11 out 2016

Como funciona nosso planejamento financeiro familiar

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

O planejamento financeiro é muito importante para manter saudável a situação econômica de uma família

planejamento financeiro

Cada família tem um jeito de controlar sua renda doméstica. Alguns juntam a renda toda num bolo só e outros mantem as rendas separadas e dividem entre si as despesas dos principais gastos: habitação, alimentação, transporte, escola, saúde, lazer e vestuário. Aqui em casa, mantemos nossa renda separada. Eu e marido sabemos da receita de cada um, não temos segredos, mas desde o início essa foi a melhor forma que encontramos para nossa família. Também não temos uma planilha geral onde anotamos todos os gastos da casa, cada um tem a sua particular e é assim que funciona o nosso planejamento financeiro familiar.

Eu já disse que nem sempre tive uma relação saudável com o dinheiro e marido, na época namorado, me ajudou muito nesse processo. Foi depois que saiu nosso apartamento que conversamos abertamente sobre como seria nosso planejamento financeiro familiar. Já tínhamos o Benjamin, mas até ali nunca foi necessário estabelecer regras, a única que tínhamos era a divisão das contas e a partir daquele momento foi necessário redefinir as despesas de acordo com as rendas. Fizemos uma planilha listando todos os gastos gerais e nossos salários, a partir daí definimos quem ficaria responsável por cada despesa. Temos várias despesas, assim como qualquer outra família, mas basicamente ficou 50% para cada um. E claro, cada um tem suas despesas individuais como conta de celular, vestuário, farmácia, etc, que não entraram na divisão. Também sempre tem um mês que entra uma despesa inesperada, e conversamos para quem fica mais viável arcar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

09 set 2016

Fundo de reserva para presentes de Natal

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

Piggybank with santa hat

O final do ano está chegando. Ou você tem dúvidas disso? E quando penso em final de ano, penso em rematrícula, 13ª mensalidade escolar, material escolar, uniformes, IPVA, seguro do veículo, IPTU, festas, presentes…. Pronto, se não cuidar da saúde financeira, a conta entrou no vermelho! De novembro a fevereiro, é o período de maior gasto na casa de todas as famílias e mesmo para quem tem o 13º salário, se não fizer uma programação de entradas e gastos, fica difícil fazer uma economia doméstica.

Não gosto de pensar só no dinheiro que entra, mas como fazer ele permanecer mais tempo na conta. Então estava dia desses pensando em me organizar para os gastos de final de ano. Ano passado acabei sabotando minha vida financeira comprando presentes de Natal sem planejamento. Acabei não dando presentes para a lista inteira da família como gostaria, mas para quem dei, comprei presentes caros. Esse ano, novamente, não darei presentes para a família toda, mas também não vou dar presentes caríssimos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

11 dez 2015

Dicas para economizar nas compras de Natal

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

Chegou fim de ano, décimo terceiro, Natal. Época de confraternização, reencontros e gastos desenfreados. Aqui em casa todo ano falo a mesma coisa “esse ano não vou comprar presente pra ninguém”. Mas acabo comprando pra todo mundo. Nessa, a gente gasta mesmo uma boa grana. Mesmo que sejam só lembrancinhas, basta somar o valor delas pra ver que o montante é alto. A gente não quer presentear só a família, mas os amigos, quer aproveitar e dar uma caixinha para os porteiros, entrar no amigo secreto do trabalho, da família, das amigas virtuais, do grupo de livros e por aí vai. Além de tudo, é a época mais propícia para gastos, nos sentimos atraídos por tudo o que vemos. É a temporada mais perigosa do ano para se afundar em dívidas e gastar além do orçamento. Portanto, separei algumas dicas de como economizar nas compras de Natal.

Imagem Google

Imagem Google

Faça uma lista
Relacione pessoas que você gostaria de presentear, depois de alguns dias repasse a lista e veja se é necessário presentear todas elas. Seja frio e coerente nessa hora. Não precisamos presentear, por exemplo, a tia que nunca vem nos encontros da família e só encontramos uma única vez no ano, justamente no Natal. Seja racional e não emocional. Enumere pessoas que são realmente importantes para ganhar um presente: marido, filhos, pais, irmãos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

08 dez 2015

Você tem uma relação saudável com o dinheiro?

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

Pelo menos uma vez na vida fui milionária...

