15 mar 2016

9 mitos comuns da segunda gravidez

por
Gabi Miranda

Destaque, Gravidez, Maternidade

Segunda gravidez também carrega mitos, acredite: será assim se for terceira, quarta, quinta…

segunda gravidez

 

O que a gente ouve de mitos na gestação não está escrito, na segunda gravidez não é diferente… Daria para fazer um livro. Na gestação da Stella, como não sabíamos o sexo do bebê, choveram teorias. As crendices vinham de todos os lados, inclusive de gente desconhecida que me esbarava na rua. Sério. Muitas vezes eu me segurei para não gargalhar na frente da pessoa. Em outras para não xingar. Importante mesmo é não acreditarmos em tudo o que ouvimos e manter certo distanciamento. Mas tem o lado positivo disso, é que agora eu posso confirmar que algumas dessas coisas que ouvi são tudo papo-furado, não passa de mito mesmo, historinha pra boi dormir. Bora conferir?

1. Se a segunda gravidez é diferente da primeira, é sinal que o bebê é do sexo oposto
Minha gravidez da Stella foi bem parecida com a do Benjamin. Passei mal igual no início da gestação. A única coisa diferente foi que eu senti até o último dia uma espécie de azia, o que não aconteceu na primeira vez. E mesmo que seja muito diferente, acho que tem uma questão da idade e o tempo da gestante ser outro.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

8

comente!

14 mar 2016

Desenvolvimento: o incrível poder de aprender

por
Gabi Miranda

Desenvolvimento, Destaque, Filhos

Os dois primeiros anos de vida são importantes para o desenvolvimento físico e psicológico das crianças

desenvolvimento-bossa mãe

Os dois primeiros anos de vida, é considerado o período mais significativo para o desenvolvimento da criança. Através de uma nutrição balanceada e estímulos apropriados, é possível trabalhar o progresso das quatro áreas-chave do cérebro de seu filho:

  • cognitiva;
  • social;
  • comunicação;
  • motora.

A Enfagrow, em parceria co a EDAC (Equipe de Diagnótico e Atendimento Clínico), preparou um material para auxiliar mães e pais nesse processo e agora compartilho com vocês.

Cognição

Nas funções cognitivas, a emoção alterna percepção, atenção, memória, tomada de decisão, plasticidade linguagem (comunicação) e até mesmo o sono. Essa área se desenvolve a partir do momento em que a criança adquire determinadas percepções do mundo que está inserida e isso acontece gradativamente por meio de adaptação, assimilação e equilíbrio durante o percurso da vida.

Por volta dos três anos, a criança já possui uma organização quanto às ações cotidianas, contudo, seu pensamento ainda se encontra em formação. Ela vivencia suas verdades, uma realidade externa, um misto de impressões reais e fantásticas. Acredita que seu pensamento é comum a todos, incluindo os objetos inanimados, como por exemplo: “o sol foi dormir”.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

7

comente!

09 mar 2016

BLW – O que é o método Baby Led Weaning?

por
Gabi Miranda

Alimentação, Bebê, Destaque

BLW (Baby Led Weaning) é uma expressão em inglês e significa algo perto de desmame guiado pelo bebê. É o ato de oferecer a comida em pedaços para o bebê e deixá-lo se servir a vontade, dando-lhe autonomia para comer sozinho.

BLW

BLW não é um método novo, muito pelo contrário, é praticado há anos, arrisco dizer, que é desde a época dos nossos avós. Mas até agora não tinha nome e foi batizado pela agente de saúde britânica Gill Rapley, autora do livro Baby-led Weaning: Helping Your Baby to Love Good Food – em tradução livre, Desmame Guiado pelo Bebê: Ajudando seu Filho a Amar Boa Comida. Atualmente, esse método tem ganhado muitos simpatizantes, cada vez mais os pais estão oferecendo a comida em pedaços para os bebês a partir dos 6 meses de idade.

Por aqui, no início da introdução alimentar, ofereci uma banana inteira para Stella, daí que ela foi com muita sede ao pote, quase engasgou, fiquei com medo e desisti de oferecer comidinhas em pedaços para a Stella por enquanto. Ela estava com 5 meses e uma semana quando começou a comer frutinhas. Começou cedo porque além dela já demonstrar interesse pelo que a gente comia, já tinha iniciado com fórmula como complemento. O ideal mesmo, é iniciar a introdução alimentar aos 6 meses. Período também indicado para oferecer os alimentos em pedaços porque o bebê já está mais preparado para praticar a mastigação e correr menos risco de engasgar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

08 mar 2016

O milagre da maternidade

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Milagre: “Não acredita em Deus? Tenha filhos.”

milagre

Denise Fraga costumava dizer essa frase ao ver o milagre dos filhos crescendo: “não acredita em Deus? Tenha filhos”. Acho que nunca acreditei tanto em Deus, até que tive meus filhos. Primeiro veio Benjamin me mostrando que milagres existiam e filhos eram prova viva disso. Depois chegou Stella refortalecendo toda minha fé, me fazendo enxergar que Deus pode lhe tirar algo e tentar preencher essa falta de alguma forma.

