09 set 2014

Comunicado: chegou a hora do primeiro passeio escolar. E agora?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos

primeiro passeio escolar

E aí você está achando sua vida materna tranquila, calma, sem novidades, até que chega um comunicado. Chegou a hora do primeiro passeio escolar do seu filho. Como você reage:

a) acha maravilhoso e responde logo SIM, afinal seu filho está crescendo e é uma oportunidade de você estimular a autonomia dele;
b) fica em pânico! é o primeiro passeio escolar! e, em 30 segundos, pensa em 30 coisas terríveis que podem acontecer!;
c) se questiona se ele não é muito novo para essa primeira vez. Ele só tem TRÊS anos!!!;
d) antes de dar a resposta, envia um questionário para a escola;
e) todas as alternativas estão corretas, mas não exatamente nessa ordem.

Fiquei, ou melhor, estou em pânico. Outro dia mesmo, estava falando que jamais deixaria Benjamin ir num passeio com a escola, pois o achava muito novo para isso. Mas nem esquentava a cabeça com esse assunto, pois acreditava que era algo distante para acontecer. A inocente aqui achava que esses passeios escolares começavam aos 5 anos de idade. Sabe de nada! Agora o primeiro passeio escolar será daqui a 30 dias e eu sofrendo por antecipação – como diria minha mãe.

Há poucas semanas teve a Bienal do Livro, em São Paulo, e teve um dia que a feira estava cheia de crianças uniformizadas. Fiquei reparando, excursão de escola. Muitas crianças pequenas, do tamanho do Benjamin. As professoras enlouquecidas “cadê o Leandro? Leaaandro, Leandrooooo! Leandro, não saia de perto da turma”. Os pais que conhecem a Bienal do Livro jamais deixariam seus filhos de 3 ou 4 anos irem com a escola. Eu não deixaria!

E agora me vem essa. O primeiro passeio escolar. Será ao teatro. Ao mesmo tempo que o pânico toma conta de mim, acho maravilhosa a proposta. Passeio com a escola. Eu amava! Teatro. Algo que nós super cultivamos! Várias lembranças da infância invadem minha cabeça. A criançada toda no ônibus cantando “motorista, motorista, olha o poste, olha o poste, não é de borracha, não é de borracha, vai bater, vai bater…” ou na janela mexendo com os transeuntes. A escolha com quem sentar no banco, o lanchinho preparado com capricho pela mamãe. Ah, a mamãe… a minha sempre autorizou esses passeios, ela, inclusive, incentivava quando o bicho do mato aqui não queria ir. Então me pego pensando o que ela me diria agora nessa situação. E bate a vontade de chorar.

Eu acho Benjamin muito novo, ele só tem 3 anos. Está desfraldado, conversa, e como fala de tudo (!), é obediente – se a gente conversar com ele, dizer o que pode e o que não pode, avisar que tem que ficar perto de um adulto, não atravessar a rua, enfim, dar várias instruções, tenho certeza que ele vai obedecer. Por que será que eu achava que demoraria para chegar o dia de um passeio escolar? Será justo privá-lo de um passeio que todos os amiguinhos devem ir? Depois todos comentando e ele lá sem assunto. Judiação!

Desde ontem à noite estou pensando. Quem diria que um simples comunicado tiraria o sono de uma mãe. É só um passeio com a escola. Mas eu já pensei todas as possibilidades terríveis e incríveis que esse passeio pode proporcionar. É assunto para terapia! E preciso dar a resposta até amanhã. Com a morte da minha mãe, tenho consciência de que adquiri um medo imensurável de perder outras pessoas e isso gera vários outros medos. Mas eu não posso deixar o medo tomar conta de mim, muito menos privar meu filho de coisas que podem ser bacanas para o desenvolvimento dele. Estou tomada por um misto de sentimentos, entre eles, o medo e a alegria.

Um passeio com a escola é uma grande oportunidade de estimular a autonomia do Benjamin, saindo dos aspectos comuns que tentamos despertar em casa, como sei lá, tirar e colocar a roupa sozinho, guardar seus brinquedos, etc. É também uma chance de demonstrar a confiança que temos na criança. Além de entrar para aquela caixinha especial de memórias da infância.

