13 abr 2016

Valor do brincar: Pesquisa revela redução do brincar ao ar livre

A pesquisa “Valor do Brincar Livre” realizada por OMO,  da Unilever, mostra que a maioria das crianças passam menos tempo ao ar livre que um presidiário. Em média, as crianças passam, por dia, uma hora ou menos ao ar livre

o valor do brincar

Quem acompanha o blog sabe o quanto esse assunto me interessa, o quanto a família Bossa valoriza o brincar. E mesmo reconhecendo a importância do brincar, sinto que aqui em casa meu filho brinca menos do que eu na minha infância. Benjamin passa tempo integral na escola, acaba tendo apenas os finais de semana livres e, para completar, não gosta de se sujar. Eu fico pensando: aonde estou errando? Às vezes culpo a tecnologia! É como diz a psicóloga Daniella Freixo: os aparelhos eletrônicos podem causar certa preguiça nas crianças porque o aparelho tem tudo ali sem precisar que a criança saia do lugar, por que a criança vai pegar a bola se pode jogá-la sentada no sofá?! Aqui em casa é uma briga para Benjamin não ficar no vídeo-game, por exemplo. Quando libero, o tempo é cronometrado, e agora coloco o alarme do celular para tocar. Vivo tentando mudar os hábitos para que meu filho explore a vida através de brincadeiras, tudo para que ele tenha uma infância (e seja um adulto) feliz. E o que mais posso fazer? Reequilibrar. É o que indica a pesquisa Valor do Brincar Livre.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Valor do Brincar Livre faz parte da plataforma de causa da marca OMO “Se sujar faz bem”. Foram entrevistados 12 mil pais ao redor do mundo e constatou-se que 64% deles acreditam que seus filhos não têm as mesmas oportunidades de brincar que eles tiveram na infância. A pesquisa mostra que o tempo que as crianças brincam ao ar livre está comprometido e indica que as crianças brasileiras:

84% brincam ao ar livre durante 2 horas ou menos por dia;

40% têm uma hora ou menos por dia ao ar livre;

6% nunca brincam ao ar livre em dia normal.

No mundo, os pais acreditam que seus filhos não conseguem brincar o tanto quanto deveriam, têm menos oportunidades para brincar do que eles tinham quando crianças, que poderiam ter um melhor equilíbrio entre os diferentes tipos de brincadeiras e…poderiam brincar mais ao ar livre. Estou dentro de todos esses grupos de pais. Nossos filhos não conseguem brincar tanto porque nós ocupamos a agenda deles como se fossem executivos. Todo dia tem alguma atividade: judô, futebol, inglês, natação, etc e isso elimina as oportunidades de tempo livre para as crianças brincarem. Junta com a nossa falta de tempo de ir ao parque ou até mesmo de descer no play do condomínio, com a falta de segurança que temos nas ruas, falta de lugares adequados. Fatores que resultam em crianças mais tempo na frente das telas do que brincando ao ar livre.

valor do brincar 2

9 em cada 10 pais dizem que seus filhos preferem esportes virtuais a esportes na vida real.

Existe sim benefício no uso da tecnologia pelas crianças. Não posso negar, percebo que meu filho tem mais conhecimento, informação, entretenimento do que eu na idade dele. Por outro lado, exercita menos o corpo e a mente. Acredito que se não limitamos o uso da tecnologia, nossos filhos virarão reféns e ela se torna uma barreira que nos impede de incentivar o brincar não só ao ar livre, mas de brincar de maneira livre com outras coisas, de outras formas que os capacitem criar, imaginar, empreender.

Para chamar a atenção dessa carência do brincar livre, OMO criou a campanha provocante “Libertem as crianças“, que ilustra esse desequilíbrio. O filme se passa numa prisão de segurança máxima nos EUA e mostra presidiários falando sobre o que o tempo ao ar livre significa para eles. O intuito foi trazer os dados da pesquisa Valor do Brincar para a realidade, por meio de uma comparação metafórica e provocar uma reflexão sobre a importância do brincar livre. Não sei como está a repercussão do vídeo por aí, mas me causou uma estrondosa reflexão.

Ainda não viu o vídeo Libertem as crianças? Assista AQUI.

A importância do brincar

Existem vários estudos que comprovam a importância do brincar. Quando a criança brinca, ela cria condições físicas para o corpo, coordenação motora, desenvolve o emocional, a criatividade, amplifica os horizontes, traz regras de convivência. Brincar é um grande convite para o mundo.

