15 jan 2018

Um livro por mês

por
Gabi Miranda

Destaque, Livros

Quero propor um livro por mês, vem comigo?

Gosto de dizer que os livros nos fazem viajar sem sair do lugar. Parece clichê, mas é uma verdade. Livros ampliam nossos conhecimentos, aprendemos sobre o mundo e sobre nós. Livros nos salvam do tédio, nos salvam de nós mesmos. Não me lembro do primeiro livro que li na vida, acho que foi o Patinho Feio. Mas sei que o meu contato com os livros é desde a tenra infância. Sou da época em que pegava livros na biblioteca e já paguei muitas multas por ter devolvido o livro com atraso. Não porque eu não tinha terminado a leitura ainda, mas porque eu sempre tive dificuldade de desapegar de um após lê-lo. Ainda mais quando eu me apaixonava pela a história. Acho que hoje em dia ninguém mais pega livros em biblioteca…

Hoje os livros estão á mão. Na internet é possível encontrar PDF deles. Basta um clique. E com o surgimento do Kindle então… Taí uma tecnologia para qual não consigo me render. Comprei um numa Black Friday há uns três anos e não consegui me acostumar. Pra mim é impossível substituir um livro. Não tem a mesma graça. Livro tem cheiro, textura, dá para fazer anotações nele próprio. Livro tem vida. É para ser sentido.

Houve um tempo que estava em alta os clubes de livros. Eu mesma já fiz parte de alguns. A correria do dia a dia, a falta de tempo, acabaram desestimulando os grupinhos de leitura. Daí nasceram os clubes de assinaturas, sigo o Tag Livros no instagram. Eles entregam todo mês um livro em casa.

A maternidade veio e com ela caiu meu ritmo de leitura…

Com a maternidade, caiu bastante a minha leitura. É fácil a gente se deixar levar pela aventura da maternidade e deixar de lado as coisas que mais gostamos de fazer. Já tem dois anos que decidi fazer meta de leitura. Comecei com uma meta de um livro por mês. Como bati essa primeira meta, aumentei no segundo ano. A vida mudou nesses dois últimos anos pra cá. Eu trabalhava fora, tinha outra rotina e lia muito na condução indo para o trabalho. Agora estou empreendendo. Passo mais tempo me dedicando as crianças, a casa e ao meu negócio próprio. É uma loucura maior e ainda não sei bem como será a rotina, por isso coloquei uma meta menos ousada. Quero ler pelo menos 15 livros em 2018.

Para inspirar e incentivar outras pessoas, selecionei 12 livros para serem lidos ao longo do ano. Um livro por mês. Para ser lido sem pressa, em doses homeopáticas. São livros que eu tenho e que pretendo ler em 2018. E a gente ainda pode conversar nossas impressões sobre eles. Tem muitos voltados para autoconhecimento e empreendedorismo, mas porque tem a ver com o momento que estou vivendo. Não precisa ler essas sugestões, cada um faz sua lista. A ideia é lermos 12 livros, independente do assunto. Vem comigo?

um livro por mês

Um livro por mês – para ser lido em 2018

  1. Atenção Plena – Mindfulness, Mark Williams e Danny Penman

    Para encontrar a paz no mundo frenético em que vivemos, praticar a atenção plena e ver as coisas com mais consciência. Ajuda, inclusive, a escolher melhor a forma de resolver nossos problemas.

  2. O poder da empatia, Roman Krznaric

    Porque praticar essa grande virtude de se colocar no lugar do outro, aceitar o outro, ter uma postura mais aberta diante do mundo, faz bem não só para o outro, mas para nós também. Esse livro nos ensina como desenvolver a empatia. To bem ansiosa para ler, pois li referências ótimas a respeito.

  3. Amar e ser livre, Sri Prem Baba

    Em 2017 li “O propósito” do mesmo autor e me apaixonei. Esse livro de alguma forma contribuiu para a transformação da minha vida. Nessa obrar “Amar e ser livre”, ele fala que o caminho para um mundo melhor passa pelos relacionamentos e que o maior desafio é encontrar o caminho para viver relações de maneira mais leve, plena e feliz. A ideia do livro é trazer uma reflexão sobre a qualidade dos nossos relacionamentos em todas as áreas.

