10 set 2018

Como ensinar a criança a fazer xixi no banheiro

por
Gabi Miranda

Desenvolvimento, Destaque, Filhos

fazer xixi no banheiro

Estamos vivendo aqui o desafio de ensinar uma criança a fazer xixi no banheiro. Explico! Há um ano desfraldamos a Stella e foi um desfralde muito respeitoso e tranquilo. Ela estava com 2 anos e 2 meses, mas há alguns meses dava indícios de que estava pronta. A escola já havia tentado nos convencer disso, mas eu fui um pouco relutante. confesso. Recebemos dois avisos da escola e só no segundo eu respondi que Stella podia estar preparada, mas eu não. Sim, tem isso também, né? A família toda tem que estar pronta para o desfralde, principalmente a mãe.

Enfim, quando decidimos fazer o desfralde foi tudo rápido e tranquilo. Exceto quando viajávamos porque a Stella saia da sua rotina e preferia sempre fazer em seu penico. Ah, o penico! Nosso aliado na hora do desfralde. Mas chega uma hora que já deu, né? Aqui, porque não temos muito espaço nos banheiros, o penico acaba ficando num cantinho da sala, próximo a porta do banheiro. E isso já tem me incomodado. E lugar de fazer xixi (e coco!) é no banheiro.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

05 set 2018

Como os livros infantis podem ajudar na educação do seu filho

por
Gabi Miranda

Educação, Filhos, Livros, Livros infantis

Além de ser muito prazeroso, o hábito da leitura traz diversos benefícios para adultos e crianças, tais como: aumento do vocabulário e do repertório cultural, fortalecimento dos vínculos familiares e estímulo da empatia e do senso crítico. Mas, além disso, a literatura também é uma ótima aliada de pais e educadores(as) na educação dos pequenos. Com toda a sua ludicidade e linguagem leve e acessível, os livros infantis são ideais para auxiliar na rotina das crianças – alimentação, higiene e desfralde – e para tratar temas difíceis – como medo, bullying, perdas, separação e saudade.

Pensando nisso, o Blog Leiturinha listou 7 livros infantis que abordam questões como essas, mostrando que, além de ser fundamental para o desenvolvimento infantil e para a vida, a literatura também pode ser um ótimo apoio na educação dos pequenos. Confira!

7 Formas como os livros infantis podem ajudar na educação do seu filho

1. Conversando sobre bullying

O bullying é caracterizado por qualquer ato de violência, seja física, psicológica ou emocional, direcionada, repetidamente, a alguém, podendo gerar consequências na formação da personalidade do indivíduo. Confira, então, um livro para conversar com seu filho sobre o tema:

Morcego Bobo
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

31 ago 2018

Segurar o xixi faz mal à saúde?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Filhos, Saúde

segurar o xixi

Por aqui vivemos o desafio de fazer o Benjamin não segurar o xixi. É incrível (e assustador) o tempo que ele consegue segurar o xixi. Se ele acordar às 06:30 e não fizer xixi, ele consegue segurar até meio-dia. E se a gente não lembrá-lo, ele segue segurando. Isso porque criança vive uma correria e tanto no dia a dia, né? É uma necessidade de não parar de brincar, que as necessidades fisiológicas vão sendo adiadas.

Toda vez que vamos à pediatra, eu relato isso para ela que, imediatamente, dá uma chamada no Benjamin e fala da importância dele não segurar o xixi porque pode fazer mal à saúde. Dia desses, recebi um release, no qual o urologista Fernando Almeida, garante que essa preocupação não passa de mito. E que não há evidências que associem o ato de segurar o xixi ao desenvolvimento de doenças.

E que doenças poderiam ser provocadas ao segurar o xixi?

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

24 ago 2018

Sarampo: a importância da vacinação

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

sarampo

Dia desses estava produzindo um conteúdo para um cliente sobre sarampo e a importância da vacinação. Pasmem, durante a pesquisa, descobri que exite um grupo de pessoas que não dão vacina nos filhos porque acreditam que vacina causa autismo. Sério, fiquei espantada. Resumidamente, teve até estudos para comprovar o contrário. E parece que comprovou, mas a informação não chega na sociedade.

