20 jan 2017

Perfeita é a mãe!

Se você ainda não assistiu, precisa assistir o filme Perfeita é a mãe! Uma mistura de comédia e dramas maternos que garante muita risada

perfeita é a mãe

Perfeita é a mãe mostra a vida de três mães comuns como qualquer uma de nós. Muitas se identificarão. Uma que trabalha fora, em casa, está sempre atrasada e se esforça para fazer tudo da melhor forma para sua família e acaba sendo traída pelo marido. Outra, dona de casa, mãe de 4 filhos, mega submissa ao marido (por sinal, machista). E ainda uma outra, solteira e mais tranquilona, que só quer saber de curtir a vida. Elas se tornam grandes amigas. E como em todas as rodas maternas, no filme tem também o grupinho de mães que se acham perfeitas, que acreditam fazer tudo certinho e se acham melhores mães do que aquelas que fazem diferente delas. E como parece ter tempo de sobra, usam esse tempo para julgar. A partir daí a trama se desenrola.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

16 jan 2017

O ano novo começa agora

O ano novo começa agora para nós, cheio de novidades escolares

ano novo

Benjamin e Stella entrando juntos na escola

Fim de uma fase. Chega um momento em que precisamos fazer escolhas, precisamos enxergar que o tempo para determinadas coisas finda. E eu percebi que não tinha mais para onde fugir, nem fingir. Fim de ano. Essa época mágica que faz com que a gente reveja vários aspectos e setores da vida. Bom período para novos ajustes. Decidi que estava na hora de mudar Stella de escola. Ela estava num lugar menor, sempre foi muito bem cuidada, mas outros aspectos me incomodavam desde a época do Benjamin. Hora de mudança.

Toda mudança na vida dos filhos, exige pais otimistas. Toda mudança dói, nos tira de um porto seguro rumo ao desconhecido. Stella estava saindo do berçário para esses maternais da vida. Fico bem desconfortável com esses arranjos de maternal, jardins, etc. Acho mesmo que nessa idade, bebês devem ficar livres para explorar o mundo, o que não significa ficar em sala de aula. Mas achei ótima oportunidade para fazer outra composição escolar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

16 dez 2016

Dê o seu tempo de presente de Natal para o seu filho

“Minha filha de 3 anos está me implorando um tablet de presente de Natal. Você acha que devo dar? Ela me pede isso toda hora, ela quer muito.”

Pergunta feita por uma pessoa da plateia numa palestra sobre tecnologia. O palestrante recuou um pouco. Aparentemente ficou receoso e preocupado em não julgar aquela mãe. Achei sensato, enquanto minha cabeça estava girando em pensamentos.

 

Google

Porque meu filho me pede um tablet, significa que devo dar?

Criança deveria desejar ganhar um brinquedo, mas a realidade é que muitas crianças pedem mesmo um tablet de presente. Constatei isso ao pegar uma dessas cartinhas que a gente pega nos Correios nessa época do ano. Obviamente, não presenteei a criança com o tal objeto de desejo. Nem para um filho meu eu daria. Porque, como mãe, eu sei que posso e devo escolher o que é melhor para meus filhos.

Um tablet é um presente muito caro para uma criança. Principalmente, uma criança de 3 anos. Tablet não é brinquedo. Um dos meus papéis na vida dos meus filhos enquanto são pequenos, é direcionar o que é importante. E não é importante eles terem um tablet. Nem o melhor nesse momento. Nós temos um iPad em casa, mas que eu comprei pra mim e não de presente de Natal para um dos meus filhos. O Benjamin faz uso do aparelho, mas de forma completamente limitada. Pensando agora, já faz boas semanas que ele nem lembra que tem um tablet em casa. Nem eu lembrava. Não sou contra o objeto, mas sou a favor do uso moderado.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

12 dez 2016

Lista de material escolar: o que pode ser solicitado

Taxa de material escolar é proibida, veja o que pode constar na lista de material escolar do seu filho

lista de material escolar

Fim de semestre, hora de fazer rematrícula! Junto com aquela lista de coisas a pagar vem a taxa ou a lista de material escolar. Os pais questionam a escola o que contempla a lista de material e, passados alguns dias, vem uma lista de materiais com uma carta informando que a compra de material é coletiva, mas de uso exclusivo das crianças.