Para tomar a decisão, preciso esclarecer algumas dúvidas que surgiram. A agenda do Ben voltou para a escola com um questionário:

  • Quantas turmas/crianças aproximadamente irão ao passeio?
  • Quantas professoras estão programadas para irem por criança?
  • Qual é o meio de transporte (ônibus, van, micro-ônibus…)?
  • Tem cinto de segurança e assento apropriado para crianças?
  • Qual o horário previsto para retornar à escola?
  • O teatro estará aberto ao público ou especialmente para a escola?
  • O teatro tem saída de emergência?
  • O ônibus não está caindo aos pedaços, né?
  • Posso ir de acompanhante?
  • Então, posso ao menos ligar de 5 em 5 minutos?
  • E se ele for sequestrado, de quem é a culpa? Quem paga o resgate?

Assinado: a mãe neurótica. Ou pior: a mãe do Benjamin. (tem coisa pior que o filho ficar com fama de ter mãe louca?!)

As perguntas riscadas me segurei para não fazer, ficaram só na cabeça.

Hoje, compartilhando os meus anseios com a amiga Lelê logo cedo, ela me disse que fiz certo em enviar as perguntas e me deu um conselho “espere as repostas e só autorize se ficar segura”. Acho que é isso, assim como outras diversas situações que nos vemos frágeis emocionalmente, o segredo vai ser ouvir o coração. E tomar a decisão junto com o marido/pai é fundamental. Quando vi o comunicado, perguntei ao marido “Nós vamos deixar o Ben ir?”. A resposta foi direta “lógico!”. A segurança com que ele enxerga determinadas situações, me transmite confiança. E as dicas das amigas mães mais experientes também ajudam. A Lelê fez um post bem bacana que vale conferir: com dicas para a mãe se sentir segura.

Leia como foi o grande dia! O dia do primeiro passeio!

compartilhe!

16

comente!

16 respostas para “Comunicado: chegou a hora do primeiro passeio escolar. E agora?”

  1. Karina disse:

    Olá Gabi!!
    Adorei seu post, estou me sentindo aflita pois chegou o bilhete que terá a primeira excursão da escola do meu filho. Ele tem 2 anos e 10 meses. O passeio será para um sitio, estou com coração apertado, junta o medo de ele não ficar bem e o medo de estar errando em privar ele e depois outras crianças comentar e ele não ter ido. Que difícil. .. Será das das 7 da manha e a previsão de retorno será as 17:30. 🙁

    • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabi Miranda disse:

      Karina,
      Que delícia receber seu comentário.
      Acho que você sói deve deixar se estiver segura. Caso contrário espere se sentir confortável para isso.
      Depois me conta o que decidiu.
      bjsss

  2. Inayá Lyra disse:

    Valentina tem 1 ano e dez meses, o primeiro passeio é hoje….não exitei em autorizar a ida da minha pequena, mad tbm tive esse misto de alegria e medo, mas confio na professora e na escola. Estou ansiosa, arrumando o lanchinho….estou ansiosa kkk

  3. tassia disse:

    gostei muito do que li,minha filha ta com 3 anos e 3 meses e veio o bilhete para ir na fazendinha, já copiei as perguntas pq na hora fico apavorada e nem sei o que perguntar. acho legal ela ir,fico pensando depois as coleguinhas falando sobre os animais que tinham lá e la vai ficar boiando. eu quando era pequena minha mãe deixava eu ir mas agora com a minha filha ate ela ta meio assim de deixar. mas vou ver o que a prof vai me responder. obrigada por nos da uma luz. rsrsrsr bjs

    • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabis disse:

      Tassia,
      Fico feliz que o post tenha lhe ajudado de alguma forma.
      Depois venha nos contar se a pequena foi e como foi o passeio.
      Boa sorte!
      beijos

  4. gUS disse:

    eu sou pais, mas a escola agora veio com essa de irem conhecer em junho o projeto tamar e eu e a mãe estamos morrendo de medo, mas confiamos nos professores e na escola, mas eles acabaram de fazer 3 anos agora em março.

    ficamos na duvida se deixaremos ou não.

