22 out 2015

Incompatibilidade sanguínea entre mãe e bebê

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos, Gravidez, Maternidade

Incompatibilidade sanguínea entre mãe e bebê.

Você sabia que ao engravidar é importante saber seu tipo sanguíneo para evitar a formação de anticorpos que ataquem o sangue do bebê?

Imagem Google

Imagem Google

Funciona assim, quando a mulher engravida, um dos primeiros exames solicitados é o de tipagem sanguínea para descobrir qual o grupo sanguíneo que ela faz parte. Na superfície de cada célula do corpo há um grande número de antígenos que tem uma função que se assemelha à de uma antena. Um desses antígenos é o fator Rh. Cada pessoa possui um fator Rh que poderá ser positivo (fator Rh dominante) ou negativo (ausência do fator). Quando as células da mãe não contém o fator Rh e as do feto contém (tornando-o Rh positivo), o sistema imunológico da mãe entende o feto e suas células com Rh positivo, como um corpo estranho. Isso faz com que o sistema imunológico da mãe desenvolva anticorpos para se defender. Isso é conhecido como incompatibilidade sanguínea.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 jun 2015

Como contar ao chefe que você está grávida

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade, Trabalho

No trabalho, uma pessoa é fundamental saber sobre sua gravidez: seu chefe! Como contar ao chefe?

Como contar ao chefe

Imagem Google

Não sou a favor de sair espalhando por aí logo que sabemos a notícia da gravidez. Eu prefiro um pouco de cuidado e sigilo. Mas algumas pessoas precisam saber o quanto antes: o marido, os futuros avós, tios e o…chefe. E como contar ao chefe sobre a gestação?

Soube da gravidez logo no início e uma semana após a descoberta eu já apresentava sinais claros de que passaria mal, como a famosa náusea matinal. Então, antes que ficasse mais tempo no banheiro do que na minha mesa de trabalho, resolvi contar logo ao meu chefe. Além disso, tinha outro fator decisivo, empresas grandes ou pequenas, sempre podem rolar fofocas. Embora não tivesse contado pra ninguém do meu estado interessante, um dos meus receios era a notícia da minha gravidez chegar aos ouvidos do meu chefe por meio de algum telefone sem fio. Queria que ele soubesse da notícia por mim.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

09 jun 2015

O que ninguém me contou sobre a segunda gestação

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Uma coisa é fato: você vai ouvir muito que uma gravidez não é igual a outra. Mas ninguém me contou que na segunda gestação que…

segunda gestação

Ninguém me contou que na segunda gestação…

…eu enjoaria e passaria mal tanto quanto na primeira.
Não sei porque fui pensar que só porque passei mal na primeira gestação, nessa seria tranquilo e não teria enjoos. Foi até pior do que a primeira vez.

…sentiria mais medo que da primeira vez.

Tenho mais medo agora dos exames do que na gestação do Benjamin. E acho que deveria ser o contrário, afinal agora já não é tão desconhecido. Ou talvez seja isso, por ter conhecimento de alguns exames, sinto certo receio.

…sentiria mais medo do parto.
Sempre quis ter parto normal, morria de medo da cesárea e no fim foi o tipo de parto que tive na primeira vez. Agora estou morrendo de medo dos dois partos: normal e cesárea. Tenho medo das dores do parto. E da cesárea tenho mais medo ainda.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

21 maio 2015

O que é hiperêmese gravídica?

