24 jul 2017

Meu processo de coaching

Desde quando perdi minha mãe, me dei conta que meu mundo se dissolveu. Logo em seguida a Stella nasceu e percebi que a ordem e as prioridades da minha vida já não eram mais as mesmas. Antigos sonhos se diluíram para dar espaços a novos. Há dois anos exatos a Stella nasceu e com ela nasceu também a urgência de transformação e mudança. Pessoal e profissional. Sempre fui uma pessoa decidida e batalhadora, mas acho que nunca precisei da audácia necessária de agora. Por isso comecei meu processo de coaching. Tornei-me coachee.

Passada a fase de achar que precisava de uma consultora de estilo, ou de ir mais à igreja, descobri que é tempo de ter mais clareza das escolhas a serem feitas, de ter mais confiança, desenvolver as ideias e comportamento, de obter mais desafios, de maximizar meu potencial, de autodescobertas, de ser ao invés de ter!

Descobri que ser feliz é mais importante do que ter algumas coisas. Resolvi assumir que preciso fazer algumas mudanças. Sei que me dedicando 100% do tempo para meus filhos e casa não me faria feliz completamente. Mas meus filhos estão crescendo e sinto que estou perdendo a melhor fase da vida deles. E me dói perceber isso. Ainda mais quando penso que talvez nem tenha mais outro filho para que eu possa fazer algo diferente. E também não tenho outra vida. Está valendo essa aqui e agora que estou vivendo. Eu queria muito poder conciliar as duas coisas: trabalho e filhos. Mas como? Foi então que decidi fazer coaching.

Mas o que é coaching?

Eu venho num processo de aprendizagem grande há pelo menos uns três anos. Quando 2017 começou pensei que precisava dar um jeito na minha vida. Até pensar em fazer consultoria de moda, eu pensei. Mas a verdade é que o negócio era mais interno. Eu precisava me provocar de alguma forma. Foi então que pesquisei sobre coaching.

Coaching é uma parceria intencionalmente provocadora e criativa entre coach e coachee (cliente), que o inspira para maximizar o seu potencial pessoal e profissional. (Patricia Serra, TheWill2Grow)

Coaching é uma metodologia de desenvolvimento e capacitação humana que utiliza recursos e ferramentas com o objetivo do coachee (cliente) conquistar resultado em qualquer contexto na sua vida, seja pessoal, familiar, profissional, financeiro e até espiritual. Ou seja, o coach ajuda o coachee a desenvolver o seu melhor.

Eu diria que é um processo provocador, intenso e também bem doloroso. Desde que iniciei o processo, embora esteja gostando muito, também tenho sofrido e me questionado ainda mais do que antes. O lado positivo é que agora conto com a ajuda da minha coach, a Patricia Serra, que vem me provocando e me inspirando. Acho as provocações dolorosas demais. Mas são estimulantes e são elas que acabam me fazendo sair da zona de conforto. Toda semana, tenho exercícios que me colocam mais perto do que desejo. Já fizemos 4 sessões e desde então, já dei vários passos rumo ao meu objetivo.

Aproveite a paisagem

Ainda tenho um processo longo pela frente. Geralmente, são 10 sessões com uma hora de duração (e eu já não consigo pensar na possibilidade de me separar da Patricia). Ainda me falta clareza em relação às escolhas que precisam ser feitas. Coragem para tomar as decisões. Definir como fazer as transições necessárias. Conhecer e/ou redescobrir meus talentos.

Todo mundo que converso a respeito me fala que coaching muda a vida e eu já não tenho mais dúvida disso, pois já sinto as transformações. Também escuto falar que é maravilhoso e que o melhor a fazer nesse processo, é aproveitar a paisagem. Uma outra coisa que reparei é que desde quando me abri para as mudanças, tenho atraídos pessoas incríveis para o meu lado e consequentemente agregado ainda mais informações e aprendizados. O conjunto todo me faz apreciar a paisagem.

compartilhe!

1

comente!

Uma resposta para “Meu processo de coaching”

  1. Ale disse:

    Parabéns Gabiiii, tenho certeza que você ira brilhar e iluminar muitas vidas com essas novas conquistas!!

Comente!