03 fev 2020

Minha rotina matinal diária

Recebo muitas mensagens nas redes sociais das pessoas dizendo que gostariam de ser disciplinadas como eu para ter uma rotina matinal. Eu nem sempre fui assim. Eu nunca gostei de acordar cedo e pra falar a verdade não é a coisa que mais amo fazer. Mas o fato é que trabalhando home office, descobri que sou muito mais produtiva pelas manhãs. E não só isso! O meu dia rende beeeem mais quando acordo às 05:30 do que quando acordo às 07:00. Bom, aproveitando que estamos iniciando o mês novo (FEVEREIRO), resolvi fazer esse post contando como é minha rotina matinal diária e quem sabe assim ajudar outras pessoas.

rotina matinal

Minha rotina matinal diária

Quem me conhece sabe que amo dormir e acordar cedo sempre foi um martírio, mas tenho superado isso e sentido o prazer de acordar mais cedo. Ano passado, fiz com a Mari Brancatte um desafio de 30 dias acordando às 5:25 todo santo dia. Desde então, consegui mudar um hábito na minha vida: o de apertar a soneca durante uma hora após o despertador já ter tocado.

Uma coisa importante a saber é que você não precisa implementar a minha rotina na sua vida. Isto é, essa rotina matinal é como eu faço, mas cada um deve se adaptar de acordo com as suas necessidades. Então, por exemplo, eu acordo às 05:30, mas isso não quer dizer que você precisa acordar o mesmo horário. Eu sugiro que comece mudando a sua rotina, acordando uma hora mais cedo do que você está acostumada(o).

Leia também: hábitos que mudarão sua vida

  1. Meu relógio desperta às 05:30

    Eu levando da cama no pulo assim que o despertador toca. Se eu viro pro lado, estrago tudo. Conto 3,2,1 e levanto. Fim. Existe uma razão neurológica que diz que quando você aperta o botão de soneca, você não alcança o pico de produtividade. Porque ao apertar o botão soneca você causa um impacto negativo no funcionamento cerebral e na produtividade que pode durar até quatro horas. E aqui algo que você precisa saber que eu aprendi com o livro “O poder dos 5 segundos“, de Mel Robbins:

    “…nós dormimos em ciclos que levam cerca de 90 a 110 minutos para se complementar. Aproximadamente 2 horas antes de você acordar, esses ciclos se encerram e o seu corpo começa lentamente a se preparar para despertar. Quando o despertador toca, seu corpo está no modo “despertar”. Se apertar o botão de soneca e voltar a dormir, você vai forçar o seu cérebro a começar um novo ciclo de sono que dura entre 90 e 110 minutos.

    Leia também: verdades libertadoras sobre produtividade 

    Quando o alarme da “soneca” volta a tocar, 10 ou 15 minutos depois, a região cortical do seu cérebro, que é a parte responsável pela tomada de decisões, atenção, prontidão e autocontrole, ainda está no ciclo do sono. E não vai conseguir despertar tão rápido; ela precisa de mais 75 minutos para terminar o que aquele toque no botão soneca começou.

    Pode levar até quatro horas para que esta condição de “inércia causada pelo sono” se desfaça e que as suas funções cognitivas voltem a funcionar com plena capacidade. É por isso que você se sente tão irritantemente grogue quando se levanta depois de apertar o botão soneca. Não é porque não dormiu o suficiente, é porque, ao apertar o botão soneca, você deu início a um novo ciclo de sono e em seguida o interrompeu”.

    Portanto, se o alarme tocou, nada de soneca, eu me levanto imediatamente. Sem espaço para procrastinação. Se for o caso, deixe o celular longe da sua cama, assim você será obrigado a levantar para desligar o despertador e não cairá em tentação.

    rotina matinal

  2. Para começar o dia tenha uma rotina de ATIVAÇÃO

    Comece os primeiros minutos do dia ativando seu cérebro com bons pensamentos, não se entregue para os 5 minutos de soneca do celular (levante assim que o despertador tocar). Não fico no celular na primeira hora que acordo. Em seguida, vem algumas atividades que me obrigam a despertar. Levanto e vou direto para o banheiro escovar os dentes e lavar o rosto com água fria. Sempre deixo a roupa da academia separada e no banheiro para me trocar ali mesmo, então vou fazer minha atividade física. Chego na academia pontualmente às 06:00. Enquanto faço meu treino, escuto podcast (indico: Perennials, Saia Justa, Sai da Média e Mamilos).

  3. Meditação

    Todos os dias eu medito após a minha atividade física. Às vezes, termino o treino e já medito sentada ao ar livre, tomando um pouco de sol. Outras vezes, volto pra casa, tomo banho e sento para meditar antes de começar meu dia de trabalho. A meditação me acalma, diminui minha ansiedade e me faz respirar. Algumas vezes, antes de dormir, faço uma breve meditação também, após ter escrito no meu diário de gratidão.

  4. Focalizo o dia que tenho diante de mim

    Depois de tomar banho, tomar café da manhã e dar uma organizada básica na casa (arrumar as camas, guardar brinquedos, colocar tudo no lugar), começo a me preparar para iniciar o dia de trabalho. Foco meus pensamentos no que realmente quero e preciso fazer. Diariamente, faço uma lista de coisas a fazer (pessoais e profissionais).

    Lembrando que nunca faço listas enormes! E os três primeiros itens da minha lista são aqueles prioritários, que vão me garantir algum progresso verdadeiro, que são realmente importantes fazer naquele dia. Eu sempre penso o seguinte para definir esses três itens: o que eu preciso de fato fazer para chegar ao final do dia e sentir que meu dia foi realmente produtivo, que eu fiz o que precisava fazer?

    Eu costumo realizar as coisas mais importantes (e mais chatas) da minha lista primeiro. Frequentemente, planejo meu dia no final do dia anterior ou 30 minutos antes de iniciar o trabalho. Eu acredito que planejar o dia traz grandes benefícios e um deles é que você tem mais chance de conseguir realizar o que está planejado.

  5.  A maneira como você acorda é tão importante quanto a maneira que você dorme

    Tudo começa na noite anterior. Programe-se para ir para a cama um pouco mais cedo. Para isso, você precisa ter uma rotina de fechamento. Ou seja, defina um horário para se desligar dos eletrônicos, para começar a relaxar e ir para a cama.

    Faça suas intenções. De nada adianta ir dormir pensando que vai perder a hora, que não vai conseguir acordar, etc. Vá dormir com as melhores intenções “eu vou conseguir acordar”; “não vou perder a hora”, “terei uma ótima noite de sono”, “acordarei disposta”, mesmo que você esteja indo dormir tarde. Decida como será o dia seguinte nessas intenções!

    Não coma doce à noite. A alimentação na verdade está diretamente ligada a alta performance. Então, uma boa alimentação faz diferença para um corpo mais saudável, disposto e com energia.

    Beba bastante água durante o dia. É incrível como isso faz uma diferença enorme pra mim.

  6. Não reclame

    Todos nós enfrentamos desafios diários. Ter seu foco na solução dos problemas que aparecem é fundamental. Não fique reclamando ou pensando “ó céus, ó vida”. Acredito no que diz o livro “O milagre da manhã”, que mudando a maneira como despertamos de manhã, podemos transformar qualquer área de nossa vida mais rápido do que imaginamos. E isso não tem nada a ver com “acorde às 05:00 da manhã e fique rico”. Mas se a gente quer que a vida seja diferente, precisa estar disposto a fazer algo diferente. 😉

compartilhe!

0

comente!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.