22 maio 2014

Brincar de viver

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin,

Esse é um ano difícil para a mamãe e a tia Luana. Como você sabe, nós perdemos a vovó Salete. Você é muito pequeno ainda para ter dimensão dessa perda – sinto triplamente, por mim, pela minha irmã e por você, meu amor. Estou numa busca incansável para que você não esqueça essa avó que tanto te amou, a pessoa digna, generosa, festeira e maravilhosa que ela sempre foi. Então eu fico buscando cultivar coisas que ela faria, o modo como ela enxergava a vida, seu entusiasmo e alegria. É um exercício bem difícil esse, filho. Sua tia Luana andou me dando uns puxões de orelhas. Eu nunca havia me dado conta o quanto sua tia tem da sua avó…

Foi sua tia que abriu meus olhos com relação ao seu aniversário. Ela foi enfática ao dizer que íamos fazer a sua festa sim, me lembrando que sua avó nunca deixou de comemorar nossos aniversários, Natal ou nenhuma outra data especial, independente do que tivesse lhe acontecido durante o ano. Sua avó sofreu muito nessa vida, perdeu pessoas amadas, passou por dificuldades financeiras, mas nunca, nunca abaixou a cabeça para vida, sempre tentava ver o lado bom das coisas e vivia achando motivos para comemorar. Essa foi uma das qualidades que puxei dela, amo comemorar, brindar à vida, reunir a família e os amigos – não quero deixar essa marca apagar de mim. Não quero e não posso fazer diferente nesse momento tão especial que é o seu aniversário.

São TRÊS anos de vida, filho! Decidimos comemorar com festa! Não será a FESTA, será algo mais simples. Mas veja só, você terá DUAS festas! Uma será na escola com seus amiguinhos e outra lá em casa onde reuniremos apenas os familiares e os amigos muito íntimos. Sua avó estava super empolgada pelos seus 3 anos, você era a grande alegria da vida dela. Com certeza de onde ela estiver, ela aprova a nossa decisão. Comemorar essa data também é uma forma de manter viva a memória da sua avó. Estamos fazendo o que sua avó faria.

Apesar de tudo, filho, a vida pede gratidão e festa.

É mais ou menos como a música de Maria Bethânia, “Brincar de Viver”:

“Quem me chamou
Quem vai querer voltar pro ninho
E redescobrir seu lugar
Pra retornar
E enfrentar o dia-a-dia
Reaprender a sonhar
Você verá que é mesmo assim,
que a história não tem fim
Continua sempre que você responde sim
à sua imaginação
A arte de sorrir cada vez que o mundo diz não”

Sua mãe

ps (você me faz feliz e me dá sorte na vida. Amo cada partícula sua)

compartilhe!

2

comente!

2 respostas para “Brincar de viver”

  1. Lele disse:

    Vim prolongar nossa conversa e me deparei com esse post
    To emocionada aqui pensando em vc, no Ben, em td de lindo que a vida te reserva, inclusive a comemoração dos 3 anos do seu lindo
    Faça por sua mãe, pelo Ben e por vc especialmente
    Bj no coração
    Lele

  2. Cacau/Raquel disse:

    Difícil mas necessário.
    Lindo post. fiquei emocionada.

    Beijo

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.