26 jun 2015

Diário de grávida: 36 semanas

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Estamos com 36 semanas!

36 semanas

Estamos com 36 semanas e chegando na reta final da gestação.

Completamos hoje 36 semanas e na última terça-feira tivemos consulta no obstetra e após ser examinada ele me informou que o bebê já está encaixado. Pensa num misto de sentimentos: alegria, medo e ansiedade. Eu sempre quis ter parto normal e esse é um grande indício de que dessa vez será. Desde a semana passada eu me pego pensando como será o dia que o bebê nascer. Será que dessa vez estoura a bolsa? Estarei no trabalho? Ou em casa? Estarei sozinha? Será no meio da noite? Vou sentir muita dor? Será rápido? Ansiedade que não tive na gestação do meu Ben e que após a consulta com o médico aumentou. Estou com medinho e não terei a mão otimista da minha mãe para apertar.

Ao final dessa semana, o bebê já poderá nascer a qualquer momento, não será considerado prematuro. Estou torcendo para ele nascer após a 38ª semana, pois é quando meu Doctor estará de volta de uma viagem ao Exterior. E de preferência, após o dia 11/07 que é o dia da festa junina do Benjamin, que será o noivinho e eu não quero perder isso de jeito nenhum. Passei a gestação inteira com a intuição de que esse bebê nasceria antes do tempo que nasceu o Benjamin – com 41 semanas. Torço de verdade que ele espere pelo menos até a 39ª. Eu não tenho pressa e quero curtir muito esses últimos momentos de tê-lo aqui dentro de mim.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

23 jun 2015

Como contar ao chefe que você está grávida

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade, Trabalho

No trabalho, uma pessoa é fundamental saber sobre sua gravidez: seu chefe! Como contar ao chefe?

Como contar ao chefe

Imagem Google

Não sou a favor de sair espalhando por aí logo que sabemos a notícia da gravidez. Eu prefiro um pouco de cuidado e sigilo. Mas algumas pessoas precisam saber o quanto antes: o marido, os futuros avós, tios e o…chefe. E como contar ao chefe sobre a gestação?

Soube da gravidez logo no início e uma semana após a descoberta eu já apresentava sinais claros de que passaria mal, como a famosa náusea matinal. Então, antes que ficasse mais tempo no banheiro do que na minha mesa de trabalho, resolvi contar logo ao meu chefe. Além disso, tinha outro fator decisivo, empresas grandes ou pequenas, sempre podem rolar fofocas. Embora não tivesse contado pra ninguém do meu estado interessante, um dos meus receios era a notícia da minha gravidez chegar aos ouvidos do meu chefe por meio de algum telefone sem fio. Queria que ele soubesse da notícia por mim.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

22 jun 2015

Gestantes: enquanto espero, elas também esperam

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

gestates

Planejada ou não, uma gravidez sempre nos pega de surpresa e enche a vida de mais paixão, cores, felicidade. E não importa se é a primeira, segunda ou terceira, em todas as nossas gestações somos tomadas por um misto de sentimentos: alegria, ansiedade, medo, expectativa e…uma certeza: a vida vai mudar, e, embora seja assustador, não há nada melhor que a chegada de um filho. O jeito é aproveitar e curtir cada momento dessas 40 semanas únicas e milagrosas que é ter dois corações (ou mais!) batendo dentro de você.

Nesse momento, milhares de mulheres estão gestantes no mundo inteiro. Desconhecemos suas trajetórias. Nessa minha gravidez, me deparei com várias mulheres admiráveis passando pela mesma fase mágica que eu. Tem amigas, leitoras, blogueiras com as quais troco experiências, acompanho as novidades, me emociono. Tem até muitas famosas! O que todas nós temos em comum? Esperamos e carregamos o milagre da vida.

Selecionei várias gestantes queridas para ilustrar esse post.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

15 jun 2015

Lista de exames na gravidez

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Quando fiquei grávida do Benjamin, nem procurei pesquisar os exames que precisavam ser feitos. Fui no escuro mesmo, sempre aguardando o pedido do obstetra. Apesar de ter realizado todos os exames na gravidez devidamente, hoje penso o que é bom nos prepararmos e sabermos a importância de cada exame solicitado. São inúmeros exames na gravidez. Começam a ser realizados a partir do momento que surgem as duas linhas paralelas vermelhas, indicando que sim, estamos grávidas. Resolvi listar todos eles para ajudar outras gravidinhas.

exames na gravidez

1

 

 

Nesse período será solicitado um monte de exame de sangue. Não se assuste, pois todos eles podem ser feitos de uma vez só, com uma única picadinha.