Benjamin foi a minha primeira conexão com Deus e a chegada da Stella me fez começar a rezar, a me comunicar, mesmo que de forma tímida, com os Deuses e até com a minha mãe que há dois anos foi fazer parte desse outro plano. Quando se tem filhos, nos munimos de livros e manuais a procura de uma fórmula para criarmos as crianças ou da melhor receita para curar aquele resfriado que insiste em não ir embora. Mãe vive com medo e cheia de angústias, queremos, acima de tudo, ser a melhor mãe e, de preferência, perfeita.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

07 mar 2016

Autonomia também significa cuidar do seu filho

Autonomia – a palavra vem do grego: auto – de si mesmo – e nomos – lei. Em outras palavras: a habilidade de estabelecer sua própria lei, de tomar uma decisão baseado nas informações disponíveis e em seu juízo moral.

autonomia

Então pela primeira vez ouvi que meu filho falava errado e precisava de mais autonomia. Aquilo me soou estranho, nunca tinha percebido Benjamin falar “aba” ao invés de “água”. E ele sempre me pareceu autônomo até demais para a idade dele. No auge de seus 4 anos, ele tira e coloca a própria roupa, meia, tênis, guarda seus brinquedos, dobra (do seu jeito) suas roupas, abre a geladeira o armário e pega o que quer, come sozinho, tem arrumado sua mochila, pega até água do filtro… ah, “ele não abre seu danone”. Foi o que me disse a professora dele.

Eu já vinha reparando alguns comportamentos do Benjamin. Ele não abre seu pote de danone, não descasca (e nem segura) a banana, ainda precisa de ajuda para ir ao banheiro fazer o nº 2, não dorme se não esperarmos ele pegar no sono em seu quarto e muda o jeito de falar perto de pessoas diferentes. A professora me disse que esse ano, em sala de aula, seria trabalhado a autonomia das crianças e precisaríamos fazer o mesmo em casa. Depois da primeira reunião escolar, passei um final de semana estudando nossos comportamentos. Cheguei a conclusão de que meu filho precisou ir para uma escola bem estruturada para que alguém de fora (e bem qualificado) me fizesse enxergar coisas que até então não enxergava com a devida atenção, como por exemplo, o quanto a timidez dele afetava na forma em que ele falava com uma pessoa diferente.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

03 mar 2016

Cuide dos dentes de leite e definitivos do seu filho

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

Dentes de leite precisam de cuidados especiais como se fossem os definitivos

dentes de leite
Precisamos cuidar dos dentes de leite dos nossos filhos como se fossem os definitivos. Engana-se quem pensa que dentes de leite não dão cáries. Por que não daria? Por aqui, no final do ano passado e para nossa surpresa, Benjamin fez uma obturação num dos últimos dentes do fundo. Já fazia algum tempo, eu andava desconfiada de que esse dente estava esquisito, com uma manchinha escura bem pequenininha, mais parecia uma sujeirinha. Escovávamos e nada dela sair. Comecei a ficar incomodada e preocupada se podia ser uma cárie. Marcamos dentista e confirmado, cárie! Fiquei bem triste com isso porque foi como se eu não estivesse cuidando direito dos dentinhos do meu filho.

Embora estivesse desconfiada disso, fiquei surpresa uma vez que Benjamin não come doce nenhum (não que seja isso o único fator para criar cáries) e cuidamos muito bem dos dentinhos dele. Pelo menos era o que eu pensava. Ele mesmo não arruma empecilhos no momento em que precisamos realizar os tais cuidados. Desde bebê, quando ainda não tinha dentes, realizávamos a higienização conforme a pediatra nos ensinou, passando uma gaze na gengiva para tirar todo o excesso do leite, principalmente quando entramos com a fórmula. Quando os dentinhos surgiram, passamos a cuidar ainda mais. Sempre escovamos os dentes dele após as refeições e usávamos pasta sem flúor.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

01 mar 2016

Imposto de Renda: saiba como declarar o IR da família

por
Gabi Miranda

Destaque, Dinheiro, Maternidade

Imposto de Renda é o valor anual descontado do rendimento do trabalhador e entregue ao governo federal. É obrigatório a todas as pessoas físicas, que receberam, em 2015, rendimento tributável superior a R$28.123,91.

