28 jul 2017

Uma carta para Stella

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos

 

Filha,

Talvez você nem leia essa carta. Ou esteja lendo do seu celular em algum lugar do mundo e pensando várias coisas sobre o quanto sua mãe era piegas (ou não) escrevendo essas coisas. Escrevo essa carta no seu aniversário de 2 anos. Eu podia escrever sobre o quanto você foi desejada, como foi concebida, o quanto sonhei contigo. Mas não, decidi escrever uma carta parecida com a que já fiz para seu irmão Benjamin. Estava aqui pensando em você e algumas coisas que aprendi nos últimos (três) anos – desde a morte da sua avó, até sua chegada.

Sim, perdi sua avó no ano que você chegou. Primeiro foi a perda dela, em seguida a vida me presenteou com você. Desde então eu só tenho aprendido coisas incríveis sobre a vida. Bom, decidi escrever com o intuito de que algo seja útil para você. Para começar, aprendi foi sobre o tamanho da força que possuímos dentro de nós, mas não temos ideia. Acredite nisso, você é mais forte do que imagina.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

16 jun 2015

Feliz aniversário, Benjamin!

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos

feliz aniversário

Filho,

São 4 anos!!! Como o tempo passa rápido. Quando você nasceu, seu avô Alvaro me disse de forma filosófica que a partir daquele momento o tempo voaria e sem me dar conta você logo teria 18 anos. Nunca vou esquecer aquela conversa. Primeiro achei um exagero, mas agora entendo perfeitamente o que ele queria me dizer…chegou seu 4º feliz aniversário!

Você era um bebê até outro dia e agora é esse moleque cheio de vida, que pula e corre pela casa toda, tem perguntas e respostas e tiradas para tudo. Gosta de música, livros, filmes, cinema e…presentes! Como gosta de presentes! Normal na sua idade e mesmo adulto, esse é um mimo que sempre gostamos de receber. Mas quero que você saiba que presente vai além de um pacote brilhante com fita e um brinquedo dentro. Presentes podem vir em várias formas…

No seu quarto aniversário, eu e seu pai vamos te dar um presente que vale para a vida toda. Você vai ganhar um irmão ou uma irmã. Isso significa tanta coisa, filho. Ao longo da vida, você vai experimentar histórias e experiências emocionais que só um irmão(a) proporciona. Não vou mentir para você, vai ter muita briga, implicância e discussões, mas terá muito mais que isso: brincadeiras, piadas, bobagens, sorrisos, até lágrimas, confidências, amor, amizade, viagens, risinhos no meio da noite, banho de chuveiro, mar, cachoeira, mangueira, piscina, muita coisa e muitas histórias… Cada um de vocês possuirá tatuado no coração nossas histórias de família. Eu posso te garantir, será in-crí-vel! Objetos caros não substituem essa relação.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

16 jun 2014

Carta ao filho – Feliz Aniversário

por
Gabi Miranda

Maternidade

envelope4

Meu Ben,

Há 4 meses tento lhe escrever essa carta e, ainda sim, acredito que ficará incompleta.

Você está completando três anos. TRÊS anos, filho! (não consigo parar de enfatizar isso) Ainda é um bebê, embora já diga “sou quiança, mamãe”. Tem uma vida inteira pela frente, muita coisa boa te aguarda.

Tenho visto muita gente escrever uma carta com conselhos para si, mas como se fosse o futuro. Eu pensei em fazer uma carta dessas para mim. Mas depois pensei, porque não escrever para o meu Ben?! São conselhos que eu deveria ter escutado, na época, da minha mãe. Mas a verdade é que a gente nunca escuta nossa mãe, a gente sempre acha que ela é chata, fala demais e está errada em tudo o que diz. Com o tempo descobrimos que estávamos enganados, as mães só querem o nosso bem. Leia como escrevo essa carta para você agora, de coração aberto…

Assim como agora quando criança que você quer ser todos os heróis num único dia, quando crescer vai querer ser muitas coisas. Sua avó Salete acreditava que você seria músico. De repente essa pode não virar sua profissão, mas pode ser seu hobby. Você vai ter dúvidas sobre a faculdade que quer fazer. Não se martirize tanto. Pense em como você gostaria de trabalhar e no quê gostaria de se tornar profissionalmente. Pergunte a quem quiser. Mas ouça sempre seu coração. E aproveite (com muito juízo e às vezes se permita não ter nenhum – vou me arrepender de ter lhe dito isso) cada momento na faculdade, as festas, os bares, as viagens e amigos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

