06 maio 2016

Grupo Boticário – Beleza é colocar em prática nossos valores

Fui convidada pelo Grupo Boticário para conhecer a sede principal, em Curitiba. A proposta foi conhecer os benefícios diferenciados que a empresa oferece para mães e gestantes. Foi uma oportunidade ímpar onde vi que beleza mesmo é colocar em prática nossos valores.

 

grupo boticário-6 (7)

Ontem, embarcamos eu e Lelê, do blog Eu, ele e as crianças, à Curitiba para conhecer o Programa de Gestante e todos os benefícios que o Grupo Boticário oferece para seus funcionários. É algo singular e até emocionante de ver. Eu não conhecia a história surpreendente de O Boticário. Seu fundador, o farmacêutico Miguel Krigsner, começou com uma batedeira de bolo, produzindo 1kg de creme que dava para encher 33 potinhos de 30ml cada. Em 1977, ele criou uma farmácia de manipulação O Boticário e, em curto espaço de tempo, transformou sua farmácia em um negócio com nível financeiro estratosférico e um dos maiores grupos de beleza no mundo. Referência em vários setores, o Grupo Boticário é formado pelas marcas: O Boticário, Eudora, Quem Disse Berenice e The Beauty Box. A empresa é hoje, a maior rede de franquias e negócios do mundo e uma das mais destacada pelo Ministério da Saúde por seus benefícios e programas destinados às funcionárias mães e gestantes.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

05 maio 2016

Coração de mãe é gordo

por
Gabi Miranda

Desabafo, Destaque, Maternidade

coração de mãe

Estávamos lanchando antes de entrar no cinema. A bebê no sling e os meninos, eram 3, todos soltos. O mais novo da outra família, me observando com a bebê, comentou baixinho com a mãe dele:

“Mãe, quando a gente tem um bebê em casa, a mãe gosta mais do bebê?!”

Aquilo me preocupou. Será que o meu menino, o mais velho da nossa família, pensava isso também?!

Quando meu Ben nasceu eu achava esquisito não sentir aquele amor todo arrebatador que ouvia falarem por aí. Ainda hoje, confesso, estranho quando vejo as colegas nas redes sociais comentando o grande e infinito amor ao ver o bebê pela primeira vez após o nascimento. Mais ainda quando vejo foto do pai agarrado a barriga fazendo declarações de amor. Estranho, inclusive, não vê-las reclamando das noites mal dormidas ou de cansaço ou do marido. Na verdade, eu me acho a esquisita porque pra mim o meu bebê era um estranho.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

04 maio 2016

A vida financeira com dois filhos

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

A vida financeira muda totalmente com a chegada dos filhos, imagina quando se tem dois, três, quatro…

vida financeira com dois filhos

A minha vida financeira como mãe de dois está catastrófica. O orçamento familiar está em adaptação, todo mês chega fatura do cartão de crédito, a poucos dias para cair o salário acabo entrando no cheque especial e para contribuir as metas estão cada vez mais difíceis no trabalho, não tem entrado freela, não vejo luz no fim do túnel. Incomoda-me bastante usar o cartão de crédito, algo que eu fazia raramente. Contudo, não devo reclamar, porque apesar da escassez, esse ano já fizemos algumas coisas como trocar de carro (sem entrar em financiamento), comprei uma bicicleta que nem estava prevista nos gastos e sigo fazendo uma coisa que pra mim é imprescindível: pagar-me primeiro, ou seja, todo mês separo um dinheirinho para meus pequenos investimentos. Mas todo mês tem acontecido imprevistos e isso quebra o orçamento.

A vida financeira com dois filhos fica comprometida sim, é caro ter filhos, não é brincadeira não. Cada filho tem suas necessidades, embora o mais velho não use mais fraldas, pomada e leite caro, precisa a todo instante de material escolar, de um tênis novo (os do Ben estão com a vida útil curta demais nessa fase), além de mensalidade escolar, tem atividades extras. O segundo filho tem mensalidade do berçário, roupas (no nosso caso precisamos comprar pra Stella de tempos em tempos porque ela não herdou tanta coisa do irmão e está naquela fase que perde num piscar de olhos), e nada a declarar dos produtos de primeira necessidade: pomadas, leite e não conto fraldas porque ainda estamos usando as que ganhamos no chá fraldas, mas estou de olho nos preços e são abusivos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

7

comente!

03 maio 2016

As lições que as crianças ensinam

as-licoes-que-as-criancas-ensinam

Estava assistindo ele empenhado em fazer sua lição de casa. A atividade consistia em recortar algumas imagens. Enquanto isso, pensava como ele tinha desenvolvido tal habilidade de uma noite para o dia. Recortava as figuras com tamanha maestria para sua pouca idade. Mesmo assim sugeri um jeito para facilitar seu trabalho, quando recebi a resposta: “deixa eu fazer do meu jeito, mamãe!”. Não foi uma pergunta e sim um pedido em bom tom de um garotinho de 4 anos descobrindo suas habilidades no mundo.

