12 jan 2016

Licença maternidade não é férias

por
Gabi Miranda

Desabafo, Destaque, Maternidade

licença maternidade

Imagem do Google

Existe uma falsa ideia de que licença maternidade é um período de descanso, algo idêntico a férias, já que a pessoa fica um período afastada da empresa, sem praticar as atividades profissionais. Nós mesmas, quando grávidas, fazemos genuinamente planos para os meses que ficaremos em casa. Vou organizar os armários da cozinha, praticar um hobby, passear, aproveitar a piscina, encontrar as amigas, ler aqueles 10 livros empoeirados há um ano na cabeceira, assistir todos os filmes vencedores do Oscar 2011,  2012, 2013, 2014 e, lógico, 2015… e mais uma lista infindável de coisas que, sinto informá-la, não serão feitas na sua licença maternidade.

Quem já tem a experiência de um filho, tem uma expectativa menor sobre o que conseguirá fazer na licença maternidade (e pode até ser que consiga fazer 2 ou 3 itens da lista) e se incomoda demais com a falsa ideia das pessoas sobre o que significa a licença maternidade. Você passa o último trimestre da gestação sem poder reclamar que está cansada, por exemplo, do trabalho. Ouve-se o tempo todo as pessoas dizerem “ah, mas logo você ficará um bom tempo em casa descansando e eu que continuarei trabalhando”. Obviamente essas pessoas não tiveram filhos e não tem a menor ideia da vida após o nascimento de um bebê. Então, você respira fundo, pois compreende, se essa pessoa não tem filhos, ela não sabe o que está falando. Mas esses comentários se tornam frenquentes durante a gestação e, inclusive, na licença maternidade há quem pense que você não faz nada e pede favores acompanhados de frases assim “você podia ver isso já que está em casa e tem mais tempo”. Imagina uma puerpéria ouvir isso. Então, dá vontade de matar o ser humano.

Se criança dá trabalho, imagina um bebê que passou meses no útero e quando sai é obrigado a lidar com esse mundo com temperatura maluca, barulhos chatos, seres humanos desconhecidos e esquisitos. É um processo bem longo até mãe e bebê se adaptarem. Até lá, são muitas noites mal dormidas, muito choro, cólicas, colo, amamentação em livre demanda… O tempo parece cronometrado para os afazeres de um bebê que dorme, mama, caga. O tempo que um RN dorme é o tempo para a mãe almoçar e quiça tomar um banho. Ao contrário da época em que Benjamin nasceu, com a Stella eu não tinha tempo nem para dormir. A mãe precisa se adaptar a uma nova dinâmica de vida, acostumar com a pressão da sociedade, sua própria culpa, enfrentar o desafio da amamentação. Imagina como fica o emocional de uma mulher que acabou de colocar no mundo outro ser.

Com o tempo, eles ficam mais tranquilos de serem cuidados, você consegue estipular uma rotina, então você encaixa os afazeres domésticos nas suas atividades e pronto. Fica mais ou menos assim: amamentação, troca de fraldas, estimulação do bebê (música, conversas, massagens), banho de sol, soneca, banho, casa para por em ordem, roupas do bebê para lavar e passar – coisa que fazemos separado da roupa do restante da família. Mesmo assim, a maior parte do tempo passamos em pé e curvadas. Haja costas! As pessoas, principalmente os homens, acham que a licença maternidade é simplesmente um período de ficar em casa (olha que sortuda a mulher!), confundem esse tempo de 4 ou 6 meses de férias. Todo mundo que não tem essa experiência acha, inclusive, que você dorme até tarde e fica de pernas pro ar. Quando acaba a licença, você ainda é obrigada a ouvir perguntas do tipo “e aí, como está sendo voltar a acordar cedo depois de tanto tempo?!”.

Enfim, estão todos enganados! A licença maternidade é um período para cuidado e dedicação exclusiva ao bebê – que é uma delícia, mas é trabalho em tempo integral, 24 horas seguidas, sem expediente, sem comissão. O bônus e a grande vantagem está no amor construído dessa relação e base de tudo. Ser mãe e estar de licença maternidade é realizar o trabalho mais difícil do mundo e também o mais importante.

compartilhe!

0

comente!

0 resposta para “Licença maternidade não é férias”

  1. […] Mãe não tira férias e licença maternidade não é férias! […]

Comente!