06 jul 2012

Livro: São Paulo com crianças – Turismo, cultura e diversão na maior cidade do Brasil

por
Gabi Miranda

Livros

Eu havia comentado aqui o lançamento desse livro. Passou da hora de falar sobre ele, então vamos lá. Conferi cada página após o lançamento mesmo. O livro é uma graça, todo colorido e cabe na bolsa de pequeno e leve que ele é – ótimo para carregar a todo instante e recorrer quando estiver sem ideia do que fazer com as crianças em São Paulo.

Ele é dividido por categorias como: compras (dicas de lojas irresistíveis para os nossos ninos e ninas), restaurantes, passeios culturais (cinema, teatro, música, livrarias, museus, bibliotecas, etc), hotéis, parques, bichos, programas em família, enfim…tudo para fazer acompanhados dos pequenos.

Devo confessar que mesmo nascida aqui, não sou uma amante fervorosa da cidade de São Paulo (amo mesmo o Rio de Janeiro). Mas ao ver a dedicatória (simples) que Mariana fez ao Benjamin algo tocou em mim.

São Paulo é um centro cosmopolita, mesmo cinza nos dá tantas possibilidades, nos apresenta tanto do mundo… Despertou em mim o desejo de fazer com que meu pequeno curta e ame muito sua cidade. Percebi que cabe a mim, mais essa função. E farei com muito prazer. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

28 jun 2012

Boas férias

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Férias chegando e estou vendo um monte de pais preocupados com o período livre dos filhos. Sim, porque nem todos os pais podem tirar férias na mesma época que suas crias. Então surgem as dúvidas básicas: com quem deixar, que programação montar, colocar ou não em curso de férias…?!

Eu sou super a favor de montar uma programação intensa para as crianças, mas fora do ambiente escolar. Porque tem escolas que cobram o valor de mais uma mensalidade para um curso de férias. E se for pra pagar, na boa, sugiro procurar algo novo, com pessoas diferentes das que o filho está acostumado ver todos os dias.

Existem vários cursos de férias, como oficinas de teatro, culinária, pintura, música…aí vão algumas dicas:

Curso livre de Teatro nas férias
Local: GSIA – Rua Souza Ramos, 54, Vila Mariana
Quando: De 04 a 25/07 (sempre as quartas)
Horário: 14h00 as 17h00
Investimento: R$ 150,00
Inscrições e Informações:
Telefone: 3938-7800 /5336-0972 Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

27 jun 2012

Primeiro aniversário do Benjamin

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Eu e o marido organizamos toda a festa do primeiro aniversário Benzoca. Créditos para a mamãe aqui, que segundo o marido, fez a maior parte das coisas. Mas devo confessar, nada seria possível sem a ajuda master do maridão. A festa foi do jeito que eu sempre quis, sem tirar nenhum detalhe: simples e cheia de amor.

Fiz uma mesa decorada com cup cake, feitos pela mamãe que vos escreve, brigadeiros e beijinhos, feitos pela vovó Salete, e o bolo…Gente, fiquei sem o que dizer quando vi esse bolo. Desde quando decidi fazer a festa do Ben pensei no bolo com pasta americana. Eu nem sou tão fã desse tipo de confeito, mas eu queria muito mais pela parte artesanal. Fui em busca, orcei com um monte de fornecedores até ter a indicação da Gabriela Presentes. Ela é uma fofa, atenciosa, seu trabalho é lindo e tem o preço mais bacana que encontrei no mercado. Sinceramente, amei o bolo que além de lindo e encantador estava super saboroso.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

01 jun 2012

Livro: A panela amarela de Alice

A panela amarela

A Panela amarela de Alice, meu mais novo livro

Eu já disse que sou péssima pra comer e não me orgulho disso. Antes do Benjamin eu nem ia à feira. Não conhecia nada de verduras, só o básico de legumes e frutas. Mas filho transforma mesmo a gente em todos os sentidos…Agora eu sinto prazer em cozinhar. Muito estranho isso. Eu compro livros de receita (!!!), principalmente com receitas para crianças.

O último adquirido foi “A panela amarela de Alice, da Tatiana Damberg. Um livro pequenininho, despretensioso, uma gracinha que traz a vivência e as memórias de cozinha e maternidade da Tatiana, que me pareceu uma pessoa delicada, carinhosa, cozinheira de mão cheia, daquelas que cozinham com amor maiúsculo.

