27 out 2017

Sinais de que a criança está pronta para tirar a fralda

Sinais de que a criança está pronta para tirar a fralda

No post anterior, sobre o desfralde da Stella, comentei que muitas pessoas me pediram ajuda. Fiquei pensando em como contribuir para que as famílias ficassem mais tranquilas. E pensei em compartilhar alguns sinais de que a criança está pronta para tirar a fralda. Sinais que percebi aqui na prática com o Benjamin e agora com a Stella.

Aconselho iniciar o desfralde quando a família tiver certeza de que a criança está pronta para tirar a fralda. Não existe uma data certa, embora eu já tenha lido que a criança está realmente pronta para o desfralde a partir dos 3 anos de idade. O importante a saber é que cada criança tem seu desenvolvimento. E não é bacana comparar nosso filho com o da vizinha ou da blogueira que seguimos e adoramos.

Para saber se a criança está pronta para tirar a fralda, é preciso ficar atenta aos sinais cognitivos, físicos e comportamentais da criança. E quais são esses sinais?
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 out 2017

Desfralde da Stella

desfralde

Dia 09/10 iniciamos o desfralde da Stella. Eu já tinha contado em quando chega a hora do desfralde que a escola anterior já havia sugerido iniciarmos esse processo. Na época, Stella estava com 1 ano e meio. Segundo a instituição, ela já vinha dando sinais de que estava preparada. Eu não acreditava muito nisso. Na minha cabeça, para iniciar o desfralde, não basta a criança  dar como sinal a vontade de arrancar as fraldas.

Eu queria que ela estivesse realmente pronta e não acreditava nisso naquela época. E se a mãe não acredita, acho que já é outro sinal de que é melhor esperar. Acredito muito que essa é uma fase que todos precisam estar prontos para começar. Decidi que ainda não começaríamos naquele momento.

Alguns meses se passaram e Stella começou a apresentar outros sinais da sua maturidade fisiológica. Além dos sinais físicos e cognitivos, ela começou a dar sinais de comportamento. Então ela começou a verbalizar que estava fazendo xixi, mesmo estando de fralda. A fralda dela ficava seca por muitas horas, e quando fazia xixi era uma quantidade grande de uma vez. Ficava incomodada com a fralda suja e já conseguia abaixar e levantar a calça.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

07 jun 2017

Quando está na hora do desfralde?

por
Gabi Miranda

Bebê, Desenvolvimento, Destaque

Dúvida comum entre as mamães: quando chega a hora do desfralde?

.

Recebemos dois bilhetes da escola da Stella indicando que estava na hora do desfralde dela. O primeiro eu fingi que não vi (quem nunca?) e o segundo eu não pude mais evitar. Lembro até hoje quando recebi o bilhete falando da hora do desfralde do Benjamin. Essa é uma notícia que chega inesperadamente, pega a gente de surpresa. O bebê cresceu!

Já me peguei ansiosa pensando no desenvolvimento infantil das crianças, mas para a hora do desfralde nunca tive pressa nenhuma. Com o Benjamin foi um processo muito tranquilo que correu sem pressa e muito bem quando iniciamos.

Embora a escola acredite que Stella esteja preparada, eu não tenho muita convicção. Stella já avisa há algum tempo que fez cocô, mas não acho que esse indício seja o suficiente para concluirmos que é a hora do desfralde e que ela está pronta para passar por esse processo. Não sou especialista no assunto, mas tenho um case de sucesso com o Benjamin e quais foram os sinais que me fizeram ter certeza que era a hora do desfralde dele?
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

21 jul 2014

Quando dei um passo para frente e decidi deixar meu autoritarismo de adulto de lado

Há 4 meses, Benjamin que já havia passado pelo processo de desfralde com sucesso, voltou a fazer xixi na cama. No início era uma vez ou outra, depois começou a ser algumas vezes, até que se tornou repetidamente, todos os dias – o que estava gerando um stress aqui em casa. (dá banho logo cedo, troca a roupa de cama, lava – e não basta jogar na máquina e pronto, tem que por de molho, lavar à mão com sabão de coco, depois por na máquina para bater- cheiro de xixi é uma praga! Até outro colchão compramos). Você acaba não dormindo direito e acorda todos os dias com aquela expectativa: será que está seco?!

