06 mar 2017

Quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Produtos

Essa é uma dúvida comum entre os pais: quando trocar o bebê conforto pela cadeirinha?

Trocamos o bebê conforto  pela cadeirinha. Agora Stella está sentada de frente como aparentemente sempre desejou. Ao contrário do Benjamin que trocamos o bebê conforto pela cadeirinha com um ano de idade, trocamos a Stella somente agora com um ano e meio. Isso porque ela não tinha o peso ideal para a troca. Agora, ela não chegou no teto do peso, mas a altura já tinha ultrapassou o limite.

Antigamente, o uso da cadeirinha não era obrigatório. Mas desde 2010 o uso do bebê conforto e cadeirinha são obrigatórios e reconhecido pela Lei da Cadeirinha que determina o uso do bebê conforto, cadeirinha, assento de elevação. Qual desses usar depende da idade, peso e altura da criança:

  • Bebê Conforto: deve ser usado apenas para recém-nascidos com até 13 kg ou 1 ano de idade. Ou ainda quando a cabeça do bebê estiver próxima do topo do equipamento num formato de concha. Deve ser sempre instalado no banco traseiro e de costas para a frente do veículo;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

08 abr 2016

Bebê conforto e carrinho da marca Cybex agora no Brasil

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos, Produtos

A fabricante alemã Cybex lança no Brasil seus cobiçados produtos: bebê conforto e carrinho. Cia do Móvel amplia seu mix e venderá com exclusividade esses itens luxuosos

bebê conforto e carrinho

Imagem Google

Participei quarta-feira do lançamento da linha de bebê conforto e carrinho da marca Cybex e fiquei de queixo caído. Basta uma pesquisa e descobrimos que a marca é líder global no segmento. Referência de segurança, conforto e até design! A marca alemã virou queridinha de alguns famosos como a Top Giselle Bündchen e o craque Neymar.

Pra mim, um bebê conforto é item indispensável no enxoval. O bebê sai da maternidade já nele. Portanto, precisa atender muitas exigências porque é através dele que vamos transportar nosso filho. Principalmente, dentro do automóvel. Precisa ser escolhido com calma, a dedo, e, de preferência, que atenda até certa idade da criança, pois por ser um item de custo elevado, precisa ter muitos benefícios, inclusive o de não ter que ficar trocando a cada ano.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

23 nov 2015

Dicas para evitar acidentes domésticos

Decidimos que Stella vai para o berçário, assim como Benjamin foi desde o início. Mas confesso que dessa vez estava mais insegura e cogitei colocar uma babá para ficar com ela em casa. Pensando nos prós e contras, um dos fatores decisivos, foi pensar nos perigos que temos dentro de casa, coisas que nós vemos mas que outras pessoas podem não ver e que basta um segundo de distração para a criança sofrer um acidente doméstico. Todos os dias vemos coisas do tipo nos noticiários. Eu sabia que os perigos existiam, no entanto não imaginava que são inúmeros os riscos que bebês/crianças correm dentro do próprio lar. Foi no evento da Saúde4Kids, Criando um ambiente seguro para o seu filho, que descobri: os perigos são maiores do que pensamos e toda a atenção do mundo é pouca.

Acidentes domésticos podem só passar de um susto, mas podem também trazer consequências graves. Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, acidentes representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos. No total, cerca de 4,7 mil crianças morrem e 122 mil são hospitalizadas anualmente. A cada morte de uma criança, outras quatro ficam com sequelas graves – o que pode gerar consequências emocionais, sociais e financeiras para as famílias.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!