  4. Até que a culpa nos separe, Liane Moriarty

    Romancinho para adoçar a vida. Em 2017 também li os outros dois livros da autora, então para fechar o ciclo vou ler esse que dizem ser ótimo como os outros dois.

  5. O segredo de Luiza, Fernando Dolabela

    Comprei esse livro em 2017 quando ainda estava só pensando em começar a jornada pelo empreendedorismo. Não li, mas acho que chegou a hora. Ele fala sobre como nasce um empreendedor e se cria uma empresa.

  6. Estratégia do oceano azul, W. Chan Kim e Renéé Mauborgne

    Também voltado para empreendedorismo, é um livro sobre estratégias. Tem em PDF AQUI, mas estou com um exemplar emprestado.

  7. O grande livro do Ho’oponopono, Sabedoria Havaiana de cura, Jean Graciet/Dr. Luc Bodin/Nathalie Bodin

    A palavra Ho’oponopono significa reparar ou corrigir um erro. É junção da palavra significa de causa (Ho’0) e perfeição (ponopono). Eu sei, parece uma viagem, mas resumidamente é uma técnica para resolver os problemas que vivenciamos e assumir a responsabilidade por estarmos expostos aquela situação e nos curarmos através de nós mesmos em sintonia com o universo (ou Deus). Vou ler e depois conto minhas impressões.

  8. Porque fazemos o que fazemos?, Mario Sergio Cortella

    Cortella é meu professor de vida. Tenho aulas todos os dias com ele pela internet. Comprei na última Black Friday esse (e o próximo livro) numa mega promo e eu já estava querendo muito. Nessa obra, ele desvenda porque fazemos o que fazemos e as preocupações em relação ao trabalho.

  9. Viver em paz para morrer em paz, Mario Sergio Cortella

    Nesse, ele discute o que é importante na vida. E garante que não é ser famoso nem acumular coisas e propriedades. To super ansiosa para ler.

  10. Ainda estou aqui, Marcelo Rubens Paiva

    Há alguns anos, eu li o “Feliz Ano Velho”, onde o Marcelo conta a história de vida dele a partir do acidente que causou mudanças irreparáveis em sua vida. Trinta e cinco anos depois desse livro, ele lança esse outro que conta a história da família, mais voltado na mãe dele. Estou super curiosa porque meu pai me contou que é uma grande surpresa o motivo pelo qual o livro leva esse nome.

  11. Frantumaglia, da Elena Ferrante

    Comecei a ler em 2017, não terminei e vou continuar a leitura esse ano. Vale como um livro por mês porque estou no começo e ele é enorme. Nele foi publicado cartas entre a autora e sua editora, entrevistas que ela deu para alguns jornalistas e até trechos inéditos de algumas obras da autora.

  12. Isso me traz alegria, Marie Kondo

    Também comecei a ler em 2017, mas lá em abril quando ganhei de presente. Comecei a achá-lo um pouco repetitivo e larguei. Mas vou pegar ele de novo, pois gostei muito do livro “A mágica da arrumação”, da mesma autora.

Bom, essas são as minhas escolhas. Livros que também já tinha em casa, aquisições de 2017. Para esse ano, minha intenção é segurar um pouco a emoção na hora de comprar um livro. Porque eu compro muitos e nunca dá tempo para ler todos.

compartilhe!

0

comente!

0 resposta para “Um livro por mês”

  1. […] – como encontrar a paz em um mundo frenético“, era o primeiro livro da minha lista de livros para ler em 2018: um livro por mês. Em 2017, conheci essa prática, Mindfuness que nada mais é do que viver em atenção plena. Desde […]

  2. […] aqui, sabe que amo ler! E tenho uma listinha de livros para ler esse ano que você pode conferir AQUI, onde contei que minha intenção é ler um livro por mês em 2018.  Fiz uma lista com 12 livros, […]

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.