12 ago 2018

O que significa ser um pai ativo?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Eu não posso negar, o marido é um pai ativo! E quando digo isso, quero dizer que ele é comprometido e presente na vida das crianças. E ele é de forma natural. Mas o que significa ser um pai ativo?

pai ativo

Não é novidade que nós, mães, concentramos a maior parte das tarefas relacionadas exclusivamente ao bebê e, vamos combinar, parte disso é porque não deixamos o pai fazer do jeito dele, sempre estamos metendo o bedelho. A imagem que se tem de um pai é a de um cara bagunceiro, indisciplinado, sem noção, que deixa as crianças jogadas, não lembra os horários das refeições e ainda as alimenta com porcarias e assim por diante. Essa imagem precisa ser deletada, pois os papais tem participado cada vez mais da criação dos filhos e também dos cuidados do lar.

Leia também: deixe o pai do seu filho participar

Segundo um material desenvolvido pela Unicef, distribuído no Chile, ser um pai ativo envolve as ações relacionadas abaixo.

Ser um pai ativo significa:

– Ter uma relação afetuosa e incondicional com seu filho;
– Manter uma relação que vá além do provimento financeiro;
– Participar dos cuidados diários e da criação do seu filho, dando comida, ajudando-o a se vestir, colocando-o para dormir e ensinando-o;
– Promover um vínculo carinhoso, de apego mútuo e de proximidade emocional com seu filho;
– Compartilhar com a mãe as tarefas de cuidados com o filho e com a casa;
– Estar envolvido em todos os momentos do desenvolvimento do seu filho: gravidez, nascimento,
primeira infância, infância e adolescência;
– Incentivar o desenvolvimento de seu filho: lendo histórias, cantando e/ou colocando música, apoiando-o em trabalhos de casa e brincando com ele.

Leia também: dia dos pais

Tais ações podem ser realizadas pelo pai casado ou solteiro. Pelo pai de sangue ou não. Afinal, pai é aquele que cria e que participa.

O que eu percebo nas relações entre pai e mãe, é que muitos pais querem participar dos cuidados com os filhos sim, mas as mães não permitem porque acham que eles vão atrapalhar mais do que ajudar. Por um defeito genético, a maioria de nós, não consegue aceitar que as coisas não sejam feitas do nosso jeito, estamos sempre falando como fazer (somos assim até com nossos filhos, reparem, seu filho está tentando colocar a camiseta, antes que ele consiga, já fomos lá e colocamos para ele). Se a gente não der a oportunidade para que o pai aprenda e faça do jeito dele, ele nunca aprenderá como se faz. É como trocar fraldas, assim como nós aprendemos, os pais também são capazes de fazê-lo.

Pense nisso! E feliz dia dos pais!

compartilhe!

2

comente!

2 respostas para “O que significa ser um pai ativo?”

  1. Soares Soares disse:

    Desculpe, eu discordo de você com relação ao defeito genético das mães como argumento! Não se trata de defeito genético que as mãe impede a participação dos pais no laço da vida socioafetiva dos filhos e sim por uma questão cultural e patriarcal que adotam. A PRIVAÇÃO da relação socioafetiva dos pais com filhos fere o principio da dignidade da pessoa humana, pois a assistência dos pais para o desenvolvimento sadio da criança, englobam os argumentos do pai ativo que você relatou acima.

    • https://bossamae.com.br/novo/wp-content/themes/bossa-mae/img/img-coment.png Gabi Miranda disse:

      Olá, tudo bem?
      Obrigada por comentar.
      Quando gido “defeito genético” é uma maneira de falar. Nós, mulheres, queremos fazer sempre do nosso jeito e acabamos tendo dificuldade de aceitar que os homens façam do jeito dele. Com certeza é uma questão cultural e quem vem da sociedade, mas que está muito mais intrínseco em nós. 😉

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.