23 maio 2018

O mau comportamento do seu filho, é uma oportunidade

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Enxergue o mau comportamento do seu filho, como uma oportunidade“, disse Lorraine Thomas, referência número 1 em coaching familiar no Reino Unido e autora do livro “A mamãe coach – 10 habilidade essenciais para você ser uma ótima mãe“, em uma palestra que assisti recentemente. Então uma luz acendeu no fim do túnel. Eu vinha de dias complicados com meu filho primogênito em relação ao mau comportamento dele. E também da minha falta de tato, maturidade ou sei lá o quê para lidar com a situação. Lorraine disse também: que a maternidade tem que ser mais divertida. Não podemos perder a conexão emocional com nossos filhos.

mau comportamento

Eu estava perdendo com o meu filho mais velho. Quero estar errada, mas quando você para de trabalhar fora você deixa de ser a mãe de quando trabalhava fora. Sinto que antes era mais divertido e agora fico envolvida com as obrigações diárias e acabo perdendo a paciência muito rápido e sendo muito chata. Não estava divertido, leve como tinha que ser. Depois de assistir a palestra da Lorraine redescobri que eu precisava criar momentos de descontração dentro da rotina. Porque isso pode ajudar tudo a ficar mais leve e divertido. Assim como devemos ensinar nosso filho a descontrair, precisamos descontrair com ele.

Como ser uma mãe resiliente e criar filhos resilientes

O tema da palestra era “como ser uma mãe resiliente e criar filhos resilientes. Resiliência tem a ver com a gestão das nossas emoções, com a forma que encaramos e lidamos com as adversidades. Como, inclusive, lidar com  o comportamento das nossas crianças. Reconhecer, nomear e dominar os sentimentos – os nossos e, principalmente, o dos nossos filhos, é outro aspecto importante da resiliência. A criança não precisa negar seus sentimentos, mas precisa aprender a gerenciá-los. E nós temos que falar sobre sentimentos com ela.

Leia também: resiliência é possível aprender ou ensinar a ser resiliente?

Lorraine, bateu na mesma tecla diversas vezes: Devemos olhar como uma oportunidade quando as crianças tem comportamentos desafiadores. Muitas coisas estão fora do nosso controle, mas podemos mudar a forma como responder aos comportamentos dos nossos filhos, já que não podemos mudar o comportamento deles. Ou seja, podemos escolher como reagir. E isso, muda tudo.

Lorraine me fez refletir muito sobre a minha responsabilidade nessa jornada como mãe.

Ser mãe é o trabalho mais gratificante e desafiador que você terá ao longo da sua vida – e definitivamente o mais importante. Há muita coisa em jogo. Lorraine Thomas

Nós temos o poder de fazer a diferença na vida dos nossos filhos. Todos os dias temos o poder de mudar a vida deles. E o mundo que vamos deixar para os nossos filhos, depende dos filhos que vamos deixar para o mundo. Segundo Lorraine, podemos educar super heróis! Não aqueles dos filmes hollywoodianos, mas seres humanos incríveis com valores inestimáveis.

Algumas lições que aprendi na palestra de Lorraine

Foi esclarecedor ouvir a Lorraine falar. Senti que estava no lugar e na hora certa. Tanto que depois a encontrei andando no saguão do local do evento, abracei, agradeci e me emocionei. Daquele dia em diante – e me lembro bem que dia foi, 05 de maio de 2018 – me coloquei um desafio: mudar a forma como respondo aos comportamentos negativos dos meus filhos e fazer a diferença. Enxergar todas as oportunidades que tenho na minha frente. Peguei firme na leitura do livro Disciplina Positiva, de Jane Nelsen. E tenho me esforçado bastante para lidar de forma mais positiva possível com eles. É um grande desafio! Ainda perco a paciência em alguns momentos, mas também enxergo com mais clareza como devo agir numa próxima vez.

Focar naquilo que você faz bem como mãe

Geralmente, quando perdemos a paciência, focamos na briga, no castigo que vamos dar, na bronca e, claro, na culpa que carregamos depois. E o que fazemos bem como mães e pais? Qual é a minha maior habilidade como mãe? A minha força? (eu sei, parecem perguntas difíceis, eu fiquei dias refletindo sobre elas). Se queremos que nossos filhos foquem na força e nos valores que temos, é importante que foquemos nisso também.

Como gerenciar uma emoção desafiadora

Pensei no que você pode fazer que está no seu controle. Foque naquilo que o seu filho faz bem e ajude-o a fazer essa conexão com a parte que ele tem menos resiliência. Crie o hábito de dizer o que você quer que seu filho faça e não o que você não quer que ele faça. O nosso cérebro processa o negativo, então ao invés de dizer para seu filho: “não grita”, tente dizer “fale mais baixo”.

Pelo seu filho, mude a definição de sucesso

Ter sucesso é uma parte tão pequena perto do que faz o mundo girar. Portanto, mude a definição que você tem sobre sucesso. Sucesso é a diferença que seu filho vai fazer, os valores, as atitudes que ele terá diante da vida. Fracasso, por exemplo, tem que ser visto como uma oportunidade. Afinal, a gente sempre aprende mais com o fracasso ou com o sucesso?

A coisa mais importante

É se divertir com as crianças.

Tudo é uma oportunidade

A relação com o irmão, as brigas, o compartilhar, os momentos bons e os ruins também. São tudo uma oportunidade.

Respire… respire… respire

Controle os sentimentos em vez de combatê-lo. E foque na solução e não no problema.

 

Ser mãe é uma responsabilidade para a vida toda. E amor é sinônimo de tempo. Lorraine Thomas

compartilhe!

2

comente!

2 respostas para “O mau comportamento do seu filho, é uma oportunidade”

  1. […] o mau comportamento de um filho como uma oportunidade para uma boa conversa – e um momento de crescimento – […]

  2. Talita Rodrigues Nunes disse:

    Excelente tento! Excelentes reflexões! Nossa! Vou ficar um bom tempo digerindo tudo isso!

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.