21 jun 2012

Conversa de mãe

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Juro que eu queria ter mais tempo para me aprofundar nas questões maternas. Só falar, escrever e pesquisar sobre o assunto. Não é mais segredo pra ninguém: eu quero ser mãe em tempo integral! E quando digo isso é no sentido profissional também. Mas enfim…

Estou falando isso porque tem muito assunto a ser explorado. E eu queria ir mais a fundo. Além disso, queria ter mais tempo para ver todos os blog e sites maternos/paternos que gosto. Tem muita coisa, a cada hora descubro algo novo. Quer dizer, que pra mim é novo. Aliás, às vezes até me acho atrasada, porque quando descubro algo bacana corro pra dividir aqui no blog e a impressão que tenho é que todo mundo já sabia, menos eu. hihihihi Mas mesmo assim deixo registrado.

Dia desses conheci o Conversa de Mãe. Fundado em 2011, é produzido pelas mães Fabiana Deziderio e Beatriz Freitas. Estava lendo uma matéria sobre alimentação, na revista Kids In e descobri a Fabiana. Ela é publicitária e tem, assim como milhares de mães, dificuldades com a alimentação do filho. Todas nós sabemos que se o filho não come, a mãe fica uma louca neurótica achando que o filho vai ficar doente, é magro, etc, e nem o pediatra a convence de que está tudo bem com sua cria. Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

20 jun 2012

O quadro negro

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Dia desses o marido sugeriu algo que vai revolucionar a nossa vida:

Por que não compramos um quadro e listamos todas as tarefas a serem cumpridas? Assim eu me oriento pelo quadro e você não se estressa mais me pedindo pra fazer as coisas.

1. Homens não sabem o que tem para ser feito. O que é óbvio para nós mulheres – seres criados para função doméstica, não é para eles.
2. Eu me estresso, mas fico quieta (nem sempre, ok) e acabo fazendo meio emburrada, confesso.
3. Quando chego em casa saio fazendo tudo o que tiver que fazer ou se é de final de semana acordo fazendo tudo. Por quê? Para aproveitar mais o dia. Quanto antes eu realizar as obrigações, melhor. Odeio ter que parar de fazer algo prazeroso pra ter que fazer tarefas domésticas. Aliás, eu ODEIO tarefa doméstica!

Ele vai ler isso e achar que é mentira, mas um tempo atrás pensei nessa hipótese. Porém, achei melhor não comentar nada, achei meio coisa de ditador e já me basta a fama de brava. Mas adorei quando ele sugeriu a ideia. E para não cair em esquecimento (e não ter que pedir), coloquei-a em prática: comprei o quadro negro verde! Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

19 jun 2012

Coisas pra fazer com seus filhos antes que eles cresçam

por
Gabi Miranda

Comportamento, Maternidade

Desafio: Coisas pra fazer com seus filhos antes que eles cresçam

Alguém aí acompanhando o desafio “100 coisas para fazer com seus filhos antes que eles cresçam”?! É assim, a Gelatina Royal convidou 5 mães/pais blogueiros para inspirar você a transformar pequenos momentos com seus filhos em momentos inesquecíveis.

Estou achando a iniciativa da Royal incrível porque tem ideias simples e que podem fazer a diferença no nosso dia a dia, além de eternizar o tempo em forma de lembranças.

desafio

O desafio vai rolar ao logo de 20 semanas, todo dia tem texto com uma ideia bacana. Os blog participantes são: Meu projetinho de vida; A vida como a vida quer; Coisa de Mãe; Potencial Gestante e Dica de Mãe.

Todos os blogs estão de parabéns. Sério, gosto de todos. Mas gostei de dois posts, que achei particularmente especial, da Roberta Lippi: A árvore e a régua de crescimento; e Por trás das lentes.

O site do desafio ainda trás receitas deliciosas e fáceis de preparar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

18 jun 2012

O discurso

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Sábado foi aniversário e festa de um ano do meu pequeno Ben! Eu muito envergonhada, fiz um discurso antes do parabéns e agora deixo registrado aqui.