As receitas do livro A panela amarela de Alice – fáceis e rápidas de fazer – são todas criadas por ela. A escritora mostra que podemos ser criativos mesmo na simplicidade e que comida de bebê não precisa ser sem graça. Fiquei encantada com o livro, que se tornou pra mim mais uma prova de que podemos ser diferentes com nossos filhos e que podemos sim apresentá-los de forma prazerosa ao mundo da alimentação. Basta ter consciência.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

30 maio 2012

Publipost ou não….

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Vocês viram a polêmica que surgiu sobre a podridão que está rolando no mundo dos blogs de moda? A revista Galileu de junho falou sobre isso e trouxe ainda uma entrevista com a Titia Shame, personagem que denuncia esse esquema na internet.

O que se fala é sobre o publipost – as publicidades disfarçadas. Sim, existem muitas no mundo da moda. Eu mesmo seguia diariamente um blog que hoje é super famoso, mas que pra mim perdeu a graça quando começou a surgir posts com essa configuração. A pessoa divulga como se ela usasse aquele produto, quando na verdade não usa. Está usando simplesmente porque foi paga para aquilo.

Ok. Não vejo problema em ser paga para fazer uma publicidade. O problema está em ser algo que você não é; apresentar algo que você não conhece; sugerir algo que você não faz/usa. O problema está em enganar, persuadir os leitores. Em fazer essa divulgação sem falar que se trata de uma publicidade paga. O certo, ao fazer uma publicidade dessas, é citar no próprio post (nem que seja no rodapé) que se trata de publicidade paga. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

tags: ,

28 maio 2012

Grávido, a comédia do pai moderno

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Cheguei lá meio tristinha, desanimada por conta de alguns acontecimentos durante o dia e arrependida por ter comprado os ingressos antecipadamente. Não estava no clima. Mas fui. Fomos. Eu e o Marido assistir à peça Grávido. Sentamos lá na primeira fila e pensei “acho que vai ser sem graça e o maior clichê!!!”. Ledo engano. Foi ótimo ter ido. A peça é sensacional, demos muita risada e por instantes esquecemos o ocorrido desagradável.

É, pensamos que estaria vazio… quando compramos tinham poltronas e mais poltronas livres. Não ia vender tudo de um dia pro outro, né? Mas quando descemos as escadas, gente e mais gente. Ia encher e, se bobear, ia ficar gente de pé. Ponto positivo! Sentamos na 1ª fila, bem pertinho do palco. Risco iminente de levar baba dos atores, mas pelo menos não ia precisar dos meus óculos. E mais: também ia ter que rir de todas as piadas…chato ficar na frente e não rir, né? Justo eu que não acho graça em tudo que escuto, sinal de esforço pela frente. Mas nada disso, a peça foi super engraçada… superou de longe as expectativas, atores muito bons e esquetes super bem sacadas! Riso sem esforço, não precisou fazer média com ninguém. Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

21 maio 2012

Puericultura?!

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Quem já foi na livraria procurar uma boa leitura sobre maternidade e encontrou isso na sessão de PUERICULTURA?! A coluna do Dr. Saul Cypel, na revista Pais & Filhos deste mês fala sobre essa palavrinha. Sinceramente, eu não sabia o que significava até ter lido alguns livros – após o nascimento do meu filho. Essa palavra parece mais um palavrão. Na coluna ele definiu muito bem:

“Puericultura vem do latim pueris, criança. E quer dizer “cuidar da criança”. Trata-se de uma área da pediatria extremamente nobre que preocupa-se com os cuidados integrais da criança, com o objetivo de promover o seu desenvolvimento sadio de modo abrangente: físico, intelectual e psicossocial.”

Pensei nos itens que ganhei no chá de bebê e alguns deles eu nem sabia pra que servia. Exemplo de um: o porta leite em pó. Lembrei que a Dani, minha amiga-mãe-já-de-dois, um dia foi lá em casa me ajudar na organização do quarto do Benjamin e me esclareceu para que serviam itens como esse, principalmente o porta leite (pra você levar medidas certas na bolsa). Sério, nem na embalagem estava claro a serventia daquilo. É claro que me achei uma tola, era óbvio que aquilo era um porta leite! Onde já se viu sair com uma lata inteira na bolsa… Não, não era óbvio! Assim como não é para muitas mães de primeira viagem. Assim como não temos obrigação nenhuma de saber já que não éramos mães (no meu caso, nem tia.) Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

12 abr 2012

Livro: Pais inteligentes enriquecem seus filhos

por
Gabi Miranda

Dinheiro, Livros, Maternidade

Eu já li Casais Inteligentes enriquecem juntos e recentemente o marido ganhou de presente de aniversário o Pais Inteligentes enriquecem seus filhos, ambos do autor Gustavo Cerbasi.

