19 jul 2018

Carta do futuro: O que eu diria para mim hoje, aos 67 anos

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque

Há três semanas, participei do workshop Planeje sua Carreira e seus Resultados, comandado pela especialista em finanças Sandra Alonso, do Feminanças e a Coach de Vida e Carreira Mariana Parada. Foi uma experiência muito rica. Uma manhã deliciosa, voltada só para mulheres, cheia de exercícios para refletirmos sobre nosso presente e futuro. Um dos exercícios era justamente para escrever… uma carta do futuro. Isso mesmo, para escrevermos uma carta do futuro, como se estivéssemos no ano 2048. Uma carta nossa do futuro, para nós agora em 2018. E eu escrevi.

carta para o futuro

Mas antes de compartilhar e registrar aqui a minha carta do futuro, quero pontuar algumas impressões e experiências. Minha mãe escrevia tudo o que ela desejava. Juro. Todo final de ano, por exemplo, ela grudava um cartaz atrás da porta de entrada da sala, com tudo o que ela desejava conquistar dali algum tempo. Digo envergonhadamente agora, que achava aquilo uma tolice, embora admirava a fé e a esperança que minha mãe depositava naquele cartaz.

Ela também escrevia frases e repetia-as em frente ao espelho coisas como “sou filha de Deus, poderosa, cheia de energia e saúde, posso tudo.” E afirmava para nós: “as palavras tem poder.” Ela não permitia que a gente falasse coisas negativas e ruins. Hoje só gostaria que ela soubesse que eu admirava isso nela e que agora replico, talvez não com tanta veemência. Após a morte da minha mãe, descobrimos muitas folhas escritas por ela. Muitos desejos, muitos não realizados.

A palavra tem poder

Gostaria que minha mãe soubesse que hoje me fortaleço em muitas das crenças dela. Principalmente nessa, sobre a lei da atração. E uma vez que você defina seus objetivos, é preciso escrevê-los. E não precisa ser num cartaz atrás da porta da entrada de casa. Escreva-os na agenda, no Post-it, num documento do Word, no bloco de notas do celular. Simplesmente escreva seus objetivos e metas. Faça disso um hábito. Quando escrevemos, colocamos nosso cérebro para trabalhar a nosso favor e isso contribui para atingir nossos objetivos. Claro, que só escrever nossos objetivos não basta para alcançá-los. Precisamos tomar doses diárias de atitude. Não basta só ter intenção de algo. Intenção e ação precisam caminhar juntos. Só realizamos nossas intenções, através de ações! Lembre-se disso.

Sempre buscando aprendizados

De quando minha mãe se foi até hoje (já tem 4 anos), comecei a estudar um pouco sobre afirmações positivas e diárias. E cada vez mais tenho confirmado: nossos pensamentos e nossas crenças sobre a vida e as situações que vivemos podem sim, influenciar a nossa maneira de agir e conseguir o que queremos. Se você acorda de bode, praguejando e reclamando, não tem como o seu dia ser agradável. Por outro lado, se você acorda com bons pensamentos e acreditando que será um bom dia, de fato será. E mesmo que você acorde e as coisas não pareçam legais, é possível enxergar tudo de outra forma. É um exercício difícil e não é todo dia que conseguimos praticá-lo, mas vale a pena tentar. Assim, a palavra escrita tem tanto poder quanto a falada. Agora, portanto, vamos à carta do futuro.

Quero dizer que foi um exercício difícil. No dia do workshop rascunhei e, claro, agora fiz refletindo melhor sobre o assunto. Curioso que quando somos crianças, sonhamos com a nossa vida no futuro. Até desejamos chegar logo esse futuro. Não sei se com vocês acontece, agora na fase adulta, lembrar dos sonhos de infância, pensar no que foi realizado e o que não foi. Um exercício bacana para fazer com os filhos, talvez seja esse, estimulá-los a escreverem mensagens para eles mesmos no futuro. Os pais ficam responsáveis por guardar essa mensagem que só poderá ser lida daqui há, sei lá, 25 anos.

Carta do futuro: O que eu diria para mim hoje, aos 67 anos

Carta do Futuro

Oi Gabis! Aqui é você falando do futuro. Estamos em 2048. Você está com 67 anos. Não se assuste com a idade. E pare de ter medo de envelhecer e precisar de cuidados especiais de terceiros. A idade é apenas um número, você continua cheia de vida. Você acha que será uma velha ranzinza, mas não se esqueça que escolheu ser uma mulher perennials aos 40 anos. Se conseguir, continuará sendo aos 67 anos também. Continue agradecendo e fazendo das dificuldades o seu combustível.

Já descobriu que o seu propósito é ajudar as pessoas. E escrever pode ser uma maneira. Não se ajuda os outros só doando coisas, mas também doando o nosso tempo, nossas palavras. Você tem condições de ajudar assim. Vai achar o caminho se continuar pensando nisso.

Leia também: Perennials – que tipo de mulher você quer ser aos 40 anos

Lembra quando você se perguntava: “quando farei uma viagem novamente sozinha com o marido?”. Então, agora vocês fazem muito isso. As crianças estão grandes e criadas e cada um vivendo suas vidas. A Mirtilo deu super certo, mas nenhum dos seus filhos quis tocar o negócio, então agora ela é gerenciada pelo Julio, aquele rapaz jovem que você sempre admirou. Seus filhos seguiram passos interesses e diferentes. Ambos estudaram fora do Brasil, mas Stella trabalha com cinema e Benjamin viaja o mundo exercendo uma profissão que você não entende muito bem. Você fez outras coisas, escreveu livros, deu palestras sobre otimismo e como levar uma vida leve. Você e o marido estão aproveitando a vida.

No entanto, preciso que saiba, você ainda vai brigar algum tempo com seus hábitos. Precisa colocar nessa cachola teimosa que os hábitos diários são importantes para tudo na sua vida, inclusive para a saúde e para a realização de sonhos. Está lendo tanto sobre isso… Precisa descobrir um exercício físico que te entusiasme. Talvez não seja mesmo a corrida e está tudo bem, tem mil e uma possibilidades. Que tal dançar? Você amava dançar na adolescência, lembra? Isso te fazia bem e talvez seja o caminho. Precisa mudar os hábitos da alimentação. Precisa pegar firme na prática da meditação. Aos 37 anos, você ouve direto que parece ter muito menos que isso. Se quiser continuar ouvindo isso aos 67, precisa cuidar do nosso corpo, da nossa mente e da nossa pele. Cuide-se! Nos vemos daqui 30 anos! 😉

compartilhe!

0

comente!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.