22 maio 2014

Brincar de viver

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin,

Esse é um ano difícil para a mamãe e a tia Luana. Como você sabe, nós perdemos a vovó Salete. Você é muito pequeno ainda para ter dimensão dessa perda – sinto triplamente, por mim, pela minha irmã e por você, meu amor. Estou numa busca incansável para que você não esqueça essa avó que tanto te amou, a pessoa digna, generosa, festeira e maravilhosa que ela sempre foi. Então eu fico buscando cultivar coisas que ela faria, o modo como ela enxergava a vida, seu entusiasmo e alegria. É um exercício bem difícil esse, filho. Sua tia Luana andou me dando uns puxões de orelhas. Eu nunca havia me dado conta o quanto sua tia tem da sua avó…

Foi sua tia que abriu meus olhos com relação ao seu aniversário. Ela foi enfática ao dizer que íamos fazer a sua festa sim, me lembrando que sua avó nunca deixou de comemorar nossos aniversários, Natal ou nenhuma outra data especial, independente do que tivesse lhe acontecido durante o ano. Sua avó sofreu muito nessa vida, perdeu pessoas amadas, passou por dificuldades financeiras, mas nunca, nunca abaixou a cabeça para vida, sempre tentava ver o lado bom das coisas e vivia achando motivos para comemorar. Essa foi uma das qualidades que puxei dela, amo comemorar, brindar à vida, reunir a família e os amigos – não quero deixar essa marca apagar de mim. Não quero e não posso fazer diferente nesse momento tão especial que é o seu aniversário. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

15 maio 2014

Presente de aniversário

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin,
Ainda bem, filho, que nós temos essa outra metade da melhor parte de mim. Meu pai. Seu avô.

De: Papai
Para: Gabi
Data: 25 de abril de 2014 03:56

Minha filhota Gabiroba,

Desculpe tantas palavras, mas não podia deixar de me derramar nesta data feliz. Ainda mais eu que ando tão conciso e silencioso. Mas agora não! Leia quando tiver tempo, parabenizando por seu aniversário. Sinta-se abraçada. Você é outono, mas também carnaval. Agasalho e alcinha de blusa, ombros ao vento. Roupa cinza e fantasia colorida. Doce feito a troca romântica de um casal à beira do Sena no por do sol. Ou à beira de um ataque de nervos no engarrafamento de São Paulo.

Filhona adolescente e mãezona toda leoa. Frágil e dramática, ainda bem, feito lágrima de crocodilo, mas forte como a musculatura da asa. Seja mais vento do que árvore. Asa e pés no chão. Não comprei presente neste seu aniversário, mas objetos comprados não importam. Humildemente te dou essas palavras como abraço, emoção e um não sei que de mistério dessa vida tão complexa quanto simples. Essa caminhada que nunca está pronta, que se estende somente a cada passo nosso. Nossa estrada só é feita por nossos passos. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

27 fev 2014

Benjamin

por
Gabi Miranda

Uncategorized

selo_2anos

Data: Quarta-feira, 06 de abril de 2011, 0h51
De: Alvaro
Para: Gabi

“Gabi,

dá vontade de chorar, às vezes, quando penso que vou ter um neto…. Não caiu a ficha ainda, nem sei dizer, não sei palavras, razão, não sei dizer nada… absolutamente nada! As pessoas falam que é bom ter neto et cetera, mas não sei não, não sei o que elas querem dizer… não sei nada, só sei que é uma coisa boa, parece meio como se eu estivesse “grávido”, grávido do futuro, embora esse futuro não me pertença, embora eu seja o passado… e assim vou na madrugada de ficar no instante de um samba, da contemplação da lua mais perto, do horizonte de apertarmos olhos, de ficar assim miúdo como estou aqui agora, tão ínfimo, tentando palavras e o mais que possível de estender a vida…

Seu pai”

Eu entendo o que você quer dizer, mas também não sei explicar e sinto vontade de chorar. E tenho feito isso. Simplesmente choro…de um sentimento puro, de felicidade. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 fev 2014

Herança materna

por
Gabi Miranda

Família, Maternidade

Herança materna

Meu Ben, você vai ter um avô admirável… assim como eu tive.

Data: 13 de fevereiro de 2011
De: Alvaro
Para: Gabi

Gabi filhota,

O torvelinho da vida. Só assim as coisas acontecem. Se planejar muito, pode crer que dá zebra. Claro que temos que ter um mínimo de projeto, mas chamaria isso não de projeto, e sim de linha mestra. E esta é composta de muitos valores e desejos imprevisíveis, dependendo da formação de cada um. No nosso caso, da nossa família, origens, formação et cetera, diria que, entre esses valores, poderíamos destacar a simplicidade, a honestidade, o amor, a alegria da festa, o trabalho inevitável, o respeito aos outros e a solidariedade, aquilo de nunca querermos ficar bem dando rasteira nos outros. E muito mais… E depois precisamos viver esse instante, fazendo tudo… Se não der, corrigimos a rota. Mas o tempo é tão louco na sua velocidade, que, quando nos damos conta, já fizemos e concluimos tudo, tudo que achávamos que não conseguiríamos fazer…
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!