29 mar 2017

Por que as pessoas desestimulam as viagens com crianças?

por
Gabi Miranda

Desabafo, Destaque, Maternidade, Viagem

Em janeiro fechamos nossa viagem de férias/2017. A data da viagem está longe ainda, mas para não acontecer como ano passado, que eu e marido não conseguimos casar nossas férias, dessa vez nos planejamos e fechamos tudo com antecedência. Uma coisa me surpreendeu muito! Quando comento com alguém sobre a viagem, a pessoa geralmente responde com uma pergunta: mas vocês vão levar as crianças??? Ou quando falamos o destino, as pessoas comentam de forma pejorativa: vocês vão pra lá com as crianças? Alguns afirmam: eu não viajaria com meus filhos! Eu não faço viagens com crianças! Deixa as crianças com alguém! E por aí vai… Eu queria saber: por que as pessoas tentam desestimular as viagens com crianças? E como alguém não faz viagens com crianças, sendo seus próprios filhos?

Porque eu não viajaria sem meus filhos

.
Meus filhos não pediram para nascer, eu quis que eles nascessem. Eles fazem parte de mim e enquanto eu puder, quero carregá-los por todo canto como se eu fosse uma mãe canguru. A minha vida não tem graça sem eles. Embora eu sinta sim vontade de fazer uma viagem rápida sozinha com o marido, consigo imaginar a nossa depressão por não ter as crianças por perto. E a gente falando “se o Benjamin e a Stella estivessem aqui…”.

Graças a Deus, Universo, DNA, sei lá, eles são crianças adoráveis e fazem toda a diferença na nossa vida. Ir conhecer um lugar novo com eles é dar também outro sentido à viagem, às experiências, é também enriquecer o nosso e o repertório deles. É enxergar a beleza da vida com os olhos deles. Sem contar que já passamos diariamente juntos a rotina cotidiana – que vamos combinar não é divertida 100% do tempo. Logo, pra mim não faz sentido não compartilhar uma viagem – um momento de bel-prazer, de se divertir, aprender, descobrir e explorar esse mundão. Se a vida é melhor com filhos, viagens com crianças é melhor ainda.

Sim, viajar com filhos é um pouco, ok, é bem mais caro do que viajar a dois. É mais trabalhoso também. Mas não coloquei filhos no mundo para curtir a vida sem eles. Muito menos para viajar preocupada em saber se eles estão bem, se estão se alimentando direito, se foram cedo pra cama. Prefiro que tudo desande sob as minhas vistas mesmo, de preferência na viagem. Mas estaremos de FÉRIAS! Rotina nesse período não importa. É essencial estarmos juntos. Pois férias é sinônimo de passar momentos incríveis ao lado da família – a maior riqueza que possuímos na vida. Férias é período para estarmos com quem amamos, em algum lugar do mundo que desejamos conhecer.

Leia: como tirar passaporte da família

.
Parece-me muito simples para o indivíduo que sugere deixar nossos filhos com outra pessoa. Geralmente, esse ser não é o que se propõe a tamanha responsabilidade. Aliás, quem quer? E fala-se como se fosse simples arrumar alguém para ficar com duas crianças. Estamos falando de DUAS crianças. Uma dá trabalho, imaginem duas. Eu até pediria para meu pai ficar com elas por um final de semana, quiçá um feriado prolongado. Mas 20 dias??? Eu não viajaria em paz.

Encaro as viagens com crianças como um momento ímpar na vida da gente. A preparação, as lembranças e vivências… como eu quero que meus filhos tenham boas lembranças das nossas férias. E de preferência, sempre que houver a oportunidade, conhecendo algum lugar do mundo.

Vamos ter que ter mais paciência, desacelerar o ritmo, pagar mais caro num hotel ou num restaurante, carregar carrinho de bebê, desencanar com rotina de sono… mas tô super tranquila em relação a isso tudo e muito mais. Inclusive, com os gastos. Aliás, como as pessoas ficam preocupados com o dinheiro alheio, né? Ficam curiosas pra saber quanto você está gastando numa viagem com os filhos. Ou dizem que fariam outra coisa com esse dinheiro, indo viajar sem os filhos. Ou que preferiam comprar um carro! Eu olho, penso e sinto uma vontade de responder… Jamais eu trocaria a experiência de uma viagem com meus filhos por um carro. E por que a preocupação com o dinheiro? Quem paga essa conta mesmo?

Sim, eu e o marido vamos viajar. E nossos filhos vão viajar com a gente! 😉

 

compartilhe!

3

comente!

3 respostas para “Por que as pessoas desestimulam as viagens com crianças?”

  1. […] loucos, onde já se viu, fazer uma viagem dessas com as crianças e blá blá blá. Incrivelmente, as pessoas desestimulam as viagens para qualquer lugar do mundo com as crianças, mas para a Europa, parece que desestimulam […]

  2. Agora tô aqui morrendo de peso na consciência porque vou viajar só como marido em julho…

    • http://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabi Miranda disse:

      Paraaaaaaaaaa….! Eu disse que viajaria com o marido sozinha, um final de semana. rsrsrs
      E aposto que você não é dessas que ficam desestimulando a viagem com crianças.
      Fica em paz e aproveite a viagem, merecemos um tempinho a sós. 😉
      Super beijo

  3. Mara disse:

    Concordo em gênero, número e grau. Fico embasbacada quando alguém fala uma coisa dessas pra mim. Viajar com os filhos dá trabalho e gasto sim, mas não tem o que pague as descobertas que eles fazem e o quanto ficam felizes em ter os pais pra eles sem a rotina de trabalho. Eu AMO!!!!!

Comente!