29 out 2013

Receitas

por
Gabi Miranda

Receitas, Terapia do lar

Faz tempo que não cozinho. Ando sem entusiasmo e a cozinha da casa em que moro não me anima mais. No entanto, continuo pesquisando receitas e fuçando um blog aqui outro acolá. Descobri receitas que Na Minha Panela ficarão boas demais (e na sua também). Só tem receitas fáceis de preparar, rapidinhas, criativas e aparentemente deliciosas. Não para por aí, não tem só receitas nããããão… nananina nãããão!!!! Tem vários truques culinários.

receitas

Eu que uns tempos atrás, além de ter sido possuída por um tique de “faça você mesmo”, tinha sido tocada por uma borboletinha cozinheira e estou adorando o site, tenho fé que quando mudarmos e minha micro cozinha estiver linda e funcionando, voltarei às minhas experiências. Ainda não testei nenhuma receita, mas já separei várias para fazer na minha cozinha nova. E quando eu fizer, prometo divulgar o resultado. Mas agora não perde tempo e vai lá: Na minha panela. E de lá você vai pulando na “panela dos outros” (tem indicações de outros blogs de comidinhas delicinhas, no canto direito da tela).
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

21 out 2013

Estamos em obra

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Em janeiro contei que a casa em moramos estava a venda. Contei também que esse ano a construtora entregaria o apertamento que compramos em 2010 – ano que também engravidamos do Benjamin. Há 10 dias pegamos a chaves do nosso novo e tão sonhado lar (Êêêêê…!).

Sou por natureza uma pessoa ansiosa e, assim que me vi com as chaves nas mãos, saí agendando tudo que era necessário para iniciarmos o processo de mudança. Além da minha ansiedade natural, tem a ansiedade pra fazer tudo rápido porque não vai ser fácil pagar aluguel + financiamento + obra + mudança + tudo que uma casa nova exige (piso, redes de proteção, luminárias, torneiras, aquecedor, gás, cortinas, chuveiro, pintura, móveis planejados, mesa de jantar, cama, eletricista, pedreiro, etc) + todas as contas cotidianas + etc. Haja dinheiros!

Nós havíamos contratado uma arquiteta – a querida Ana que fez um projeto lindo, do nosso gosto e adequado para nosso apertamento. O projeto envolve quebrar paredes, ou seja, modificar toda a planta original. Então nesse sábado começamos a obra.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

23 set 2013

Primavera, seja bem-vinda!

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Setembro começou e eu não disse aqui o quanto gosto desse período em diante do ano. Mês que traz a primavera – que começou e nem parece – o sol passa a dar o ar da sua graça com frequência, um clima delicioso, um período que pra mim sempre foi de muitas realizações.

Eu gosto de fazer uma SUPER limpeza na casa. O que envolve destralhar e organizar tudo. Aqui como estamos em processo de mudança, a casa anda uma desordem e eu sem muito entusiasmo para organizar tanta coisa já que em breve terei que reorganizar tudo novamente.

Mas no dia 01 de setembro, um domingo, resolvi fazer uma faxina na casa. Olha, não foi fácil… a casa é grande e eu só agradecia por em breve estar num apartamento duas vezes menor que aquilo tudo. Depois passei a me preocupar com as minhas coisas. Nosso novo lar é tão pequeno que não terei onde guardar tanta coisa. Essa mudança será para nós um recomeço e um exercício de desapego – principalmente para mim.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

14 ago 2013

Chegou a hora da vistoria no apartamento

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Em janeiro desse ano, anunciei aqui a VENDA da casa em que moramos e falei da nossa aquisição: a casa o apartamento próprio.

Pois é, 7 meses se passaram, a casa ainda está a venda e nós ainda moramos nela.

A novidade é que estamos bem próximos de nos mudarmos. Dias atrás numa ligação, isso ficou evidente. Era chegada a hora da vistoria do apartamento.

Pode parecer bobo, mas gente, ninguém tem noção da ansiedade, alegria e emoção que tomou conta de mim. Tudo junto e misturado. Data e horário marcado estávamos os três lá: eu, Marido e Benjamin. Ah, a Ana, arquiteta também.