Sejamos claros: as mães vivem às voltas com o xixi que escapa das fraldas, as cuequinhas e os macacões molhados, os lençóis e os colchões ao sol, as montanhas de calças para lavar, e vão acumulando rancor, tédio e mau humor, sentimentos decorrentes do fato de acharem que seus filhos deveriam aprender a se controlar e da crença de que seriam capazes de fazê-lo quando completassem 2 anos. (Laura Gutman)
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

25 fev 2014

Desfralde: o controle natural dos esfíncteres e o autoritarismo dos adultos

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Há 6 meses quando iniciamos o desfralde do Benjamin, fiz uma série de posts dizendo como foi o processo por aqui, além de algumas dicas. Na época queria ter postado um texto que acho interessante, do livro “A Maternidade e o encontro com a própria sombra”, de Laura Gutman. A obra traz um capítulo inteiro dedicado ao que é prazer das crianças e censurado pelos adultos: o controle das esfíncteres (diurno e noturno), sucção (chupeta/dedo), o banho cotidiano nos primeiros meses, alimentação. A parte que eu queria compartilhar aqui era sobre o controle das esfíncteres. Não coloquei antes porque o livro foi encaixotado junto com outros e não o encontrava. Talvez um sinal, porque o livro caiu novamente em minha mão num momento que eu precisava resgatar outros assuntos, uns até relacionados nesse capítulo (alimentação), que comentei num post semana passada – exigências e alternativas na hora das refeições.

O texto a seguir é grande, até cortei alguns trechos que não interferem no entendimento e na mensagem que a autora quis transmitir. Mas acho que vale a pena ler até o final. É uma ótima reflexão para quem está (ou pretende entrar) na fase do desfralde. Talvez encontre nesse texto o estímulo que precisa para tomar (ou voltar atrás de) alguma decisão. Boa leitura, boa reflexão! Clique e continue lendo!

compartilhe!

8

comente!

12 set 2013

Um mês de desfralde e algumas dicas

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos, Livros

Hoje completa um mês que começamos o desfralde do Benjamin. Um mês que quase surtei com a notícia recebida cheia de orientações da escolinha, um mês em que vários sentimentos contraditórios tomaram conta de mim, afinal era uma conquista e tanto, mas também sinal de que meu filho está crescendo muito rápido.

Faz um mês e parece que já faz um tempão, pois todos nós assmilamos muito rápido a nova fase, principalmente o Benjamin. Após o primeiro dia, pensei que daria um trabalho danado, mas que nada…três dias depois do início, ele já ia e voltava da escola com a mesma roupa. Com 6 dias de processo ele começou avisar que queria fazer xixi, como contei no Diário do Desfralde.

O cocô é mais difícil, mas também não tem sido nada complexo por aqui. Desde que começou o desfralde, Benjamin deixou de ser um reloginho. Antes ele fazia cocô todo santo dia, agora tem feito a cada dois dias e só à noite em casa. Agora ele começou a entender a diferença de cocô e xixi, pois percebi que ele não entendia e muitas vezes queria fazer cocô, falava que era xixi e como aprendeu fazer xixi em pé ele não queria sentar de jeito nenhum no penico. Mas agora já tem avisado também, porém com direito a esquecimento.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

05 set 2013

Desfralde – Entrevista com educadores

por
Gabi Miranda

Entrevista

Existe uma série de dicas que são bacanas seguir para o desfralde não se tornar um pesadelo. Não tenho dúvidas, aqui em casa o que funcionou foi a parceria com a escola – que nos orientou desde o início, além de percebermos que Benjamin já estava preparado.

Na escola, as crianças estão com profissionais experientes que sabem lidar com cada fase. Geralmente, eles começam o desfralde em duplas ou grupos, acompanham os pequenos constantemente ao banheiro, conversam, contam estórias e explicam todo o processo de forma lúdica. Ainda acalmam os pais.
 