Os pais analisam a lista de material: placa EVA, prancheta, porta caneta, cesto organizador, post-it, escova para limpeza, caneta stabilo, pistola para cola quente, caneta esferográfica Bic…. Esses itens e outros mais. Quantos anos tem essa criança? Ok, não importa, afinal o que uma criança de 1 a 5 anos faz com post-it? E com pistola de cola quente? Escova para limpeza? Esse é o motivo por qual as escolas se limitam a apresentar a lista de material. Porque é proibido as instituições cobrarem taxa de material escolar de uso coletivo ou produtos de limpeza.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

07 dez 2016

Alergia alimentar: inclusão e receitas práticas

Eu nunca tinha parado pra pensar no assunto. A verdade é que não pensamos quando não nos afeta diretamente. Meus filhos não tem alergia alimentar, logo nunca tive que me preocupar com o assunto. Mas houve uma crescente de amigas ao meu redor com filhos com alergia alimentar. A gente não pensa, por exemplo, que crianças com alergia alimentar precisam de maior atenção nas festas infantis. Mas isso tem mudado. Nosso olhar materno faz a gente olhar além do próprio umbigo horizonte. A experiência com filhos também nos dá outra bagagem. Nossos filhos acabam se relacionando com muitos amiguinhos e entre eles pode ter uma criança com alergia alimentar. E aí entra outro assunto: inclusão.

Cada vez mais estamos preocupados e as empresas também começam a se movimentar num sentido de colaboração, inclusão e conscientização. A Danone Nutrição Especializada promoveu o 1º Workshop Fazendo a Festa para Crianças Alérgicas, entre elas a alergia à proteína do leite de vaca (APLV) – uma das coisas mais comuns no dia de hoje e com pouca informação a respeito. Segundo a Danone, a criança alérgica já é uma criança de risco nutricional. O leite, principal nutriente na infância, é obrigatoriamente excluído da dieta. Estudos mostram uma deficiência importante de proteína, cálcio e vitamina D em crianças alérgicas, menor peso e estatura e até um aumento no risco de fraturas. Se a substituição do leite e demais proteínas não for adequada, esses riscos nutricionais podem interferir no bom desenvolvimento e crescimento da criança.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

7

comente!

22 nov 2016

Escolha de mãe – Nova plataforma da Philips Avent

escolha de mãe

A Philips Avent, marca mundialmente reconhecida por produtos e qualidade, que acredita no empoderamento de mãe e pais, acaba de lançar a plataforma Escolha de Mãe. O objetivo é promover uma discussão saudável sobre as diferenças e opiniões individuais. Ao descobrirmos a gravidez, entramos na maior jornada das nossas vidas. Somos envolvidos por diversos sentimentos. Desde então, nos deparamos com inúmeras escolhas e cobranças. Philips abraçou um movimento em busca de mais respeito pela opinião das mães e estimula a importância de seguirmos nosso instinto.

Assim como um filho é diferente do outro, sabemos que na maternidade não existe o certo e errado. Existem histórias, crenças e culturas diferentes. Consequentemente, cada mãe e pai, fazem escolhas baseadas no que acreditam ser melhor para seus filhos e sua família em geral. Não devemos desejar a perfeição aos olhos de todos. Basta estarmos seguras com as nossas decisões, sabendo que cada escolha nossa é fundamentada nas necessidades dos nossos filhos, no amor e na vontade de querer vê-los bem dentro do que acreditamos ser certo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

25

comente!

07 nov 2016

Teleton – Somos todos iguais

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Qual o tamanho do seu problema?
.

teleton

Nesse final de semana, Participei do Teleton junto de outros influencers. Foi uma experiência comovente. Estar ali perto de pessoas que nunca vi na vida, com histórias de superação, carregando no coração um amor imenso pela vida. Anos atrás, talvez não me sensibilizasse tanto com o que vi no SBT. Mas agora, meu olhar de mãe, enxerga além do que vejo a um palmo de distância. Teleton, todos sabem, é uma maratona de programação exclusiva, cuja finalidade é arrecadar dinheiro para assistência de pessoas que se tratam na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

No dia em que participei do Teleton, conheci a Vitória, uma menininha de dois anos e meio, que nasceu sem os dois braços. Espoleta que só, fiquei admirada com a alegria e energia daquela garotinha. E impressionada com a força de sua mãe. Fiquei um bom tempo conversando com as duas, até que finalmente Vitória ficou minha amiga. Abracei e beijei tanto essa menina que ela deve dar graças a Deus que talvez nunca mais me veja nessa vida. Naquele breve instante, eu a abraçava por dois motivos. Por sentir um carinho inundar meu coração e por vontade de abraçar meus filhos que não estavam comigo naquele instante.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

17 out 2016

Deixando os filhos com a babá pela primeira vez, e agora?