Quando vi Benjamin andando pela área da piscina, quadra de futebol, quase tive uma parada cardíaca causada por forte emoção. Ok, exageros a parte, fiquei bem emocionada. Uma sensação de tarefa sendo cumprida. Porque agora, depois do meu Ben na minha vida, é diferente o sonho da casa própria. É por ele, é para ele.

Ao entrar no apartamento….sei lá, passou um milhão de coisas na minha cabeça – das quais vou registrando por aqui ao longo das próximas semanas. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

10 jul 2013

Sobre organização e desapego

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Eu odeio não gosto de inverno! Não simpatizo nem um pouco com os meses julho e agosto. São pra mim meses sacrificantes, arrastados, cinzentos, em que nada de bom acontece. Perceba, julho começou há dias e estamos no dia 10 ainda! Vai demorar para acabar, viu…

No entanto, já estamos no segundo semestre do ano! No dia 1º de julho, a amiga-mãe-blogueira Lelê postou no seu face algo do tipo: “Primeiro mês do segundo semestre do ano e o que você fez até agora?”. Fiquei me perguntando o dia inteiro o que tinha feito nos últimos 6 meses e vieram respostas nada convincentes: tirei férias, fiz um curso na ESPM; assisti alguns (poucos) filmes do projeto que consiste em assistir mais filmes; fiz junto com a arquiteta o projeto do meu apartamento; poupei; organizei a festa de aniversário do Benjamin; hum… e só.

Aí fui ler meu blog preferido sobre organização – Vida Organizada, da Thaís Godinho – e me deparei com o post Checklist de Julho 2013, que começa assim: Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

10 jun 2013

Entre pisos e juros

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Casa nova, casa sua. Organizar, arrumar e montar tudo do seu jeito. Mudanças! Podem ser boas, mas sempre traz um caráter babélico e exaustivo.

Compramos o apartamento na planta em 2010 e pensei que ficaria numa ansiedade profunda. Nada! Aconteceu tanta coisa de lá pra cá. A chegada do Benjamin, a transformação que isso trouxe para a nossa vida, só aí foi um evento e tanto.

Dá para contar nos dedos quantas vezes fomos ver o empreendimento crescer. Na verdade, quando fomos vê-lo, já estava enorme. Isso foi ótimo porque deu aquela sensação de como passou rápido. E nem acho que tenha sido só sensação, realmente esses (quase) três últimos anos voaram.
Só esse ano, contratamos arquiteta, fizemos o projeto do apartamento e recentemente começamos a pesquisar pisos. Primeiro foram os porcelanatos por um motivo bem básico: valor mais acessível. E porque algumas pessoas indicaram (a maioria indica até pela praticidade na hora de limpar do que outra coisa). Recentemente, fomos pesquisar os pisos de madeira, indicação da nossa arquiteta.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

08 mar 2013

Bolo de caneca

por
Gabi Miranda

Receitas, Terapia do lar

Uma vez por semana tem bolo no cardápio do lanche da escolinha. Minha sogra, para ajudar a minha vida, meu deu essa caneca linda (geralmente, não gosto de ganhar nada pra cozinha. Vamos combinar que utensílio para cozinha é presente para casa, mas essa caneca eu amei)!

image

Na própria caneca já tem a receita de bolo de chocolate. Essa semana fui testar, mas não coloquei chocolate (meu Ben não come ainda). A receita indica colocar todos os ingredientes direto na caneca e mexer ali mesmo.

image

A massa ficou linda e até saborosa. Levei ao micro-ondas por 3 minutos, conforme indicava a receita. E ficou assim….

image

“Desencanequei”….

image

Ficou apresentável, né? Mas ficou horrível! Ficou parecendo uma borracha, aquelas comidas falsas de mesa do café da manhã das novelas….

Experimentei e tinha gosto de massa de panqueca só que borrachuda. Não tive coragem de mandar um pedaço desse troço para o Ben.

