10 ago 2018

Paixão pelo trabalho

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

Lembro que em uma das empresas onde trabalhei se falava muito em descobrir a paixão pelo trabalho. A paixão para trabalhar naquilo que realmente gostamos. Que se não estávamos apaixonados pelo que fazíamos não seríamos bons profissionais. Eu ouvia de forma cética porque não sentia essa paixão toda (pelo menos a que eu imaginava que precisava sentir) naquilo que fazia. Apesar de gostar muito do meu dia a dia, aprender constantemente, ter desafios intelectuais e conviver com um time de profissionais excelentes. E também não tinha nenhuma outra paixão escondida que eu estivesse “abafando”, então essa história de paixão me assombrava. Sempre que se falava no assunto eu pensava: pronto, vão descobrir que eu não tenho sou apaixonada pelo meu trabalho!

paixão

O tempo foi passando e me dei conta de que talvez a palavra que eu usaria fosse outra, e não “paixão”. Vocês devem estar pensando: mas qual palavra você usaria? Já vou contar…
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

20 jul 2018

Uma das minhas histórias de vida

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

uma das minhas histórias de vida

Houve momentos na minha vida que senti que as coisas fugiam ao meu controle. E hoje vou contar uma das minhas histórias de vida.

Como executiva mentalmente “formatada” para ter tudo planejado, controlado e dando resultados, me deparei em 2016 com a notícia de que tinha um melanoma (câncer de pele metastático). Absorvi a informação de forma muito equilibrada, segui os passos recomendados pela dermatologista e cirurgião oncológico (meus anjos da guarda!) e agendei a primeira cirurgia para 10 dias após o diagnóstico. Praticidade ao máximo! Se tenho que resolver, vamos lá.

Leia também: equilíbrio na vida

Até o pós-operatório tudo estava sob controle. No entanto, a surpresa veio quando, na biópsia que fizeram dos linfonodos (gânglios) da axila, o resultado foi positivo. Ou seja, o melanoma do braço havia passado para os linfonodos e seria necessário fazer uma nova cirurgia para retirá-los. Nesse momento, senti que “as coisas fugiam ao meu controle”. Mistura de medo, susto, “alguém me ajuda, o que mais pode vir”? Sabe quando falam em vulnerabilidade? Pois é, isso mesmo. Sentimento de “perdi o controle da minha vida”.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

25 maio 2018

A felicidade dos Brasileiros

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas

A descoberta da Fórmula da Felicidade Sustentável

Ao longo da minha vida me questionei várias vezes como poderia alcançar a felicidade. E quem não? De forma instintiva, fui desenvolvendo as minhas atividades naquilo que gostava e que me dava prazer ou satisfação intelectual. Trabalhei duro gostando do que fazia, estudei, vivi em outros países, tive uma filha, mudei de emprego, trabalhei duro de novo, me divorciei, mudei de carreira e ainda me pergunto como faço para ser mais feliz.

Esse questionamento me fez entrar no projeto da Felicidade dos Brasileiros, um estudo que a CVA Solutions conduziu com o apoio da TheWill2Grow. Descobrimos várias informações interessantes sobre a nossa população e como as pessoas cultivam a felicidade.

Do total de 5.200 entrevistados em março de 2016, 33% estão insatisfeitos (nota de 1 a 6) com a vida, 41% estão felizes (notas 7 e 8) e 26% estão plenamente felizes (notas 9 e 10). A média da felicidade dos brasileiros é de 7,12, considerando notas de 0 a 10. Pessoas com mais de 55 anos são mais felizes do que jovens de 18 a 24 anos e, mais ainda, do que pessoas entre 35 e 44 anos das quais 34,7% declaram estarem insatisfeitas com a vida. Principal motivo: stress com o trabalho e com a falta de trabalho, renda ou sustento da família, falta de tempo para aproveitar as coisas boas da vida, entre outros fatores.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

06 abr 2018

Teste Equilíbrio na vida

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Destaque

Se tentar manter o equilíbrio na vida faz você se sentir um malabarista, você não está sozinho

equilíbrio na vida

Temos muitas demandas de tempo e energia que a vida pode parecer uma montanha russa desgovernada. Que tal fazer um teste sobre equilíbrio na vida?

Faça este teste Equilíbrio na vida para ver o quão bem você está cumprindo as suas responsabilidades e, ao mesmo tempo, reconhecendo e satisfazendo as suas necessidades pessoais e desejos.

Para cada frase, marque V para Verdadeiro e F para Falso.

