29 ago 2013

Desfralde – Entrevista com especialista

por
Gabi Miranda

Entrevista, Uncategorized

Se existe um segredo para o desfralde ser um sucesso, além de muita paciência por parte dos adultos, é iniciar esse processo quando a criança realmente estiver pronta. Quando isso acontece? Vários sinais podem revelar se seu filho está realmente pronto. Mas alguns sinais básicos podem dar o start: geralmente, acontece por volta dos 2 ou 3 anos, a criança já anda bem, sabe falar, entende instruções simples, entende o que é “xixi”, já fica seca por mais tempo (geralmente 3 horas) e se fica incomodada com a fralda suja e até a arranca.

O fato é que o controle das esfíncteres é a fase mais difícil no desenvolvimento infantil. Exige da criança um poder até então desconhecido para elas: perceber o movimento intestinal, segurar esse movimento, ir até o penico – a metros de distância, coisa que até então elas não se preocupavam, se posicionarem e então fazer o xixi ou o cocô. Imagina, isso tudo é praticamente um cálculo aritmético para uma criança de dois anos.

O importante dessa fase é estarmos atentos aos sinais da criança. Pais e cuidadores precisam deixar a ansiedade de lado e deixar a Dona Paciência atuar. Lembrando que independente de todos os sinais, cada criança tem seu tempo e isso é preciso respeitar.

Para contrubuir com essa fase, vamos produzir aqui no Bossa Mãe, conteúdos sobre o assunto. A ideia não é falar só do nosso processo pessoal, mas ajudar com informações de qualidade vindas de profissionais também de qualidade.

Para abrir as pesquisas sobre o assunto, convidei a Dra. Teresa Ruas, especializada em desenvolvimento infantil e consultora Fisher Price, é mestre em educação especial, doutoranda em saúde coletiva e consultora sobre desenvolvimento infantil. Nessa breve entrevista, a Dra. Teresa fala sobre o momento certo, os sinais e deixa algumas recomendações.   

BM: Existe idade certa para iniciar o desfralde? 
TR: O desfralde é uma etapa e uma aquisição que requer muita paciência e calma por parte dos pais e familiares. Fisiologicamente, a criança inicia o controle muscular do esfíncter e da bexiga por volta de 1 ano e 5/6 meses. Portanto, frequentemente, as crianças começam a dar sinais que estão preparadas para o desfralde por volta de 2 anos. Apesar de uma alta frequência de aquisição deste comportamento por volta da idade supracitada, não há uma idade específica “mais ou menos” correta para o início da retirada das fraldas. Isto acontece, pois cada criança tem o seu próprio ritmo de crescimento, de maturação e de aquisição de novas habilidades. Por isso mesmo é que muitas crianças iniciam o desfralde por volta dos 3 anos e algumas perto dos 4 anos. Portanto, os pais não devem ficar angustiados com a idade mais correta para dar início a esta nova fase e, sim, ficar bastante atentos aos sinais que a criança fornece sobre a etapa de seu desenvolvimento e maturação.

BM: Quais são os sinais de que a criança já tem maturidade para a retirada das fraldas?
TR: Alguns sinais podem ser indicativos que o momento certo está chegando, tais como: a criança anda com mais independência/já adquiriu mais controle dos movimentos das pernas e pés/já consegue andar com mais firmeza e equilíbrio; consegue ficar seca por mais ou menos 3/4 horas, ou seja, já consegue segurar o xixi; demonstra horários mais ou menos frequentes para evacuar, por exemplo, sempre depois da primeira mamada do dia, após o almoço e/ou após o jantar; demonstra incômodo e/ou irritação quando está com a fralda suja; já demonstra interesse pelos hábitos e rotinas de higiene; já consegue permanecer sentado por alguns minutos com o tronco ereto e os pés apoiados no chão; consegue entender pedidos/instruções simples, como, por exemplo, “pega aquela bola que está no seu quarto”; já entende o significado de xixi e cocô; já identifica o penico e/ou a privada como os locais corretos para fazer o xixi e o cocô; já consegue entender os sinais fisiológicos do corpo e já consegue pedir ou dar sinais que está com vontade de ir ao banheiro.

BM: Quais as recomendações para passar essa fase sem traumas?
TR: Sempre recomendo aos pais a iniciarem o desfralde no verão e com alguns aspectos motivacionais, como: calcinhas/cuecas de personagens animados e/ou contos de fadas. Livros infantis, histórias, figuras, brinquedos prediletos podem ajudar neste processo. Caso a criança esteja vivenciando uma mudança brusca de rotina, como, entrada na escola, chegada de irmão mais novo, gravidez da mãe, mudança de casa e/ou outros fatores, o recomendado é adiar este processo.

