02 fev 2016

A bicicleta e o tempo de cada um

image

– Eu conseguiiiiiiiii….!

E foi assim, num domingo ensolarado, que Benjamin confirmou sua glória. Desde dezembro passado, enquanto estava de licença maternidade e Benjamin de férias, eu vinha tentando ensiná-lo a andar de bicicleta. Missão difícil. Quem está de fora acha que é fácil porque a bicicleta ainda tem rodinhas, então basta dizer “vai, coloca força, pedala”. Ele começou a não querer mais tentar. Acho que percebia a minha frustração por não encontrar a melhor maneira de ensiná-lo. Ou por um pouco de vergonha quando apareciam outras crianças que já sabiam andar. Talvez fosse um misto de tudo. Eu estava determinada, a partir daquele momento, ensinar Benjamin a andar de bicicleta, mas claro, respeitando o seu momento.

Não, não é vergonha, não,
Você não ser o melhor da escola,
Campeão de skate, o bom de bola ou de natação.
Não, não é vergonha, não,
Aprender a andar de bicicleta
Se escorando em outra mão.
(Toquinho)

Benjamin tem essa bicicleta há um pouco mais de um ano. Nunca se interessou e por acreditarmos que podia ser cedo, não incentivamos. Tem isso, percebo que as crianças precisam ser estimuladas para tudo. Por exemplo, se você quer que seu filho tenha interesse por alguma atividade física, tem que estimulá-lo de alguma forma. Apresentar-lhes opções até que encontre uma que ele se identifique e goste. E quando encontrar, precisamos ter um tempo para que a criança se dedique aquilo. Então, para uma criança andar de bicicleta, os pais precisam promover momentos para que isso aconteça. Precisa dedicar tempo, afinal, melhoramos em tudo aquilo que praticarmos. Além de disposição, paciência e compreensão – como para tudo na maternidade.

A vida irá, você vai ver,
Aos poucos te ensinando
Que o certo você vai saber
Errando, errando, errando
(Toquinho)

Em nosso condomínio, pelo que vejo, todas as crianças da idade do Ben sabem andar de bicicleta. E no final do ano passado, ele demonstrava interesse em aprender acho até porque via outras crianças fazendo. O ser humano tem seu tempo para tudo, crianças e adultos, tem seu tempo de maturação. É assim desde bebê. Alguns sentam antes dos seis meses, andam antes de um ano, falam tudo com um ano e meio. Por isso, não adianta comparar seu bebê com o bebê da vizinha, até mesmo um filho com outro, pois mesmo sendo filhos dos mesmos pais, é preciso esperar o tempo de cada um, repeitar o ritmo de desenvolvimento de cada criança. O tempo é sábio, a natureza também. Você pode estimular, deve encorajar, mas não adianta forçar, obrigar, chantagear – o que pode só retardar o processo, causar sofrimento e até traumas na criança. Não podemos esquecer: o ser humano é formado através das experiências que vivencia ao longo de sua vida, principalmente, na infância.

Os pais devem se fazer de pontes, devem convidar seus filhos a atravessarem, e depois, tendo facilitado a travessia, desmoronam-se com prazer, encorajando-os a criarem as suas próprias pontes.
(Do livro “Vivendo, Amando e Aprendendo”, de Leo Buscaglia)

image

Sábado, enquanto eu estava deitada na rede com a Stella, Benjamin estava conosco na varanda, subiu em sua bicicleta e perguntou se podia levá-la pra sala. “Pode!”, respondi. Começou a tentar andar naquele pequeno espaço e sugeri que podíamos descer quando Stella acordasse. Ele estava ansioso, pois tínhamos marcado de irmos na casa de seu padrinho, então quanto mais Stella dormisse, mais chance dele perder a oportunidade de descer no play. Pois ele acordou a irmã para descermos. Naquele dia mesmo conseguiu pedalar e não aceitava um empurrãozinho, depois de um tempinho começou a falar bravo para o pai “não me ajuda”. Ficou feliz da vida com seu avanço e com a promessa de descermos mais um pouco no dia seguinte. Domingo pela manhã descemos e ele já demonstrou ainda mais habilidade. Quando estava certo do seu progresso, desceu da bicicleta, correu feliz da vida em nosso encontro e disse “eu conseguiiiiiii”….! Agora, oficialmente, podemos dizer que ele sabe andar de bicicleta. Uma conquista e tanto para somar no auge de seus 4 anos. 

É isso aí, filho, você melhorará em tudo aquilo que praticar.

😉

As frases de Touquinho são da música “Errar é Humano“.

compartilhe!

7

comente!

7 respostas para “A bicicleta e o tempo de cada um”

  1. Respeitar o tempo de cada criança é um exercício para cada pai ou mãe…

  2. Adriana disse:

    Se eu falar que o Theo começou a andar de bike no final do ano passado. Cada um tem seu tempo e cada dia eu acho esses dois mais parecidos,,,,kkkkk

  3. Muito lindo o seu relato da conquista do Benjamim intercalado com a música do Toquinho. Me lembrei de quando ensinei as minhas filhas a andarem de bicicleta.
    Muitas pedaladas para o Benjamim.
    beijos
    Chris

  4. Lele disse:

    Muito legal quando eles conquistas essas coisas…
    feliz por ele!
    beijos
    Lele
    http://www.eueleeascriancas.com.br/

  5. Michele Gobbato disse:

    Parabéns Benjamin … Aqui ganhou a bicicleta com dos padrinhos com doía anos, mais não se interessou logo de cada e aos poucos depois de quase uns 2 anoa ele quis andar, ai começamos ensinando dentro da sala, e depois fomka para a pracinha … Mais aqui o que prefere é o patinete

    Bjs Mi Gobbato – Espaço das Mamães

  6. Há um tempo determinado para cada coisa debaixo dos céus!
    Ben é um querido!!!
    Amei a música, também desconhecia!
    Beijos

  7. Patricia disse:

    Que graça! Benjamin é muito especial. E, sim, tudo a seu tempo, quando crianças ou adultos, né?! Acho que é a principal característica do ser humano. E adorei a letra. Nào conhecia.
    beijos

Comente!