30 out 2017

Onde ficar em Roma

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Viagem

Onde ficar em Roma

Quando começamos a pesquisar sobre a viagem, nossa maior preocupação era onde ficar em Roma e nas outras cidades. Quando se viaja com duas crianças, a preferência tem que ser ficar perto de trem e metrô. E foi o que pedimos quando contratamos a agente de viagens com quem adquirimos as passagens aéreas (Brasil – Itália / Paris – Brasil) e as hospedagens para todas as cidades que fomos.

Essa agente de viagens escolheu algumas opções de hotéis e nos enviou para análise. Marido pesquisou todas as localizações e depois de acharmos que eram todas boas, validamos a escolha e a compra. A ajuda da agente foi fundamental porque ela realmente conhecia os locais e isso contribuiu para a boa localização que ficamos em todas as cidades, além do conforto. O destaque vai para onde ficar em Roma.

Roma é uma cidade grande e para se deslocar por conta usa-se bastante transporte público. Também é uma cidade mais antiga e para ficar numa espelunca, não precisa de muito esforço. Nós acabamos ficando num hotel chamado Madison, perto da estação de trem Termini, que é a maior estação de trens da Europa e ainda dava acesso para metrô e, por conta disso, para vários pontos turísticos da cidade de Roma.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

25 out 2017

Roma com crianças é amor

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

Roma com crianças não é brinquedo não. Roma com crianças é para os fortes.

Enfim chegou nossas tão sonhadas férias. Chegou e já acabou. Tanta coisa aconteceu nessa viagem! Um post é pouco para compartilhar as aventuras e perrengues que foi viajar para a Europa, pulando de cidade em cidade com duas crianças (e sem mala!). Portanto, vou dividir nossa viagem em vários posts. Vou começar falando do nosso primeiro destino: Roma.

Nossa viagem começou dia 20 de setembro, quando embarcamos de SP para Roma, com conexão em Madri. Ao fazer a conexão, esqueci minha bolsa LV no avião com tudo o que tinha direito: celular, euros, carteira, documentos. Naquela coisa insana de sair do avião (todo mundo tem tanta pressa), você tem que dar conta de todos os itens além das crianças. Simplesmente esqueci a bolsa. Antes ela do que uma das crianças, né? Imagina o trauma.

Marido correu pra buscar a bolsa e quando chegou no avião foi informado que já havia sido retirada e encaminhada para a Polícia Federal. Claro! Uma bolsa esquecida no avião poderia muito bem ser terrorismo. Olha, foi um corre-corre dentro do aeroporto de Madri para encontrar essa bolsa… fiquei tão desesperada. Quando uma mulher nos avisou que tinha sido encontrada, o voo estava pronto para sair e ela comunicou que precisávamos correr. Pegar na mão um do outro e correr sem parar. A bolsa estaria na porta do avião.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

16 out 2017

LightInTheBox – Conheça e saiba como comprar

LightInTheBox é uma vantajosa opção para comprar diversos produtos, inclusive aquela fantasia para aparoveitar com os filhos o Dias das Bruxas

.
Atualmente é comum importar produtos da China e uma das vantagens é o preço extremamente atrativo. Existem várias opções de lojas, mas recentemente conheci o LightInTheBox. Há 10 anos no Mercado, é considerado hoje um dos maiores sites chineses para compras on-line. Nele, é possível encontrar de tudo: moda, beleza, casa e decoração, jardinagem, produtos para o automóvel, para o lazer, eletrônicos, brinquedos e até aquela fantasia para o Dia das Bruxas que vem chegando.

O site se destaca pela qualidade dos produtos e apresentação visual. Oferece descontos e uma forma simples de adquirir seus produtos. Além do site, tem disponível APP para Android e iOS. Possui algumas vantagens como cupom de desconto, outlet e compra em grupo, que consiste em uma seleção de itens com desconto maior do que se comprado individualmente. Outro diferencial é que a LightInTheBox é um site único, ou seja, uma única loja com a venda de todos os produtos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

11 out 2017

Feliz vida de casal

por
Gabi Miranda

Casamento, Destaque, Maternidade

Parece que foi outro dia que aceitei sair com ele e começamos uma vida de casal. Tudo começou  em meados de 2005. E durante alguns meses levamos aquele relacionamento nada sério, só de paquera, baladas, noites furtivas. Ele dizia que não era para eu me apaixonar por ele. Eu dizia o mesmo e afirmava: é mais fácil você se apaixonar por mim. Gente, isso era óbvio. Uma moça alegre, comunicativa, alto astral, no auge da juventude, sem compromissos, que bebia sem pensar no amanhã, que gostava de dançar… sim, era eu! Continuo sendo. Só parei de beber. Porque não é fácil o dia seguinte de uma pessoa que bebe e tem filhos. Rá!