“Eu tive muito medo durante a minha gravidez inteira. Fora meus medos de agulhas, hospital e afins, tive medo de colocar um filho no mundo, de deixar de ser filha para ser mãe, de deixar de ser uma pessoa individual pra me tornar o mundo de alguém, das responsabilidades e do turbilhão de emoções que acompanha a maternidade. Afinal, ser mãe é um percurso sem volta. E é natural sentirmos medo do desconhecido. Nesses últimos dias eu tenho revivido essa data de hoje e aí me dei conta de como foi gostoso sentir aquele medo que me abraçou no dia 16/06/11, por volta das 16:30. Era um medo com sabor de ansiedade – bem definido numa leitura que fiz dia desses – “aquela sensação de que se está prestes a pular no desconhecido, mas quando se sabe que o lugar do tombo vai ser fofinho e cheiroso. Como talco de bebê.” Ah, eu caí nessa como uma pluma. Acho que estou me saindo bem. A maternidade é uma experiência incrível, cheia de surpresas, alegrias incalculáveis, descobertas, pequenezas, algo sublime, mas também pavorosa, difícil, cheia de medos. Mas é além de tudo um aprendizado diário. Principalmente, no que se diz respeito ao amor e a doação. Ser mãe é doar-se integralmente e verdadeiramente para o outro. Então, eu quero agradecer a minha mãe por ter me colocado no mundo, por todo o amor que me dedicou, pela liberdade de escolha que sempre me foi dada, e agradecer também por todos os dias da minha licença maternidade que ela atravessou a cidade de metrô, pra cuidar de mim e do Benjamin. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

16 jun 2012

Você veio para enfeitar a minha vida

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Filho, hoje estamos completando um ano. Um ano da sua vida. Um ano da minha vida como mãe. Há um ano, num domingo lindo de sol, quando estávamos saindo da maternidade, enquanto fazíamos o caminho pra casa, fiquei pensando no mundo de coisas e lugares que tinha para apresentar a você. Não passou pela minha cabeça que você, tão pequeno, também me apresentaria ao mundo. Desde então você me faz enxergar a vida com outra expectativa, com olhos de quem vê tudo pela primeira vez.

Com você fiquei convicta que a vida é transformação. Sempre tive muito medo do tempo, mas você me faz compreender que ele é também nosso aliado. O tempo resgata nossa história. E mesmo vendo a voracidade com que você cresce, procuro pensar em tudo que vai ficar registrado em minha memória: o cheiro desse tempo, as formas, as músicas, o sabor, o som da sua voz, suas gargalhadas… Além, de não esquecer um minuto sequer que estamos conhecendo um mundo juntos. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

15 jun 2012

Amamentar – uma das experiências mais incríveis da vida materna

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Este post é um candidato ao Melhor post do Mundo, da Limetree

A maternidade me despertou para muitas coisas. Uma delas foi para a desaceleração. Eu sempre fui uma pessoa extremamente agitada, acelerada e ansiosa. Para meu desespero, o que se faz durante a gestação? Espera. Espera ansiosamente a barriga crescer, o bebê dar os primeiros chutes, chegar o dia da consulta e ainda espera na sala do consultório, espera…! Era preciso tranquilidade e calma para esperar. Aprendi com a maternidade o que não tinha aprendido em 30 anos e da forma mais prazerosa do mundo: amamentando.

Amamentar requer tempo e muita paciência por parte da mãe. Logo que o bebê vai para o quarto, após o parto, ele é colocado no peito da mãe para que possa “aprender” a mamar. Ele já tem um reflexo de sucção forte e a mãe precisa alinhá-lo no colo para ajudá-lo pegar corretamente o bico do seio. Aqui preciso abrir um parêntese. Ao longo da gestação percebemos que o bico do seio escurece, a razão é simples e incrível! Quando o bebê nasce, ainda tem dificuldade de focalizar imagens, então enxerga o bico do seio pelo contraste da pele, e se levado ao seio, suga-o imediatamente por reflexo. Não é o máximo?! Sábia essa mãe natureza… Obtive essa informação lendo o livro Quem Ama, educa – que dá um outro texto. Fecha parêntese. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!