passar por uma consulta oftalmológica a cada 6 meses nos dois primeiros anos de vida. Ou seja, até a Stella está na hora de passar. Após os dois anos, indica-se uma vez por ano, mesmo que não tenha queixas, sinais ou sintomas de problemas. É com a visita periódica no oftalmo que se descobre precocemente possíveis miopia, hipermetropia e astigmatismo – patologias que exigem o uso de óculos.

Benjamin nunca apresentou nenhum dos sintomas, mas por precaução melhor levar, né?! E é mais comum do que se imagina crianças pequenas usarem óculos. O melhor amigo do Benzoca já usa óculos há um ano, ele tinha 3 anos quando começou a usar. Meu primo caçula, hoje com 25 anos, usa óculos desde quando era bebê, eu não me lembro dele sem óculos, juro! Como já disse, Benzoca está de escola nova e por mais cedo que pareça, está iniciando a fase de alfabetização, tem muita lição de casa, muitas atividades que envolvem leitura e é comum na fase pré-escolar surgirem reclamações da criança por não estar enxergando direito.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

13 abr 2016

Valor do brincar: Pesquisa revela redução do brincar ao ar livre

A pesquisa “Valor do Brincar Livre” realizada por OMO,  da Unilever, mostra que a maioria das crianças passam menos tempo ao ar livre que um presidiário. Em média, as crianças passam, por dia, uma hora ou menos ao ar livre

o valor do brincar

Quem acompanha o blog sabe o quanto esse assunto me interessa, o quanto a família Bossa valoriza o brincar. E mesmo reconhecendo a importância do brincar, sinto que aqui em casa meu filho brinca menos do que eu na minha infância. Benjamin passa tempo integral na escola, acaba tendo apenas os finais de semana livres e, para completar, não gosta de se sujar. Eu fico pensando: aonde estou errando? Às vezes culpo a tecnologia! É como diz a psicóloga Daniella Freixo: os aparelhos eletrônicos podem causar certa preguiça nas crianças porque o aparelho tem tudo ali sem precisar que a criança saia do lugar, por que a criança vai pegar a bola se pode jogá-la sentada no sofá?! Aqui em casa é uma briga para Benjamin não ficar no vídeo-game, por exemplo. Quando libero, o tempo é cronometrado, e agora coloco o alarme do celular para tocar. Vivo tentando mudar os hábitos para que meu filho explore a vida através de brincadeiras, tudo para que ele tenha uma infância (e seja um adulto) feliz. E o que mais posso fazer? Reequilibrar. É o que indica a pesquisa Valor do Brincar Livre.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

08 abr 2016

Bebê conforto e carrinho da marca Cybex agora no Brasil

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Produtos

A fabricante alemã Cybex lança no Brasil seus cobiçados produtos: bebê conforto e carrinho. Cia do Móvel amplia seu mix e venderá com exclusividade esses itens luxuosos

bebê conforto e carrinho

Imagem Google

Participei quarta-feira do lançamento da linha de bebê conforto e carrinho da marca Cybex e fiquei de queixo caído. Basta uma pesquisa e descobrimos que a marca é líder global no segmento. Referência de segurança, conforto e até design! A marca alemã virou queridinha de alguns famosos como a Top Giselle Bündchen e o craque Neymar.

Pra mim, um bebê conforto é item indispensável no enxoval. O bebê sai da maternidade já nele. Portanto, precisa atender muitas exigências porque é através dele que vamos transportar nosso filho. Principalmente, dentro do automóvel. Precisa ser escolhido com calma, a dedo, e, de preferência, que atenda até certa idade da criança, pois por ser um item de custo elevado, precisa ter muitos benefícios, inclusive o de não ter que ficar trocando a cada ano.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

Página 6 de 18Primeira...456789...Última