Glicemia de Jejum
Para que serve: para diagnosticar diabetes gestacional.

Hemograma completo
Para que serve: para verificar sinais indiretos de infecção, anemia ou alterações nas plaquetas.

Urina 1 e Urocultura
Para que serve: para verificar se tem alguma infecção urinária sem sintomas aparentes.

Sorologias para agentes infecciosos
Para que serve: verifica o contato da gestante com micro-organismos  ausadores de doenças que podem interferir no desenvolvimento saudável da gestação
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

12 jun 2015

Diário de grávida: 34 semanas

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Preciso confessar uma coisa. Aonde eu estava com a cabeça quando prometi escrever semanalmente sobre a gravidez? Estamos com 34 semanas de gestação. Não por nada, mas pouca coisa tem mudado de uma semana para a outra. Nessa semana fiquei atenta para ver se vinha aqui contar alguma novidade. Identifiquei poucas coisas.

Na última terça-feira teve consulta com o obstetra, que agora ficam menos espaçadas, volto daqui a dez dias. Estou pesando 68 kg!!!

34 semanas

Imagem do google

Só quando saí lembrei de perguntar ao doctor quanto eu pesava quando descobri a gestação, mas creio que era por volta dos 56 kg. Ou seja, engordei 12 kg!!!! Aparentemente, estou mais magra que na gestação do Benjamin, a barriga também é menor (isso é uma certeza!) e, no entanto, esse foi o peso que fiquei na gestação dele. Ou não? Já nem sei mais…e também já disse sobre a minha memória, né? Já não é boa normalmente, grávida então… (a impressão é que a gente emburrece um tiquinho). Confirmamos que vamos esperar o parto normal e estamos confiantes que dessa vez vai rolar. Óbvio, estou com medo! Mas desejo muito o parto normal. O que pra mim significa: bolsa estourar, dores de parto, chegar no hospital e parir. Não ficar 24 horas em trabalho de parto, sofrendo, e tendo que induzir. O que tem de normal sofrer horas intermináveis?!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

09 jun 2015

O que ninguém me contou sobre a segunda gestação

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Uma coisa é fato: você vai ouvir muito que uma gravidez não é igual a outra. Mas ninguém me contou que na segunda gestação que…

segunda gestação

Ninguém me contou que na segunda gestação…

…eu enjoaria e passaria mal tanto quanto na primeira.
Não sei porque fui pensar que só porque passei mal na primeira gestação, nessa seria tranquilo e não teria enjoos. Foi até pior do que a primeira vez.

…sentiria mais medo que da primeira vez.

Tenho mais medo agora dos exames do que na gestação do Benjamin. E acho que deveria ser o contrário, afinal agora já não é tão desconhecido. Ou talvez seja isso, por ter conhecimento de alguns exames, sinto certo receio.

…sentiria mais medo do parto.
Sempre quis ter parto normal, morria de medo da cesárea e no fim foi o tipo de parto que tive na primeira vez. Agora estou morrendo de medo dos dois partos: normal e cesárea. Tenho medo das dores do parto. E da cesárea tenho mais medo ainda.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

05 jun 2015

Diário de grávida: 33 semanas

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

33 semanas

Imagem Google

Ao contrário do agito da semana passada, o bebê deu uma acalmada nessa semana. Estamos com 33 semanas. Não sei se foi o frio, mas durante as madrugadas ele não tem mais me acordado, então acordo mesmo só quando soa o alarme para fazer xixi. Acredito que seja também a falta de espaço que começa a aumentar. Durante o dia ele também está mais calminho. Nessa de ter ficado mais quieto, quando quero um “olá” mexo com ele e ele responde. Achei o máximo isso! O que não acontecia na gestação do Benjamin que quando estava quieto demais, eu precisava comer algo, não adiantava um carinho, uma apertadinha, nada.

