20 maio 2014

2014: ano de Copa, ano de álbum

por
Gabi Miranda

Entretenimento, Filhos, Maternidade

2014 é ano de Copa. Mais uma Copa vem e com ela a febre incontrolável de colecionar o tal do álbum da Copa. Mas dessa vez tem um gostinho todo especial, acrescido de uns ingredientes diferentes: nesse ano a Copa será no Brasil, fato que não ocorre desde 1950, e, claro, será a primeira Copa que o Benjamin vai vivenciar.

Sei que ele nem vai lembrar disso no futuro, afinal ele ainda vai completar seus 3 anos, mas será uma oportunidade diferente para nos divertirmos. Eu me recordo vagamente da Copa de 86, quando eu tinha 5 anos, por isso acho importante registrar em fotos e vídeos alguns momentos dessa primeira Copa do Ben.

E enquanto a Copa não começa, começamos pelo álbum da Copa. Num belo dia, soube do lançamento do álbum e aí já começam as buscas para conseguir um exemplar. Depois vem os contatos para saber quem também vai colecionar. E num breve diálogo em casa, já decidimos:


– Marido, você vai colecionar o álbum da Copa?!
– Claro que sim!
– Ah, então você pode colecionar com o Ben…
– Nããããão… ele vai colar as figurinhas tortas!!!
(aí que se percebe/entende a real importância do álbum da Copa na vida de um ser humano)
– Ok, então EU vou colecionar um álbum com ele!
E foi assim que ficou decidido que teríamos dois álbuns em casa.

O álbum da Copa traz de volta um pouco da lembrança da época de criança, quando a nossa maior preocupação era brincar. E fomos lá comprar o álbum, comprar figurinhas, abrir os pacotinhos, conferir os jogadores, colar as figurinhas… O Ben acompanhando e se divertindo junto, participando. Isso foi o mais legal. Ele agora adora a bola da Copa!

Troca figurinha lá, troca aqui, passa repetida pra fulano e no fim das contas conseguimos completar os dois álbuns juntos, no mesmo dia.

blog-fotos2

Moral da história 1:

a interação que a troca de figurinhas promove é muito legal. Hoje falo com gente que não falava antes no trabalho por causa disso. Fora que esse tipo de contato pode se estender para estranhos que descobrirmos ser simpática pessoas num shopping center ou numa banca de jornal, só por causa de umas figurinhas repetidas.

Adendo da moral 1:

sempre tem quem venda figurinhas abertas. Particularmente acho que isso não faz parte da “essência” de colecionar o álbum de figurinha. Troquei com muita gente de forma desproporcional, ou seja, em vezes peguei várias e dei poucas figurinhas e noutras dei várias e peguei poucas ou nenhuma. Figurinha é isso, amizade, parceria, rs… e deixa pro cara da banca ganhar dinheiro com isso!

Moral da história 2:

hoje em dia é infinitamente mais fácil completar um álbum do que nos meus tempos de criança. Antes tinha muito menos gente para trocar, não existiam redes sociais para você comunicar a que falta e ainda tinham a tal da “figurinha mais difícil”, que hoje em dia não existe mais.

Moral da história 3:

se falta apenas um jogador da Coreia para completar o álbum, cole uma repetida que ninguém vai perceber. (nós não fizemos isso, hehehe)

Saldo da brincadeira: como trocamos bastante (e põe bastante nisso), não precisamos gastar R$ 1.000,00 em figurinhas numa banca. Estimamos ter gasto cerca de R$ 150,00 para os dois álbuns (só a mãe gastou R$32 e afirmou sua meta: gastar o mínimo possível). E a diversão, sem dúvida, foi muito maior do que o dinheiro “investido”. Benjamin realmente colou figurinhas tortas. Ele também rasgou uma página do álbum, rasgo grande. Levou bronca (que depois a mãe se arrependeu). Mas deu para consertar e, com as figurinhas em cima, nem dá pra perceber mais. No fim, essa será mais uma marca dele no seu álbum, marca de uma criança de dois anos e 10 meses.

blog-fotos3

“Benjamin realmente colou figurinhas tortas.”

blog-fotos4

“Ele também rasgou uma página do álbum…, (mas) nem dá pra perceber mais.”

compartilhe!

0

comente!

0 resposta para “2014: ano de Copa, ano de álbum”

  1. […] torcer, respeitar. Agora é a minha vez de plantar a mesma sementinha no meu filho. Comecei pelo álbum de figurinhas. Daqui a alguns dias teremos sua festinha de aniversário, cujo tema, escolhido pelo próprio […]

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.