Sugiro que separe uma folha em branco e um lápis ou caneta para ir anotando as suas escolhas.

Teste Equilíbrio na vida

teste equilíbrio na vida

  1. A única maneira que consigo gerenciar com sucesso a minha vida é cuidando de mim mesmo física e emocionalmente
  2. Aumento a minha capacidade de ajudar aos outros nutrindo a minha própria vida com conhecimentos e informações relevantes para mim
  3. Me alimento de forma saudável e faço exercícios regularmente
  4. Faço check-ups, vou ao dentista e tomo precauções com a minha saúde
  5. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

02 mar 2018

O começo da reflexão das escolhas de trabalho

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

O começo da reflexão das escolhas de trabalho

(para pais, mães, adolescentes e jovens adultos)

Quando escolhi cursar Economia tinha 16 anos…entrei na faculdade com 17 em março de 1987. Escolhi Economia porque gostava e me dava bem com Matemática. Quase simples assim. Não que eu não tenha gostado do curso, mas a realidade foi bem outra do que simplesmente estudar matemática. Naquela época, tinha pouco acesso à pesquisa e suporte profissional. Lembro que fiz um teste vocacional em São Paulo, onde fiz o 3º colegial, e o resultado foi Psicologia, em primeiro lugar, e Economia em segundo.

Hoje existem tantas, mas tantas fontes de pesquisa que, ao contrário do que vivi naquela época, fica difícil ajudar os jovens a focarem no que pode realmente ajudá-los a encontrar ideias e avaliar as diferentes realidades de profissões que imaginam gostarem ou que tenham afinidade com os seus interesses e habilidades.

Uma boa surpresa foi descobrir há pouco tempo o MiSK Global Forum que é a flagship da plataforma global da MiSK Foundation, fundada pelo príncipe herdeiro da Árabia Saudita, Prince Mohammad bin Salman. O objetivo da fundação é dar suporte aos jovens sauditas para que possam, de forma ativa, participar do conhecimento econômico. No MiSK Global Forum 2017 convidaram 108 (!!) palestrantes: professores, cientistas e escritores renomados, Bill Gates, CEO´s de empresas como Google, Amazon, Skype, Khan Academy, IBM e outras. O tema central foi explorar, refletir e experimentar caminhos na direção de mostrar opções aos jovens sobre como:
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

29 jan 2018

Essa história das metas para o ano novo

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

Essa história das metas para o ano novo

Lembro como se fosse hoje. No início da minha carreira (lá por 1992…) tive uma chefe que um dia, voltando das férias de final de ano, me perguntou se eu tinha traçado as metas para o novo ano. Olhei para ela e, sem rodeios, falei que não. Nem havia me passado pela cabeça fazer isso. Ela insistiu que eu deveria fazer isso senão como iria evoluir na minha vida, carreira, etc sem traçar objetivos? Confesso que não dei atenção à sugestão e hoje, olhando para trás, não me arrependo da carreira e vida que fui construindo. O que sim, sempre tive claro era o que fazia sentido conquistar, dedicar esforço, energia e perseverança.

Então, para que serve essa história de metas quando o ano novo chega?

Primeiro, ao meu ver, a mudança de ano é uma formalidade. Não acredito que ao acordar todos os dias 1º de janeiro, com uma lista de metas vá fazer a diferença na sua vida.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

05 jan 2018

Resiliência: é possível aprender a ser resiliente?

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

É possível aprender ou ensinar a ser resiliente?

resiliência

aprender a ser resiliente

Muito se fala da importância da resiliência na vida e no perfil dos executivos de hoje em dia. Rhandy di Stefano,  presidente do ICI – Integrated Coaching Institute e meu instrutor na formação de Executive and Life Coaching em 2014, disse que a resiliência é considerada a competência número 1 para se obter sucesso sustentável na carreira. Ele também disse que existem evidências e estudos que demonstram que os jovens da geração Y e Millenials tem baixa resiliência porque não estão acostumados a se frustrar. Mas como aprender a ser resiliente?

Tanto a primeira informação quanto a segunda me deixaram curiosa, mas confesso que a segunda mais. Para entender mais sobre o assunto fui pesquisar e encontrei vários artigos com abordagens complementares considerando, por exemplo, se a pessoa nasce resiliente ou se esta característica de comportamento pode ser adquirida. Também encontrei estudos com grupos de adolescentes considerando diferentes variáveis para medir o “grau” de resiliência, como: nível sócio econômico, ambiente familiar, traumas, abusos, doenças mentais, entre outros.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!