Há que não gosta da ideia de ter uma disciplina na escola sobre educação financeira. Embora, eu acho que essa é uma responsabilidade dos pais, acho interessante incluir o tema no currículo escolar das crianças. Afinal, é de pequeno que se aprende.

Os pais devem preparar os filhos para a vida e aprender sobre educação financeira é importante. Dinheiro implica fazer escolhas e é essencial que a criança aprenda isso. Sabemos que dinheiro não traz felicidade, mas ele gera bem estar, qualidade de vida, segurança, tranquilidade, etc.

Gostei muito do livro. Apesar de ainda não estar na época de aplicar as dicas que ele sugere, achei válido para começar a colocar – desde já – em prática algumas sugestões na minha vida de mãe. Porque como bem diz o autor “oferecer conhecimentos sem praticá-los (habilidades) não leva a lugar nenhum. Praticar sem ressaltar sua relevância (atitude) empobrece o aprendizado. Da mesma forma, a prática sem conhecimento induz a erros...”
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

03 abr 2012

O aviador

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Recebi na sexta-feira passada, das Mamatracas e da Faber-Castell, o Kit Criativo Aviador.  Esse kit é voltado para crianças a partir de 8 anos. Meu Ben está com 9 meses, pensa numa pessoa ansiosa…eu não aguentaria esperar até lá. Então abri a caixa no sábado mesmo.

Confesso envergonhada, nem sabia ou não lembrava que a Faber-Castell tinha brinquedos em sua linha de produtos. Esse faz parte da linha de Kits Criativos Faber-Castell – brinquedos educativos que buscam desenvolver os 4 pilares básicos da educação promovidos pela UNESCO: aprender a conhecer = descobrir, compreender; fazer = colocar em prática seus conhecimentos; conviver = valorizar aquilo que é comum a todos; e ser = desenvolver o conhecimento de si mesmo e do outro.

A criança monta o avião..

…pinta e ainda pode colar adesivos.

No final vira um móbile!

Eu sei que me diverti muito com meu Ben enquanto a criança grande aqui montava o avião. Primeiro que proporcionei a ele seu primeiro contato com tinta, sujamos as mãos, o rosto, o chão, foi uma lambuzeira geral e detalhe: essa bagunça toda na sala.  Segundo que esse é seu primeiro avião, de cara todo personalizado. Terceiro que momentos como esse são ímpares em nossas vidas, não precisamos esperar chegar o momento certo, até porque o momento certo é hoje – o grande presente da vida. Então temos que aproveitar cada momento com nossos pequenos, principalmente porque eles crescem muito rápidos, o negócio é curti-los de todas as formas, proporcionar momentos prazerosos, saudáveis, inesquecíveis. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

02 abr 2012

Dia Internacional do livro infantil

por
Gabi Miranda

Livros

E no dia internacional do livro infantil, vou dar uma dica bacana para os pequenos. É o livro Telefone sem fio, de Ilan Branman. Comprei de presente esse livro para um dos filhos da Dani, minha amiga-mãe-já-de-dois. Ainda estava de licença maternidade e acabei comprando pela internet por conta da comodidade. Uma coisa que me chamou atenção no livro foi seu tamanho. Quando chegou fiquei surpresa porque veio numa caixona, mas ao abrir e folheá-lo me decepcionei um pouco. Eu sabia a ideia do livro, o mesmo do nome, aquela brincadeira sem fio, mas imaginei que acompanhava um texto, sei lá, talvez um dos personagens iniciando a brincadeira. Mas não, só tinha imagens.

Comentei com o marido e eis que ele dá a solução mais simples para meu problema: “mas o legal é a criança imaginar a fala de cada personagem”. Simples assim. Simples, porém uma ideia genial do autor. Ele reúne vários personagens da literatura infantil, Chapeuzinho Vermelho, o Lobo Mau, piratas, papagaios, reis, cada um com uma expressão facial diferente – e aí está a grande sacada e motivo do livro não precisar de texto, em cada rosto uma reação – aparentemente de alegria, espanto, curiosidade – a cada página um está contando algo no ouvido do outro, algo que fica por conta da imaginação dos pequenos. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: ,

Página 25 de 27Primeira...222324252627