Nos apaixonamos. Começamos a namorar. E todo mundo dizia que eu completava ele. Juro, não tô tirando isso da música Eduardo e Monica. Namoramos por 3 anos. Numa certa noite, ele chegou com um Kider Ovo, sim o chocolate, insistiu para eu abrir e quando abri tinha um pedido de casamento enrolado numa aliança. Ele sempre foi de fazer surpresas e continua sendo depois de tantos anos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

10 out 2017

Fui ao meu velório e renasci

velório

Roma, setembro 2017

Há 25 dias fui ao meu velório. Ops, quis dizer, fui desligada da empresa para qual eu trabalhei durante anos. Ao me despedir das pessoas, parecia mesmo que estava no meu velório. Na hora foi uma surpresa ser desligada, porque naquele dia eu estava saindo de férias. Quem pensa que será demitido no dia em que está saindo para o melhor período da vida? No entanto, era algo que eu esperava acontecer durante o ano de 2017.

Outra coisa que assustou um pouco ao ser desligada, é o fato do marido estar fora do mercado e  a empresa para qual eu trabalhava saber disso. A vida é mesmo muito louca. Há meses venho falando para o marido que queria sair do trabalho para me dedicar aos meus projetos e ao meu maior projeto de vida: meus filhos. Aconteceu dele ser desligado – algo que nem Freud explica! E eu perdi a coragem que estava criando para sair do meu comodismo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

16

comente!

02 out 2017

Como minimizar o consumo infantil

minimizar o consumo infantil

O dia das crianças está chegando e é inevitável a criança não cobrar um presentinho. Por aqui, estou no meu ritmo e no ritmo dos integrantes da família, tentando mudar nossos hábitos e valores em relação ao consumismo. Isso significa minimizar o consumo. Motivada por desejar o bem do meio ambiente, pelo estresse do emprego, pela busca de uma vida mais espiritualizada, por querer mais tempo de qualidade com meus filhos e, principalmente, por desejar ensiná-los cedo algo que aprendi recentemente, que ter coisas não faz de nós mais felizes ou mais bem sucedidos.

E aí que nessa época do ano, assim como no Natal, há um direcionamento absurdo de publicidade voltado para as crianças. E chove pedidos dos pequenos de brinquedos e objetos que eles não precisam. Basta olhar em volta da nossa casa. A minha tem um monte de brinquedos que meus filhos ficam sem pegar por semanas. Aliás, os brinquedos mais requisitados pelos meus filhos, são os mais simples. Mas ao ir numa loja de brinquedos, me surpreendem pedindo de tudo. E me assusta a velocidade e quantidade de brinquedos que surgem e os valores exorbitantes. Outro dia mesmo, vi uma boneca que custa R$500. Ao lado dela na prateleira imensa, tinha muitos acessórios que podiam acompanha-la: roupas, carro, cavalo, sorveteria, etc. Só um kit de roupa, custava R$150. Gente, nem pra mim eu compro uma roupa no valor de R$150!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

27 set 2017

De olho no futuro financeiro dos filhos

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

Desde que engravidei do Benjamin uma das minhas maiores preocupações é o futuro dele. Acho que toda mãe se preocupa com isso, né? O futuro financeiro dos filhos. Eu me preocupo muito com a questão financeira, de garantir uma reserva para quando meus filhos estiverem grandes. Sinto que a geração dos meus pais não tinha essa preocupação, nem a de oferecer educação financeira. Talvez por falta de conhecimento e também por falta de oportunidade e possibilidades. O fato é que eu não fui educada financeiramente e quando passamos por dificuldades financeiras, sofri muito para lidar com a situação. E também não tive recursos para fazer um intercâmbio ou pagar faculdade, nem ganhei carro ao completar 18 anos.