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Você já deve ter lido ou escutado falar que a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton, sofreu de hiperêmese gravídica. E deve ter pensado também algo como “ah, que frescura, coisa de princesa mesmo”. Eu também pensaria se não tivesse sido diagnosticada com a mesma coisa que ela nas minhas duas gestações. Na verdade, na primeira nem escutei esse nome. Já na segunda, além de escutar, recebi atestados com essa descrição. Mas o que é hiperêmese gravídica?

hiperêmese gravídica

Foto: http://mundomulheres.com/primeira-semana-de-gravidez/

Hiperêmese gravídica é o excesso de vômitos, enjoos e todo mal estar que acompanha esses fatores. Nessa gestação, eu tinha a ilusão de que não passaria mal como da primeira vez. Começou timidamente por volta da 6ª semana e foi piorando, piorando até chegar num estágio avançado que considerei quando eu não conseguia nem tomar água porque vomitava. Eu vomitava até sem ter ingerido absolutamente nada. Acordava logo cedo e após o banho estava debruçada na privada. Não era um vômito por dia, eram vários. Um dia contei e só no período da manhã até a hora do almoço, já tinha vomitado 12 vezes. DO-ZE! Segundo meu obstetra, meu corpo continuava o mesmo. Ou seja, se passei por isso da primeira vez, não seria improvável passar novamente.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

12 maio 2015

Viajando grávida a trabalho

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade, Trabalho

viajando grávida

Foto: http://www.espacogestar.com.br/

A vida não para e o trabalho muito menos. Quem acompanha o blog sabe que trabalho fora e não conseguiria viver de forma diferente. A sensação que tenho, no momento, é que quanto mais avança a gestação, mais o trabalho segue em ritmo frenético e acelerado. Muitas coisas mudaram na área em que atuo, pessoas saíram, o trabalho aumentou para os que ficaram. Eu até curto esse ritmo, gosto de trabalhar, de me sentir parte integrante da empresa, cuidar de algum projeto. E é isso que estou fazendo no momento. Além de todas as tarefas comuns, estou cuidando de um projeto importante e que acredito muito no sucesso. É uma oportunidade ímpar, na qual ganho muito em aprendizado e experiências.

Uma das consequências desse projeto é viajar para o Rio de Janeiro, minha cidade do coração. Sempre gostei de viajar a trabalho e isso não mudou com a maternidade. É claro que algumas vezes dói o coração ficar longe da cria, do marido, de casa, mas em outras… francamente, cá entre nós, dá um alívio pensar que vamos passar uma (ou duas) breve noite (que seja) longe de toda a vida doméstica-familiar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

07 maio 2015

É menino ou menina?

por
Gabi Miranda

Uncategorized

– É menino ou menina??
– É uma surpresa!
– Ah, ainda não conseguiu ver?!
– Não, não queremos saber. É uma surpresa para a hora do parto.
– NOSSA! Que corajosa!

menino ou menina

Newborn baby girl and boy twins.

E assim começa a maioria dos diálogos nos últimos tempos. Tem respostas mais bacanas como: “que diferente”, “retrô”, “nossa, que legal”… a que menos gosto de ouvir é esse “Que corajosa!”. Não consigo entender aonde está a coragem em não saber o sexo do bebê. Pergunto-me: se não souber o sexo antes do nascimento, corre o risco de nascer um ET?!

Tem gente que me acha maluca, antiga, e vai saber o que mais porque não contam. A maioria das pessoas se surpreendem quando digo que vou saber o sexo só no parto e acham legal e curioso, querem conversar, saber o motivo e confessam que não conseguiriam. Tem gente que acha absurdo, tá? o fato de eu não querer saber o sexo. Algumas falam e outras não comentam nada, mas é perceptível na reação delas. Como se fosse uma obrigação minha saber o sexo antes. Já tive vontade de mandar cuidar da própria vida, para não mandar tomar naquele lugar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

23 fev 2015

Qual é o sexo do bebê?