Credito esse resultado a dois possíveis fatores: ou porque eu coloquei menos óleo do que a receita indicava e também não coloquei chocolate. Ou porque não tenho aptidão nenhuma para fazer bolos. Será esse atestado do meu fracasso com os bolos? Sinal para desistir?!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

26 fev 2013

Fotos reveladas e organizadas

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Posso não ser uma mãe das antigas, mas sou do tempo do álbum de fotografias. Gosto de revelar fotos, montar álbuns, folheá-los…

Incentivada pelo post Como organizar fotos digitais, da blogueira Roberta Lippi, nas minhas férias resolvi organizar as minhas fotos, só que as impressas. Ao contrário de muita gente (né, Dani?!), as fotos digitais aqui em casa são bem organizadas. Pudera, elas ficam sob responsabilidade do maridão, que organiza muito bem por pastas e ocasião/datas.

Com as fotos impressas acontece o contrário. São de minhas responsabilidades, não por nada, mas porque sou a que mais faço questão de revelar. Revelamos sempre por períodos espaçados, sei lá, a cada quatro ou seis meses. Não existe uma regra. Quando percebemos juntou um monte de fotos para revelar. Quando revelamos, elas ficam há dias, semanas, quiça meses, dentro do envelope amarelo da reveladora. Muitas vezes por falta de álbum decente. Muitas vezes por falta de coragem para arrumar. Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

07 fev 2013

Organizando a bolsa da mãe

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Outro dia (que na verdade já faz uns dois meses ou mais) estava sentindo minha bolsa pesada e resolvi conferir fazer à limpa. Afinal, a bolsa da mãe vive cheia de coisas. Observem:

bolsa da mãe

  1. Lenço umedecido;
  2. Trocador;
  3. Nécessaire de fraldas;
  4. Fralda de pano;
  5. Pen drive (2 unidades);
  6. Brincos;
  7. Óculos de sol;
  8. Carteira;
  9. Nécessaire (da mãe);
  10. Brinquedos;
  11. Crachá;
  12. Escova de dente;
  13. Revista;
  14. Caderneta;
  15. Carregador de celular;
  16. Porta cartão;
  17. Livros;
  18. A BOLSA! Meu xodó! Adoro seu formato porque cabe um montão de coisas.
  19. O item 19 estava no momento em minhas mãos registrando a foto: o celular!

Faltou a bolsinha de maquiagem, mas essa já fica no carro. Esses itens estavam na minha bolsa durante os dias da semana. Depois de uma análise profunda e existencial (para que eu preciso mesmo levar fraldas para o trabalho??? Que eu saiba ainda não dá pra trocar fraldas à distância!), alguns itens foram retirados (e pensar que a bolsa durante o final de semana é bem mais cheia, tanto que às vezes eu tiro a minha carteira e a coloco na bolsa do Benjamin…)
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

24 jan 2013

Vende-se essa casa

por
Gabi Miranda

Terapia do lar

(Esse post vai ser grande, pode ser lido em doses homeopáticas)

Era uma vez…

Sempre morei de aluguel, não por essa ser a minha maior aspiração. Em minha existência de 30 anos, morei em 5 casas. Foram períodos bem longos em duas delas, sendo que nas três primeiras foi com minha mãe e minha irmã. Uma das maiores lembranças da minha vida é o dia em que chegamos (eu e minha mãe) na primeira casa. Antes, pelo que entendo das lembranças, morávamos de favor na casa de parentes de 2º grau da minha mãe. Minha irmã, bem pequena, ficou nessa casa enquanto eu e minha mãe passamos a primeira noite na casa nova, só nossa, da minha mãe.

Era a maior conquista dela…

Conseguir alugar uma casa para morar com suas filhas, construir sua vida. A casa até era espaçosa: dois quartos, sala, cozinha, banheiro (que ficava na parte externa) e um quintal. Não tínhamos nada, nenhum móvel, eletrodoméstico, utensílio, NA-DA! Acompanhou-nos apenas um colchão de casal – onde dormimos a primeira noite e o eco das nossas vozes e dos nossos passos. Compreendi o motivo da Luana, minha irmã, tão pequena, não estar ali com a gente.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

9

comente!

Página 6 de 8Primeira...345678