27 mar 2017

La La Land – por que eu gostei tanto

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Maternidade

La La Land

A maioria das pessoas com quem comento sobre o filme La La Land, demonstra certa resistência por se tratar de um musical. O início do filme espanta um pouco, nos fazendo achar que será um filme inteirinho num diálogo musical inacabável. Isso porque a primeira cena, é uma sequência deliciosa de música e dança no meio de um trânsito infernal. Mas assim que acaba fica claro que não será uma continuação de diálogos cantados.

O filme conta sobre os sonhos e o romance entre a atriz iniciante Mia e o pianista apaixonado por Jazz, Sebastian. Ambos, estão em busca de oportunidade em suas carreiras quando se apaixonam. As músicas foram inseridas no filme de forma harmoniosa e impecável. Casa muito bem a entrada de cada canção. E causa uma vontade de sair dançando pela rua. A primeira coisa que fiz ao sair da sala do cinema, foi baixar a trilha sonora no spotify. E ouvi por dias seguidos e ainda não enjoei, se é que isso é possível.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

tags: , ,

25 jul 2016

Férias: 10 filmes infantis para assistir na Netflix

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Maternidade

filmes infantis

Pela primeira vez não viajei nas férias, já sabíamos que não íamos viajar, pois as férias foram meio que obrigatórias por conta das férias escolares do Benjamin e não deu para coincidir as férias de toda família junto. A partir de agora parece que a vida dos pais tomam outro rumo; conciliar também com a vida escolar. Mas tudo bem, fiquei empolgada em passar alguns dias sozinha com o Benjamin. Pra quem não viaja, restam boas alternativas: aproveitar a sua cidade e curtir o frio de julho no sofá, assistindo filmes infantis, agarradinho ao filho.

Existe certo prazer em assistir filmes infantis

O Benjamin adora ver um filme e mesmo que seja comentando o tempo todo todas as cenas, fazendo perguntas e dizendo 26847 vezes “olha, mãe, ele vai sair correndo” quando a mãe já está olhando, é uma delícia ver um filme infantil na presença dele. Aliás, o Benjamin fez nascer em mim o interesse pelos filmes infantis. Antes dava para contar nos dedos de uma mão só quantos filmes infantis já tinha visto e gostado. Convenhamos, os filmes infantis atuais tem lá seu encanto. Eles cativam crianças e adultos, pois são criativos, tem piadas sutis e sensacionais que as crianças nem entendem, mas nós sim.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

30 jun 2016

Porque você e seu filho precisam assistir Procurando Dory

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Maternidade

O filme não é uma continuação de Procurando Nemo, mas é tão fofo, lindo e cheio de mensagens quanto ele

Procurando Dory

Imagem Google

A história acontece 1 ano depois que Dory e Marlin encontram Nemo. Começa com uma cena do passado da cativante e inesquecível Dory ainda bebê com seus pais. Ela simplesmente tem um insight e começa a ter lembranças desse passado. Então, ela decide ir em busca da sua família mesmo tendo problema de perda de memória. Marlin e Nemo vão com Dory nessa jornada e então começa uma história emocionante de perigos, aventuras e encontros e desencontros.

Adultos e crianças precisam assistir por essas 14 razões para não perder Procurando Dory e um pouco mais.

Conferimos a pré estreia de Procurando Dory, a nova animação da Disney e afirmo, o filme é desses que faz até adultos se emocionarem, produzido com o coração, cheio de personagens amáveis – mesmo que sejam mal humorados, como o caso de um amigo polvo que Dory faz. Tem uma boa dose de humor, sem ser exagerado. Achei o filme perfeito e amei do começo ao fim. Mas alguns aspectos me chamaram a atenção e por isso afirmo, você e seu filho precisam assistir Procurando Dory:
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

15 jun 2016

5 motivos para assinar Netflix

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Maternidade

Vivendo um caso de amor com Netflix

netflix

Há alguns anos ganhei uma assinatura promocional da Netflix. Foi bem no período em que Benjamin nasceu e eu não via como encaixar o momento de lazer na minha nova rotina. Desencanei. A verdade é que essa era uma boa desculpa para eu não me aventurar nesse serviço de streaming tão cheio de modernidade e possibilidades no mundo dos filmes. Sou antiga! Até outro dia sentia falta das locadoras físicas de filmes, gosto de colocar um DVD no aparelho, sentar em frente à TV embaixo das cobertas. O máximo que eu fazia era me aventurar com o marido na biblioteca do Net Now. Ocorre que a tecnologia é tão avançada, que no caso da Netflix temos oportunidade sim de assistir a um bom filme em frente à TV, mas também no celular, tablet, computador. E isso é tudo muito novo e estranho pra mim. Ok, eu sou estranha! Vejo todo mundo tão conectado, ligado e antenado com as redes sociais e me sinto mal. Eu não consigo acompanhar essa velocidade toda. Sinto-me como se fosse um dinossauro. Um ser pré-histórico mesmo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

11

comente!

tags: , ,

18 jun 2015

Divertida Mente – filme sobre emoções é encantador

por
Gabi Miranda

Maternidade

Pais e filhos precisam assistir o filme Divertida Mente

divertida mente

Imagem Google

Semana passada fomos, a convite da Redoxitos, assistir à pré estreia do filme Divertida Mente. Eu já tinha visto trailler e estava ansiosa para a estreia dessa animação da Disney Pixar. O filme conta a história da garotinha Riley que, aos 11 anos, se muda para São Francisco, por conta do novo emprego de seu pai. Essa mudança traz grandes transformações em sua vida, além de ficar longe de tudo que já amava, agora ela precisa se adaptar à casa nova, bairro, escola, amigos.

Em sua mente, vivem sentimentos que todos nós já experimentamos: Alegria, Tristeza, Raiva, Nojinho e Medo. Todos eles ficam embaralhados, deixando as emoções de Riley à flor da pele.

Eu vivo pensando “o que será que passa na cabeça do Benjamin?!”. Em Divertida Mente, achei que a personificação das emoções dá uma noção básica do que acontece. Não tem nada a ver com o cérebro, mas sim como seria o interior da mente – parecido com uma cidade onde cada memória é setorizada – e o que acontece na mente das pessoas, principalmente das crianças onde a mente é sempre colorida e alegre. A maioria das lembranças guardadas é alegre, feliz. Mas sempre temos lembranças das outras áreas, que remetem à tristeza, medo, raiva… Isso tudo fica guardado em nós e nos constrói pela vida inteira, bem como acontece na vida real.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

12 jul 2013

Minha mãe é uma peça

por
Gabi Miranda

Uncategorized

peça

Dona Hermínia, mãe de três filhos, Marcelina, Juliano e Garib, resolve dar um basta aos insultos dos filhos e vai passar um tempo na casa de uma tia. Mas como toda mãe amorosa, ela não para de se preocupar e pensar nas crias.

Começa aí uma sucessão de lembranças desde quando os filhos eram pequenos até os dias atuais. Os filhos querem se livrar da chatice da mãe, enquanto ela só pensa em protegê-los.

O filme é sim cheio de piadas, chega a ser um pouco forçado, talvez exagerado, mas garante boas risadas. Vale lembrar, que o filme é baseado em uma peça de teatro cuja linguagem é diferente do cinema.

Inspirado na mãe do próprio autor (e ator) Paulo Gustavo (ótimo!) e quem interpreta Dona Hermínia, o filme narra os conflitos dessa família, mas principalmente da mãe, que cria os filhos sozinha e foi trocada pelo marido (Herson Capri) por uma moça mais jovem (a queridíssima Ingrid Guimarães que merecia mais destaque no filme). Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!