20 mar 2017

Como ser feliz no trabalho

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Trabalho

Quando eu era criança sonhava o que eu seria quando crescesse. Não pensava no trabalho como algo negativo. E vivia brincado de secretária. Por muito tempo, quando era bem pequena, eu pensava que seria secretária. Eu era feliz no trabalho! Já crescida, eu tinha dúvida entre duas profissões: psicologia e jornalismo. Escolhi a segunda opção e não fui muito bem sucedida. Eu tinha uma visão romântica da profissão. E por ter um pai jornalista, isso reforçava meus sentimentos. No fim, nunca exerci a profissão, embora tenha sempre trabalhado no ramo editorial e feito alguns freelas, o que talvez não me deixa cair numa frustração.

Mas a verdade, é que quando somos crianças, não pensamos no trabalho como algum ruim. Nem imaginamos que um dia estaremos torcendo para hora passar rápido para então chegar ao fim do expediente.  Só quando crescemos temos uma visão real do que é trabalhar. É responsabilidade na veia. Muitas vezes é chato pra caramba. É como tudo na vida. Não é perfeito, mas também não é a pior coisa que pode nos acontecer. Percebo que muitas pessoas não gostam do que fazem. Outras vivem insatisfeitas com o seu trabalho. Tem as que trabalham e odeiam. Já falei aqui que adoraria passar mais tempo com meus filhos, mas eu não conseguiria parar de trabalhar, por exemplo. Eu não me vejo cuidando da casa e das crianças. O trabalho me completa. E por vários motivos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

15 mar 2017

Por que ensinar nossos filhos a lidar com o dinheiro?

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

lidar com o dinheiro

Embora seja o desejo de muitos pais por aí, não podemos contar exclusivamente com a escola na tarefa de preparar nossos filhos para a vida. E acho ok. A escola tem o papel dela, assim como a família. O nosso papel como pais, é buscar escolas com metodologia boa de ensino. Finanças não é uma grade curricular obrigatória, atualmente poucas escolas ensinam sobre dinheiro. A escola ensina matemática. Mas por que ensinar nossos filhos a lidar com o dinheiro?

Porque a incumbência de introduzir valores na vida de nossos filhos e auxiliá-los a administrar suas capacidades financeiras compete a nós. Porque somos nós quem temos que dar o exemplo. Conversar sobre dinheiro. Ensinar a criança administrar. Não incentivar o consumo. Cultivar a independência e autonomia. Por vários motivos que já comentei aqui no blog desde que comecei a escrever sobre minha relação com dinheiro, começamos a ensinar o Benjamin a lidar com o dinheiro. Algumas pessoas podem achar cedo, afinal ele só tem 5 anos e meio.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

13 mar 2017

Minha vida organizada com Planner

por
Gabi Miranda

Destaque

Há três meses estou usando o planner e posso afirmar que minha vida mudou nesse curto espaço de tempo. Tinha certo receio de me tornar uma pessoa obcecada por produzir, organizar, produzir, organizar. E não procrastinar! Minha vida organizada com Planner tem me ajudado a ser mais consciente sobre como tenho usado meu tempo. E me ajuda a cuidar e usar meu tempo com sabedoria. Com ele passei a me planejar melhor e tenho aprendido que quando a gente planeja, sobra mais tempo e energia para tudo o que queremos fazer.

Pode não parecer, mas decidir aonde levar as crianças para passear, que lanche mandar para a escola, montar a mochila da escola somente no dia, dar banho na criança primeiro para só depois pegar a roupa que ela vai usar, cansa muito mais do que se planejar e deixar tudo no jeito antecipadamente. Passamos o dia tomando decisões e com planejamento, fica tudo mais fácil. Até as menores decisões poupam mais energia. Passei a ter todos os meus compromissos, metas e atividades do mês anotados. Mensalmente, tenho feito uma lista de tarefas importantes a serem executadas dentro daquele mês.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

10 mar 2017

20 coisas para uma criança ser feliz

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

20 coisas para uma criança ser feliz

para uma criança ser feliz

Imagem Google

O que precisa para uma criança ser feliz?

Acho curioso quando alguém fala que não tem condições de ter filhos. Entendo que o fator financeiro pesa bastante. Mas criança nasce pedindo para fazer judô, balé, natação, ir para a escola mais cara? Criança nasce pedindo para viajar, aparelho celular de última moda, tênis e roupas de marca? Pede um quarto cheio de brinquedos? Para uma criança ser feliz acho que precisa tão pouco. Apenas 20 itens e concordo com a lista abaixo do Ilan. 😉

20 coisas para uma criança ser feliz

Por Ilan Brenman, para Revista Crescer, edição de agosto/16

  1. Ter sido desejada pelos pais;
  2. Caso não tenha sido desejada, ter conquistado o coração deles após o nascimento;
  3. Carinho é uma pomada protetora poderosa;
  4. Alimentação saudável (mas uma tranqueira de vez em quando não mata ninguém);
  5. Ambiente minimamente limpo, mas sem neuras demais;
  6. Muitas histórias contadas e lidas;
  7. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

08 mar 2017

A mãe, o menino e a quaresma

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

quaresma

A quaresma lembra o período de 40 dias que Jesus passou no deserto sendo tentado. É conhecido como um período de reflexão, de valorizar o silêncio, avaliar os nossos comportamentos. É um tempo favorável para nossa renovação. Durante 40 dias o exercício é resistir a vontade da carne. É fazer um sacrifício pela vida de Jesus.  Não se faz promessa, não se faz pedido, é um compromisso interno consigo mesmo. Eu nunca fiz quaresma, nem mesmo quando frequentava a igreja na adolescência. Mas resolvi que esse ano faria. Daí surgiu a conversa entre eu e o Benjamin.

-Por que vc não vai mais tomar Coca-Cola, mãe?!

– Porque vou seguir a Quaresma, filho.

– O que é quaresma?!

– Depois te explico melhor, basicamente não pode comer carne, mas estou deixando de tomar Coca-Cola no período de hoje, fim do Carnaval, até a Páscoa.

– Pra quê?

– Pra realizar um pedido.

– Que pedido?

– Que aconteça o que for melhor para todos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

06 mar 2017

Quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Produtos

Essa é uma dúvida comum entre os pais: quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

Trocamos o bebê conforto  pela cadeirinha. Agora Stella está sentada de frente como aparentemente sempre desejou. Ao contrário do Benjamin que trocamos o bebê conforto pela cadeirinha com um ano de idade, trocamos a Stella somente agora com um ano e meio. Isso porque ela não tinha o peso ideal para a troca. Agora, ela não chegou no teto do peso, mas a altura já tinha ultrapassou o limite.

Antigamente, o uso da cadeirinha não era obrigatório. Mas desde 2010 o uso do bebê conforto e cadeirinha são obrigatórios e reconhecido pela Lei da Cadeirinha que determina o uso do bebê conforto, cadeirinha, assento de elevação. Qual desses usar depende da idade, peso e altura da criança:

  • Bebê Conforto: deve ser usado apenas para recém-nascidos com até 13 kg ou 1 ano de idade. Ou ainda quando a cabeça do bebê estiver próxima do topo do equipamento num formato de concha. Deve ser sempre instalado no banco traseiro e de costas para a frente do veículo;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

Página 6 de 154Primeira...456789...Última