BM: Quando tirar também a fralda noturna e quais são as dicas para essa fase?
TR: O desfralde noturno também deve seguir importantes sinais, como: a criança acordar seca e fazer aquele xixi (grande volume), pedir para não usar mais as fraldas e/ou se sentir incomodada com elas, acordar no meio da madrugada e pedir para ir ao banheiro, demonstrar sinais de independência, como saber tirar e colocar a calça. Caso a criança faça xixi e/ou cocô na cama, a orientação é a mesma, ou seja, nada de castigos e/ou repreensões.

BM: É importante os pais saberem que cada criança tem seu tempo de maturação, ou seja, que não existe um tempo de duração (início, meio e fim) para o processo de desfralde. O que a Dra. aconselha?
TR: Apesar de ter dado uma lista de sinais importantes, a criança não precisa demonstrar todos para o início desta fase. Porém, esta atividade diária e de autocuidado precisa ser entendida, ter significado e ter o desejo por parte da criança. Caso ainda não existam estes três importantes fatores, mesmo que a idade esteja mais avançada, a criança não estará pronta para esta nova aquisição. Este aspecto é muito importante que os pais prestem atenção, especialmente, os pais de crianças com necessidades especiais. Além disso, os pais de crianças prematuras extremas precisam corrigir a idade, pois a idade cronológica destas crianças nem sempre expressam a etapa de desenvolvimento apresentada.

Além disso, os pais precisam estar cientes de que os “escapes” acontecerão. Isto é extremamente normal e a criança não deve ser penalizada/castigada por isto. Caso a criança ainda não se sinta a vontade em ir ao banheiro e/ou permanecer no penico e/ou privada com o redutor, os pais não devem forçar e/ou penalizar e/ou entrar em uma “paranoia” de fazer reforços positivos. Esta realidade pode levar a consequências desagradáveis, como, a prisão de ventre e demonstra que a criança necessita, primeiramente, de maior familiarização com este contexto. É importante lembrar que a rotina de horários para ir ao banheiro pode ser muito penosa para algumas crianças.

*
Fiquem atentos, na próxima a entrevista é com educadores. A opinião delas, as sugestões de como deve ser feito na escola e muitas dicas.

compartilhe!

5

comente!

5 respostas para “Desfralde – Entrevista com especialista”

  1. Marcia rodrigues disse:

    Boa tarde,
    Meu filho ja nao usa fralda a 1 ano neste momento ele tem 3, so que infelizmente estamos com um problema serio, ele so nao usa fralda p fazer xixi, pois para fazer coco pede a fralda, e qdo ponho no bacio ou sanita ele nao faz, se nao puser a fralda ja ficou 5 dias sem fazer coco sendo q ficou mto mal quase foi parar ao medico, ele pede para fazer coco mas pede p colocar a fralda, nao sei como mudra este quadro

    • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabi Miranda disse:

      Marcia,
      Em minha humilde opinião, eu colocaria a fralda para ele fazer coco. Não conheço nenhum adulto que precise de fraldas para fazer coco. Tudo ao seu tempo. Coloque e quando ele estiver preparado, você vai saber.
      Fique tranquila.
      Boa sorte!
      Super beijo

  2. Queize Soares disse:

    Realmente cada criança tem seu tempo e paciencia muita conversa (e imaginação) é o ideal para o momento. O momento da Bia está chegado e estou ficando muito anciosa… Amei matar a saudade do teu blog…o tempo tá curto mas sempre que posso eu venho conferir tuas novidades.
    Bj

  3. Amanda disse:

    Adorei a entrevista!
    Realmente cada criança tem seu tempo. A minha tive q fazer desfralde duas vezes pq tive uma viagem no meio e acabei colocando fralda nela… espero q c o segundo seja mais fácil!!!
    Bjo

  4. Carla Moreno disse:

    Excelente matéria do desfralde. Concordo profundamente com as questões apresentadas, os pais devem ter muita serenidade e paciência, pois essa fase é muito importante para os filhos que estão em denvolvimento, esse é momento muito especial, e requer muita segurança e confiança por parte dos pais com seus filhos, é o momento de incentivo, de reconhecimento de que eles conseguem superar fazer suas necessidades e devemos parabenizá-lo por isso e não ridiculariza-los caso tenhem feito o “xixi” na cama ou o “cocô” nas calças. O carácter de nossos filhos dependem da ação e exemplo que somos para eles, e se você quer um adulto sem complexos ou até mesmo sem problemas emociomais, devemos apoia-los desde cedo, principalmente numa fase como essa, do desfralde. Até +!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.