21 jul 2017

Porque estamos fazendo a mudança de escola das crianças

mudança de escola

Vida de mãe é cheia de emoção. Quando está tudo tranquilo, feito um mar calminho, vem uma onda forte e nos pega de surpresa. Sem contar as alterações constantes de fases. Conseguimos fazer a criança dormir na cama dela sozinha, aí vem a fase do medo de escuro e voltamos 3 casas nesse jogo da maternidade. O bebê largou a chupeta e logo vem a hora de largar a mamadeira. De repente, eles saltam do ensino infantil para o fundamental e lá vem mais uma fase de adaptação. Pois é, estamos passando uma fase de várias mudanças por aqui e entre elas, pela segunda vez, a mudança de escola. E todo mundo tem me perguntado porque estamos mudando as crianças de escola.

Nós amamos a escola atual das crianças, não aconteceu nada na escola que nos tenha feito tomar essa decisão. Mas a vida é uma grande transição que às vezes nos obriga a tomar decisões que muitas vezes não teríamos coragem se não fosse o empurrãozinho dela. Não sei se vocês já passaram por uma situação como querer mudar de endereço para morar mais perto do trabalho. A mudança de escola é algo desse tipo. Aconteceu algo definitivo que nos fez tomar essa decisão, mas essa escolha vem de encontro com alguns desejos meus de dar mais qualidade de vida para meus filhos, assim como passar mais tempo com eles. Meio que o Universo está conspirando para projetos futuros. É isso que estou encarando esse momento.

Como toda mudança, isso está nos causando um tiquinho de medo, lógico. Na cultura oriental a palavra mudança é representada por dois ideogramas que ilustram outras duas situações: perigo e oportunidade. Eu sinto medo de mudar, mas enxergo qualquer mudança como uma nova oportunidade. De fazer algo novo. Conhecer pessoas novas. Sair do comodismo. Aprender. Realizar. Mas eu sou adulta e consigo visualizar isso, agora imagina o que significa para uma criança uma mudança de escola.

Leia também: Grande magia, vida criativa sem medo

.
Mudança causa medo, é difícil e estamos num processo de muita conversa com o Benjamin sobre o assunto. Passada aquela fase de correr atrás de uma boa escola – mesmo que o conceito de “boa escola” mude de pessoa para pessoa. Batemos o martelo e escolhemos a que acreditamos ser melhor para nós. Eu também estou com medo por vários motivos! O maior deles é a preocupação se meu filho vai se adaptar a um colégio daquele porte. Isso porque ele, embora tenho ido conhecer e tenha achado a escola o máximo, passou a dizer que não quer ir pra lá.

Primeiro disse que tinha medo de andar sozinho de elevador. E explicamos que ele não vai andar de elevador, porque a área de educação fundamental é no térreo e mesmo que precise andar de elevador, ele não andará sozinho. Sem contar que temos elevador em nosso condomínio e ele está acostumado a usá-lo conosco.

Depois o menino veio dizer que a escola nova é muito difícil. Isso porque numa das visitas tinham expostos alguns trabalhos produzidos em maquetes e o menino ficou encanado com isso. Achando que não saberia fazer aqueles dinossauros, prédios, etc. Explicamos que nada daquilo é feito sozinho pela criança da idade dele, que eles tem acompanhamento e ajuda dos professores e dos pais em casa.

É comum ele estar sentindo medo diante dessa mudança. Ele nem imagina o quanto isso aumenta o meu medo. Mas eu sou a mãe dele e o meu papel é transmitir confiança. Sinto medo e penso se estamos fazendo a melhor escolha. E até se vamos conseguir pagar (porque tem isso também, né?!). Mas enfim, esse medo é normal e temos que encará-lo com coragem.

E por falar em coragem…

Coragem é outro assunto que tem sido constante por aqui. Estamos trabalhando a coragem dentro do Benjamin. E acredito muito que, com o tempo, quanto mais enfrentamos nossos pequenos medos, mais ganhamos confiança para fazer coisas grandiosas. O que acalma meu coração, é que conseguimos uma escola que vai acolher os meus dois filhos e eles estarão próximos um do outro. Com certeza, juntos, eles terão coragem de sobra para encarar qualquer desafio.

 

compartilhe!

0

comente!

Comente!