31 out 2016

O que que tem na lancheira do seu filho?

por
Gabi Miranda

Alimentação, Destaque

Com o que se preocupar na hora de montar a lancheira das crianças

tabela-lanchinho

Imagem do site Meu Pratinho Saudável

Você cuida durante 6 meses a 1 ano de forma integral da alimentação do seu filho, até que chega a hora dele ir para a escola. Preocupada com uma alimentação saudável, você começa a pesquisar como montar uma lancheira adequada. Mas vai observar que cada instituição lida de forma diferente com a comida e a bebida que seu filho leva. Na escola antiga do Benjamin, por exemplo, era proibido enviar frutas picadas. Elas precisavam ser enviadas inteiras, o que faz todo sentido, pois, com o calor, mesmo que seja uma lancheira térmica, a fruta pode perder os nutrientes que possui ou até mesmo estragar.

Uma das minhas preocupações era com relação à bebida. Em casa, sempre optamos pelo suco natural. Mas, na correria do dia a dia, prevalece a praticidade. Isso porque saímos muito cedo de casa e não confiamos enviar suco natural para a escola, mesmo que seja na garrafinha térmica. E mesmo que quiséssemos, com o tempo, o irremediável acontece. As crianças começam a comparar seu lanche com o do amiguinho, a conhecer outras coisas, e inevitavelmente querem experimentar. Quem nunca foi ao supermercado com o filho e ouviu dele “mãe, é este aqui que fulano leva, eu quero também!”?! É aí que precisamos buscar opções e variações práticas, mas que não deixem de ser saudáveis, para compor o lanche.

A pediatra das crianças vetou o suco de caixinha, com razão. Isso não quer dizer que Benjamin não toma suco de caixinha, seria hipócrita ao afirmar isso. Ele toma sim, mas agora reduzimos o consumo. Começamos a optar pelo suco integral, que é um pouco mais caro, mas para o lanche da escola é bem mais prático. Vem pronto, não tem necessidade de refrigeração e tem vários sabores. O meu preferido, e do Benjamin também, é o sabor de uva. Uma marca que gostamos e tem um preço razoável é a Suvalan.

Sou péssima para montar a lancheira, assim como para montar qualquer tipo de cardápio, não tenho criatividade. A tarefa acaba sendo do marido. E eu pego no pé porque muitas vezes o lanche se repete e acho que devemos variar. Algumas coisas não podem faltar na lancheira: alimentos ricos em proteínas, cálcio, carboidratos. E aí temos o agravante de que Benjamin não come muita coisa, barrinhas, frutas, biscoitos integrais (nem doces), torradas… Assim como ele não bebe achocolatado, pensando bem, ele não bebe nada além de suco e leite, enfim, não dá para variar tanto. No momento estamos numa luta para introduzir outras frutas na alimentação dele, aproveitando que a Stella come.

Fui pesquisar algumas ideias, num site que eu gosto muito, o Meu Pratinho Saudável, para montar um cardápio nutritivo e encontrei esses três posts:

Monte uma lancheira saudável sem crise

Suco no lanche da escola

Lanches escolares

Existem várias formas de montar um lanche saudável, e essas dicas podem ajudar a montar uma semana diferente do cardápio escolar. 😉

compartilhe!

1

comente!

Uma resposta para “O que que tem na lancheira do seu filho?”

  1. Uma das praticidades da escola do filhote é que eles mesmo fornecem o lanche (cardápio preparado por uma nutricionista). Pelo menos por enquanto não preciso me preocupar com isso!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.