31 maio 2017

Organização, Minimalismo e Budismo na minha vida

Desde que começou o ano venho buscando uma transformação pessoal. Tenho internamente uma questão muito conflituosa em relação ao fato de trabalhar fora e querer ter mais tempo para meus filhos. Simplesmente não tenho coragem ainda para tomar uma decisão porque tenho aí muitas dúvidas. Daí que surge essa necessidade de me transformar pessoalmente e isso significa me conhecer melhor. Nesse processo, tenho lido e pesquisado bastante alguns assuntos que me interessam e que acredito possam contribuir para o meu progresso. Resumindo, os  assuntos que venho estudando são: organização, minimalismo e budismo.

Ah, mas o que esses assuntos tem a ver com a sua transformação, com seu trabalho e seus filhos? Tem tudo a ver! E vou explicar cada item.

Organização, Minimalismo e Budismo 

Organização

Basicamente, ser desorganizado nos faz desperdiçar tempo. E o desperdício acontece quando não sabemos muito como usar nosso tempo e acabamos usando com o desnecessário. Quando somos organizados, temos mais clareza das nossas prioridades e isso nos ajuda a colocar em prática o que queremos. Tenho buscado ser organizada no sentido mais amplo da palavra. Na minha casa, com todas as nossas coisas (desde guarda-roupa até armários de cozinha), no meu dia a dia em geral. Isso porque todos os dias precisamos tomar decisões, das mais complexas as mais simples como “com que roupa vou trabalhar”. Nós que temos filhos, tomamos ainda mais decisões do que possa imaginar. E tomar decisões levam tempo e gastam nossa energia. Por isso, tenho passado por uma enorme organização lá em casa. Algo que não acaba nunca, principalmente porque não disponho do tempo necessário para fazer tudo de uma vez, mas estou caminhando. Ser organizado nos ajuda a otimizar e poupar bastante tempo. E com certeza nos ajuda a descobrir o que é importante para na nossa vida.

Minimalismo

Minimalismo é um processo de limpeza e de simplificar tudo em nossa vida. Está muito ligado a organização e também a crença de vida. Um questionamento muito que define minimalismo é “que coisas de fato adicionam valor à vida?”. Estou mergulhando nesse tema e tenho certeza que vai me ajudar muito nesse meu processo e na escolha que preciso fazer. Porque o Minimalismo nos faz refletir sobre as coisas que realmente são importantes na nossa vida.

organização, minimalismo e budismo

Budismo

Quem me segue há bastante tempo, sabe que aqui em casa não temos religião. Embora tenhamos nos casado e batizado as crianças em igreja católica, não seguimos a religião. Entre idas e vindas, posso me considerar uma pessoa de fé. Acredito no potencial que cada um de nós carregamos para acordar todo dia e seguir em frente. Que o Universo conspira a nosso favor para que coisas boas aconteçam em nossas vidas. E quando não é do jeito que esperamos, é porque algo temos que aprender, algum proveito temos que ter. Nessa hora precisamos ter o discernimento para entender que ainda não é o momento e na hora certa vai acontecer. Perdi minha mãe há 3 anos e foi algo muito difícil de aceitar. Claro que ainda tenho momentos de não aceite, mas hoje consigo enxergar o outro lado dessa perda. E a enxergo como o ponto de partida dessa minha transformação.

 

É basicamente isso. Os três temas tem muita ligação um com o outro. E por que estou falando disso? Porque esses assuntos serão recorrentes na minha vida, tem a ver com meus valores de vida, com a energia que me faz levantar todos os dias, com o que quero inserir na vida dos meus filhos e que, portanto, serão mencionados aqui no blog. Espero que gostem! 😉

compartilhe!

0

comente!

Comente!