Pelo menos uma vez na vida fui milionária…

Atualmente, considero que tenho uma relação saudável com o dinheiro, mas nem sempre foi assim. Antes dos 20 anos, quando nem trabalhava ainda, dependia financeiramente dos meus pais. Vivia comprando tudo o que eu queria, afinal mamãe e papai pagavam. Eles nunca me deixaram faltar nada, eu até tinha demais. Até que um dia uma bomba caiu sob minha casa. Minha mãe foi demitida de um emprego de uma vida toda. Quando somos demitidos depois de muitos anos na mesma empresa, temos a ilusão de que ficamos ricos, bem de vida e que não faltará dinheiro. Eu não tinha noção de nada, nunca tinha passado por dificuldades, naquela época podia ser considerada uma criança. Passou-se algum tempo e as dificuldades começaram a surgir. Morávamos de aluguel, o qual começou a ser pago com atrasos, a energia de casa começou a ser cortada por falta de pagamento, tinha dias que nem dinheiro para o pãozinho tínhamos. Eu já estava na faculdade e comecei a atrasar também os pagamentos, foi quando fiz o FIES (um empréstimo do governo para estudantes). Depois de uma vida inteira morando na mesma casa, a proprietária nos pediu para sair. A vida ficou de pernas pro ar, vi minha mãe (e eu e minha irmã) conhecer o inferno.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

03 nov 2014

É possível economizar água no banho?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Maternidade

Sim, é possível economizar água durante o banho. Fiz o teste durante 7 dias seguidos e pude comprovar isso.

cronometro

Não é tarefa fácil economizar água na hora do banho. A arte de banhar-se, além de ser conhecido como o momento de higiene pessoal, é considerado também o instante que usamos para relaxar. Até outro dia, eu deixava a água do chuveiro cair sobre os meus ombros – o que me dava certa sensação de relaxamento. Mas o meu momento do banho mudou um pouquinho.

Recentemente, fiz um post com 14 dicas para economizar água. A primeira dica era justamente diminuir o tempo no banho. Todos os dias tomo dois banhos: a) um pela manhã para lavar a cabeleira; b) outro a noite ao voltar do trabalho. (simplesmente não consigo voltar da rua, colocar pijama e dormir como se estivesse limpinha). Esse é um hábito que não consigo mudar.

Então decidi que deveria tomar banhos mais rápidos. Sempre achei que era rápida no banho (bom, pelo menos comparado ao marido hihihi), mas após cronometrar durante 7 dias esse meu momento, descobri que podia mudar alguns costumes, entre eles: não escovar os dentes no banho, não lavar a calcinha, não fazer hora deixando creme agir no cabelo e o mais penoso pra mim: fechar o chuveiro enquanto esfrega o sabão no cabelo. Confesso que o último ainda não consegui, mas os outros três já coloquei em prática. Já que tomo dois banhos, tracei uma meta: usar 10 minutos, em média, por dia, para esse fim. Afirmo, é difícil pra caracoles.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

20 out 2014

14 Dicas para economizar água

por
Gabi Miranda

Comportamento, Maternidade

Verão de 2015. Serra da Cantareira pegando fogo. Torneiras sem uma gota de água. Filas em volta de caminhões pipa. Pessoas esperando (e brigando) para que seu balde seja cheio de água. Piscinas de clubes e condomínios vazias. Preço da água superfaturado nos supermercados. Pessoas fazendo preces, promessas, procissões, para que caia chuva. Banho de caneca.

economizar água

Essa foi mais ou menos uma previsão que a revista Época publicou alguns meses atrás. Parece futuro, mas é o presente. O Sistema Cantareira, responsável por abastecer 9 milhões de habitantes está sem água. Essa é a maior falta de água da história, no Estado de São Paulo. A cidade sofre o maior período de estiagem que já se ouviu falar. Nunca vi tantos lugares sem água e tantas pessoas falando que não tem água em casa. Por conta do racionamento, tem gente que tem água durante o dia e à noite não. Mas já ouço pessoas falando que estão sem água na torneira! E ainda vemos outras pessoas desperdiçando água lavando calçada e seus automóveis – com certeza, esse filhos de Deus (pra não chamá-los de outra coisa), não sabem que lavar o carro com mangueira gasta de 300 a 600 litros de água!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!