Constantemente tenho escutado essa frase vinda dele em diversas situações. “Deixa eu fazer do meu jeito”. Porque sou a mãe e mãe é bicho tolo, cheia de intenção, com manias que só as mães tem, das quais os filhos um dia acabam tendo vergonha. De tanto querer proteger e desejar o melhor para os nossos filhos, nós, mães, muitas vezes sufocamos. Dessa forma, sem intenção. A gente acha que deve ensinar tudo, porque queremos apresentar outras formas, mas será que alguém nos ensinou todos os melhores jeitos de fazer as coisas ou aprendemos sozinhos?
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

tags:

02 maio 2016

Conjuntivite – de olho nela

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

Esse tempo seco e ar poluído deixam os pequenos mais vulneráveis à conjuntivite, fui pesquisar sobre essa doença para esclarecer o assunto e compartilhar tudinho com vocês

conjuntivite como cuidar

Stella pegou conjuntivite na última semana. Estava começando uma gripinha e achamos que um dos olhinhos remelentos era decorrente a isso, mas no dia seguinte esse olho foi ficando estranho, no outro dia os dois estavam infectados e não tínhamos mais dúvidas: conjuntivite. Com esse surto de doenças espalhadas por aí, não levamos ao pronto socorro, esperamos dois dias (sábado e domingo), até segunda-feira e conseguimos um encaixe com a pediatra dela que confirmou o diagnóstico. Eu estava limpando o olho da menina com água boricada, não façam isso!!! Antigamente até faziam isso, mas o correto é limpar com soro ou água filtrada. A sorte é que ninguém mais em casa pegou, mas rendeu uma semana de molho em casa, com os cuidados da pequena divididos entre eu e o marido.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

29 abr 2016

O charme e a simplicidade das festas caseiras

Já que a semana é de festa, quero contar uma novidade bem bacana. A partir de agora temos uma parceira de festas cheia de bossa que vai aparecer aqui a cada 15 dias para falar sobre o tema. É a Mari, do blog Decor& Festa. O primeiro assunto não podia ser sobre o tipo de festa que mais amo, as festas caseiras. 😉

Você  se pegou sonhando em fazer todos os detalhes da festinha do seu filhotemas acha que é muito difícilEm alguns 
passos você pode organizar uma festa caseira linda, e o melhorsem gastar muito. Busque inspirações para o temadefina as 
cores que vai usar e inicie uma listinha com tudo o que você vai precisar comprar e fazer para a festa sair do jeitinho que você 
sonha.
Algumas coisas você pode fazer sozinhacomo personalizar garrafinhaslembrancinhasos chapeuzinhosfazer as bandeirolasimprimir tags e topos de bolo e docinhos e tudo que sua imaginação mandar – o charme das festas caseiras é esse.
Com elementos muito simples, você consegue compor uma super decoração para a suas festas caseiras
Use e abuse de suportes para docesnichosbanquinhosvasinhoscanudos de papelcordões decorativosbandeirolas e balões.
 uma volta em algumas lojas de festasveja quantas opções existem hoje em dia para fazer uma super decoração
Escolha o bolo, docescomidinhas bebidinhas que pretende servirplaneje com antecedência, e encomende o quanto antes, 
para evitar algum empecilho.
Lembre-se que para decorar e criar algo, a gente  precisa de uma coisinha: AMOR! Solte a sua imaginação e divirta-se!!
 Vamos usar de exemplo a festa DivertidaMente decorada pela Mil Folhas Festasfestinha em casa com jeitinho bem caseiro
decoração super charmosavejam:
festas caseiras
foto2
Reparem nos elementos dessa mesa, destaque para os cordões decorativosnão são lindos??
Docinhosvasinhosporta retrato com o ilustrações do temacombinação simples e perfeita
MILFOLHAS_BLOG_ISA6DivertidaMente_007
 
MILFOLHAS_BLOG_ISA6DivertidaMente_015
MILFOLHAS_BLOG_ISA6DivertidaMente_018

Separei também algumas inspirações super fáceis de fazer:

Garrafinhas personalizadas com canudo de papel

foto3
Bolo simples com bandeirolas 
foto4
Cachepots coloridos e talheres embrulhados com guardanapo colorido
foto5
Frutinhas cortadas e servidas em potinhos fofos e coloridos
festa caseira
Docinhos em bases forradas, detalhes que fazem toda a diferença.
doces
tampas-cobertas-com-tecido
Separei mais duas decorações para você se inspirar, uma para super heróis outra para princesas.
festa caseira

Foto Marcelle Braga

Festas caseiras

Foto Marcelle Braga

Viu como não é impossível decorar uma festa sozinha
Até o próximo post, Mari.
 

compartilhe!

9

comente!

