25 set 2013

Da série: rotina noturna

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Aqui em casa temos uma rotina noturna complicada, principalmente nos dias úteis. Trabalhamos longe de casa e Benjamin fica numa escolinha próxima do meu trabalho. Pegamos ele às 19:00 todos os dias e levamos aproximadamente uma hora e meia para chegar em casa. Pegamos muito trânsito todos os dias. Consequentemente Benjamin dorme no carro. Quando chegamos em casa, por volta das 20:30 ele acorda e o banho aqui ao invés de relaxar, parece que desperta ainda mais o pequeno, ele vai dormir meia-noite se deixar.

Há exatamente um ano, a rotina na hora de dormir já tinha passado por um processo de reeducação. Mas parece que não tem jeito, vira e mexe volta a ficar bagunçado, exige muita disciplina. Por isso tentei mais uma mudança na rotina do sono – já que o horário que chegamos em casa fica impossível mudar (só com carro espacial da família Jetsons). Acho que Benjamin tem uma rotina bem puxada, praticamente igual a nossa de adultos, o dia todo fora de casa e em atividade. Para acordar cedo estava sendo um sacrifício, porque Benjamin que sempre acordou muito bem humorado, estava dando um trabalho danado, chorando todas as manhãs. Para ele é muito cansativo, mesmo que tenha soneca da tarde. Fui motivada a adotar pequenas mudanças.

Desde julho fiz algumas tentativas e não deram certo. Ou porque acabávamos chegando mais tarde. Ou porque Benjamin dormia no carro e isso atrapalha demais. Ou porque faltava contribuição por parte de um dos lados dos pais. Meu ritmo é bem diferente do marido. Faço mil coisas ao mesmo tempo e estou sempre pensando o que pode ser feito para otimizar o tempo (e tem os dias, claro, que não sinto vontade de levantar a bunda do sofá). E descobri recentemente que eu atrapalho ele na lista de coisas que ele se programa pra fazer, porque eu fico pedindo outras coisas, atropelando o que ele tinha em mente. Enfim…se tem coisas pra fazer, eu já quero realizar logo pra tirar da frente, tudo em busca de ter um tempo livre. Então, na maioria das vezes, chego em casa acelerada, vou direto para o banheiro providenciar o banho do Benjamin. Enquanto sua tina enche, organizo algumas outras coisas. O banho é sempre compartilhado: dou e tomo banho junto, literalmente. A rotina também tentamos compartilhar na medida do possível.

Só em agosto a rotina começou a entrar nos eixos, com direito, é claro, a alguns deslizes. Meu objetivo é colocar Benjamin na cama às 22:00. Algumas vezes consigo alcançar. Mas na maioria das vezes chega até às 22:30. O que não pode é ultrapassar esse horário. Para isso, tenho tomado algumas medidas simples, mas que surtem grandes efeitos:

  1. Não tenho deixado Benjamin dormir no carro e para isso precisa de muita criatividade. Tenho feito a volta pra casa no banco de trás coisa que não fazia nem quando ele era bebê. Para distrair, tenho levado no carro: livros, cadernos, giz e brinquedos, música nunca falta. Algumas vezes ele pede para ver fotos no celular;
  2. Ao chegar em casa já agilizo o banho;
  3. Organizamos as coisas para o dia seguinte.

É claro que não é todo santo dia que dá certo, mas já deu para sentir algum progresso.

Uma grande mudança repentina está no fato de que Benjamin passou a dormir sozinho. Entende-se dormir sozinho = sem ninguém ao lado dele, sem a nossa presença no quarto. Esse era um desejo meu quando uma outra época falei da rotina na hora de dormir, mas nada que tivesse pressa. Já faz algumas semanas que isso tem acontecido e foi muito sem querer. Uma notie ao colocá-lo no berço, desejei boa noite e disse que estaria no quarto ao lado. Eu fui sabendo que voltaria. Em menos de dois minutos, Benjamin estava dormindo. Desde então ele tem dormido sozinho. Marido meio que não acreditou, mas também já testou e comprovou.

Talvez isso mude quando mudarmos, pode acontecer dele estranhar o ambiente. Só sei que por enquanto está sendo ótimo, pois dá para aproveitar alguns instantes de outra forma, fazendo outras coisas.

compartilhe!

1

comente!

Uma resposta para “Da série: rotina noturna”

  1. Carina disse:

    Ei Gabi, eu rezo todo dia pro Heitor dormir com o Ben dorme.
    Que anjo, tão pequeno e já dorme sozinho.

    Bjos!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.