Juro que fico espantada com essas coisas. Assim como me assusta quando os pais enviam para a escola os filhos doentes. Mesmo sabendo o que o filho tem (e mesmo que seja uma gripe inofensiva), não me parece correto enviá-lo para a escola. Enviar uma criança doente para o convívio coletivo é conviver com a hipótese de que ela poderá transmitir alguma doença para os coleguinhas e professores. O mesmo ocorre com a vacina. Não vacinar uma criança é deixá-la correr o risco de pegar uma doença e ainda transmitir para os outros. É pensar em si e ao mesmo tempo, no próximo, no bem coletivo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 ago 2018

Por que presenteamos as meninas com brinquedos de casinha?

brinquedo de casinha

É verdade! Eu não gosto que minha filha ganhe brinquedos de casinha. E outro dia, no aniversário dela, que disparate! Peguei-me comprando um microondas de brinquedo. O treco me cativou porque a parte interna girava, acendia luz e ainda apitava. Jura, parecia muito com um de verdade e ainda custava 19,90. Minha filha ama brinquedos de casinha. Ela ama brincar de fazer comidinha. Por isso, me vi ali seduzida por algo que ela vibraria ao receber. Todo o meu discurso jorrado na minha testa.

Marido, vendo a minha situação, me incentivou: você está ensinando a praticidade da vida da mulher moderna. Ahã! Comprei e está comprado. E não foi só ela quem adorou. O irmão também gostou. Às vezes me esqueço desse detalhe. Ele também brinca coisas as coisas dela. E uma das coisas que adoro é vê-lo brincando de boneca com ela.

Pensando nisso, chego naquela teoria de que as crianças precisam vivenciar diferentes papéis e isso só é possível através das brincadeiras. É brincando que as crianças fazem descobertas. E imitar a vida através das brincadeiras é fundamental para seu desenvolvimento, porque é uma oportunidade da criança se descobrir em vários sentidos. Brincar cria condições físicas para o corpo, coordenação motora, desenvolve o emocional, amplifica os horizontes, traz regras de convivência. Brincar é um grande convite para o mundo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

15 ago 2018

Alienação parental: 5 coisas que você precisa saber

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Filhos

Você sabe o que é alienação parental? Esse é um assunto muito discutido nos últimos dois anos. Isso porque aumentaram e muito as ações que envolvem alienação parental. Os casos vão de desqualificar o outro genitor constantemente, dificultar a convivência, até falsas denúncia de abuso sexual, o que inclui implantação de falsa memória na criança. Sinceramente, acho isso muito triste. E acredito que aconteça por falta de maturidade dos pais. Só isso justifica. Afinal, é algo que prejudica muito mais a criança do que os adultos.

Para esclarecer esse assunto cheio de complexidade, a especialista em Direito da Família, Gardennia Mauri Bonatto, elencou 5 coisas que esclarecem as dúvidas mais comuns sobre alienação parental. Nesse post, está detalhado o problema na prática.

Segundo a advogada especializada em Direito da Família, Gardennia Mauri Bonatto, há pais que falam para os filhos devolverem presentes que venham do outro genitor, que apresentam novo cônjuge aos filhos como sendo nova mãe ou novo pai, que desqualificam o outro constantemente e, em situações ainda mais graves, há aqueles que envolvem até falsa denúncia de abuso sexual.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

14 ago 2018

Criança não namora

criança não namora

Já faz algum tempo que recebi essas fotos da campanha “Criança não namora“. Na época, salvei as imagens justamente para fazer um post aqui para o blog. Porque sempre pensei nessa coisa dos adultos intitular algum amiguinho como namorado. Isso sempre me incomodou quando eu era mãe só do Benjamin. Sempre tinha alguém perguntando se ele tinha namoradinha. Com a chegada da Stella, o foco mudou. E sempre achei ridícula e de mal gosto aquela piadinha “agora você é fornecedor”.