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos, Gravidez, Maternidade

“Saber de antemão o sexo do filho é como espiar Deus pelo buraco da fechadura”

Impressionante mas a pergunta que grávida mais ouve é “qual é o sexo do bebê?”, posteriormente a resposta vem “mas você quer o quê?”, em seguida “mas você sente alguma coisa, tem pressentimento se é menino ou menina?”.

sexo do bebê

No texto “A cor do destino”, do livro “Coração de pai – Histórias sobre a arte de criar filhos”, o autor José Ruy Gandra conta que não soube o sexo de nenhum de seus dois filhos. Pedi permissão a ele para postar trechos que explicam seu motivo:

“…É algo como espiar Deus pelo buraquinho da fechadura. Ou abrir um presente antes da hora. Um gesto que priva pais e mães da mais comovente surpresa que toda gravidez reserva. Saber, num único e mágico instante, se seu filho é um menino ou uma menina – e qual, afinal, é a carinha desse sonho que, por nove longos meses, você acalentou em duas versões.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

10 fev 2015

Vou ganhar um irmãozinho

por
Gabi Miranda

Bebê, Comportamento, Filhos

Uma pergunta constante e que me deixa feliz – sinal de que se preocupam com o primogênito – é a seguinte: “como Benjamin está reagindo, gostou de saber que vai ganhar um irmãozinho (a)?”. Respondo que foi ele o portador da notícia. Duas semanas antes de confirmamos a gravidez, Benjamin foi até meu quarto onde me encontrou deitada e afirmou “mamãe, tem um neném aqui na sua barriga”.

Nos dias que se passaram, essa afirmação foi virando algo constante. Ele falava até publicamente, o que me deixava um pouco sem graça (devo estar acima do peso, né?!). Numa visita ao meu ginecologista para levar exames de rotina que havia realizado, Benjamin que me aguardava na sala de espera com o pai, ao me ver sair da sala do Dr., perguntou ao médico “cadê meu irmãozinho?”. Todos rimos e o doctor respondeu “é cara, eu também estou achando que já está aí na barriga da sua mãe”.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

03 fev 2015

3 dicas de como anunciar a gravidez à família

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Veja dicas de como anunciar a gravidez para a família

Depois de se deparar com aquelas duas linhas vermelhas que afirmam: você está grávida sim!, é impossível guardar para si surpresa tão agradável, mas que mete um medo danado. Você sente uma necessidade quase incontrolável de gritar para o mundo: ESTOU GRÁVIDAAAAAA, UHUUUUUU…! Mas se você for como eu, prefere contar primeiro para os mais próximos e segurar mais algumas semanas para espalhar tamanha alegria, a primeira pessoa que precisa saber é aquele que contribuiu para tal façanha.

  1. Pegue uma foto da família e o exame com o resultado, cole num espelho e faça uma simples conta de matemática: 3 + 1 = 4. O número 4 tem um poder mágico assustador.
    anunciar a gravidez
  2. Sua irmã, tia das suas crias, também merece receber essa notícia com uma surpresa inesquecível. Presenteie-a com um porta retrato para três fotos. Nele, coloque uma foto dela com o primeiro sobrinho (a), uma foto de vocês juntas e no terceiro espaço deixe um recado: espaço reservado para seu próximo (a) sobrinho (a) que chega em _________ (complete com o mês de previsão). Aguarde (e peça para alguém gravar) a reação dela.
  3. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

02 fev 2015

O que esperar na segunda gravidez – Primeiro trimestre

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Eu imaginava que a segunda gravidez fosse completamente diferente da primeira, que eu não sentiria nenhum mal-estar. Afinal, é isso o que todo mundo diz: “nenhuma gestação é igual a outra”. 

Puro sonho. Sou uma grávida ligeiramente insuportável. Dessas que vive a gestação no amplo sentido da palavra. Dessas que enjoa (de comida, cheiros e até pessoas), vomita de três a quatro vezes em dias que me considero bem (e 11 vezes nos dias ruins), fica fraca, pressão despenca, com direito a prisão perpétua de ventre (engana-se quem pensa que a barriga saliente é por causa de um bebê – que por sinal mede 7cm). Na maioria das vezes só soro na veia pra me levantar, e lá vamos nós para o PS. Estou conversando e de repente sinto um gosto, os dentes ficam avermelhados, sangue! Por que gengiva de grávida sangra mesmo? Ah, os hormônios! Eles provocam erupções em nosso corpo, e, inflamações na gengiva é só mais um dos sintomas.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

Página 1 de 212