  5. […] ontem foi o grande dia! O primeiro passeio escolar do Benjamin. O primeiro (talvez o segundo, terceiro, quarto…também) passeio escolar do filho, desperta […]

  6. Lele disse:

    Querida,
    nossos papos são sempre ótimos e rendem muito.
    beijo enorme
    Le

  7. diana disse:

    A Valentina foi no 1º passeio da escola este ano, ela tinha 2 anos e 3 meses. Teatro. Amou e se comportou muito bem.
    Deixe sei filho voar!
    beijos
    Diana – ex-EG.

    • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabis disse:

      Vou deixar, Diana. Afinal, como dizem, os filhos são do mundo, né?! 🙂

      • Bruna Rocha disse:

        Estou a passar pelo mesmo, a minha filha tem 4 anos, a mim não me faz confusão que vá, a questão é que o mundo não é o mesmo que há 30 anos onde nos era possível andar na rua sem medo, onde a nossa liberdade era imensa, hoje em dia ouvimos histórias horríveis, o ser humano está doido, é esse o meu medo. Nunca na vida 4 pessoas conseguem controlar 20 e muitas crianças ou mais…contudo existe o factor de fé e eu tenho…mas quando penso no que ouço nas noticias todos os dias e sei que são histórias sem retorno, fico cheia de medo pois com 4 anos ainda se é muito inocente, eu sei que a minha filha é esperta, damos-lhe liberdade de ser ela mesma, é responsável e autónoma mas não é adulta, acho que há uma diferença entre proteger os nossos filhos e dar-lhes asas, há idades para isso, a cada ano damos um pouco mais dessa liberdade mas como em tudo na vida, a liberdade tem os seus próprios limites, além de que não me recordo dos passeios que fiz com 3 ou 4 anos….oh tempo volta para trás…mundo torna-te num local mais seguro!!!!

        • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabi Miranda disse:

          Bruna,
          Você tem toda razão. Eu tb tenho muito medo desse mundo maluco. Mas precisamos conversar com nossos filhos e muito sobre todos os perigos.
          Além disso, é como vc disse, temos que ter fé.
          No fim ele foi ao passeio, amou e ficou tudo bem.
          Adorei receber sua visita.
          bjs

  8. Vanessa Oliveira disse:

    Nunca comento aqui mas acho que vale a pena hoje…
    Se tu confias nas professoras e na escola, deixa ele ir sim!
    As professoras em geral são preparadas pra essas situações, conhecem bem cada criança e normalmente trabalham bem com elas antes de ir…
    É só uma ida ao teatro, o transtorno maior seria a locomoção, mas é super tranquilo porque as crianças ficam sempre no mesmo lugar lá dentro.

    Autoriza sem medo! Palavra de profe!

    uma beijoca :*

  9. Estou nesta situação, veio o bilhete pro teatro dia 26 agora. O meu ta com 2 anos e 11 meses. Ja decidi que não irá. Confesso que tenho medo, acho a professora dele despreparada.

    Bjão

  10. Tiara Volpi Naatz disse:

    Acompanho seu blog há algum tempo, tenho dois filhos, o Eduardo com 12 anos e o André com 2 anos e 9 meses e a Isadora que nasce mês que vem.
    Mas sobre o passeio quando o Eduardo tinha 3 anos foi numa mini fazenda com a escola, no começo também fiquei em pânico e não queria deixar ele ir, mas depois de muita conversa com a escola, deixamos.
    No dia do passeio fui até a escola para tentar ir junto como acompanhante e só faltou eu me deitar na frente do ônibus tamanho foi o meu desespero.
    No fim deu tudo certo, ele amou e a reação dele me fez mudar de ideia sobre estes passeios, agora com o André quando a professora falou na reunião sobre passeios eu fiquei bem empolgada. Acho importante deixar a primeira vez para ver como a criança e a escola se comportam!

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

?