16 jan 2017

O ano novo começa agora

O ano novo começa agora para nós, cheio de novidades escolares

ano novo

Benjamin e Stella entrando juntos na escola

Fim de uma fase. Chega um momento em que precisamos fazer escolhas, precisamos enxergar que o tempo para determinadas coisas finda. E eu percebi que não tinha mais para onde fugir, nem fingir. Fim de ano. Essa época mágica que faz com que a gente reveja vários aspectos e setores da vida. Bom período para novos ajustes. Decidi que estava na hora de mudar Stella de escola. Ela estava num lugar menor, sempre foi muito bem cuidada, mas outros aspectos me incomodavam desde a época do Benjamin. Hora de mudança.

Toda mudança na vida dos filhos, exige pais otimistas. Toda mudança dói, nos tira de um porto seguro rumo ao desconhecido. Stella estava saindo do berçário para esses maternais da vida. Fico bem desconfortável com esses arranjos de maternal, jardins, etc. Acho mesmo que nessa idade, bebês devem ficar livres para explorar o mundo, o que não significa ficar em sala de aula. Mas achei ótima oportunidade para fazer outra composição escolar.

Para o ano novo, Stella foi matriculada na mesma instituição do meu primogênito Benjamin, que esse ano abriu uma unidade baby. Tudo novo para a instituição e para nós que estávamos há 5 anos (considerando época do Benjamin) habituados com outro esquema. Meu primeiro filho, não teria colocado numa escola que estivesse começando. Mas encarei de forma positiva esse desafio. Mesmo porque a instituição em si é antiga, tem experiência com crianças, o Benjamin está há um ano lá e estamos completamente satisfeitos. Eles só não tinham uma unidade baby. E fiquei esperançosa quando, no início de 2016, fomos informados desse projeto.

Pouco mais de 20 dias de férias se passaram. Chegou hora de começar uma fase nova, de novo. Hoje foi o dia que marcou a volta às aulas por aqui. O primeiro dia da Stella na escola nova. O primeiro dia do Benjamin no ensino fundamental. Ela tão pitica, sem noção de perspectivas, atravessou confiante o portão de mãos dadas com seu irmãozão. Ele passou o fim e início do ano, orgulhoso do seu diploma do pré e a todo instante falando o quanto sabia de palavras, vogais, números, o quanto estava grande e agora, por essas (infindáveis) coisas, iria para a primeira série. Estava feliz também porque apresentaria sua irmãzinha para as professoras e seus amigos. Porque estariam perto um do outro.

Como eles são fáceis para adaptação…! E digo isso por tudo. Para viajar, para dormir, mudar de rotina. Claro, cada criança, um repertório. No caso desses dois, a mãe aqui sofre de bobeira porque eles tiram de letra muitas diversidades e circunstâncias. Ao mesmo tempo que sofro, tento demonstrar a eles o quanto sou hospitaleira em relação ao novo. Por mais que aperte o frio na barriga, eu incentivo, tento transmitir segurança. É quando percebo o quanto tenho de minha mãe em mim. Mas o que criança precisa, né? Pais confiantes, com certeza de que qualquer mudança dará certo e… um irmão! Para compartilhar todas as experiências emocionais (0u não) que essa relação proporciona. Assim fica fácil da criança se adaptar e gostar das novidades.

Agora, realmente, começou nosso ano novo!

Leia como foi quando o Benjamin mudou de escola: Feliz nova escola

 

compartilhe!

1

comente!

Uma resposta para “O ano novo começa agora”

  1. É… parece que por aqui falta mesmo um irmão! 🙂

Comente!