Pensando nisso, fui conversar com algumas educadoras do Colégio Santa Maria e ver como e quando iniciar o desfralde e quais são as dicas para um desfralde sem traumas. Uma coisa é unânime: paciência, muito amor e carinho são fundamentais. 

BM: Quando a escola percebe que chegou a hora de tirar as fraldas de uma determinada criança?

Gisele Coli:
Acredito que a  criança demonstra com algumas atitudes, verbaliza quando sente vontade de urinar e evacuar, mostra interesse ao observar um coleguinha fazendo xixi no vaso, muitas vezes ela mesma pede para sentar-se no vaso, apresenta controle dos esfíncteres, a fralda permanece seca por um tempo maior do que o usual e a criança pode demonstrar certo desconforto com a fralda chegando às vezes a tentar tirá-la. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

29 ago 2013

Desfralde – Entrevista com especialista

por
Gabi Miranda

Entrevista, Uncategorized

Se existe um segredo para o desfralde ser um sucesso, além de muita paciência por parte dos adultos, é iniciar esse processo quando a criança realmente estiver pronta. Quando isso acontece? Vários sinais podem revelar se seu filho está realmente pronto. Mas alguns sinais básicos podem dar o start: geralmente, acontece por volta dos 2 ou 3 anos, a criança já anda bem, sabe falar, entende instruções simples, entende o que é “xixi”, já fica seca por mais tempo (geralmente 3 horas) e se fica incomodada com a fralda suja e até a arranca.

O fato é que o controle das esfíncteres é a fase mais difícil no desenvolvimento infantil. Exige da criança um poder até então desconhecido para elas: perceber o movimento intestinal, segurar esse movimento, ir até o penico – a metros de distância, coisa que até então elas não se preocupavam, se posicionarem e então fazer o xixi ou o cocô. Imagina, isso tudo é praticamente um cálculo aritmético para uma criança de dois anos. Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

23 ago 2013

Diário do desfralde

por
Gabi Miranda

Bebê, Desenvolvimento, Filhos

12/08, Segunda-Feira

Primeiro dia do processo. Como disse AQUI, enviei a quantidade de roupas que pensei ser necessária, mas não enviei fraldas – imprescindíveis para a hora da soneca e para ir embora pra casa. A tia do Ben, muito querida, deu um jeitinho e conseguiu duas. Todas as roupas voltaram molhadas. TODAS! Inclui meias e até o tênis.

13/08, Terça-Feira

A mãe aqui ficou o dia inteiro sofrendo. Pasmem, comecei a achar que não era preciso iniciar isso agora, mesmo com os sinais que Benjamin já havia demonstrado. Sei lá, poderiam ser sinais dele ou sinais de mãe que adora contar vantagem – não que esse seja o meu caso. Apenas duas roupas voltaram molhadas. Mas Benjamin não pediu para ir ao banheiro.

14/08, Quarta-Feira

Fiquei mais tranquila ao ver que o processo era assim mesmo, meio lento e que tudo daria certo. E para tranquilizar ainda mais, nenhuma roupa veio suja. Mas Benjamin não pediu para ir ao banheiro.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

19 ago 2013

Desfralde – Orientações da escolinha

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos

O desfralde começou e o processo está sendo em parceria com a escola. Como disse AQUI, gostei muito do comunicado da escola e quero compartilhar resumidamente – porque é grande e bem detalhado, com vocês.

Acredito, inclusive, que isso pode ajudar alguém na mesma fase que não tenha tido orientações e dicas da escola.

  • Uma vez retirada a fralda, independente do local onde a criança vá, o uso da fralda fica proibido, pois isso pode confundir a criança;
  • Cuidado para não obrigar a criança ficar muito tempo no penico;
  • Não brigar com a criança, nem expô-la ao ridículo por não ter conseguido se controlar. Nessa fase é comum escapar muitos xixis e cocô. Nada de broncas;
  • Incompreensões e intolerância por parte do adulto, pode causar sérias consequências psicológicas na criança;
  • Nessa fase de adaptação ao penico, é bom que os pais deixem a criança a vontade para, até mesmo, utilizar o vaso sanitário, se assim desejar. Nesse caso, improvise um degrau e um redutor de assento. Fique sempre perto da criança;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

Página 1 de 212