Criança não tem namorado. A relação que existe entre crianças é de amizade. E porque não falamos disso com elas? Não explicamos o quanto é valiosa e importante a amizade. Insistir nesse negócio de namoro na infância é incentivar que elas virem adultas antes do tempo. E já basta a indústria fazer isso o tempo todo. São brinquedos, roupas, assessórios e até cosméticos investindo na adultização infantil.

Leia também: o poder do discurso materno

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

07 ago 2018

Dicas para levar crianças pequenas ao cinema

dicas para levar crianças pequenas ao cinema

Outro dia, uma seguidora no Instagram me perguntou: a Stella fica no cinema o filme inteiro? Levar crianças pequenas ao cinema, nem sempre é uma missão possível.

O Benjamin, desde bebê, nos acompanha ao cinema e sempre ficou tranquilamente do início ao fim do filme. E nunca fomos com ele em sessões especiais, como CineMaterna, por exemplo. Desde muito bebê ele ficava quietinho e aparentemente prestando atenção.

Já a Stella… é outra história. Desde sempre a Stella não para e fica inquieta numa sala de cinema. Já tivemos que sair porque ela começou a gritar. Ou porque ela quer ir ao banheiro. Ela está com 3 anos e sempre foi de dar trabalho no cinema.

Só que o Benjamin adora ir ao cinema, eu e marido adoramos ir junto. Claro que já abri mão de ir para ficar com a Stella. Ou já tiramos na sorte para ver que sairia com a Stella quando ela começasse seus ataques.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

03 ago 2018

Principais desafios da amamentação e como lidar com eles

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

desafios da amamentação

Ainda na Semana Mundial do Aleitamento Materno, vamos falar novamente sobre AMAMENTAÇÃO! Quais são os principais desafios da amamentação e como lidar com eles?

Acredito que quanto mais falarmos sobre esse assunto, mais mulheres poderão consumir informação de qualidade. Mais mulheres serão incentivadas. E com certeza, isso contribui para que a fase da amamentação seja um sucesso. Afinal, sabemos que não é algo tão fácil como parece. Amamentar requer paciência e persistência.

Lembro de quando estava grávida e via meu corpo se transformando. Principalmente, os seios. E quando o apertei, assim por curiosidade, e saiu um líquido. Várias dúvidas surgiram: será que isso já é leite? tenho que preparar os seios? Será que esses bicos serão suficientes? Vou conseguir amamentar? Essa, aliás, é o nosso maior medo.

Segundo a psicóloga da Pro Matre Paulista, Mariana Bonsaver, as gestantes e mães lidam muito com a culpa neste período. “Elas se perguntam: não estou conseguindo amamentar, portanto, sou uma mãe pior por causa disso? Estou agindo de forma inadequada? É muito importante contar com a ajuda de profissionais e especialistas. Se está sendo difícil, não tenha medo e procure orientação”, diz.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

01 ago 2018

Sete dicas para uma amamentação saudável

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque

amamentação saudável

Hoje começa a Semana Mundial do Aleitamento Materno e vai até o dia 7 de agosto. É uma semana que serve para ressaltar a importância da amamentação para o desenvolvimento saudável dos bebês, assim como para a diminuição da mortalidade entre recém-nascidos no mundo. Claro que é um assunto que deve ser tratado ao longo do ano. Pois é um assunto muito importante. Leite materno pode salvar vidas!

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), mais de 800 mil vidas seriam salvas anualmente se toda criança fosse amamentada desde o nascimento até os 2 anos. “Isso porque a amamentação é uma das formas mais eficazes de garantir a saúde e a sobrevivência de recém-nascidos”, pontua o ginecologista e obstetra Corintio Mariani Neto, presidente da Comissão Nacional de Aleitamento Materno da Febrasgo e diretor técnico do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!