Queria eu fazer ultrassom toda semana e poder vir compartilhar todas as informações sobre o bebê, mas isso não é possível, nem necessário. Ele, agora com 33 semanas, deve medir uns 45 cm e pesar umas 2.500 gr. Agora ele ganha 30 gr por dia e eu acho que ganho umas 500!!!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

03 jun 2015

Como escolher o nome para bebê

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Uma das escolhas mais difíceis é escolher nome para bebê

nome para bebê

Imagem Google

Todo dia alguém me pegunta: o bebê já tem nome?
Respondo: não sei nem o sexo ainda…
Questionam: mas tem uma opção de nome para menino e outro para menina?
Ter opções até temos, mas o fato é que estamos batendo a porta da 33ª semana de gestação e não temos um nome definido para nenhum dos sexos.

Tem pessoas que sabem desde criança o nome que quer dar para o filho. Outras escolhem no início da gestação e no meio do caminho mudam porque enjoaram do nome anterior. Tem aquelas que ao ver o bebê descobre que o nome escolhido não combina. Descobri que tem aquelas que escolhem no caminho da maternidade. E existem pessoas como a Rosely Sayão que passa a gestação inteira chamando a criança pelo nome escolhido, mas ao olhar pela primeira vez para o bebê muda o nome, pois descobre que passamos nove meses idealizando um bebê, mas nasce outro diferente do que pensávamos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

01 jun 2015

O medo de não amar o segundo filho

por
Gabi Miranda

Desabafo, Gravidez, Maternidade

Quero saber, você sentiu medo de não amar o segundo filho?

medo de não amar

Dizem que é comum sentir isso, no início da gestação tive medo de não amar o segundo filho. Esse era só o primeiro dos conflitos e angústias que uma mãe de dois encontra pela frente. Quando temos o primeiro filho, somos chamadas de mãe de primeira viagem, mas na verdade acho que seremos sempre marinheiras de primeira viagem nesse campo desconhecido que é a maternagem. Muitas dúvidas da primeira gestação se dissipam, mas muitas outras surgem com a segunda gravidez, a começar que é totalmente diferente da anterior e traz igualmente alvoroços para nossa cabeça e coração. O segundo filho será diferente do primeiro, nós pais já somos diferentes, a segunda gestação é uma nova história. E é normal sentir medo de não amar o segundo filho.

Da primeira vez, por exemplo, eu tinha menos medo do parto, da dor e nem pensava nisso. Eu tinha medo mesmo de sair da maternidade com aquele pacotinho, de trocar fralda (coisa que até então nunca tinha feito), da hora em que ficássemos a sós e medo de deixar de ser filha para ser mãe. Achava o máximo gerar outro ser dentro de mim, amava quando ele mexia, mas tinha medo também de não amar Benjamin. Ele era um estranho pra mim. Fui invadida mesmo por esse sentimento chamado amor, quando o vi pela primeira vez, depois em doses diárias, com o toque, o cuidado. Amor que crescia e doía e me fez chorar por muitas vezes. Amor raro, ímpar, infinito e sem explicação.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

29 maio 2015

Diário de grávida: 32 semanas

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Entramos na reta final da gravidez, e, a partir de hoje até o final da gestação, vou contar semanalmente, como me sinto, o que tem mudado, como está o desenvolvimento do bebê. Esse post será toda sexta-feira, dia em que completo a semana. Será o meu breve diário de grávida.

32 semanas

Imagem do Google

Hoje chegamos com 32 semanas, como contei no post de ontem, nos últimos dias o bebê ficou beeeeem agitado e passei a sentir as contrações de treinamento.

Na ultrassom realizada agora com 32 semanas, vimos que o bebê está com aproximadamente 1,9 kg, agora a tendência é ele crescer e acumular gordura. Já está de cabeça pra baixo e é pouco provável que nessa altura do campeonato ele vire, pois o espaço está menor. Baby se movimenta bastante durante o dia e de madrugada, me acordando e me fazendo perder o sono – desconfio que já esteja me preparando para o futuro próximo das mamadas noturnas. Tenho percebido que quando fico agitada e nervosa, ele se movimenta mais.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

Página 4 de 8Primeira...234567...Última