28 abr 2020

Chapada dos Veadeiros com crianças (e com chuva)

por
Gabi Miranda

Viagem

No início de março/2020, antes da quarentena, fomos para Chapada dos Veadeiros com as crianças e minha irmã. Eu tinha vontade de conhecer a cidade, então compramos as passagens numa super promoção na Black Friday e lá fomos nós…

Chapada dos Veadeiros fica a aproximadamente 230km de Brasília, localizada no Estado de Goiás. Muito conhecida pelas suas cachoeiras e trilhas, está localizada no Paralelo 14, o mesmo que passa por Machu Picchu. Dizem que a cidade está em cima de uma grande e energética placa de cristal de quartzo. Ou seja, é uma cidade cheia de boas energias. E um lugar para aproveitar a natureza. Depois que já tínhamos comprado as passagens, fiquei preocupada em relação às crianças. Não sabia se era um destino ideal para ir com os pequenos.

Mas lá fomos nós! A gente não tem medo de viagem e de aventura. Nesse post, vou compartilhar o roteiro que fizemos durante os dias que ficamos lá. Vem comigo!

Chapada dos Veadeiros com crianças (e com chuva)

Nós viajamos para Chapada dos Veadeiros no dia 4 de março e voltamos no dia 9. Moramos em São Paulo, então daqui pegamos um voo em Congonhas para Brasília. Chegando lá, alugamos um carro e pegamos a estrada rumo a Alto do Paraíso, na Chapada dos Veadeiros. Super indicamos o aluguel de um carro.

chapada dos veadeiros com crianças

Já adianto que não pegamos dias tão bons na cidade não. Choveu todo dia!!! Dizem que março não é a melhor época para viajar pra lá. E que os melhores períodos seriam em abril e setembro. Mas teve guia lá na cidade que afirmou que junho é um bom mês também. Não sei! Só sei que lá faz calor o ano todo. E que em cada época deve ter suas peculiaridades. Eu sei que quando fomos estava chovendo e isso mudou um pouco o nosso planejamento. Abaixo, mostro o que fizemos em cada dia da viagem.

Nosso roteiro na Chapada dos Veadeiros com crianças

Dia 1 – a chegada (04 de março)

Chegamos na pousada à noite, então nos instalamos e fomos conhecer um pouco a cidade Alto do Paraíso. Ficamos bem perto do centro e foi fácil para nos localizar e ir de um lugar para o outro.

Escolhemos um lugar para jantar e depois fomos conhecer as diversas lojinhas do centro. Nesse passeio, descobrimos algo que não tínhamos lido antes: o mistério dos ETs da Chapada. Diz a lenda que lá é um ponto onde frequentemente podem ser vistas luzes alienígenas cruzando os céus ou para alguns mais aficionados, a chance de vivenciar um caso de abdução.

O Ben ficou vidrado nessa história e quis encontrar um ET de qualquer jeito. É uma referência muito forte na cidade e que mexe com a imaginação das crianças. Ou seja, muito legal ir até lá para conferir também.

Dia 2 – Cachoeira São Bento e Almécegas I e II (05 de março)

Acordamos e tivemos sorte, o dia amanheceu com sol. Algumas trilhas da cidade não dá para fazer com crianças, então escolhemos alguns locais turísticos, mas possíveis para os pequenos. Então, para esse primeiro dia fomos conhecer a Cachoeira São Bento e Almécegas I e II. Para quem está em Alto do Paraíso, esse é um bom começo para iniciar os passeios. É bem pertinho de Alto do Paraíso e vai pelo menos meio período do dia para conhecer (mesmo com crianças).

São ao todo 3 cachoeiras muito bonitas e com trilhas de nível fácil a médio. Nós não conseguimos fazer as três, adivinha o motivo…. CHUVA! Nós conhecemos as duas Almécegas e na hora em que estávamos indo para a Cachoeira São Bento começou uma chuva que não parou mais. Fiquei preocupada em fazer a trilha com as crianças, sendo que é tudo de barro, pedras e, portanto, fica tudo mais difícil com chuva. Paramos na cervejaria que tem ali dentro do complexo mesmo, fizemos um tempo e dali fomos para as Águas termais do Morro Vermelho.

Mas adoramos as duas cachoeiras que conhecemos. As crianças nos surpreenderam porque ativaram o modo “aventura” e caminharam as duas trilhas numa boa e se esbaldaram nas águas.

Almécegas I

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

Almécegas II

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

Valor em março/2020: R$50 por pessoa e crianças até 5 anos não pagam. O Benjamin acabou não pagando também. E dá direito aos três passeios.

