11 dez 2017

Desligue, um guia simples de meditação

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Uma das minhas metas para 2017 era ler sobre meditação e tentar colocar em prática. Eu li muito e um dos livros lidos foi “Desligue, um guia simples de meditação para céticos, ocupados e todos que buscam uma vida melhor“. Indicação de uma grande amiga que me garantiu: esse livro desmistifica um monte de impressões equivocadas, como por exemplo, que para meditar você precisa bloquear o cérebro ou ficar completamente imóvel. E não é que é verdade! Eu enxergava vários obstáculos quando ouvia falar em meditação. Achava que precisava ficar sentada numa posição específica, em silêncio, sem pensar em nada. Eu, Gabriela Miranda, sem pensar por 5, 10, 30 minutos, quiçá uma hora. Impossível! Só de pensar nisso, pra mim parecia tortura e uma perda de tempo. Por que eu ficaria parada sem pensar em nada enquanto posso estar em movimento resolvendo outras coisas? Mas então esse livro “Desligue, um guia simples de meditação” caiu nas minhas mãos e mudou completamente a visão que eu tinha sobre meditação.

Existem vários mitos e verdades que permeiam a meditação, além de muitos benefícios para praticarmos essa atividade. Faz bem para o corpo e para a alma. Além de nos tornarmos uma pessoa mais calma, mais saudável e mais produtiva, nos ajuda a responder perguntas maiores e mais profundas, como “o que me torna feliz?” e “o que eu quero?”.  Nos ajuda, inclusive, a produzir mais e de forma consciente, o que é bem melhor. E a responder melhor a situações de conflito. A autora do livro propõe logo no início: “Pense em quantos minutos, horas ou dias você perdeu por causa de um contratempo no trabalho ou na vida pessoal. Por mais insignificante que o ocorrido possa parecer aos outros, para você é um problemão. Mexe com suas emoções, tira seu foco, provoca um pouco de tudo, de dor de cabeça a queimação no estômago ou coisa pior, e muitas vezes desperta vergonha ou sentimento de culpa pela forma como você reagiu.”

Quantas vezes isso me aconteceu, principalmente no trabalho. Não quero mais que aconteça. Quero conseguir me desligar em momentos como este e desapegar de forma consciente do que quer que me deixe nervoso. Quero evitar reagir por impulso, até no meu jeito de maternar. Quantas vezes nossos filhos nos tiram do sério? A gente perde a paciência e acaba tendo uma reação exagerada em muitas situações cotidianas. Quero reagir com mais plenitude. E quando agimos assim, somos mães melhores, esposa melhor, profissional melhor.

Por isso, uma das minhas metas em 2018 é MEDITAR. Não é tentar, mas colocar em prática, exercitar a meditação na minha vida. E nesse post vou contar pra você um pouco do que tem no livro.

Desligue – um guia simples de meditação para céticos, ocupados e todos que buscam uma vida melhor

Mitos sobre meditação

Meditação: descomplicada , desmistificada e totalmente possível

  1. É fácil de aprender
  2. Qualquer um pode aprender
  3. Não acontece nada (na maioria das vezes) 
    Não se medita para conquistar alguma coisa: conseguir ficar quieto e respirar pelo menos uma vez por dia já é a conquista. O que importa não é o que acontece enquanto se está meditando; é o que acontece depois;
  4. Meditação não precisa ser longa para ser eficaz
    Quando quer, todo mundo pode encontrar um momento do dia para fazer algo importante. Cinco minutos pode ser o suficiente para meditar;
  5. A meditação não vai fazer você pirar
    Pelo contrário, permite que sejamos mais proativas ao invés de reativas. Ajuda a tratar os problemas de maneira mais ponderada e eficiente, em vez de desperdiçarmos nossa energia com coisas que não podemos controlar.
  6. Você não precisa “bloquear” o cérebro
    É importante deixar que as emoções apareçam, para que, em seguida, possamos deixá-las ir embora e consigamos seguir em frente. A meditação não impede de sentir emoções, da mesma forma que não impede de pensar – apenas faz você se dar conta de suas emoções e de seus pensamentos mais rapidamente. Quando você nota que uma emoção está tomando conta, é capaz de recuar e contemplá-la. Então, percebe que seus pensamentos e emoções ditam quem você é. Você não é triste; você está triste. Você não é mal-humorado; você está mal-humorado. Separar você de como você se sente é o caminho para a libertação, a rota direta para um retorno a uma mente tranquila e racional.
  7. Não existe meditação ruim
  8. Existem muitas maneiras de meditar
    Mariana Ferrão, comenta que são 84 modalidades mediativas catalogadas. Três muito conhecidas: Meditação mântrica, Mindfulness (atenção plena) e meditação guiada.

