18 maio 2018

Como organizar sapatos de forma prática e otimizada

por
Gabi Miranda

Colunas, Tudo Arrumado

A gente adora sapato, né? Mas com os espaços cada vez mais reduzidos hoje em dia, é necessário criatividade e técnica para saber como organizar sapatos de forma funcional e otimizada.

Antes de começar a organizar, faça uma triagem e separe para doação os pares que você não usa mais ou que machucam o pé. Separe também os que precisam de algum tipo de conserto e providencie.

Se possível, escolha um local seco e arejado onde os sapatos possam ficar todos juntos. O ideal é que eles não fiquem amontoados um sobre o outro, pois ficarão deformados. Agrupe-os por tipo: sapatilhas, tênis, botas, saltos, etc. Se a prateleira for profunda, o ideal é colocar um pé na frente do outro, assim você visualiza todos os pares e nenhum fica esquecido no fundo da prateleira.

Como organizar sapatos

 

Se a prateleira não for profunda, podemos colocar os pares lado a lado, mas com um pé virado para frente e outro para trás, ganhando assim espaço para mais um par.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

03 maio 2018

Não se desespere se o seu filho não come

– João, está na mesa, pode vir almoçar.
– Não quero comer.
– Mas tem que comer, daqui a pouco é hora de ir para a escola.
– Mas eu não quero.
– Não tem não quero. É hora de comer.
– Eu não querooooooooooooooooo.
(…)
– Ana, você nem encostou na comida.
– Ana, para de brincar com a comida e coloca na boca.
– Ana, se você não começar a comer agora, vai ficar de castigo.
– Ana, JÁ MANDEI PARAR DE ENROLAR E COMEÇAR A COMER.
(…)
– Mãe, eu só quero o macarrão sem molho.
– Mas tem que comer tudo, Pedro.
– Eu só quero o macarrão.
– Come um pouco da cenoura, você vai gostar.
– Eu só quero o macarrão.
– E o brócolis? Você nem encostou nele.
– Eu só quero o macarrão, já falei.
– Ai, tá bom, come só o macarrão, então.

Atire a primeira pedra quem nunca viu alguma das cenas acima idênticas ou bem parecidas.

Chega a hora da refeição e mais parece o momento de tortura do dia. A criança irritada, a mãe e o pai cansados e também irritados, a criança parece provocar mais ainda, pai e mãe acabam brigando entre si. E nada do filho comer. Acontece com você também, quando seu filho não come?

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

13 abr 2018

Dicas para organizar o guarda-roupa

por
Gabi Miranda

Colunas, Destaque, Tudo Arrumado

dicas para organizar o guarda roupa

Quando mantemos o guarda roupa organizado conseguimos ter uma  visão geral de tudo que temos, ganhamos agilidade na hora de escolher a roupa desejada e economizamos, já que não compramos itens em duplicidade.

Na correria do dia a dia pode ser difícil manter a organização, já que desempenhamos tantas funções, mas uma vez que cada item tenha um lugar definido, basta adquirirmos o hábito de devolvê-los para lá após o uso.

Dicas para manter o guarda-roupa organizado


1 – Comece com uma limpeza

Esvazie todo o guarda roupa e passe nele um pano com vinagre de álcool branco para higienizar e eliminar o mofo. Deixe as portas abertas para arejar. O cheiro do vinagre se dissipa em algumas horas.

2 – Faça uma triagem

Verifique item por item que você tirou e separe em pilhas para conserto, caso precisem de algum ajuste; doação, caso você não use há mais de um ano ou já não faça o seu estilo; ou lixo, caso não sirva para mais ninguém.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

06 abr 2018

Teste Equilíbrio na vida

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Destaque

Se tentar manter o equilíbrio na vida faz você se sentir um malabarista, você não está sozinho

equilíbrio na vida

Temos muitas demandas de tempo e energia que a vida pode parecer uma montanha russa desgovernada. Que tal fazer um teste sobre equilíbrio na vida?

Faça este teste Equilíbrio na vida para ver o quão bem você está cumprindo as suas responsabilidades e, ao mesmo tempo, reconhecendo e satisfazendo as suas necessidades pessoais e desejos.

Para cada frase, marque V para Verdadeiro e F para Falso.

Sugiro que separe uma folha em branco e um lápis ou caneta para ir anotando as suas escolhas.

