01 set 2017

Setembro, chegou! Hora de renovar as energias

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

setembro

Amo setembro, mês que anuncia a primavera, consequentemente promessa de muitos dias de sol. Muitas pessoas recalculam suas metas em julho ou agosto. Pra mim, é em setembro que recalculo como tem sido o ano. E que ano tem sido 2017 aqui pra gente! E pro Brasil todo. Aqui em casa fomos pegos de surpresa com uma situação que acabou mudando as nossas vidas. Não sei que lição é para tirarmos disso, mas ainda enxergo como uma grande oportunidade de fazer algo diferente.

Logo, esse setembro está com gostinho de agarrar com mãos, braços (e pernas) todas as responsabilidades que envolvem essa ocasião. Aliás, para qualquer projeto de vida, independente do que fazemos, da idade em que estamos, se não nos colocarmos no caminho do que desejamos, ninguém vai pegar nossa mão e nos colocar lá. Né?! Estou entrando em setembro com vontade de fazer crescer e florescer meus sonhos. E tenho pensado muito que enquanto nós não levamos a sério nossas metas, elas continuarão estacionadas.

E aí tem sempre alguém para jogar um balde de água gelada. Não falo só de pessoas, mas também daquele indivíduo que mora dentro de nós e tenta nos sabotar colocando empecilhos e lembrando que nossos projetos podem dar errado. Podem sim! Mas é um desperdício viver pensando em tudo o que pode dar errado. Abandonar os sonhos sem tentar. Eu estava lendo outro dia, algo que falava sobre as pessoas desistirem até das suas metas do ano na metade do caminho. Para tudo! Na mesma hora abri meu planner para ver a minha lista de metas de 2017. Coloquei a mão na massa para tentar atingir algumas metas ainda esse ano. Mas uma coisa empolgante, foi perceber, que os itens mais importantes da minha lista estavam em andamento. E claro, isso entusiasma para seguir adiante.

Também li em algum lugar, que somos energia vibrando a uma determinada frequência e se a gente sintoniza na frequência correta, a gente consegue tornar realidade qualquer coisa que a gente queira na vida. Mas não é só querer. A gente tem que querer e acreditar que aquilo é possível. Isso que estou falando e refletindo, tem muito do processo de coaching que me ajudou a enxergar essas coisas com mais clareza. Quantas coisas aprendi nesse caminho. Foram 10 sessões, aproximadamente três meses, que me tiraram da zona de conforto. Não só o coaching, mas percebi que quando nos abrimos para as mudanças, autoconhecimento, ficamos abertos e atraímos muitas das coisas que buscamos. Nesse período conheci muitas pessoas que abriram novas portas e janelas. Também me alimentei de muitas leituras que tem agregado muito para novos rumos. Vislumbro um novo horizonte.

Descobri que ser mãe não basta pra mim. Eu preciso continuar trabalhando. Mas precisa ser no mesmo formato? Não. E preciso abrir mão imediatamente do formato atual? Também não. Mas não posso consumir a minha vida sem buscar meus sonhos e o equilíbrio. Esse processo todo também me faz questionar. O que é mais importante na minha vida? O que eu já fiz esse ano para chegar aonde quero? Que tipo de pessoa eu sou e como quero ser?

Leia mais sobre o meu processo de coaching

.
Lembro, na segunda sessão de coaching, quando a Patricia – minha coach – me pediu para fazer uma lista dos meus pontos fortes e fracos. Achei um exercício dificílimo e pedi ajuda para o marido e uma grande amiga, para me fazerem enxergar meus pontos fortes. Sim, porque os fracos eu conheço de cor. E eles me falaram sobre minha determinação. E então, a Pati pediu outro exercício. Para eu fazer uma lista de conquistas na minha vida onde eu usei a Dona determinação. Nossa… como a gente esquece das coisas que passamos, de tudo o que conquistamos.

Não precisamos de um fim de ano para recomeçar. Às vezes é necessário recalcular e restabelecer metas antes. Para isso é preciso recuperar o fôlego. E nada como recomeçar em um mês como setembro.

Bora, renovar as energias? Quais são as coisas mais importantes da sua vida?

Leia também: o que fazer nos próximos meses para realizar os projetos

 

compartilhe!

0

comente!

Comente!