Brincar ativamente é a forma primária e natural pela qual as crianças aprendem. É essencial para o crescimento saudável. Porém, muitas vezes o ‘brincar’ é negligenciado, como uma atividade sem importância, sem qualquer finalidade. Consequentemente, há uma crescente e alarmante tendência que aponta para a redução do brincar livre nos hábitos das crianças.
(Sir Ken Robinson, especialista em educação, criatividade e desenvolvimento humano e presidente do Conselho Consultivo de OMO para o Desenvolvimento da Criança)

valor do brincar 3

O que a pesquisa Valor do Brincar detectou

  • Os pais querem suporte para incentivar  um melhor equilíbrio do brincar;
  • Existe um desafio por parte dos pais para incentivar seus filhos a brincar;
  • Há uma necessidade urgente de reequilibrar a rotina das crianças.

Temos que garantir um espaço para o brincar livre na vida de nossas crianças, para enriquecer seu desenvolvimento agora e ajudá-las a se tornarem adultos bem equilibrados, prósperos e felizes.
(Sir Ken Robinson)

#LivreParaDescobrir

OMO lançou no Brasil, dentro da sua plataforma de causa “Se Sujar Faz Bem”, o movimento #LivreParaDescobrir: um compromisso da marca com o reequilíbrio nos hábitos das crianças. Em parceria com pais, educadores e especialistas em desenvolvimento infantil, a marca está investigando e disseminando as melhores maneiras de estimular as crianças a brincar, explorar e se sujar todos os dias, para que possam descobrir, aprender e se desenvolver em todo o seu potencial.

Para dar suporte aos pais para que seus filhos brinquem mais, OMO irá intensificar ações e o compartilhamento de conteúdos para encontrar e disseminar atividades e lugares acessíveis e divertidos para sair e brincar, por meio da plataforma www.SeSujarFazBem.com.br, que é  uma central de conteúdos sobre a importância do brincar e reúne as informações para que todos possam acompanhar as principais ações do movimento #LivreParaDescobrir.

Acesse a pesquisa completa AQUI.

compartilhe!

6

comente!

6 respostas para “Valor do brincar: Pesquisa revela redução do brincar ao ar livre”

  1. […] mais tempo dentro de casa (passam até mais tempo trancafiadas do que presidiários! – veja esta pesquisa). Os eletrônicos, que antes eram parte da vida apenas dos adultos, hoje fazem parte da vida dos […]

  2. Monique disse:

    Olá!
    Não consigo acessar a pesquisa completa no seu link ” Acesse a pesquisa completa AQUI”.
    Poderia enviar para o meu e-mail, por favor?

  3. Oi Gabis, muito interessante mesmo essa pesquisa. Muito bom ver os números e como está a realidade. Aqui eu também sempre estimulei as brincadeiras. Brinquei muito com as minhas filhas quando eram pequenas. Ainda brincamos. Mas como vão crescendo as brincadeiras vão mudando um pouco. Fazemos muitos passeios ao ar livre como forma de lazer e de brincadeira.
    Adorei o post.
    beijos
    Chris

  4. […] Gabis – Bossa Mãe também compartilhou a pesquisa e está falando sobre o […]

  5. […] Gabis – Bossa Mãe também compartilhou a pesquisa e está falando sobre o […]

  6. Lele disse:

    Tema muito importante ne?
    Também estou falando sobre isso lá no blog!
    Os dados da pesquisa sao alarmantes
    bjs
    Lele

  7. tatiana disse:

    É tão triste perceber que algumas brincadeiras estão desaparecendo, e temos bem menos tempo para brincar com nossos filhos, do que nossos pais, por exemplo. Nossas mães abdicaram do trabalho, para nós criar, e hoje nesse mundo, fica difícil tentar fazer o mesmo. Bj

  8. tatiana disse:

    É tão triste perceber que algumas brincadeiras estão desaparecendo, e temos bem menos tempo para brincar com nossos filhos, do que nossos pais, por exemplo. Nossas mães abdicaram do trabalho, para nós criar, e hoje nesse mundo, fica difícil tentar fazer o mesmo. Bj

  9. Bárbara disse:

    Muito bom o post! Brincar é a melhor coisa da infância. Aqui em casa eu incentivo muito. Bjs

Comente!