Águas termais do Morro Vermelho (05 de março)

Nesse mesmo dia fomos conhecer as águas termais do Morro Vermelho, que fica a uns 40 minutos do Alto de Paraíso, porém na mesma estrada da Fazenda São Bento. Como estava chovendo e lá as águas são quentinhas, achamos que seria um bom programa para as crianças e já estava em nosso roteiro.

As crianças simplesmente AMARAM esse lugar. Elas se esbaldaram nas piscinas naturais.

A água não é quente!!!! É morninha! Ótima para depois de um dia de cachoeira e trilhas, enfim, uma ótima opção para os dias chuvosos.

chapada dos veadeiros com crianças

O espaço oferece estrutura de restaurante, banheiros, estacionamento interno. Mas eu achei o restaurante muito caro e demorado. Sugiro ir para os passeios com uma farta lancheira para as crianças se alimentarem quando bater a fome. Pois nos passeios, a alimentação acaba saindo bem caro. Diferentemente dos restaurantes na cidade que tem preço mais digno.

chapada dos veadeiros com crianças

Para chegar até lá, basta pegar a via GO-239, sentido Colinas Do Sul. São 14 km de distância para quem está hospedado na Vila de São Jorge, e 50 km de Alto Paraíso.

Valor em março/2020: R$25,00 por pessoa. Crianças até 5 anos não pagam.

Dia 3 – Pousada e centro da cidade (06 de março)

Choveu, mas choveu tanto que bateu um desânimo. Ficamos a maior parte do dia na pousada e quando já tinha passado a hora do almoço criamos coragem e fomos almoçar no centro. Conhecemos duas irmãs também hóspedes da pousada que estávamos. Elas se juntaram a nós e passamos o resto da tarde e a noite passeando por ali, entrando nas lojinhas e assim o dia acabou.

E no passeio fizemos um amigo novo, que as crianças adoraram. Batizado de “ET”, o cachorrinho faminto acompanhou a gente por boa parte do passeio no centro de Alto Paraíso.

Dia 4 – Vale da Lua e Poço Encantado (07 de março)

O céu amanheceu azul e nós decidimos ir ao Vale da Lua (passeio que estava em nosso roteiro no dia 2, mas que não rolou por conta da chuva. O lugar fecha quando chove, pois é muito perigoso por conta das trombas d’água).

Esse é um dos lugares mais visitados na Chapada e é conhecido por conta do seu conjunto de formações angulares cavadas nas pedras pelas corredeiras de águas transparentes do rio São Miguel. Um espetáculo de visual da natureza. Eu já tinha lido que parecia crateras do solo lunar e parece mesmo.

Para chegar no local exato das pedras, é preciso fazer uma trilha de nível fácil e com um visual igualmente bonito.

O Benjamin, meu filho mais velho, estava empolgado para conhecer esse local e não se decepcionou. Ele curtiu tanto que demoramos um pouco mais lá porque ele ficou desbravando o local procurando cristais (e achou!).

 

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

Logo na entrada do Vale da Lua há uma área de estacionamento e banheiros. O acesso ao local é controlado e tem salva-vidas na parte de banho do vale.

O Vale da Lua está localizado em Alto Paraíso de Goiás, a 11 km de São Jorge e pode ser acessado pela rodovia GO-239 – mesma estrada dos passeios acima. Em um dia dá para fazer os três passeios: Cachoeira São Bento (as três cachoeiras), Vale da Lua e por último as águas termais. Mas como choveu, não conseguimos fazer o Vale no mesmo dia que os outros dois passeios.

Valor em março/2020: R$ 20. Crianças até 5 anos não pagam. Mas o Benjamin também não pagou, o cara da entrada foi super gentil e disse que o Ben estava liberado também.

Dia 5 – Loquinhas (08 de março)

Tivemos alguns contratempos na pousada e resolvemos ir embora antes. Decidimos no sábado. Eu fiquei aliviada quando todo mundo concordou. Resolvemos na noite passada: se tiver sol, aproveitamos para conhecer a Loquinhas e depois vamos embora para Brasília. Se não tiver sol, vamos embora logo cedo.

Amanheceu com sol!!!! E fomos conhecer a cachoeira Loquinhas que dizem ser tão boa quanto a Santa Bárbara. Abre parenteses. A Cachoeira Santa Barbara é uma das mais conhecidas e indicadas como passeio na Chapada, estava em nossa lista, porém não fomos. Como estava chovendo muito, fomos informados que não valia a pena ir com chuva. Além disso, é muito longe e envolve toda uma logística para fazer o passeio com sucesso. É também o passeio mais caro, então, fomos alertados que gastaríamos dinheiro e não aproveitaríamos. Resultado, vai ficar para uma próxima oportunidade. Fecha parenteses.

