18 jul 2016

Como introduzir frutas na alimentação do bebê?

por
Gabi Miranda

Alimentação, Destaque, Filhos

Como introduzir frutas na alimentação do bebê?

Por Maria Beatriz Chiaradia, nutricionista, mãe do príncipe Lorenzo, especialista em nutrição Clínica em Pediatria, pelo Instituto da Criança (HC-FMUSP) e uma das criadoras do Mestre Cook Assessoria

frutas

Baby boy eating apples

Assim que chega a fase de introdução alimentar, aos 6 meses, logo pensamos em FRUTAS! E isto, naturalmente, gera muitas dúvidas entre os papais e as mamães sobre a forma correta de apresentar as frutas ao filho sem que isso prejudique a amamentação em livre demanda. São várias as dúvidas, como: qual fruta dar primeiro? Tem alguma fruta que não posso oferecer? Como preciso preprar a fruta? E por aí vai….

Então o post de hoje é para esclarecer algumas das principais dúvidas que recebemos, para que esta fase se torne menos complicada e mais deliciosa possível.

Existe alguma fruta que não posso oferecer ao bebê?

NÃO! Não há nenhuma contra-indicação de fruta na alimentação complementar aos 6 meses. Mas, sempre que possível, o ideal é que seja respeitado o hábito familiar e regional, que as frutas sejam orgânicas ou que sejam priorizadas as frutas da estação, pois estas – por estarem em safra – contém menos agrotóxicos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

29 fev 2016

Alimentação Complementar: dicas para iniciar essa fase

por
Gabi Miranda

Alimentação, Bebê, Destaque, Filhos

Alimentação Complementar é uma fase cheia de descobertas, mas também de muita ansiedade, confira algumas dicas de especialista para ajudar nessa etapa tão deliciosa

Por Maria Beatriz Chiaradia, nutricionista, mãe do príncipe Lorenzo, especialista em nutrição Clínica em Pediatria, pelo Instituto da Criança (HC-FMUSP) e uma das criadoras do Mestre Cook Assessoria.

Alimentação Complementar

Imagem Google

A introdução alimentar é uma das fases que mais causa ansiedade nas mães. São muitas as dúvidas: que horas oferecer? Quanto oferecer? O que colocar nas refeições? Como dar a fruta? Tem alguma fruta que não pode? E por aí vai… Essa ansiedade é normal e faz parte devido a preocupação das mamães em oferecer o melhor para seus filhos. Então vamos falar um pouco sobre isto: Alimentação Complementar.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a partir do 6º mês de vida é possível iniciar a alimentação complementar. Os alimentos que fazem parte do hábito alimentar da família são os que deverão fazer parte do hábito alimentar do bebê, sendo oferecidos inicialmente em forma de papa/purê, evoluindo a consistência gradativamente e de acordo com a aceitação do bebê. Lembrando que a composição da dieta deve ser equilibrada e variada, fornecendo todos os tipos de nutrientes, desde a primeira refeição.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!