03 maio 2017

Como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com crianças

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

Sempre gostei de viajar e lembro que quando fiquei grávida do Benjamin lamentei que demoraríamos para fazer uma viagem internacional novamente. Mas o Ben nasceu e de lá pra cá já fizemos três viagens internacionais e outras nacionais. Então, chegou a Stella e falei “agora ferrou, vai ficar mais difícil viajar”. Bom, em seu primeiro ano de vida fizemos algumas viagenzinhas nacionais e agora, em seu segundo ano, faremos nossa primeira viagem internacional nesse formato maior da família. O meu receio nunca foi o de viajar com duas crianças. Mas como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com crianças.

As pessoas ficam chocadas quando falamos que vamos fazer uma viagem internacional com as criança. Nos chamam de loucos. Primeiro, por viajar pra tão longe com duas crianças. Segundo, pela questão financeira. Muitas pessoas já me perguntaram como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com as crianças. De fato, é tanto gasto, que tudo precisa ser colocado na ponta do lápis. Precisa trabalhar muito. Pesquisar muito. Poupar muito. E é possível sim fazer a viagem dos sonhos com a família toda caber no orçamento.

Algumas questões precisam ser analisadas. Quanto eu posso poupar por mês? Qual o destino? Qual a melhor época (e mais em conta) para viajar? Quanto vai custar essa viagem? Quanto tenho disponível para gastar? Como posso pagar? Essas duas últimas perguntas são importantes, pois se você tem dinheiro para pagar à vista pode conseguir descontos ou se tem para dar uma entrada pode pagar o restante em parcelas mais suaves. Aqui em casa não gostamos de arrastar parcelas, somos a favor de poupar antes e gastar o que temos de possibilidade. Estamos sempre preocupados em não dar um passo maior que nossas pernas. Afinal, não sabemos o dia de amanhã.

Viagem com crianças pede muitas vezes uma programação maior. Não dá para decidir hoje fazer uma viagem daqui a três meses e começar a se programar financeiramente agora. Sugiro começar a se programar com um ano de antecedência. Porque não é só comprar passagem aérea e hotel, mas tem passaporte, seguro viagem, passeios, malas, mais itens que sempre descobrimos que precisamos antes da viagem. Enfim, precisa de dinheiro e planejamento.

Listei abaixo, alguns itens que estamos providenciando (ou já providenciamos) para a nossa viagem de férias 2017. São coisas que acredito serem primordiais estarem previstas no orçamento.

Como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com crianças

  1. Documentação

    Viagem internacional pede passaporte e dependendo do lugar pede-se visto. Passaporte além de ser caro, leva tempo para tirar.

    Veja como tirar o passaporte

     

  2. Passagem aérea

    Hoje temos diversas opções de companhias aéreas, o que contribui para uma grande demanda de oferta. Portanto, pesquise qual delas oferece um preço mais em conta. Eu sou meio cagona, então levo em consideração não só o preço, mas a companhia aérea também. Ok, nome não quer dizer nada, se tiver que acontecer alguma coisa, vai acontecer. Mas eu procuro pesquisar na internet a fama, os problemas que já tiveram, as experiências e reclamações de outros clientes. Não dá pra fazer uma viagem longa com crianças num avião capenga. O barato às vezes sai caro. Então, minha dica é ficar de olho nas ofertas e comprar com bastante antecedência da data da viagem – isso também barateia. Além disso, pode pechinchar um desconto ou facilitar a forma de pagamento.

  3. Hospedagem

    Aqui também precisa de cautela. Quando somos sozinhos, podemos ficar em qualquer lugar bom para dormir. Já quando viajamos com crianças, tem que avaliar a infraestrutura do hotel. Atualmente, temos vários sites que oferecem uma lista de hotéis com melhores preços. Sigo a mesma linha das passagens áreas, além de levar em consideração itens importantes como:

    Localização: não adianta ficar num hotel muito barato e ele ser isolado de tudo. Precisamos pensar que as crianças cansam, apesar de terem muita energia, chega uma hora que querem colo e sobra para nós carregarmos. Portanto, aqui optamos por hotel de fácil localização e perto do metrô para facilitar o deslocamento.

    Infraestrutura: precisa ter um quarto legal, com banheiro bacana, oferecer serviço de cozinha em horários indeterminados

    Alguns sites de pesquisa:

    Hotel Urbano
    Decolar.com
    Viajar Barato
    Trivago

  1. Seguro viagem

    Quando eu não tinha filhos, sempre contratava um seguro viagem. Com filhos eu não viajaria nunca sem um seguro. A gente não viaja pensando que pode acontecer o pior, mas nunca sabemos o que pode acontecer. É melhor prevenir do que remediar. Estamos em processo de fechar nosso seguro e depois contarei aqui no blog nossa escolha.

  2. Alimentação

    Assim como buscamos informações sobre os pontos turísticos, vale pesquisar restaurantes nos arredores. Vale sondar o preço mais acessível, mas também a receptividade das crianças no local. Ou seja, as crianças são bem vindas? Tem cadeirão? Fraldário?

  3. Passeios

    Pesquisar antes da viagem os passeios e programar um roteiro pode trazer uma economia financeira, além de economia de tempo. Muitos países oferecem a compra do passaporte de entrada antecipado e ainda garantem desconto. Mais para frente contarei para onde vamos viajar e colocarei no blog todos os sites aonde compramos nossas entradas para os passeios.

  4. Locomoção

    Para quem tem crianças pequenas da idade da Stella, indico levar carrinho de bebê. Porque uma vez viajamos com o Benjamin sem o carrinho e fez uma falta danada. Outra coisa que precisa pensar é se é melhor alugar um carro. E se essa foi a opção escolhida, precisa pesquisar um modelo confortável e que comporte a família toda.

  5. Câmbio

    Para nossa viagem, vamos utilizar dólar e euro. É preciso pesquisar os melhores preços e aproveitar as oportunidades. Nós ainda não compramos, mas acho que vale comprar aos poucos se surgir alguma boa chance. Pesquisando na internet, encontrei o site Melhor Câmbio. Nele, é possível encontrar a casa de câmbio com a melhor cotação e ainda negociar para tentar pagar menos. Ainda não usei, mas achei bem interessante.

  6. Quanto dinheiro levar

    Pesquise a média de gasto diário e também defina uma verba diária para gastos com refeição, passeios, tranqueirinhas. Evite gastar no cartão de crédito, pois a fatura chega após 30 dias e com valor do câmbio atualizado (pode variar pra mais).

  7. Eventualidades

    A gente sempre acha que pensou em tudo, mas gastos eventuais, por exemplo, acontecem. Por isso, é importante prever uma quantia financeira para coisas não programadas.

Bom, é isso. Ainda estamos finalizando alguns itens da viagem, como seguro, ingressos de passeios e o mais importante nessa fase e aonde começa a viagem muito antes dela ser realizada: o roteiro! Em breve, volto para das mais dicas e contar mais novidades. 😉

compartilhe!

1

comente!

tags: ,

Uma resposta para “Como se preparar financeiramente para uma viagem internacional com crianças”

  1. […] mundo adora fazer roteiro e planejar o que fazer nas férias, mas pouca gente se planeja financeiramente para isso. Esse texto traz dicas ótimas sobre […]

  2. Adorei as dicas! Acho que é bem por aí mesmo!

Comente!