28 abr 2016

Como fazer RG e CPF da criança (e deixar a mãe feliz)

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos

Semana passada marido me deixou emocionada fazendo uma surpresa: o RG da Stella. Nós estamos indo atrás disso para poder abrir a poupança da pitica. Hoje explico como fazer RG e CPF da criança

RG-e-CPF

Benjamin já tem RG e CPF desde quando tinha meses de vida. O CPF tirei antes porque era necessário para abrir a conta poupança. Para facilitar a vida e ter um documento dele sempre em mãos, resolvi aproveitar e fazer o RG também. As pessoas não pensam muito nisso, mas se nós adultos sempre andamos com documentos, porque não andar com um documento da criança também? Atualmente, existe a possibilidade, de tirar também a certidão de nascimento original em tamanho menor, mas na época em que ele nasceu não tinha essa modernidade toda.

É importante e seguro ter um documento da criança sempre junto dos pais. RG facilita tudo, porque além de possuir fotinho da criança, pode incluir o CPF e constam ali todas as informações essenciais, inclusive a comprovação de que a criança é filha do pai e da mãe dele mesmo. Além disso tudo, facilita na hora da viagem. O RG serve como documento de embarque tanto em viagens nacionais quanto internacionais dentro do Mercosul. Por aqui já fizemos os dois tipos de viagens e foi super tranquilo levando apenas o RG do Benzoca.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

27 abr 2016

Irmãos juntos no quarto

Benjamin e Stella são irmãos que dividem o mesmo quarto e nunca tinha falado isso aqui. Só me dei conta disso quando uma leitora me perguntou

Pinterest

Pinterest

As perguntas mais frequente quando estava grávida da Stella e não sabíamos o sexo era: e como você vai fazer com o quarto? e se for menina?! A preocupação era basicamente como eu decoraria o quarto sem saber o sexo, e, se fosse menina, algumas pessoas afirmavam que eles não poderiam dividir o mesmo quarto. Até marido era um pouco contra a divisão do quarto já que temos três quartos no apartamento. Mas eu sempre tive na cabeça que meus filhos dividiriam o mesmo quarto. E quem consegue mover a ideia da minha cabeça?!

Eu e minha irmã Luana dividimos o mesmo quarto a infância toda, até que crescemos e não aguentei mais a bagunça dela e falei pra minha mãe que queria o meu próprio quarto. Mas antes disso, guardo memórias doces de quando dormíamos juntas no mesmo quarto. As conversas, as noites sem sono, aquelas com pesadelo, as guerras de travesseiros, o silêncio, os estudos, as fofocas noturnas….
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

26 abr 2016

O poder de empatia das mães

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

“Ser mãe te traz habilidades de criar empatia com o mundo”
Foi assim que uma colega de trabalho me disse porque nós mães nos colocamos tanto no lugar do outro. É o poder de empatia que toda mãe tem.

empatia

Eu vinha pensando muito nisso nos últimos dias. Quando nos tornamos mães passamos a desejar um mundo melhor, tomamos alguns cuidados como o de separar o lixo, puxar assunto e falar com todas as pessoas sem se importar com a aparência delas, desejamos um mundo com mais paz e ficamos atento com nossos atos e atitudes que possam contribuir para isso. Mas por que isso acontece? Tem a ver com o pequeno ser que colocamos no mundo. É a partir dessa relação que começamos a nos colocar realmente no lugar do outro. É aí que conquistamos um poder incrível e que pode transformar o mundo, a empatia.

A partir do momento que sabemos estar gerando uma vida dentro de nós, começamos a nos preocupar com a nossa alimentação. Estamos pensando no bebê e mudamos hábitos por ele. Então ele nasce e através do olho no olho, nasce a empatia. Segundo Alain Berthoz, diretor do Laboratório de Fisiologia da Percepção e da Ação, do Collège de France, na troca do olhar encontramos três componentes da empatia: 1. eu te olho; 2. você me olha, mas eu devo compreender o que esse olhar, experimentado por nós e dirigido para mim, significa; 3. e nasce da troca do olhar um elo que não pertence nem mais a mim nem a você, mas ocorre entre nós. De repente um elo nos liga no mundo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

9

comente!

25 abr 2016

A arte de sentir gratidão

gratidão

Minha vida, até aqui, pode ser dividida em três partes: antes e depois do Benjamin, depois da morte da minha mãe. Antes do nascimento dele eu era uma pessoa e me tornei outra completamente diferente. Quem me conhece sabe. A mudança é notável não só para quem está de fora, mas pra mim também. Benjamin encheu minha vida de sentidos e das coisas mais maravilhosas que podem existir no mundo. Ele me trouxe a fé, a esperança, a crença em um Deus.

A morte da minha mãe me causou a dor mais profunda até hoje, me afastou de Deus, abalou minha fé, mas me ensinou outras tantas coisas que, atualmente, apesar da saudade, consigo enxergar o valor que essa perda agregou na minha vida. Aprendi muitas coisas com a morte dela. Passado o luto, consigo enxergar isso. Foi no meio do luto da minha mãe que engravidei novamente, e, entre um processo de reabilitação, entre tristeza e alegria, passei a dar valor às possibilidades e oportunidades que a vida nos proporciona.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!