14 jun 2012

Morde e assopra, quer dizer morde e passa pomada

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Meu Ben hoje levou uma “leve” mordida de um coleguinha da escola. Tão leve que a marca está lá visível na mãozinha dele.

Eu sei “acontece” e vai acontecer muitas outras vezes. Mas é complicado…primeiro que veio recado na agenda dizendo que ele tinha recebido uma leve mordida e que passaram pomada. O mínimo que podiam ter feito era ter me avisado pessoalmente ou por telefone. Eu tenho interesse em saber em que tipo de situação meu filho foi mordido: a) ele agrediu e recebeu o troco; b) foi uma agressão gratuita; c) a intenção era dar um beijinho, enfim…

Segundo, será que na agenda do pequeno agressor foi o recado para os pais “seu filho mordeu de leve um coleguinha”?! Porque na minha opinião, esse é o tipo de coisa que tem que ser falado para os pais. Está certo, eles tinham que me avisar sobre a mordida, mas é algo tão perceptível que se não avisassem eu saberia. Mas e os pais do agressor mirim vão saber como?! Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

12 jun 2012

Há um ano…

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Eu pensei que estava enlouquecendo até ver alguns posts de mães na mesma situação: prestes a comemorar um ano do filho! Sério, estou num chororô nesses dias que já dava pra encher um caminhão tanque (daquele bem grandão) de água, sabe?!

Tenho revivido tudo: a chegada, os dias na maternidade, os primeiros dias em casa, os primeiros meses. Principalmente, todos os acontecimentos desde a véspera até o nascimento do meu Ben: fomos ao obstetra. nenhuma dilatação. marcamos a data. saí frustrada. fomos encher a pança (no meu caso, fui estourar a pança) de pizza hut com um casal de amigos. foi a primeira noite – durante a gestação inteira – que não dormi direito. Acordei, fui ao banheiro “ops, um sinal esquisito…não deve ser nada”. voltei pra cama. acordei quase meio dia. recebi uma ligação da tia Rosana. fui ao banheiro “ops, e esse sinal esquisito?!”. tomei banho e….sinal muito esquisito. liguei pro marido que mandou ligar pro médico (também, né?! Que ideia a minha ligar pro marido). fomos para o hospital. sinal falso. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

11 jun 2012

Um ano de paternidade: coadjuvância premiada (por Roberto Piffer – o marido)

por
Gabi Miranda

Comportamento, Maternidade

Um ano de paternidade merece ser comemorado

Nessa semana não só o pequeno Ben completa seu 1º aniversário. “Coincidentemente” também completo um ano, mas como pai. Engraçado que a Gabi já é mãe desde que ouviu o coraçãozinho do Benjamin palpitando dentro da barriga. Ou seja, ela é mãe há um pouco mais de tempo que eu.

Mas voltando ao tema, a paternidade é algo muito diferente, engraçado, complexo. Demanda, acima de tudo, muita responsabilidade, mas também muita disposição, energia e amor. Certa vez ouvi dizer que só se tornando pai, para um homem (finalmente) se tornar um homem de verdade.

E não é que dei toda razão a esta frase! Confesso que, se não fosse pai, duvidaria por completo dessa afirmação e sei bem porque. Mas na condição de pai, com o “enorme” peso de criar uma nova pessoa e conduzir uma família, entendi perfeitamente essa história.

Além disso, descobri também uma nova coisa neste um ano que se passou (e não se assuste com o que vou dizer). O pai não passa de coadjuvante dessa vida em família. É, e alguns pontos nos fazem entender melhor esta visão. O pai surge depois da mãe. A mãe já tem o contato com o bebê desde o interior da barriga e já se sente mãe bem antes do pai (como eu disse antes). O pai só vai ser pai mesmo do parto pra frente.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

07 jun 2012

Navegando no mundo paterno

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Outro dia estava com um tempo livre (coisa rara) e resolvi conhecer alguns blogs paternos que tinha visto por cima (há tempos) no Pais Modernos. Fiquei impressionada. Se você já ouviu isso, acredite, é verdade: os pais estão cada vez mais participativos.

Fiquei encantada com alguns blogs e adorei ver o outro lado. Até então eu só estava acompanhando blogs maternos, o único paterno era o Pais Modernos, do Caio, que eu particularmente gosto muito.

Relaciono aqui os que mais gostei.

Diário Grávido

Você já deve ter escutado falar do livro “Diário de um grávido”. É do Renato Kaufmann, pai da Lúcia, autor do blog e também de um outro livro, o “Como nascem os pais”. Eu sabia desse segundo livro, mas não sabia do blog e conheci pesquisando sobre os livros. De cara você vê que Renato é muito bem humorado. Adorei o blog e se eu já estava ansiosa para ver o livro, fiquei ainda mais. Kaufmann estreou esse mês sua coluna “Diário de pai” na revista Crescer. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

06 jun 2012

Num coração cabe tanto amor…

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Parece que foi ontem. Eu de um lado da porta, o marido e a Capitu do outro. E então surgiram as duas linhas vermelhas. Foi o dia mais feliz da minha vida….e também o mais assustador.

Na primeira ultrassom era algo tão minúsculo…até que ouvimos as batidas do coração. Aquele som era de uma potência sem fim. É inexplicável a sensação de ter um coração batendo na mesma pulsação que o seu.

Logo depois tivemos a confirmação de que seria um menino. Eu sempre soube. Escolhemos o nome. Benjamin. Do hebraico. Filho da mão direita. Filho da minha velhice. Filho da felicidade.

A todo instante tinha alguém pronto para dar um conselho. Durma muito agora. Aproveite a gravidez. Você será a melhor mãe que seu filho poderia ter. Acredite no seu instinto. Faça um estoque de comida antes do parto. Sua vida vai mudar. Você vai descobrir o amor.

Ninguém me contou que esse amor cresce a cada instante. Que esse amor chega a doer. Que um ser tão pequeno me ensinaria tantas coisas diariamente. E toda vez que ele sorri, a vida vira uma festa. Que toda vez que ele me olha, eu sinto seu amor por mim. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

05 jun 2012

Organização festa de aniversário – a roupa

por
Gabi Miranda

Festas

Escolher a roupa do aniversariante também faz parte da organização festa de aniversário

Organização festa de aniversário

Organização festa de aniversário: com que roupa vestir a criança?

Outro dia postaram no facebook “ter bom gosto custa muito caro”. E como custa! Sábado fomos comprar a roupa do aniversariante – item importante na lista da organização festa de aniversário. Eu queria uma roupa confortável, porém estilosa. Fiquei impressionada como é cara a roupa de criança. Não que eu não soubesse. Mas como até agora Benjamin só ganhou roupas, eu não tinha comprado nada pra ele a não ser uma calça de malha aqui e outra ali.

Eu me considero uma pessoa de bom gosto, mas o meu bom gosto é muito caro. Eu devia ter nascido RICA! Ainda bem que nasci com o dom da negociação, com a paciência para pechinchar! Eu vasculho e acho coisas bacanérrimas e com preços mais bacanérrimos ainda. Depois de andar pra caramba o sábado inteiro, acabei comprando o modelito do meu Ben na Zara. “O quê, na Zara tem roupa para criança???” Siiiiiim! Algumas lojas da Zara têm uma parte destinada aos pequenos, a Zara Kids! O preço nem é tão absurdo assim e as roupinhas são coisas de Deus. Uma graça só! Mas pra achar roupas com bons preços, tem que garimpar os cabides da loja.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!