Teste Equilíbrio na vida

teste equilíbrio na vida

  1. A única maneira que consigo gerenciar com sucesso a minha vida é cuidando de mim mesmo física e emocionalmente
  2. Aumento a minha capacidade de ajudar aos outros nutrindo a minha própria vida com conhecimentos e informações relevantes para mim
  3. Me alimento de forma saudável e faço exercícios regularmente
  4. Faço check-ups, vou ao dentista e tomo precauções com a minha saúde
  5. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

29 mar 2018

A guloseima pode esperar

por
Gabi Miranda

Chefe de Papinha, Colunas, Destaque

a guloseima

Sim, vai acontecer. Um dia o seu filho vai comer chocolate, jujuba, pirulito, bolo, brigadeiro. Vai chegar o momento de experimentar a bolacha recheada, a guloseima cheia de corante, o doce que é puro açúcar. Mas não precisa ser o quanto antes e você não precisa apressar essa apresentação.

“Se já vai comer mesmo um dia, por que esperar?”. Porque paladar não é algo que nasce pronto; ele é formado. A gente começa a pintar as primeiras nuances do paladar do nosso filho quando ele ainda está na barriga. Ele nasce e esse paladar segue sendo formado, inicialmente através do leite materno e depois, a partir dos seis meses, com a introdução alimentar.

a guloseima

As escolhas alimentares feitas na primeira infância serão determinantes na vida adulta e quem colabora para a formação desse paladar é quem apresenta os alimentos para o bebê. Se logo de cara ele conhece o sabor viciante e marcante do açúcar, a competição fica injusta para o sabor verdadeiro das frutas.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 mar 2018

A chegada de um irmãozinho

a chegada de um irmãozinho

Como ajudar os irmãos mais velhos a lidarem com a chegada de um irmãozinho, um novo bebê na família?!

Muitas crianças pedem um irmãozinho de presente, mas quando ele chega tudo o que ela quer é construir uma casinha de cachorro no quintal pro novo bebê morar lá, certo?

a chegada de um irmãozinho

É natural que a chegada de um novo bebê desencadeie uma série de comportamentos agressivos: bater, chutar, cuspir, morder – são sinais da frustração do irmão mais velho, que sente-se muitas vezes ameaçado pela presença de um novo membro na família. Embora isso seja perfeitamente normal, é importante que os pais sejam claros, reforçando que bater ou ferir o novo bebê não é permitido.

Além disso, comportamentos regressivos são muito comuns, como: a recusa de usar o banheiro quando a criança já está desfraldada, voltar a fazer xixi na cama, chupar o dedo, mudar a forma de falar para um jeito mais “de bebê”, demonstrar dificuldade de fazer tarefas simples sozinhas que antes eram rotineiras. Essa regressão é um meio para lidar e expressar a mistura de emoções que acontece quando um novo bebê invade sua casa.

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

09 mar 2018

Dicas para praticar o desapego

É importante praticar o desapego. Desapegar do que não usamos mais pode ser difícil para algumas pessoas, mas quando conseguimos, nos dá uma sensação de leveza e bem estar. As energias se renovam e abrimos espaço para o novo. Além disso, tudo o que está sobrando em nossa casa pode estar fazendo falta a outra pessoa.

Eliminando o excesso de roupas, sapatos e objetos, temos uma visão melhor de tudo que temos. Conseguimos manter a organização e a praticidade no dia a dia. Além da economia, pois evitamos comprar itens em duplicidade, já que sabemos exatamente tudo o que possuímos.

Pelo menos uma vez por ano é interessante fazer o processo de descarte, retirando tudo que não usamos mais, fazendo uma limpeza no armário e reorganizando tudo.

Verifique se você tem espaço suficiente para tudo o que guarda e se precisa realmente desses itens. A ideia é manter apenas o que você ama e te faz feliz. Por isso, hoje vou dar dicas para praticar o desapego.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

02 mar 2018

O começo da reflexão das escolhas de trabalho

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

O começo da reflexão das escolhas de trabalho

(para pais, mães, adolescentes e jovens adultos)

Quando escolhi cursar Economia tinha 16 anos…entrei na faculdade com 17 em março de 1987. Escolhi Economia porque gostava e me dava bem com Matemática. Quase simples assim. Não que eu não tenha gostado do curso, mas a realidade foi bem outra do que simplesmente estudar matemática. Naquela época, tinha pouco acesso à pesquisa e suporte profissional. Lembro que fiz um teste vocacional em São Paulo, onde fiz o 3º colegial, e o resultado foi Psicologia, em primeiro lugar, e Economia em segundo.