Coisas estranhas e maravilhosas que podem acontecer quando você medita

  • As pessoas ficam simplesmente mais felizes, mais leves e bem-humoradas. Sorriem mais. O aumento de alegria é tangível na aparência, na voz, no caminhar e na forma como interagem com aqueles à sua volta;
  • Resulta em redução de estresse;
  • Alivia sintomas de ansiedade e depressão;
  • Cria mais resiliência;
  • Os probleminhas do cotidiano deixam de ser tão importantes;
  • A meditação nos permite aceitar as coisas como são, em vez de resistir a elas;
  • Nos ensina a focar numa coisa só, o que automaticamente nos torna mais eficientes;
  • Reconfigura o cérebro fazendo com que a inspiração se transforme em ideias brilhantes e as ideias se transformam em ação;
  • Aumenta imunidade, melhorando a nossa saúde;
  • Retarda o envelhecimento;
  • Protege o coração;
  • Contribui para baixar a pressão arterial;
  • A sensibilidade à dor diminui;
  • A tensão é liberada;
  • Você passa a dormir melhor;
  • Você passa a precisar de cada vez menos “coisas” para preencher a vida. Percebe que não precisa de tudo e desfruta muito mais das poucas coisas que decide comprar;
  • Você adquire mais clareza e elevação
  • Você passa a tomar decisões melhores e mais rápidas;
  • Passa a confiar mais no próprio instinto, porque a meditação ajuda a assentar todas as vozes dentro da cabeça, permitindo escutar aquela que nos orienta com mais sensatez;
  • Ajuda a encontrar um propósito na vida;
  • Quanto mais em silêncio você fica, mais consegue escutar;
  • Pasmem: meditação também é eficiente na perda de peso;
  • Você se sente vivo!

E aí, quem mais quer praticar meditação em 2018?

compartilhe!

6

comente!

6 respostas para “Desligue, um guia simples de meditação”

  1. Adorei o post, realmente é cercado de mito o assunto mas lendo aqui ficou mais que esclarecidos

    Bjs Mi Gobbato

  2. Eu gostei de tudo que li no teu post, mas fiquei com uma dúvida: se meditação não é ficar sentada de perna cruzada, de olhos fechados e pensando em nada, então com é que se medita?

  3. Tati disse:

    Eu sempre fui muito ligada com as coisas que nem sempre são muito bem explicadas pela lado material, mas ultimamente me afastei e vejo como faz falta na minha vida.
    E meditar nunca fez parte da minha rotina, quem sabe esse seja um desafio para 2018?

    Bjs

  4. Elaine Alberico disse:

    Porque meditar só traz benefícios mesmo. Na correria do dia a dia, simplesmente passamos a semana sem nem refletir direito nas ações. Tão importante termos um tempo para nos avaliarmos e ir mudando nosso destino… bjooo

  5. Claudia disse:

    Eu!!!
    Tenho praticado, Gabis, mas confesso que bem menos do que eu gostaria.
    Eu amo yoga e tudo que se refere a cultura oriental.
    Adorei seu post, super importante para desmistificar a meditação.
    Não conhecia este livro, mas obviamente já foi pra minha lista!
    Adorei suas imagens!
    Bjks mil
    Clau

  6. Essa é uma das minhas metas também. Inclusive, no início da semana passada, estive em um workshop de mindfulness e gostei muito. Estou até pensando em fazer o curso completo.
    A meditação é muito cercada de mitos. Muito legal você esclarecer alguns neste post.
    beijos
    Chris

Comente!