 

Imposto de Renda

Começa hoje, 1º de março, o prazo para a entrega do Imposto de Renda, e termina em 29 de abril. É o momento de pais e mães se organizarem e separem todos os documentos de despesas da família, no ano de 2015. Você pode ter muitos dependentes, mas nem todos podem te defender da mordida do leão se não estiverem dentro das regras para declaração de imposto de renda. Mas uma coisa é fato, os filhos ou enteados, até 21 anos (ou qualquer idade quando houver incapacidade física ou mental para o trabalho) ou até 24 anos desde que seja universitário ou cursando escola técnica do segundo grau, podem ser dependentes. Veja como declarar o filho dependente:

Filhos de pais casados

  • O filho deve ser incluso no imposto de renda de um dos pais ou no IR do casal se for feito em conjunto;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

29 fev 2016

Alimentação Complementar: dicas para iniciar essa fase

por
Gabi Miranda

Alimentação, Bebê, Destaque, Filhos

Alimentação Complementar é uma fase cheia de descobertas, mas também de muita ansiedade, confira algumas dicas de especialista para ajudar nessa etapa tão deliciosa

Por Maria Beatriz Chiaradia, nutricionista, mãe do príncipe Lorenzo, especialista em nutrição Clínica em Pediatria, pelo Instituto da Criança (HC-FMUSP) e uma das criadoras do Mestre Cook Assessoria.

Alimentação Complementar

Imagem Google

A introdução alimentar é uma das fases que mais causa ansiedade nas mães. São muitas as dúvidas: que horas oferecer? Quanto oferecer? O que colocar nas refeições? Como dar a fruta? Tem alguma fruta que não pode? E por aí vai… Essa ansiedade é normal e faz parte devido a preocupação das mamães em oferecer o melhor para seus filhos. Então vamos falar um pouco sobre isto: Alimentação Complementar.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a partir do 6º mês de vida é possível iniciar a alimentação complementar. Os alimentos que fazem parte do hábito alimentar da família são os que deverão fazer parte do hábito alimentar do bebê, sendo oferecidos inicialmente em forma de papa/purê, evoluindo a consistência gradativamente e de acordo com a aceitação do bebê. Lembrando que a composição da dieta deve ser equilibrada e variada, fornecendo todos os tipos de nutrientes, desde a primeira refeição.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

26 fev 2016

Vida longa aos uniformes escolares

Os uniformes escolares precisam de cuidados extras, porque podem desgastar mais rápido com o uso diário e as lavagens constantes.

uniformes escolares - bossa mae

As aulas começaram e com elas as famílias tiveram um rombo no orçamento familiar com a aquisição de materiais e uniformes escolares. Itens necessários que requerem investimento financeiro porque precisam ser de qualidade para pelo menos ter vida útil ao longo do ano letivo. Algumas precauções na hora de lavar, tirar manchas e passar, podem contribuir para a vida longa dos uniformes escolares dos nossos filhos.

Veja alguns dos meus truques aqui em casa:

  1. As manchas devem ser removidas antes de os uniformes escolares irem para a máquina de lavar.
    Aplique produtos específicos para pré-lavagem ou sujeiras difíceis diretamente no local. Não deixe de molho no alvejante. Esse tipo de produto danifica o tecido conforme uso e cloro com constante uso pode deixar a roupa amarelada.
    Aqui em casa, desde quando Benjamin nasceu, usamos o bastão ecológico Tira Mancha. Ele é ótimo para tirar manchas difíceis como a de cocô quando vasa sujando toda a roupa do bebê, mas tira também mancha de caneta, guache, sangue, molho de tomate, chocolate e outras diversas. Basta passar um pouco do produto na mancha, esperar 5 minutos e esfregar.tira manchas
    Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

25 fev 2016

Casais inteligentes enriquecem juntos

por
Gabi Miranda

Destaque, Livros

“Casais inteligentes enriquecem juntos” é leitura obrigatória sobre finanças familiar

Casais inteligentes

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos é uma das obras mais famosa do mestre em administração e finanças Gustavo Cerbasi. Li esse livro na época em que escolhi ter uma relação saudável com o dinheiro, já namorava a pessoa que hoje é meu marido e tínhamos planos de dividir a vida. Ele sempre foi uma pessoa mais controlada financeiramente, sempre teve uma relação saudável com o dinheiro e me incentivou bastante nesse processo. Além de todas as minhas dificuldades com relação ao dinheiro eu também precisava lidar com a ideia de dividir, somar e unir o meu dinheiro com o do meu parceiro. Ou seja, o que é de um passa a ser dos dois (e isso não quer dizer que precisam ter uma conta única). O meu problema é que sempre tive dificuldade em aceitar que meu parceiro pagasse minhas contas. Não suporto imaginar ter que pedir dinheiro para comprar algo pra mim. Ou ter que comunicar cada gasto meu.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!