Hoje existem tantas, mas tantas fontes de pesquisa que, ao contrário do que vivi naquela época, fica difícil ajudar os jovens a focarem no que pode realmente ajudá-los a encontrar ideias e avaliar as diferentes realidades de profissões que imaginam gostarem ou que tenham afinidade com os seus interesses e habilidades.

Uma boa surpresa foi descobrir há pouco tempo o MiSK Global Forum que é a flagship da plataforma global da MiSK Foundation, fundada pelo príncipe herdeiro da Árabia Saudita, Prince Mohammad bin Salman. O objetivo da fundação é dar suporte aos jovens sauditas para que possam, de forma ativa, participar do conhecimento econômico. No MiSK Global Forum 2017 convidaram 108 (!!) palestrantes: professores, cientistas e escritores renomados, Bill Gates, CEO´s de empresas como Google, Amazon, Skype, Khan Academy, IBM e outras. O tema central foi explorar, refletir e experimentar caminhos na direção de mostrar opções aos jovens sobre como:
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 fev 2018

Luto infantil – Perda de um animal de estimação

luto infantil

Então eu sou convidada para escrever mensalmente pro Bossa Mãe e o segundo tema que abordo é luto infantil? Sim. É. Mas por que não falar de algo mais fofinho, um tema mais leve? Porque essa sou eu. Eu gosto de “chegar chegando”! E também porque não dá pra gente continuar fingindo que as crianças não vivenciam perdas desde muito pequenas. Não dá pra cair na fantasia de que podemos protegê-las de tudo – muito menos da morte.

luto infantil

Eu sei… é forte, né? Mas quando tomamos consciência disso, conseguimos ficar ainda mais próximos dos pequenos. Isso porque, quando fingimos que a finitude não atinge as crianças, isso é sentido como abandono, pois elas ficam vivenciando sentimentos tão dolorosos, sozinhas. Então, essa é uma oportunidade pra você se reconectar com seu filho, estar realmente ao seu lado, validando suas emoções – por mais dolorosas que sejam!

Engana-se quem pensa que os pequenos nunca ouviram falar de morte. O pai de Simba, no filme O Rei Leão, morreu. O peixinho Nemo perde sua mãe no início da história. As princesas Bela, a Jasmine e a Ariel não tem mais a mãe. Na vida real, a morte de um animal de estimação é, com frequência, a primeira grande perda que a criança passa na vida.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

21 fev 2018

Lancheira Prática – dicas para montar lanche saudável para as crianças

Eu já disse aqui várias vezes que tenho muita dificuldade para montar a lancheira das crianças. E quando voltam as aulas, entro em pânico. Não sou muito criativa para pensar nos lanches e junta que o Benjamin é mais difícil para comer. Estou tentando mudar meus hábitos alimentares e consequentemente levar hábitos mais saudáveis para a vida das crianças também. E agora virou questão de honra, já que a ideia de parar de trabalhar fora, inclui me dedicar mais às crianças. Mas montar a lancheira nunca foi algo fácil pra mim e imagino que muitas mamães passam pela mesma sofrência. Agora tenho fé que isso vai mudar porque conheci a Nath, Chefe de Papinha. Aproveitando a volta às aulas, ela me apresentou a Lancheira Prática.

Trata-se de uma versão completa em PDF da apostila Lancheira Prática desenvolvida por ela com o intuito de ser um manual simples, fácil e acessível para ajudar as famílias nessa tarefa de montar o lanchinho de todo santo dia. Com essa apostila é possível aprender a compor uma lancheira saudável e gostosa com receitas práticas. Tem explicações sobre como o lanche precisa ser nutritivo e equilibrado, além de gostoso. Logo no início da apostila, a Nath comenta que para o preparo da lancheira funcione bem todos os dias e não seja um martírio, é fundamental organização e a utilização de material certo. Para isso, tem dicas e sugestões de lancheiras e utensílios.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

Página 1 de 212