29 jun 2016

Avô materno

por
Gabi Miranda

Destaque, Família, Maternidade

Avô materno

Gente. Tudo bem? Quando vejo e revejo as fotos dos meus netos sinto uma mistura de ternura e alerta. Eles parecem tão frágeis com suas dimensões de várias naturezas, sobretudo na que diz respeito à inocência em relação à vida, tão cheia do imponderável. Um mundo conturbado, de injustiças, violento, imprevisível. Quantos cuidados essas crianças requerem! E como são verdadeiros heróis o pai e a mãe! O que a vida lhes reserva? Depois do pai e a mãe naturais, a vida e o mundo serão seus genitores para um caminho que a seta faz pro infinito depois de lançada pelo arco do berço familiar… Enfim, assim é a roda da vida, com seus mistérios, nossas esperanças e expectativas. Vale aquele provérbio que diz: não sabendo que era impossível foi lá e fez! Já que estamos aqui, nesse tempo, temos o presente do passado (memória), o presente do futuro (expectativa) e o presente do presente (atenção). Um beijo em todos…

Filhos,

Recebi essa mensagem 22/06/2016, do meu pai, avô de vocês, no grupo de família que temos no whatsApp. Era uma semana difícil, de coisas mal resolvidas, muito frio, saudade… e no meio da tarde, assim de repente, recebi esse texto dele. Não aguentei e chorei. Não foi um choro de tristeza, mas de emoção e felicidade. Sim, a gente chora também por estar feliz. Também temos o defeito de reclamar do que nos faz falta, do que não temos. Vocês não tem mais avó materna. Mas tem avô…

compartilhe!

3

comente!

tags: , , ,

3 respostas para “Avô materno”

  1. […] o avô materno e os avós paternos que vocês ainda tem. […]

  2. Coisa mais linda esses dois e esse amor do vovô por eles <3

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.