Pesquisa Bossa Mãe afirma: casais que saem sozinhos deixando os filhos com babá são ótimos pais

baba

Algo corriqueiro entre muitas famílias, por aqui nunca tinha saído deixando os filhos com a babá. Consequentemente eu e marido não saímos muito sozinhos. Antes eu contava com a ajuda da minha mãe. Mas como não tenho mais ela, acabou que não tinha pensado outras soluções. Essa é mais uma dificuldade dos pais de dois ou mais filhos. Um filho você ainda arruma um jeito, é possível encontrar uma pessoa familiar e de confiança para ficar com ele durante algumas horas. Lembro que uma tia minha já ficou com o Benjamin. Já dois filhos é mais difícil porque é necessário que o cuidador, seja ele familiar ou não, tenha disponibilidade e disposição. E quando tem um bebê envolvido, facilita quando ele fica em seu ambiente com tudo o que ele já conhece.

Mas nem sempre é fácil encontrar alguém disponível. Muito menos pra ir até sua casa. Cada individuo possui uma rotina de vida e mesmo que pareça ter tempo livre, precisamos estar preparados para receber não como resposta. Precisamos nos colocar no lugar da pessoa, principalmente quando ela não tem responsabilidades do tamanho de um filho. A princípio chateia um pouco receber negativas, ainda mais quando os nossos pedidos são raros. Sou a favor de usar a empatia, mesmo que não usem pensando o meu lado. É comum uma pessoa que não tem filhos não se colocar no lugar de quem os tem, não imagina a realidade em que vivemos, as necessidades que temos. Entre elas, a de que mães e pais precisam de ajuda.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

10 out 2016

Entre o azul e o rosa

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Produtos

Entre o azul e o rosa existe infinitas possibilidades

azul-e-o-rosa

Não faz muito tempo o moleque nos pediu um tênis rosa. Não estranhei o pedido. Por mim tudo bem dar um tênis rosa para ele, mas… Não estava preparada para lidar com as reações dos amiguinhos e com os sentimentos que poderiam ser despertados no pequeno. Convenhamos, vivemos numa sociedade machista. 2017 batendo na porta e ainda predomina aquele papo de “rosa é de menina”, “azul é de menino”, boneca é de menina”, “carrinho é de menino” ou certas brincadeiras são para meninos, ouras para meninas.

Existe certo preconceito em algumas coisas que nós adultos falamos sem nos conscientizar. E precisamos tomar cuidado com o que falamos, além da palavra ter poder, estamos educando nossas crianças para serem bons adultos. Limitar cores, brincadeiras, objetos pode até comprometer as potenciabilidades dos nossos filhos. Acredito nisso, mas naquele momento em que o Benjamin nos disse “eu queria um tênis rosa”, eu não estava preparada para o que ele podia enfrentar. Talvez o problema estivesse na minha cabeça e os amiguinhos da escola aceitassem numa boa. Porque o mundo está mudando, porque a geração de amigos do meu filho vem de mães e pais, creio eu, que acreditam num mundo melhor, sem preconceitos, predefinições. Não sei. Não paguei pra ver.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

29 set 2016

Um dia de madame, toda mãe merece ter!

Um dia de madame, um dia de ryca, um dia leve… dê o nome que quiser, toda mãe merece ter!

 

madame

Férias é sempre bom. Nos proporciona momentos agradáveis e que normalmente não fazemos no dia a dia. Passei os primeiros dias no Rio de Janeiro, na casa do meu pai, como havíamos combinado. Confesso que só me lembrava que estava de férias porque estava em outra cidade. O trabalho com a Stella foi tão grande quanto ir trabalhar no escritório. Voltamos e estou dois dias em casa. Dos quais fui ao salão fazer as unhas, li um pouco meu livro, levei as crianças na escola, fui ao shopping comprar uma sunga para o filho mais velho, tirei um tempinho para almoçar com o marido, levei a Capitu ao banho, fiquei de pernas pro ar, atualizei o blog. Vida de madame.

Madame no seu significado mais puro: mulher rica, casada que não precisa trabalhar e vive apenas para seus mimos. Não é o meu caso. Apesar de ser casada, preciso trabalhar e muito para manter alguns dos meus caprichos. Obviamente, também não é o caso de muitas mulheres mães que não trabalham fora. Nem todo mãe que não trabalha, é madame. Mas toda mãe, merece ter um dia de madame, um dia de ryca, um dia leve.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

Página 3 de 21123456...Última