Nada disso me faz uma pessoa melhor ou pior, claro. E não me fez falta na época, mas claro teria sido ótimo para o meu futuro – que hoje é o meu presente. Verdade seja dita, isso me faz pensar melhor no futuro financeiro dos filhos. Hoje eu tenho uma visão sobre educação financeira, quero que meus filhos aprendam a lidar com dinheiro. E embora, o mundo dos investimentos pareça estranho por ter suas taxas, siglas e porcentuais incompreensíveis, fiz investimentos para as crianças. Comecei timidamente. Quando o Benjamin nasceu fizemos uma poupança para ele. Um ano depois, fizemos uma previdência para o Benjamin e recentemente a Stella que já tinha a poupança dela também, ganhou uma previdência.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

25 set 2017

Como otimizar o tempo das mães que trabalham fora

otimizar o tempo das mães que trabalham fora

Muitas pessoas me perguntam como dou conta de tudo. Afinal, são dois filhos, marido, casa, cachorra, trabalho fora, blog, programa de TV, curso, hobby, etc. Pra começar eu não dou conta de tudo. Ser mãe de dois e trabalhar fora é um desafio e tanto na minha vida (e de tantas outras mães). Abro mão de fazer muitas coisas. Tenho hobbys que amo, como o scrapbook que acabo sempre deixando de lado. São muitas atividades diárias e aprendi que tenho que priorizar o que é importante. Três itens são essenciais na minha vida: minha família, meu trabalho e o blog. Então meu dia é meio que dividido entre eles. Adoraria ter horas a mais no dia. Como não tem, o jeito é tentar potencializar o tempo que tenho. Mas como otimizar o tempo das mães que trabalham fora?

Tem dias que eu só quero um tempo para sentar no chão e brincar com as crianças. Nessas horas, abro mão de tudo o que tiver pra fazer. Deixo o cesto de roupa suja cheio mesmo. Durante a semana, não dá tempo de fazer muita coisa, pois chego em casa por volta das 20:30. Se as crianças estão acordadas, dedico um tempo a elas. Se não estão, é o momento de fazer algo pra mim. E isso inclui até ficar sem fazer nada, assistindo TV – o que é raro, confesso, pois assistir TV sem um propósito me faz ter a sensação de desperdiçar meu tempo. Aos finais de semana, acordamos cedo e tenho o costume de praticar pela manhã todas as atividades domésticas para que eu possa ficar com o dia livre depois.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

20 set 2017

Mala para uma viagem de 15 dias em família

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

Mala para uma viagem de 15 dias

Taí uma coisa que começou a me preocupar duas semanas antes da nossa viagem: o que levar na mala para uma viagem de 15 dias? A estação do ano é a primeira coisa que pesquiso antes de fechar uma viagem. Porque eu nunca mais quero ir para a Europa no inverno, por exemplo. Vamos pegar o início do outono e isso me deixou com muitas dúvidas do que levar na mala. Tanto na minha quanto na das crianças. Eu sou friorenta demais e detesto a ideia de passar frio.

Sabemos que outono é considerada meia estação, a temperatura é sempre mais baixa de manhã e à noite. Então, fiquei na dúvida do que levar e quantidade. Para me ajudar, fui pesquisar o que colocar na mala para 15 dias de viagem e cheguei nesse post da Thais Farage. Gostei das dicas e me inspirei para montar a minha mala par uma viagem de 15 dias. O post me ajudou, principalmente, em relação a quantidade de peças a levar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

18 set 2017

Desempregada nas férias – o jeito é vadiar

férias

Amo tirar férias. Ainda mais quando parece que vou surtar e as férias se tornam necessidade absoluta. E vou contar um segredo: volto uma casa quando penso em empreender e lembro que as chances de ter férias diminuem. É muito prazerosa a ideia de ganhar dinheiro durante um mês que você não vai trabalhar. Férias é momento de curtição remunerada. Mas… fiquei desempregada no último dia antes de sair de férias. Rá! O jeito agora é desencanar e vadiar nos próximos 30 dias que seriam minhas férias.

Vou viagem e tirar alguns dias de descanso. A viagem em si já é algo libertador pra mim. E fico contando as horas para chegar. Estou aqui pensando como foi difícil decidir o destino e como demorou pra chegar esse momento. Fechamos com muita antecedência e isso me faz lembrar o Leo Jaime outro dia dizendo que escolher o destino com antecedência é como saber se vamos querer transar todo dia às 11 da noite. Pois por mais que a ideia agrade, a gente nem sempre sabe se vai estar no clima. Faz sentido já que não sabemos como estará nosso humor no dia, na hora na semana (e se ficaremos desempregados). A dois dias para nossa viagem, estou bem animada. Afinal, o que não tem remédio, remediado está.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

Página 2 de 32123456...Última