Essa cachoeira fica bem próxima de Alto do Paraíso. O legal dela é que ela não é só uma cachoeira com uma queda d’água. Ela tem vários poços no caminho da trilha onde os visitantes podem se refrescar e curtir a beleza natural do local. São ao todo 14 piscinas naturais e, claro, vai um dia inteiro de passeio. Conseguimos fazer só um lado enquanto o tempo ainda estava bom, depois o tempo foi fechando e anunciando que era hora de ir embora.

As crianças gostaram muito desse lugar também. Dá para aproveitar o banho nas piscinas de água doce e, além disso, a trilha é uma aventura à parte. Logo na entrada fomos recebidos por macaquinhos.

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

Valor em março/2020: R$30. Crianças não pagam e nós acabamos ganhando desconto porque foi bem no dia das mulheres. Depois que entrar na trilha não tem banheiro, restaurantes, lanchonetes, nada disso. Por isso, é importante levar uma mochila que contenha água e alguns petiscos para as crianças.

Algumas observações IMPORTANTES

  • Para esses passeios específicos não precisamos contratar guia, pois essas trilhas são tranquilas e bem sinalizadas.
  • Na cidade de Alto Paraíso não tem caixa eletrônico (os únicos que tinham era um Banco do Brasil – que estava fechado e um Itaú – onde não temos conta)
  • Alguns passeios não aceitam cartão, ou seja, torna o item acima ainda mais importante pois você precisará de dinheiro vivo para realizá-los. Enfim, leve dinheiro ou saque no caminho da Chapada
  • Levar protetor solar e repelente (nas trilhas não encontramos bichos, não fomos picados, mas na pousada…)

Para finalizar a viagem, um passeio em Brasília

Viemos embora para Brasília um dia antes do previsto, no domingo. Nosso voo para São Paulo era na segunda-feira a tarde. Então, aproveitamos a noite na cidade e parte da manhã de segunda.

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

chapada dos veadeiros com crianças

Aprendizados da viagem a Chapada dos Veadeiros

Sou uma pessoa que quero tudo perfeito e o resultado disso é que acabo me frustrando demais. Já tenho consciência disso e acredito ser um passo para a mudança. Mas nessa viagem para Chapada dos Veadeiros, ficou claro pra mim que tenho muito a mudar. E tirei aí pelo menos uns quatro aprendizados:

1️⃣ Não posso me aborrecer por coisas que não posso controlar, como por exemplo, o tempo ruim.

2️⃣ Não aceitar insultos do outro, principalmente quando esse outro é um completo desconhecido. E isso não significa responder/agir ao insulto. Pelo contrário. Significa não reagir, escolher como agir. E na maioria das vezes, ignorar é uma arte.

3️⃣ Sabe aquela frase “se custa a sua paz, sai caro”?! Isso vale pra tudo na vida!!!! Inclusive, viagens! Eu descobri nessa viagem uma coisa sobre mim que não adianta eu querer mudar, que faz parte de quem sou, do que gosto e, principalmente, do que me faz sentir bem (corpo e mente). Não adianta querer economizar em determinadas coisas, porque vai custar a minha paz.

Eu quis ir para esse lugar para conhecer Santa Bárbara. Não conhecemos. Como disse acima, tempo não estava lá um dos melhores, fazia sol e chovia o tempo todo. Com chuva não rola ir pra lá.

Além disso, teve um dia que choveu o dia inteiro! E não pudemos fazer nenhum passeio. Enfim, aproveitamos do jeito que deu. ⠀
Conhecemos duas pessoas super queridas que acabamos passando um tempo juntos e foi uma delícia, o que também ajudou a amenizar a frustração. ⠀

Fizemos passeios bacanas, trilhas e, além disso, conhecemos cachoeiras deliciosas, as crianças amaram, minha irmã estava com a gente, conseguimos desanuviar… não teve Santa Bárbara – a cachoeira que dizem ter a água azul turquesa. Não foi perfeito. Aí vem o meu quarto aprendizado….

4️⃣ A VIDA NÃO PRECISA SER PERFEITA PARA SER MARAVILHOSA. Ela tem seus altos e baixos e se soubermos tirar proveito de todo jeito, vamos ver que pode ser maravilhoso, mesmo quando não é do jeito que gostaríamos. 😉

compartilhe!

0

comente!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.